PplWare Mobile

E depois de sair o Ubuntu 11.04 Natty Narwhal….


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Nuno says:

    Adorei a ideia do Macbuntu! 😀
    Vou já fazer o download e experimentar 😉

  2. Olly says:

    Boa compilação!
    “Conheci” recentemente um que tem como base o Ubuntu 10.04 mas não sei se pode ser adicionado a esta lisa. Deixo a indicação na mesma:

    Chama-se Bodhi, saiu recentemente a versão 1.0.0 e tem como requisitos mínimos um processador i386 a 300mhz e 128mb de ram.

    Instalei em 2 máquinas velhas para uns estagiários que apenas necessitam de aceder à net e, até agora, está a agradar.
    Vem completamente “despido” de software, excepção feita ao browser (Midori) e alguns utilitários mas permite a instalação de tudo e mais alguma coisa. O ambiente de trabalho é completamente personalizável e engraçado de explorar.

    Link: http://bodhilinux.com

  3. MSantos says:

    È óptimo existir “concorrência” à MS, e é notória também a evolução destes sistemas, mas acho que pecam justamente pelo exagero no que diz respeito às versões (distros) existentes, o que é uma pena.
    Eu próprio já tentei enveredar por esse mundo Linux, mas facilmente desanimo justamente por esse motivo.
    Era bom que se chegasse ao um consenso, quanto à verdadeira distro, para fazer face ao Windows.
    Mais uma vez, bom trabalho 😉

    • lulwut says:

      Repara que tu tens imensas distribuições disponiveis mas a grande maioria são baseadas noutras. Tal como todas as que estão neste post são baseadas em Ubuntu.
      Tu podes simplesmente instalar o Ubuntu e seguir o teu caminho e ir instalando o que precisas à tua vontade.
      O que eu costumo fazer é o seguinte : Gosto de Ubuntu. Mas já sei que vou ter de instalar muitas coisas porque não traz tudo o que preciso. Portanto, instalo o Mint que é baseado no Ubuntu e já traz quase tudo aquilo que iria instalar manualmente. Mas vivia bem apenas com o Ubuntu.
      Isto tudo para dizer que o mais importante é escolher uma base (que nem são assim tantas).
      Se não tivesses opções de escolha é que era pior.

  4. Ricardo says:

    Não fazia ideia que existia sequer o Macbuntu…
    Parece-me uma óptima opão pra quem gosta do ambiente Mac.
    Irei experimentar com certeza.
    Óptimo post, parabéns.

  5. canelas says:

    Pena não aproveitarem o edubuntu na aprendizagem dos jovens. É só windows que ensinam.

    Uma pergunta: Entre o fedora e estes, qual é que me recomendam? Gostava de começar a usar linux e queria algo que se aproxima-se ao windows.

    • eu says:

      experimenta o kubuntu tem uma interface idêntica ao do windows

    • Alucard says:

      O Fedora é uma excelente distribuição,mas não é muito aconselhável para principiantes no mundo Linux. Para começar, o Ubuntu ou um dos seus derivados seria melhor. Recomendo vivamente o Linux Mint 10, que é baseado no Ubuntu e tem tudo o que este tem de bom e ainda tem mais alguns extras que facilitam a vida aos novatos.

    • Pedro Pinto says:

      Sim, sem duvida. O edubuntu é simplesmente fantástico…mas se nem o Magalhães usam…

    • slblxs says:

      Boas o Mint já vem com praticamente tudo o que precisas para navegares na net,office ,codecs,etc. O Fedora não está tão completo ,mas também acho bastante boa distro , a diferença entre elas o fedora trás praticamente o software mais recente como por exemplo foi das primeiras distros com o gnome 3 . Mas se optares por escolher uma distro que queiras instalar e já estar tudo instalado aconselho-te o Mint.

  6. Carlos Florencio says:

    Eu que tenho o mint 10 e quero ter o look do macbuntu o que posso fazer? 😛

    Cumprimentos.

  7. Alex says:

    Falta aqui o Lubuntu

    http://lubuntu.net/

    Uma variante do Ubuntu baseado em LXDE, ainda mais leve que o Xubuntu (que acaba por utilizar muitos pacotes do Gnome).

  8. samuel says:

    Bom artigo, já agora o Backtrack 4 R2 também é baseado no ubuntu http://www.backtrack-linux.org/

  9. Navyseal says:

    Artigo incompleto, faltam as seguintes derivações:

    Lubuntu (derivada reconhecida pela Canonical não mencionada)
    Mythbuntu (derivada reconhecida pela Canonical não mencionada)

    Ver: http://www.ubuntu.com/project/derivatives

    Macbuntu e Ubuntu Rescue Remix não são suportaados pela Canonical, convém sempre frisar isto. Para além destes também existem cerca de 70 distribuições baseadas no Ubuntu.

    Ver: https://wiki.ubuntu.com/DerivativeTeam/Derivatives

  10. Ecchin says:

    Offtopic:
    Porque é que a página inicial está constantemente a se actualizar sozinha? É mesmo muito enervante porque não me deixa ler os sumários dos posts.

  11. bernardo says:

    Alguem me sabe dizer porque o ubuntu 11.04 nao da imagem no meu portatil ? é um acer 5732z…

  12. Jorge Rodrigues says:

    ora aqui está um excelente artigo que nos mostra a variedade e versatilidade do software livre…

  13. eu says:

    Esqueceram-se de uma

    Lubuntu

    http://lubuntu.net/

  14. hammer says:

    muito muito bom artigo simples conciso e bastante elucidativo.

  15. Serva says:

    Posts destes são sempre louvaveis e mostram que a comunnidade Linuz está viva , parabeéns pelo post e pelas participações .

    Cumprimentos

    Serva

  16. Glink says:

    Macbuntu passou a distro 😛 altamente, na homepage deles tinha o Linux XP like (pagina: http://www.oslike.se/xp-like ) pode dar jeito para conversões 😛

  17. josé neves says:

    é pena é estas variações serem baseadas em ubuntu (um sistema operativo instável e nada fiável) e não numa distribuição a sério e feita por gente honesta, ao invés da gente da canonical, que são conhecidos por roubar a comunidade, ou seja, usam o trabalho dos outros, alteram e não devolvem o código alterado, ao contrário de outras empresas que até são “mal vistas” mas que contribuem muito mais que eles, como a novell. infelizmente a novell foi comprada por uma empresa satélite da microsoft e isso vai acabar. já tinham deixado o kde (para se concentrarem nos abortos “gnome” e “mono”) e agora acaba-se o resto. agora estou para ver onde vai a canonical roubar o trabalho dos outros no gnome. pode ser que comecem a fazer alguma coisa em prol da comunidade, para variar.

  18. Nasp says:

    Deverá para dar para instalar grande parte destas distribuições em conjunto com o Ubuntu através da linha de comandos… pelo menos dantes dava :

    sudo apt-get install ubuntu-studio edubuntu…etc

  19. Jose says:

    Não aconselho o Macbuntu a ninguém, ainda é muito verde.

  20. Joao says:

    O MAcubuntu vem em PT-PT?

  21. aver says:

    Já agora acrescentem o Puppy Linux 2.0.5 de apenas 128 MB.
    Conheci-o quando ainda não estava baseado no Ubuntu (se calhar estragou-se entretanto).

    http://news.softpedia.com/news/Puppy-Linux-5-2-5-Has-Mozilla-Firefox-4-193007.shtml

  22. infimo says:

    Depois de alguns anos com o ubuntu vou passar para o arch linux.

  23. SammBoga says:

    Estimado Ubuntu,
    Obrigado pela porta que em abris-te para entrar no mundo do Linux. Foi realmente uma grande e interessante aventura teres estado nas minhas maquinas desde a versao 6. Foste realmente um grande amigo. Nunca pensei que Linux fosse coisa para mim mas por causa da facilidade com que se usa o sistema adoptei a tua distro como sistema principal na minha maquina e mandei a Microsoft para outros lados. Nao sei porque mas desde a versao 9 alguma coisa nao estava bem. Ha habitos que adquiri e que gosto de manter mas tu foste intransigente. Quizes-te mudar ok… tudo bem. Como estas mais ou menos grande e crescido acho que chegou a altura de te deixar ir embora das minhas maquinas e la por casa tenho as recordacoes… mas tu ja nao estas la. O Debian a algum tempo que pedia para entrar e obviamente bem vindo Debian. Para que ter o derivado de um produto principal que nao muda como quem muda de camisola de versao para versao. Essa tua ideia de fazer entrar o Unity dexou o meu portatil sem mexer o rato e ate mesmo teclas. Sendo assim olha… vai passear que o Debian ja chegou a casa.
    Agora ele faz-me lembrar que no inicio algumas coisas eram complicadas… como foi contigo. Mas como ja tenho alguma experiencia entao nao sera tao penoso.
    Obrigado Ubuntu…fica la com o teu Unity faz bom proveito. Queres ser como o Esteves dos Trabalhos que anda com computadores com macas nao e? Olha mais vale se-lo do que parece-lo e por isso tenho um verdade desses em casa…
    Obrigado Ubuntu. Boa sorte. Espero que consigas resistir

    • Nelson Rosado says:

      Belo resumo.

    • infimo says:

      Foi por algumas dessas razões que vou passar para o arch linux. O debian tem os pacotes demasiados desactualizados.

    • r0ckf3l3r says:

      Sabes que podes continuar a utilizar Gnome em vez de Unity, certo? -_-‘

      Também uso Debian numa máquina pessoal, compreendo as diferenças que encontraste, mas não me parece que as razões que evocas sejam as necessárias.

      Diz antes “Quero Debian!”, que ninguém se chateia. 😉

      • SammBoga says:

        Nada a ver. Talvez haja um pretexto para comecar a usar Debian. Mas ja chega de Ubuntu. Desde a algum tempo que este projecto vem mudando. Em especial quando instalo o SO de raiz porque as vezes e bom que seja feito entao vem sempre com muito lixo que nao quero. E verdade que e facil ter de instalar isto e aquilo. Acho que faltam mais opcoes. Para mim isto deveria de ser simplesmente assim. Instalar o SO de base (para users avancados) o resto vai consoante as necessidades. Sim da mais trabalho mas uma pessoa fica melhor dessa forma.

  24. desconhecido123 says:

    Faltou o Lubuntu que foi reconhecido pela Canonical como uma derivação oficial do Ubuntu 😀 mas atualmente uso o Kubuntu que está otimo 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.