Satya Nadella não era a favor da compra da Nokia pela Microsoft

Por Eduardo Mota para Pplware.com

Destaques PPLWARE

41 Respostas

  1. Helder says:

    Falar agora é fácil…

    Que visionário!

  2. Gpk says:

    A microsoft a fazer aquilo que melhor sabe, destruir empresas e fazer pessimos produtos. Tirando o office n ha nada de jeito, dos flops lumia e surface qual sera o proximo? Ter um tablet form com w10 chega a ser ridiculo tendo em conta que n existe uma appstore como no ipad…apenas software feito para rato e teclado e que nem vem optimizado para hidpi..e uma vergonha!

  3. Altamente says:

    Bill is the richest man on earth.
    Bill can afford an IPhone.
    Bill chooses to go for an Android.
    Bill is smart.
    Be like Bill.

  4. Indigente says:

    A Nokia afundou-se na era dos smartphones e levou junto a Microsoft. O Windows mobile é actualmente irrelevante no mercado móvel e só um idiota poderia continuar a apostar neste SO. Se a Microsoft quer estar presente no futuro do móvel tem de criar uma linha muito mais interessante que os Lumia.

    • David Silva says:

      Não sabes o que dizes. O problema da Microsoft é ser um caos internamente, com várias visões nas centenas de departamentos da empresa. Parece estar melhor, mas já é tarde. Não souberam cativar os grandes players do mundo digital a desenvolver as aplicações de raíz para Windows Mobile. Se as apps do Facebook não crashassem tanto e tivessem as funcionalidades e atualizações como têm o Android ou iOs, o Windows Mobile seria muito usado. Tenho um Lumia 640 e estou bastante satisfeito com ele, tirando não poder fazer chamadas pelo facebook messenger.

    • AiOGajo says:

      A era dos Smartphones não começou por volta de 1997?

      O Nokia Communicator é claramente um smartphone, aliás eram smartphones todos os topos de gama da Nokia, como por exemplo o 7650, 3650, 3660, 6600, 6630, Gama N, etc… muito antes de qualquer iPhone ou telefone com android.

      • AiOGajo says:

        Assim, essa questão do “A Nokia afundou-se na era dos smartphones” é claramente falsa até porque um dos smartphones mais vendidos de todos os tempos foi o Nokia 6600 e 5230… (fabricados nos anos 2003 e 2009 respectivamente). Assim, a era dourada dos smartphones foi mesmo a década de 2000 a 2010. A Nokia foi adquirida em 2014.

        Aliás um smartphone não é mais do que outro nome para PDA com a função telefone.

    • eachtime says:

      Eu diria que a Microsoft é que afundou e levou junto a Nokia

    • RedM says:

      “A Nokia afundou-se na era dos smartphones e levou junto a Microsoft.” Este comentário é muito interessante, sendo que o gestor que levou a Nokia ao fundo do posso foi Stephan Elop, que veio da Microsoft. Pôs a Nokia a preço de saldos para a seguir a Microsoft comprar a Nokia. Stephan Elop consegui ainda sair da Nokia com uma indemnização choruda. Enfim coisas que se podem passar na Europa mas nunca nos Estados Unidos.

      • Alexandre Cunha says:

        Correto. Stephan Elop foi um cavalo de Troia na estratégia da m$. Um comportamento que levou a que todos perdessem: A m$ que acabou por não conseguir nada com isso, a Nokia que perdeu a oportunidade de seguir com projetos de SO próprios ou com Android e continuar como referência. E por fim, a industria e os consumidores.

  5. Miguel Nóbrega says:

    Nunca gostei deste gajo.. não gosta retira-se-os do mercado. Fazer bullying com os clientes é só estúpido.
    Foram e são ainda como Beta testers pagantes..

  6. Rui says:

    Obviamente que a aposta da Microsoft na Nokia não correu bem. Mas com esta revelação do Nadella, não sei até que ponto ele que sempre foi contra esta compra, não terá sido o seu coveiro.

    Outro aspecto que vejo por aqui em comentários….. “a Microsoft” afundou-se”…… Estão a falar a sério?
    Estamos a falar de um empresa que vale 570 mil milhões de dólares (8 vezes o empréstimo da troika a Portugal) e que NUNCA DEU PREJUÍZO na sua história!!!!! Fazem ideia de quantos departamentos tem a Microsoft? O Móvel é só mais um e que nem de longe nem de perto é o que mais factura! As galinhas dos ovos de ouro da Microsoft chamam-se: Cloud, Office, Windows, jogos…….

    Estamos a falar de uma empresa que tem de lucro por ano mais de 20 mil milhões de dólares, dava para comprar 3 NOKIA por ano!!!!!!

    • José Rodrigues says:

      Não correu bem mas também não correu mal, os surfaces vieram dessa aquisição e vendem bastante bem, com esse negócio, a posterior venda da nokia e o arrecadar de patentes, acredita, foi muito vantajoso para a microsoft, embora não tenha sido o golpe que o balmer queria, mas também ele era burro que nem uma porta.

      O resto concordo, a Microsoft cada vez está melhor, desde os tempos do bill gates que não estava tão bem,o Satya Nadella tem uma excelente visão de negócio.

    • toni da adega says:

      Provavelmente para essas pessoas isso são trocos ou então vivem noutra realidade, porque se formos a ver quantas empresas em Portugal consegue faturar o mesmo que que empresas como a MS fazem de lucro.
      Se no NYSE ou NASDAQ ou são poucas que chegam a esses valores quanto mais no PSI 20.

    • Laurindo Semedo says:

      Office Windows Jogos? Peanuts o dinheiro vem da Cloud e do Azure.
      Nesse campo a Microsoft está a anos luz da concorrência.
      Mas nada disso invalida a verdade, tanto a Nokia como o Windows phone tinham pernas, a Microsoft é que teve falta de visão e capacidade de compromisso para com os seus clientes.
      Nada mais que a verdade.

      • Rui says:

        Ou falta de vontade do actual líder que sempre foi contra a compra da Nokia. Ou vai dizer-me que ele era contra (porque não era um projecto dele) e passou a amar o departamento móvel assim que foi eleito líder da Microsoft? Até porque tinha aí a ovelha negra perfeita para deitar as culpas no caso de algo correr mal!!!!!
        Leu o que escrevi? Cloud, office (é omnipresente em qualquer pc de uma empresa), Windows….. e por aí a fora.

        • JJ says:

          Ele foi contra a compra da Nokia, não contra o departamento mobile.
          Tinha uma visão diferente, e com alguma lógica, que com o mercado bem dominado pelo Android e iOS, um terceiro SO na mesma linha não ia resultar rapidamente.

          Logicamente, ao se tornar SEO e alterando a abordagem da Microsoft com relação a todo o tipo de mercado onde esta presente, a linha actual do departamento mobile tinha de ser obrigatoriamente alterada. Mesmo assim, ainda tentou com o W10M e com as Apps Universais…

          A meu ver o problema da abordagem mobile por parte da Microsoft, aconteceu ainda antes da compra da Nokia, foi em 2012, quando lançaram o WP8 e todos os equipamentos vendidos nos 2 anos anteriores não suportariam o upgrade. Ainda por cima isso aconteceu, quando o WP estava a começar a crescer.

  7. gigbola says:

    Esse indiano basicamente meteu os pés pelas mãos, devia ter respeitado o plano de Steve balmer… provavelmente chegou ao poder deitando o outro ao chão

  8. Pérolas says:

    Sim, pois… só contou prá você… o phone já foi, os servidores já foram e os desktops são a seguir, pois, o foco da M$ é outro: chama-se azure vs amazon! De facto vai ser duelo de titãs e ainda é cedo para anunciar um vencedor. No entanto, a M$ tem todo um historial de más práticas que faz com que se desconfie de tudo o que aposta… vamos ver até que ponto há redenção ou é só para “inglês” ver…

    • Rui says:

      Pérolas, para haver redenção tinha de existir uma queda! Diz-me lá que empresas é que deram sempre lucro desde que nasceram!?

      Os servidores já foram? Por acaso sabias que a Microsoft tem 1/3 dos web servers? E a seguir vão os desktop? Eu já ouço isso desde os anos 80 com o windows 3.0 que era horrível! Já estamos em 2017 e é o que se vê!!!!

    • JJ says:

      Estas a contradizer-te!!!
      Se o foco é Azure… logo o foco passa pelos servidores também… Porque que eu saiba o serviço Azure é um serviço Cloud e precisa de servidores para trabalhar.

      Tem que se ser algo realista, a nível empresarial (que é onde esta o dinheiro) a Microsoft continua a ser a empresa de IT que oferece os melhores serviços em todas as vertentes.
      Não quer dizer, que outras empresas não tenham bons serviços empresariais, mas em algum momento acabam sempre por usar algum produto ou serviço Microsoft.

      Por isso como o @Rui disse, a Microsoft nunca deu prejuízo. Porque, as pessoas/empresas, usam os seus serviços directamente ou indirectamente.

  9. ThornC says:

    “e à venda da Nokia à HMD Global”… Se me recordo bem a MS comprou apenas a divisão movel da Nokia junto com o direito a usar o nome Nokia por alguns anos. Quando este tempo expirou a Nokia pode voltar a usar o nome e decidiu vender o nome à HMD (uma empresa criada por estes gestores da própria) que o usa actualmente para vender dispositivos móveis….
    Acho que o artigo devia ser revisto….

    • Vítor M. says:

      Não foi Nokia, foi Lumia 😉 revê lá o que foi contratualizado à altura 😉

    • ThornC says:

      Lá perdi um pouco de tempo para perceber melhor… a MS vendeu à Foxconn e à HMD recursos relativos aos “Feature Phones”, a marca Nokia para smartphones passou da Nokia para a HMD.
      A Microsoft manteve os direitos sobre o Lumia e outra serie de coisas.

      Ou seja o artigo não é exacto, mas tambêm não está errado 🙂

    • ThornC says:

      Já agora a Nokia nunca pertenceu à Microsoft… apenas a parte relative a “mobile and devices” foi vendida, a Nokia continou a existir em muitos outros mercados. Mais ainda a Microsoft só podia usar o nome Nokia por 18 meses (com o Lumia) e 10 anos para os “feature phones”… o que acabaram por vender à Foxconn e HMD….

      Ou seja a HMD adquiriu os direitos do nome Nokia para smartphones à própia Nokia e os direitos para telémoveis à Microsoft.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.