PplWare Mobile

Dica: Remova o KDE ou XFCE do Ubuntu e volte ao GNOME


Ana Narciso, colabora com o Pplware desde 2008 e tem especial preferência pela escrita acerca de eventos em que participa, análises a gadgets, análises a serviços Web e notícias em geral. Formada em Engenharia Informática e de Computadores pelo Instituto Superior Técnico, trabalha actualmente como Consultora de Business Intelligence. Gosta de poesia e adora concertos de metal.

Destaques PPLWARE

  1. prom says:

    É engraçado que eu faço o mesmo. Experimento e volto sempre ao Gnome, mas actualmente estou a usar xfce e estou satisfeito.

  2. “Esta situação tem sido recorrente nas minhas máquinas, nomeadamente em relação ao KDE. Cada vez que é lançada uma nova versão, anunciando uma série de correcções a bugs, lá lhe dou uma nova oportunidade”

    Nos dias que correm, e com a banalização da virtualização, já não há necessidade disso. É instalar o VirtualBox e ter umas quantas VM’s para essas coisas

    • Guilherme de Sousa says:

      se queres testar estabilidade nao vais la cm VM’s.. falo por mim pelo menos..
      para ter realmente a noçao se é estavel ou nao preciso de o utilizar durante uns dias para tirar boas conclusoes..

      VM’s dao sem duvida nenhuma mt jeito, mas nao sao a soluçao sempre a meu ver..

      cumps;) !

  3. deepHouse says:

    Nada como Gnome + Compiz + Awn + Conky
    Pessoalmente não sou muito adepto do KDE. No inicio era daqueles que fazia estas “brincadeiras” com os ambientes gráficos e depois para os remover era um 31, bom post!
    Cumpts

  4. Guilherme de Sousa says:

    que abuso de bruteforce Ana 😛

    anyway, bom post!

  5. Paulo Santiago says:

    Gosto do XFCE, mas prefiro Gnome. E como a configuração do meu portátil permite, uso o segundo.

    Entretanto, na versão desktop amd64 do Ubuntu 9.04, tenho tido problemas com o Nautilus. Trata-se de um aumento rápido e contínuo do consumo de memória,

    Alguém que já percebeu o mesmo problema, e por acaso já conseguiu resolver?

    Cumps.

  6. Bruno M. says:

    Alguém já fazia uma entrevista a Ana e ao Victor. Fico curioso de saber os estudos que têm, o tipo de vida/trabalho etc.

    Bom post e continua com o excelente trabalho.

    • James Bond says:

      Então para satisfazer a tua curiosidade cá vai:

      A Ana é ainda estudante… estuda Gestão Imobiliária na Universidade Idi Amin Dada.

      O Victor, é um “chevalo” com 19 anos e há muito que abandonou a escola! Foi um dos primeiros a ser premiado por Abandono Escolar!

      • Ana Narciso says:

        Ahah, gostei!

        Quanto a mim, que tenho os direitos sobre a minha identidade, posso-te revelar que estou a acabar a licenciatura em Eng. Informática e de Computadores, por isso é possível calcular a idade.

        Mas para que conste, o curso nada tem a ver com o teor dos assuntos que partilho aqui. Trata-se tudo de uma simples curiosidade de saber e necessidade de partilhar!

        Sou uma “miúda” cheia de vida e não quieta muito tempo, e quando estou, é porque estou a escrever (tenho grande paixão pela escrita, não só deste género como também poesia e outros tipos).

        E pronto, sou uma apaixonada pela sociedade tecnológica em que vivemos!

        • Bruno M. says:

          Obrigado por me esclareceres. Boa sorte futura sra Engenheira 😉

        • Allan Robs says:

          Ola, estava a saber de Xfce, e aqui é sempre uma grande fonte, meus parabens

          Ana Narciso minha ideia é ter uma maquina com varios usuairos com gerenciador de janelas mostrando, desde do mais simples ao mais cheio de efeitos compiz e cia, se é que me entende!
          bjus

    • Bruno M. says:

      és quase engraçado óh chico.

  7. Manuel José says:

    Exactamente o que eu andava à procura! Instalei o KDE e queria remover, sabia que havia uma maneira, mas não sabia como. Visito o pplware e aparece a resolução! Parece que isto é verdade: Ana Narciso está sempre onde é preciso!

  8. Sérgio says:

    Excelente, Ana 🙂 Mais um tópico bem urdido sobre o Linux, especialmente o Ubuntu…e para um maçarico como eu, está simplesmente curto e directo 🙂

    Parabéns

  9. Marco says:

    E quando o Pc chasha no arranque do ubuntu??? não há nada a fazer senão um format??

  10. Estará certo? says:

    Ao executar este comando relativo ao KDE, apagou-me aplicações tais como o Mysql, a base de dados anymeal, o openoffice todo, entre outro/as.
    Julgava que estas aplicações pelo menos eram independentes de serem gnome ou kde.

    • Ana Narciso says:

      Isso é muuuito estranho!

      Eu tinha por exemplo o OpenOffice instalado e posso dizer que ficou intacto! O segundo comando serve para isso mesmo: repor todas as coisas possivelmente removidas aquando a remoção do KDE pelo primeiro comando…

      Aconselhava-te a usares ou o nosso fórum, ou o fórum de suporte do Ubuntu…

  11. MoRaEs says:

    Muito boa a dica, mas vou remover o XFCE do Xubuntu pra botar um gerenciador de janelas bem tosco chamado FVWM95: http://fvwm95.sourceforge.net/

    Gosto de Sistemas minimalistas.

  12. Demetrius says:

    Já fui adepto do KDE em outras disto mas só que há um bom tempo juntamente com o UBUNTU, utilizo o GNOME, muito mais leve e mais agradável.
    Boa dica.

  13. Maurício says:

    Eu sempre removi o kde digitando “sudo apt-get remove kdelibs”

    O resto saía por arrasto, não sei se ficava alguma coisa, mas que pelo menos 90% dos programas são desistalados, eu tenho quase certeza.

  14. Marcos says:

    Bela dica.

    Removeu mesmo todo o kde, e o openoffice foi junto…

  15. marcos says:

    oi, tenho o ubuntu 10.10 e instalei o xfce mas agora qro voltar e não consigo, nem com a linha, ajuda?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.