Quantcast
PplWare Mobile

Última Hora: Lista de colocações de docentes 2013/2014

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto

Destaques PPLWARE


  1. Valter says:

    Boa sorte aos profs!
    Quem me dera ter tido assim uma prof na primária LOL

  2. navyseal says:

    E isto é notícia no pplware porque…?

  3. Atomsk says:

    Mais um ano a penar! É tudo o que eu sei…

    • Vítor M. says:

      Pois isso é que é triste, tanta gente que não vai ter colocação! 🙁

      • FXX says:

        Ninguém tem emprego garantido, não são só os professores.

        • pixar says:

          Sim, isso é verdade. E acho bem que assim seja. Só devo estar empregado que o meu trabalho for necessário, seja FP ou privado. Um prof com horário zero (apesar de ter algumas actividades na escola), é um insulto para quem trabalha e faz os seus descontos.
          A diferença é que os profs são os únicos funcionários do estado (em início de carreira que pode ir até aos 20 anos) que quase todos os anos andam com o coração nas mãos a saltitar de escola em escola. Durante o período de “saltitanço” não se podem dar ao luxo de fazer projectos de filhos de forma séria… Com já disse noutro post, eu nunca aceitaria andar a saltar e, depois de pagar todas as despezas relacionadas com a profissão, ficar com menos dinheiro do que trabalhar com o ordenado mínimo.

  4. Valter Miguel says:

    Ena pá…! No país todo entraram 3 novos professores! E 0 a informática. Os restante mil e tal limitaram-se a mudanças de escola ou saíram de quadros de zona para quadros de agrupamento. Olhando para estes números, parece óbvio que usar uma aplicação para isto é um desperdício de recursos tecnológicos. 🙂 E ainda são estas listas saíram com cerca de duas semanas de atraso em relação à data prevista. Assim se vê a competência e rigor do MEC, em que até na divulgação das vagas escreveu 600 mas depois de somadas as vagas todos por grupo de recrutamento dava 603, ou seja, uma contradição num decreto lei publicado em diário da república. E o Crato era professor de matemática? 🙂

    P.S. Não vejo o porquê de tantas criticas a esta notícia aparecer no pplware. Já por diversas vezes o pplware postou informações relacionadas com a educação, sejam aplicações para escolas, ou artigos sobre a tecnologia na educação, como tal não percebo porquê tanta contestação a que surja aqui uma notícia que afecta directamente a qualidade da educação. De qualquer forma respeito a opinião de todos.

    • José Leite says:

      Li o seu comentário e foi o que me elucidou melhor.Penso que como ouvi no Primeiro Jornal da SIC,em 40 e tal mil candidaturas de professores só tinham entrado três novos professores:1 para Moral,e outros 2 para o ensino de Espanhol,se não me engano.Realmente,é uma TOTAL RAZIA!!Mas para que se formam tantos professores??A saber que a reforma agora só se atinge aos 65 anos,que cada vez há mais concorrência entre a profissão,que levam mais de uma década(senão muito mais,a não ser que tenham cunhas!!)a andar de um lado para outro,etc,etc..Imaginem:vou dar o exemplo de Matemática,Português,Francês,Inglês,Geografia,História,Física e Química.São as disciplinas mestras no ensino.Sem contar com Educação Física,TIC,Biologia e Geologia,que essas também são importantes.Vocês não acham que o número de formandos a nível nacional não supera e MUITO o desejado??Há professores a mais e NUNCA o cansarei de o dizer!!Imaginem,por exemplo,o curso de Direito.Sabem quantas pessoas entram só em Lisboa e em Coimbra(só nestes dois lugares),por ano?Quase 1000!!É um escândalo!!Caramba,o que não faltam é para aí advogados/as.Agora até me parece que muitos só querem é ir para solicitadores/as,antes que serem advogados/as,porque até o exame para entrar na Ordem é bastante difícil e muitos/as ficam-se por aí.Porra,eu ainda hoje me lembro de professores/as meus do Liceu,e ainda hoje lá andam uma meia dúzia deles,e há anos que fiz o Liceu!!Caramba,não se pode matá-los para colocar lá outros!!Infelizmente com a subida da idade da reforma,muitos ainda vão arrastar-se pelas escolas ainda mais anos,por causa dos benefícios!!O ir para um curso sem saída profissional nos anos vindouros a uma licenciatura é MORTE CERTA!!Se fosse Medicina,Engenharias Informática e Electrotécnica,Relações Internacionais,Psicologia,Economia,ainda vá que não vá,agora,QUALQUER curso de Humanidades,Direito,até Engenharia Civil(hoje em dia),não dão para nada.O quê,querem ficar presos a horários zeros(no máximo),e esperarem mais de 15 anos,a meter papéis para ir dar aulas para aqui ou ali??Sejam lúcidos,desistam disso,porque isso já não leva a nada.O esforço já nem compensa.Ainda por cima,quando sairam os resultados das notas este ano,a figura do professor não saiu nada bem na fotografia!!Mas mesmo nada bem!!Embora eu ache que a culpa,única e exclusiva,seja de muitos/as alunos/as que andam a passear os livros pela escola o ano inteiro.Tenho dito,para não me alongar muito e ser muito chato.

  5. pixar says:

    Boa sorte pros profs, em especial os novos. Nem percebo porque ainda nâo partiram pra outra. Com horarios de 10 h e’ trabalhar pra aquecer, muitas vezes longe de casa.

    • JG says:

      Também não percebo porque insistem tanto em serem professores se cada vez ha menos crianças..

      • pixar says:

        A questão não é apenas haver menos alunos, até porque com o ensino obrigatório até ao 12º ano compensa um pouco a redução de alunos. A questão está também no aumento do número de alunos por turma.
        Depois houve o fim das disciplinas não curriculares, como Área de Projecto e Estudo Acompanhado. Estas disciplinas, na minha opinião, acrescentaram pouco ao ensino, mas tiveram custos mais altos que outras disciplinas. No caso do Estudo Acompanhado do 5º e 6º (3 tempos semanais), havia 2 profs por turma, ou seja, saía mais caro que o ensino de Matemática ou Português (4 tempos semanais). Não eram aulas inúteis, mas esse deve ser o papel dos pais, não dos peofessores. Agora paga-se a fatura desses escessos. E agora há que despedir professores.
        Os professores, com em muitos cursos, foram enganados, porque lhes foi dito que podiam tirar o curso de ensino porque havia falta de profs e depois disseram que afinal já não eram necessários. Um prof de História ou coisa do género vai fazer o quê? Que remédio tem de partir para outra, mas como se tivesse o 12º por que o curso nada lhe serve.

  6. Gilberto Pereira says:

    Isto sim é serviço público. Pplware sempre a ajudar. A esposa já anda no corre corre do costume 🙁 mais um ano…

  7. Sergio J says:

    Victor discordo com os teus argumentos apresentados e de facto tb estranhei o artigo. Mas não o critico, nem criticarei, pois, apesar de ter estranhado, até penso seja pertinente. Todos os orgãos de informação tem sempre um espaço para outras áreas fora da linha editorial. Por exemplo, jornais económicos, desportivos, etc. Portanto apesar de parecer descontextualizado, não me parece de todo descabido. Apenas é estranho, mas se calhar deixaria de ser estranho se aparecem mais artigos fora do ambito tecnologia.
    Como disse discordo apenas nos argumentos que usaste para defender a causa. Sinceramente acredito que tb achas que é pertinente e não é necessário fazer qq tipo de relações para justificar o artigo. Penso que usaste argumentos para responder aos criticos.

    • Vítor M. says:

      Sérgio, temos tantos, mas tantos artigos que são do mesmo contexto… mas tantos. 😀

      Como dizes e bem, não temos de justificar nada, estamos, como sempre fazemos a prestar um serviço que nós achamos pertinente e para teres uma ideia 😀 em pouco mais de 3 horas os links que deixamos, e por isso usamos os nossos short links das nossas contas Google, levaram mais de 5 mil clicks 😉

      Se andássemos aqui há meia dúzia de dias, compreendia algumas criticas, mas o serviço que prestamos e a ajuda que damos, é muito mais importante que alguma criticas sem fundamente, percebes? Portanto, são os milhares de utilizadores que já ajudamos que validam o nosso trabalho e aposto que até ao final do dia, passamos a barreira dos 40 mil cliks, o que é muita gente servida.

      Essa é a nossa satisfação.

      Abraço.

      • FXX says:

        ah já percebi. O objectivo é obter mais tráfego e com isso vender mais publicidade mesmo que o assunto não se enquadre com o site. ok, acho que agora ficámos esclarecidos.

        Claro que com esta publicação tiveram muitas visitas, mas a maioria delas foram de pessoas desligadas da informática e tecnologia e que não voltaram aqui, nem para pesquisar sobre tecnologia assim como pesquisar sobre assuntos generalistas.

        • Vítor M. says:

          Não não percebeste. Nós escrevemos todos os dias sobre assuntos variados e vejo-te assim aflito com as nossas visitas, a publicidade isso é estranho, quando vejo assim alguém a pairar nesse assunto é porque tem alguma coisa a ver com o assunto, deves vir de algum lado donde isso tem muito impacto!!! Ou não estavas tão aflito!

          É que andas de um lado para o outro, mexes e remexes e parece que te incomoda alguma coisa, isso tem um nome sabes… mas acho que sabes a que me refiro. Depois isso que tu dizes:

          Claro que com esta publicação tiveram muitas visitas, mas a maioria delas foram de pessoas desligadas da informática e tecnologia e que não voltaram aqui, nem para pesquisar sobre tecnologia assim como pesquisar sobre assuntos generalistas.

          … é para te acalmar esse delírio, essa ansiedade. hmmmmmm 😉 tu vens de algum lado sim senhor, estás aflito, estás tocado com este assunto e, ainda não tive tempo, mas era capaz de apostar que… 😀

          Este teu discurso, cheira-me a esturro!!!!

    • pixar says:

      A mim também me parece um tema fora do contexto. Mas a quem não interessa, lê o título e salta para a próxima notícia. Solução fácil!
      Das duas uma: ou as pessoas que tanto protestam com o tema de não ter interesse, afinal estão muito interessadas, ou são implicadores profissionais.

  8. João Fonseca says:

    Eu já visito este site quase desde a criação e tenho pena do que o pplware se tornou: flamming warzone! Não posso ver uma noticia sem haver os fanboys, e os “anti-publicidade”. Este é um blog gratuito, só lê quem quer.

    • Vítor M. says:

      É normal, são as chamadas dores de crescimento João, mas já foi pior, são dores cíclicas. Eles desaparecem em breve 😉 vai ver.

      Mas o crescimento traz de tudo, e como diz e muito bem, só lê quem quer, mas como muito o lêem isso “incomoda” outros segmentos, percebe? E é… chato! 😀 mas isto já acalma, em cada ciclo de crescimento é assim.

  9. Benchmark do iPhone 5 says:

    Cada página tem 50 nomes. Numa disciplina, nos não colocados há 53 páginas, o que dá 2650 pessoas. Fui ver as notícias que havia:

    “Numa comparação com os dados do final de agosto de há dois anos, o dirigente da Fenprof assinalou uma redução de 9.699 professores (menos 56,1%).

    Seguem-se agora colocações via bolsas de recrutamento que, se caírem na mesma proporção, permitem antecipar, na leitura sindical, a exclusão do sistema de 15 mil a 18 mil professores.

    Mário Nogueira considerou que estes números são “de uma violência atroz” e “o resultado das medidas tomadas, de propósito para pôr pessoas na rua”, contribuindo para engrossar “ainda mais”, a partir de segunda-feira, a taxa recorde de desemprego, hoje conhecida.”
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Educacao/Interior.aspx?content_id=2745937

  10. sakura says:

    sabe o pq há auditoriras externas ?

  11. sakura says:

    hummm…. ?????

  12. jota mama says:

    Sou prof.. contratado. Tenho ficado sempre colocado com a ajuda do meu amigo Diretor lá da escola que me colooca sempre em 1º lugar. Agora o caso parece mais complicado pois ainda nao fui colocado, mas o meu amigo Director já me disse que nao há problema que me vai arranjar um horário completo dos que ainda faltam preencher, portanto já estou garantido, pois ele é que decide quem vai ocupar os horários ainda vagos. Sao sempre reservados para os amigos de longa data, nem de outra forma poderia ser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.