PplWare Mobile

Tags: 32bits

Apple: inicia esta semana o fim das apps de 32 bits no macOS

A Apple decidiu, há algum tempo, terminar o suporte para aplicações de 32 bits nos seus sistemas operativos. Se no caso do iOS este processo já decorreu e estará já terminado, no macOS ainda está a dar os primeiros passos.

Com metas bem programadas e prazos bem definidos, inicia esta semana o fim do suporte para estas apps no macOS. É já a 31 de janeiro que as apps de 32 bits deixam de poder ser enviadas para a App Store. Mas há outras medidas em campo.

macOS


NVIDIA prepara-se para abandonar o suporte aos drivers de 32bits

O evoluir dos sistemas operativos garantem a segurança e a chegada das mais recentes novidades. É por isso normal que as empresas acompanhem essas atualizações.

A NVIDIA foi a mais recente a colocar um ponto final no passado e empurrar os utilizadores para o futuro. Vai abandonar a criação de drivers para sistemas de 32bits, fechando um ciclo em todos os sistemas operativos onde está presente.


O macOS também vai deixar em breve de suportar apps de 32bits

A decisão da Apple de eliminar o suporte às aplicações de 32 bits está cada vez mais perto de se concretizar. Depois de forçar essa atualização no iOS 11, faz agora o mesmo caminho no macOS e prepara-se para terminar o suporte para estas aplicações, obrigando-as a migrar para a arquitetura de 64bits.

Será já no início do próximo ano que a Apple deixará de aceitar aplicações de 32bits, deixando para mais tarde o fim das atualizações das atuais.


Primeiras apps do Project Centennial chegaram à Windows Store

Desde que o Windows 10 chegou que a Microsoft quer alimentar a sua loja de aplicações com o máximo de ofertas possíveis. Para isso criou vários “conversores” de aplicações de outros sistemas.

Depois de mostrar a versão para Android e para iOS chegou a vez das aplicações de 32 bits. O Project Centennial está a caminhar e as primeiras aplicações convertidas chegaram à loja de aplicações do Windows.

Project Centennial


Chrome passou a ter versões de 64bits para o Windows 7 e 8

O Chrome é já uma bandeira do que de melhor se faz na Internet. Este browser, um produto Google, tem vindo a conquistar uma presença determinante no que diz respeito não apenas à escolha dos utilizadores, mas também às novas tecnologias e ao que dela se pode retirar.

Presente em praticamente todas as plataformas disponíveis, quer sejam móveis ou de secretária, tem-se revelado a escolha mais lógica para muitos.

O que a Google investe no Chrome mostra bem o que ele representa para si, tendo agora dado mais um passo ao apresentar pela primeira vez uma versão 64bits do Chrome.

chrome_1