PplWare Mobile

USB Safeguard 6.0 – Proteja a sua penUSB


Autor: Mário Sousa


  1. Jose Coelho says:

    A versão free so funciona em pen’s até ao máximo de 2GB

  2. César Assombro says:

    Muito bom este programinha.
    Será que também funciona com cartões de memória, por exemplo os dos nossos telemóveis?
    Obrigado pla partilha ppl 🙂

  3. jaugusto says:

    …ups!!! 1º fazer backup ou it will erase your drive….

  4. Luis says:

    Não é mau, mas em compoaração, prefiro antes a encriptação portable do TeraCopy.
    De qualquer maneira, é sempre mais um software a considerar.

    Bom Post!

  5. Gilberto Neto says:

    Em meus testes o programa corrompeu TODOS os arquivos compactados e até apagou outros tipos de arquivo…

  6. Miguel says:

    A “encriptação 256-bit AES, uma das mais potentes conhecidas até ao dia de hoje” tem vulnerabilidades: http://www.schneier.com/blog/archives/2009/07/another_new_aes.html

    Com estes ataques o AES 256 é menos robusto que o AES 128! Embora não haja razões para pânico o futuro do AES não é promissor.

  7. Redin says:

    “Perder uma penUSB é quase tão normal como perder moedas no sofá de casa!”

    Levando isso à letra, eu até acho que não será assim…
    Eu nestes anos todos em que poderia ter achado pelo menos uma unica pendrive, nunca encontrei nenhuma.
    O que eu acho é que todas aquelas que por qualquer razão já não possam fazer parte da companhia dos seus donos, ou é porque tecnologicamente já perderam o “brilho dos seus tempos aureos” ou então avariaram. No primeiro caso os donos deverão danifica-la para as deitar fora e nas outras o curso do seu uso já fez o trabalho por eles.

  8. Roy says:

    Tal como diz o Miguel o AES não é um dos algoritmos mais potentes conhecidos!
    Embora existam montes de algoritmos, o mais “potente” (no sentido de ser seguro) e testado ao longo do tempo, será o algoritmo SERPENT 256 bits… foi finalista no concurso AES (Advanced Encryption Standard) norte-americano, e considerado o mais seguro de todos (aquele que levaria mais tempo a ser “quebrado” no futuro…) toda a gente sabe o que as agências de segurança americanas e outras acham de algoritmos verdadeiramente seguros (veja-se o DES, norma anterior ao AES) e certamente que pressionaram para que o algoritmo de segurança fosse o que tivesse menor margem de segurança de todos… e assim nasceu o AES… a desculpa: rapidez… a segurança, mais uma vez, ficou para trás.

    Mas se querem algo mais a sério, para uma proteção “fabulástica”, podem sempre usar o Threefish (desenhado por: Bruce Schneier, Niels Ferguson, Stefan Lucks, Doug Whiting, Mihir Bellare, Tadayoshi Kohno, Jon Callas, Jesse Walker, muitos deles bem conhecidos neste meio) com um tamanho de bloco e chave de 1024 bits. Tem sido bastante escrutnizado porque está associado ao algoritmo de integridade Skein (atualmente na calha para poder vir a ser o futuro SHA-3, promovido pelo NIST norte-americano).

    Por último, se quiserem somente usar o algoritmo e senha (vosso próprio programa, por exemplo) saibam que a senha para obter 256 bits de segurança tem de ter 40 caracters ASCII, e para terem 1024 bits de segurança tem de ter 157 caracteres ASCII de comprimento… de preferência com letras grandes/ pequenas, números, simbulos e caracteres especiais.

    Se quiserem utilizar verificação de integridade (HASH) para a senha… ou melhor transformar qualquer senha em algo com um comprimento grande fixo, devem usar um algoritmo de 512 bits para 256 bits de segurança (exemplos: SHA-512 e Whirlpool)… para 1024 bits de segurança, desconheço… mas suponho que terá de ser uma hash de 2048 bits se a proporcionalidade em que aumenta se mantiver. Não conheço nenhuma hash credivel que tenha esse tamanho.

    • Arlindo says:

      conheces algum software que use esses dois algoritmos threefish e serpent 256 que seja mais “user frendly”; Simples de usar pelo comum dos mortais. Obrigado.

  9. Manu says:

    Pena o linux e o osx não serem suportados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.