Quantcast
PplWare Mobile

3 dicas para melhorar o desempenho do Flash em Linux

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Ricardo Ferreira


  1. Vasco Patrício says:

    E não é só em Linux, a versão do OS X também está mal optimizada. Não devem gostar muito dos UNIX. E tendo em conta que uma parte considerável do rendimento da Adobe vem da comercialização das suas suites para OS X…

    Até o Silverlight (que é da MICROSOFT) tem neste momento melhor performance no Leopard que o Flash.

    Enfim…

    • Infelizmente, não tenho acesso a um sistema Mac OS X. No entanto, a 3ª dica é indiferente ao sistema operativo, desde que se utilize o Firefox… Já a 2ª, julgo funcionar também em Mac OS X, embora não saiba onde encontrar aí o ficheiro mms.cfg. 😉

      • Vasco Patrício says:

        Sim, a segunda dica também não sei se dá para aplicar ou não no OS X, mas tanto quanto sei o flash 10 já vem por defeito GPU-enabled. 🙁

        Como não custumo usar o Firefox (uso o Opera), instalei-o para verificar como era a performance antes e depois de mudar a configuração, e tanto quanto vi não houve diferença.

        A Adobe anda a prometer melhor suporte flash para o Linux e o OS X à uns bons tempos, pode ser que entretanto um dia se lembrem de cumprir a promessa. 😛

  2. Tiago Mendes says:

    Muito bom! Ultimamente tenho tido uns problemas com o flash em ubuntu e cheguei à mesma conclusão que vocês, que o flash por vezes complica-se em linux. Obrigado malta!

  3. Nuno says:

    A primeira dica é só para portateis ou para desktops ?
    É que no meu desktop de facto o flash é miseravel
    De qq forma adoro o linux e nunca mais voltei ao vindofs

  4. Bruno Santos says:

    Realmente Linux e Mac OS está apresentando resultados inferiores sobre a plataforma flash. Em sistemas windows o desenvolvimento é mais fluído.
    Hoje mesmo estive a ler sobre isso, em que um developer estava com problemas de “aceleração” em vídeos para aplicativos desenvolvidos em adobe AIR (ActioScript3).

    Aqui fica uma dica para desenvolvedores de “swf’s” que podem utilizar a aceleração GPU, mas tenham atenção pois este modo está no início de sua criação e experimentação. É preciso mudar apenas o “wmode” para wmode=”gpu” e só funciona a partir do flashplayer 10.

    http://thebackbutton.com/blog/64/enable-gpu-composing-on-flash-player-10-content

    Abraços.
    Bruno Santos

  5. Ana Narciso says:

    Digo e repito mais uma vez: excelente artigo! (olha que o Tux parece muito amigo do Flash aí na imagem, eheh)

    Mal volte ao Linux vou experimentar.

    Já agora, aconselho a extensão Flashblock aos utilizadores de qualquer SO, pois o Flash é um comedor imenso de recursos, um autêntico desperdício!

  6. Ryan says:

    Preciso de ver mais gente a experimentar as dicas mas dou mão à palmatória que o flash em linux parece algo primitivo. Há várias melhorias mas precisam de existir ainda mais. Vejo documentários de tv em flash, youtube não sou fã, e há algumas anomalias a melhorar.

  7. Rafael Braga says:

    Reforço a dica de Ana Narciso !!!

    Extensão FLASHBLOCK resolve muito problemas pois libera o navegador para o que precisa. E evita desperdício de recursos com animações que você não quer e propagandas.

    Testem…

  8. António Antunes Varela says:

    Boa noite
    Grato pelas dicas. Só não consegui instalar a 2ª.mas com as outras melhorou e bastante. Muito obrigado.
    Boa noite a todos.

  9. MrBiTs says:

    Morte ao Flash e aos formatos proprietários escritos por bozos ! Viva o HTML5

  10. Proteus says:

    Uma dica também seria o “Flash-Aid” para o firefox que resolve alguns conflitos do flash player.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.