PplWare Mobile

Pinta – O clone perfeito do Paint.Net para Linux


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Guilherme de Sousa says:

    o pinta segundo andei a ler n é suposto ser uma alternativa do GIMP literalmente, mas sim para utilizadores menos experientes q apenas precisam de pequenas funçoes..

    ja havia o paint mono, mas devia ser demasiado baseado no paint.net.

    cumps

  2. pmsm1100 says:

    Há muito que procurava por uma aplicação como esta, até agora usava (ou tentava) o Krita mas esta parece-me uma solução muito melhor, espero que tenha continuidade.

  3. AntonioPT says:

    Não esquecer que é baseado em Mono. Eu não tenho nada contra o Mono, mas alguns FOSS fanboys podem achar ultrajante e etc…

  4. Para pessoas menos experientes acho bom a aplicação.. mas para mim o melhor é o GIMP, só é uma questão de treinar, até prefiro usar o gimp do que photoshop… experimentem o gimp…:D..

  5. Ana Narciso says:

    Para coisas rápidas o Gimp é simplesmente lento. Realmente sinto falta de um “Paint” em Linux, literalmente um Paint. Tenho de experimentar este!

    • Florestal says:

      É como a Ana diz! Tenho de experimental este, pois uma das coisas que também sinto mais falta em Linux é mesmo de um Paint prático e funcional! Obrigado pela dica, bom trabalho!

      Abraço

    • Paulo Cesar says:

      Temos o KolourPaint, que é muito parecido com o Paint.

      • Florestal says:

        Pois temos, mas o kolourpaint é KDE e eu utilizo gnome. Agora ando numa de tentar ter tudo com aplicações do gnome (há malucos para tudo…). Mas já utilizei o kolourpaint durante 1 ano e gostei muito.

        Até acho o KDE graficamente muito interessante, e com algumas aplicações superiores às nativas do gnome (amarok, kmess…) , mas o meu pc é um “chaço” e arrasta-se um pouco com KDE (Ubuntu e Linux Mint). Além disso o gnome é mais estável (no meu pc).

        Abraço

      • wolfytuga says:

        Olá!

        Se quiserem um programa bastante parecido com o tradicional Paint do Windows, e não me refiro das novas versões encontradas no Vista e no 7 mas, das versões anteriores, então aconselho o GNU Paint, que pode ser encontrado no Centro de Software Ubuntu, ou então por consola:

        $ sudo aptitude install gpaint

        Cumps

        • Florestal says:

          Sim, mas o gpaint tem um defeito básico e (muito) irritante: não possui a capacidade de fazer “undo”!

          Já experimentei o pinta, mas acho-o muito “verde”. Tanto quanto consegui perceber parte das funcionalidades estão previstas mas ainda não funcionam (por exemplo, a inserção de texto). É aguardar pelas próximas versões.

          Um abraço

  6. Opteron says:

    Interessante, vou experimenta-lo!

  7. claw says:

    “Helo”??? lol

  8. Vitor B. says:

    Estou solidário com quem sente falta de um paint em Linux. Por vezes é necessário redimensionar ou aparar ligeiramente uma imagem sem despertar “o gigante GIMP”.

    Pessoalmente o KolourPaint tem-me sido útil e apresenta algumas melhorias face ao paint tradicional.

    Mas vou experimentar este..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.