PplWare Mobile

Chegou o Firefox 52 – Mais poderoso e seguro que nunca

Firefox

Download: Firefox 52


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Pedro says:

    Tão poderoso que ninguem usa pois o chrome é melhor..nem da para mudar o zoom permanentemente das paginas

    • Antonio says:

      Ninguém usa lol.. Adoro esses comentários o Firefox depois do Chrome é um dos mais usados

      Eu uso *ninguém usa* cough cough

      O Firefox é mais seguro que o Chrome não é ao acaso que é usado no tor e em sistemas Linux tais como tais whoenix e em outras distros

    • Blue Screen of Death says:

      Não sabes o que dizes… CTRL + (Zoom In), CTRL – (Zoom Out) e o Zoom fica memorizado para cada website. A indicação do nível de Zoom é mostrada no extremo direito da barra de endereço e clicando lá volta-se ao valor por defeito (100 %) e a indicação desaparece. Também se pode usar a combinação CTRL 0.

      • ... says:

        obrigado…também não sabia 🙂

        • Blue Screen of Death says:

          De nada.
          Consoante a preferência do utilizador, podemos ter diferentes websites com diferentes níveis de Zoom. Estes ficam memorizados (guardados) quando fechamos o Firefox. São mantidos até que os voltemos a alterar…

      • Fido says:

        Lá diz o ditado “Quem não sabe é como quem não vê” .
        Exatamente Blue. É facil e é básico, mesmo não se sabendo seria 1ª coisa a experimentar ;).

    • Pedro relvas says:

      Ignorancia é muito feia.Para teres ideia o firefox neste momento é muito mais estável no youtube do que o google chrome que se farta de crashar.

      • FNP.PT says:

        Não tenho preferência nem pelo CHR ou FIR. Mas informo que instalei o FIR52 e crashou logo à primeira! Resultado, já foi…

      • rlopes says:

        Não sei de onde tiraste essa conclusão, Pedro. Num i7 com 16gb de ram o firefox “borra-se” bastante em sites com html5. Tanto tempo depois ainda continua com esse problema, ao passo que o chrome funciona perfeitamente bem e fluído.

    • Francisco Santos says:

      Quando fizer o IRS continue com o chrome …. por exemplo 😉

  2. Paulo Horta says:

    Bom… agora que o Firefox acabou com a execução de plug-ins NPAPI, as alternativas para o JAVA na web são quase nulas!
    ???IRS???… Anyone??? ???Java em Linux… Alternativas???
    Alguém sabe se há intenções nos portais oficiais para substituir o Java por outra tecnologia?
    Obrigado.

  3. GugaMaster says:

    Poderemos sempre usar o FF 52 ESR até 2018.

  4. me and me says:

    e que tal deixar de comer recursos como uma besta faminta? um browser que so por abrir como 300MB de ram acho exagerado….

    • Belmiro says:

      Cada vez mais os browser são mais evoluídos, tal como o office, etc etc e como tal aumenta o tamanho. Mas hoje em dia é raro o PC com menos de 4 GB RAM e o Edge (que é o que eu uso) está topo e muito fluído. Já usei o Chrome e Firefox mas a performance era sempre inferior e menos fluída. Honestamente para mim (não testei este FF12) fluido só o edge no PC e safari em Mac.

    • P says:

      Qual é o problema de os programas usarem RAM? Tens 8GB de RAM para quê? Para ganharem pó?

  5. Constantino says:

    Pela minha experiência, o poderoso Firefox engasga-se todo com vídeos. O leitor de HTML5 é uma desgraça.

  6. Rodrigo says:

    Acho que é desta que vou dizer adeus ao Chrome.

  7. Luis says:

    Vou ficar pelo Brave, até agora não falhou!
    Claro que não todas as funções do Firefox (ou Chrome) mas para quem pretende apenas navegar sem anuncios ou trackers é uma boa alternativa a muitos outros.

  8. Blue Screen of Death says:

    Sem dúvida o melhor browser – de longe… E como alguém já disse, quem quiser continuar a ter suporte à API de Plugins Netscape (NPAPI) para além do Flash, tais como Java (utilizado no Portal das Finanças, entre outros), Acrobat, Silverlight, etc, pode usar a versão 52.0 ESR (Extended Support Release) do Firefox.
    A versão ESR pode ser instalada sobre qualquer outra versão. Basta escolher a versão adequada ao SO (apesar de que aconselho a versão 32 bits para SOs de 64 bits, porque existe maior diversidade e melhor compatibilidade com Plugins) e escolher a linguagem pretendida. Todas as definições do utilizador são mantidas.

    Link: https://ftp.mozilla.org/pub/firefox/releases/52.0esr/

  9. pedro says:

    Gosto do firefox. Mas nas dev tools, ou é por usar mais, ou simplesmente o chrome está muito à frente.

  10. Blue Screen of Death says:

    O Firefox é, sem dúvida, o melhor browser – e de longe… E como alguém já disse, quem quiser continuar a ter suporte à API de Plugins Netscape (NPAPI) para além do Flash, tal como Java (utilizado no Portal das Finanças, entre outros), Acrobat, Silverlight, etc, pode usar a versão 52.0 ESR (Extended Support Release) do Firefox.
    A versão ESR pode ser instalada sobre qualquer outra versão do Firefox. Basta escolher a versão adequada ao SO (aconselho a versão de 32 bits, mesmo para SOs de 64 bits, porque existe maior diversidade e maior compatibilidade com Plugins) e escolher a linguagem pretendida.

    Todas as definições do utilizador são mantidas.

    Link (Linux, Win, Mac): https://ftp.mozilla.org/pub/firefox/releases/52.0esr/

    • SergioJP says:

      Existe uma outra maneira usando o about:config , adicione 1 nova string Borlean “plugin.load_flash_only” e deixe como false. Reiniciar o navegador e pronto.
      O Problema de instalar o Firefox ESR é quevai ter suporte só até 2018 apenas, assim que sair o 53 o NPAPI vair ser totalmente extinguido.

  11. Cortano says:

    Alguém sabe porque é que os comentários do Youtube (e outas funcionalidades), nem sempre carregam no Firefox?
    Já tenho este problema há algum tempo e até já tive de usar o Explorer várias vezes para ver alguns videos porque estes abriam como se fosse em duplicado com um em backgound e provoca sobreposição não sincronizada de som.

    Alguém sabe como resolver o problema do youtube no Firefox?

  12. knight says:

    Baixei a versão 54 do firefox, muito melhor.

  13. falcaobranco says:

    Acho que a ideia é acabar com o flash player… pk o java… ainda dá no chrome…alguns sites!

    Mas para o IRS não é por umas horas que o IE vai fazer mal… sempre fiz o IRS pelo IE e nunca tive problemas!

  14. Pedro Faim says:

    Para quem quiser activar o JAVA no FIREFOX 52, basta efectuarem da forma seguinte:

    1) Abra o Firefox e digite “about:config” na barra de endereços e pressione enter
    2) Clique em “Eu aceito o risco!”
    3) Clique com o botão direito em qualquer lugar e selecione Novo > Booleano
    4) Digite “plugin.load_flash_only” na caixa que aparece
    5) Defina o valor como “false”
    6) Limpe todo o histórico e reinicie o Firefox

    Testado e a funcionar no portal das finanças.

    Fonte:
    http://askubuntu.com/questions/890603/how-to-install-firefox-32-bit-esr-52-on-ubuntu-16-04-64-bit-without-uninstalling

  15. Ruca77 says:

    Uso o firefox há anos, nunca me deu razões para mudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.