PlayStation Now já chegou aos PCs


Destaques PPLWARE

28 Respostas

  1. Miguel says:

    Dá para Windows 10 Mobile?

  2. Marcos says:

    O preço é upa upa por jogos da PS3.
    Quem quer pagar 100 euros por ano por jogos da PS3? Não estou a ver quem. Bem sei que se pode subscrever só um mês, mas se se escreverem só um mês fica mais barato comprar o jogo em segunda mão.Sei lá…

    • Victor F. says:

      Então pensa antes assim, quem quer pagar 8,30€ por mês por vários jogos da PS3? Estou a ver muita mas mesmo muita gente

      • Marcos says:

        Talvez…Eu tenho uma PS3 e gosto muito dela principalmente pelo leitor blu-ray, mas não será 8.30€ (99.99€/12) por mês de certeza. Além do mais vai sempre depender da tua ligação com os servidores deles (velocidade, estabilidade, etc,etc) para poderes jogar com boa qualidade e se for um shooter tipo COD ou Battlefield quase de certeza que vai haver lag. Agora se fossem jogos da Ps4 eu aderia quanto mais não fosse para jogar Uncharted 4. Voltando e acabando no preço apenas digo que a Sony tem de justificar os milhões pagos pelo Gaikai! Agora fixe fixe era eu poder jogar os jogos que já tenho da PS3 por stream para o meu pc 🙂

    • mike says:

      nem todos tem a tua vida para jogos. ha quem tenha familia e mais em que se preocupar em arranjar hardware e depois jogos. por 9€ mes nao tens de te preocupar muito e tens imensos jogos para te entreteres no pouco tempo que tens

      nem temuma vida igual a vossa

    • Pedro says:

      Tens 400 jogos. Além disso os preços não são iguais para todos os países se usares uma VPN no canada por exemplo o preço com câmbio fica nos 79. Não sou d jogar mas a coisa até que me agrada 400 jogos sem a necessidade de estar a comprar mais um mono para ter na sala e cancelas quando queres não me parece mal negócio

  3. MIguel says:

    ainda há portáteis da sony?
    a samsung e a sony não tinham fechado já? a gama de portateis?

  4. Ricardo Vieira says:

    É só mais uma a fazer concorrência a Steam. Quem fica a ganhar é o cliente. Mais poder de escolha e ofertas mais vantajosas.
    Acredito perfeitamente que vai mexer no mercado dos vídeos jogos .

    • Balmer says:

      “Cooncorrência à Steam”

      É… não. Com Steam faço o download dos jogos, posso desligar a net, jogar à vontade.
      Aqui, não. Só isso é logo caso para por este serviço uns quantos passos atrás.

      Depois, nem todos têm internet com o tipo de largura de banda que precisas para isto, e nem sempre a estabilidade necessária (porque por cá por exemplo, muito ADSL e essa rede de cobre já teve melhores dias).

      Concorrência será quando de facto a Sony quiser vender estes jogos -para- PC, até lá.

  5. Bruno Filipe says:

    Isto não é nos EUA e Canadá só? (para já claro)

  6. Pedro says:

    E é o começo do FIM das consolas e dos jogos físicos tal como as conhecemos… Acredito que ainda sairá no mercado uma Playstation 5 e uma outra XBOX, mas depois, cest finitoo… as consolas vão acabar muito rapidamente, o futuro é jogar-se assim por cloud, e pagar desta forma… Aposto o rim direito em como daqui a 10 anos não há mais consolas à venda.

  7. Fábio Filipe says:

    A mim dá erro ao entrar. Pelos vistos ainda não está disponível :\

  8. Paulo Pires says:

    Se desse para jogar com rato e teclado fazia já a subscrição.

  9. António says:

    Terá a Sony dado um tiro no pé? isto é, na PS?

  10. António Pereira says:

    “Com o Windows 10, a Microsoft inaugurou um novo conceito de jogos. Passou a ser possível jogar no computador os jogos que da Xbox One, usando a consola como centro de processamento.”

    Este artigo logo a começar comete logo um erro …

    Nesta geração foi a Sony que inaugurou este conceito com o lançamento da PS4 e a possibilidade de fazer Streaming para a PS Vita e alguns Smartphones. Isto em finais de 2013.

    Em 2014 a Steam lançou a mesma funcionalidade com o In-Home Streaming. A Microsoft respondeu com essa mesma funcionalidade para a Xbox One e PC’s com o Windows 10 (há a previsão de em breve chegar ao Windows 10 Mobile também).

    O PlayStation Now é um conceito um pouco diferente visto que temos em nossa posse apenas o cliente, não o “servidor”. É a mesma coisa que o falecido OnLive, ou os actuais GeForce Now ou até o serviço nacional MEO Jogos.

    Pessoalmente não acredito neste tipo de soluções, nem na sua massificação devido às assimetrias da acesso à Internet que infelizmente existem. Será um serviço exclusivo de quem vive em grandes centros urbanos e não for muito exigente no que diz respeito a tempos de resposta e fluidez de um jogo.

    • José says:

      Tudo isso já foi testado na PS3! Uso quer PSP, quer Vita. Quando o faço na PS4, apenas com Vita pois acho que não reconhece a PSP nunca testei, é lento e perde a comunicação uma serie de vezes. Francamente, este tipo se serviço não me seduz em nada. Gosto de ter os meus gosto, para jogar quando quero e como entendo. Já se paga uma serie de coisas, quanto mais ter mais despesa, para mim, inútil, só para usufruir daquilo que já tenho.

  11. knight says:

    Me recuso ter que pagar de novo pelos mesmos jogos que ja comprei para o ps3, totalmente absurdo, mais absurdo é ler que tem gente que pensa que é ‘barato’, ‘que legal’, ‘fixe’, pelo amor né minha gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.