Quantcast
PplWare Mobile

Humble Bundle 7 – Pague pelos jogos o que quiser

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Tiago Santos says:

    Ninguém joga jogos no linux pura e simplesmente porque os jogos apelativos que toda a gente joga (mesmo os miticos) ainda não estão disponiveis. I.e. se sair o CS1.6 para a steam do linux e tiver melhor performance no linux do que no windows muitos users vão mudar. Outro jogo que fará rombo no windows é o League of Legends se sair, “Deus do céu”, vão chover new linux users xD . Os gamers só querem saber de performance.

    • m4x says:

      CS 1.6 ja corre melhor no linux k no windows mm a usar o wine, e tem uma razão simples, chama-se opengl

      • Daniel Gomes says:

        Tens um problema, não podes minimizar-lo e voltar a entrar em full screen, por isso é um NOT

      • Tiago Santos says:

        Acredito que funciona muito bem, até porque à anos que há por ai tutoriais a explicar como correr o cs via wine. But… correr via wine não é o mesmo que correr de forma nativa. Agora vejamos, se via wine já é tão bom como dizes, imaginemos se fosse nativo 😉

        Cumprimentos

    • Cláudio Dias says:

      Não precisas de ir muito longe. O Unreal Tournament 2004 tem no próprio DVD de origem tem, para além da instalação para Windows, uma instalação de raiz para Linux.
      E corre muito melhor em Linux do que Windows.

  2. Miguel says:

    Concordo, eu jogava WoW no ubuntu e era muito melhor, menos crashes e cenas assim, isto claro ainda o ubunto era o 10.10 ou algo assim. 😛 agora tá complicado nem sequer consigo instalar linux na minha máquina sabe-se la pq xD

    • Ricardo says:

      Quando não consegues instalar com a versão normal de qualquer linux tenta sempre a alternate version.Pode ser da grafica ou outro erro qualquer.
      Fica bem

  3. lmx says:

    Isso de ninguém jogar é peta!!
    Eu farto -me de jogar no pouco tempo que tenho no meu querido Alien Arena…

    E performance não é o motivo pela qual os jogadores escolhem o Windows, como o colega falou…alias…esse é um dos motivos pela qual os utilizadores escolhem linux!!

    regards

  4. Alucard says:

    Num futuro próximo, não fazer jogos para Linux é que deverá passar a ser uma burrice tremenda. Os Humbles Bundles são o exemplo de que os utilizadores de Linux querem jogos e estão dispostos a pagar mais por eles que a média dos utilizadores de Windows e Mac OS.
    O episódio com a Canonical é que é de todo lamentável, e percebo porque nunca mais se queiram envolver com eles. Felizmente, o Ubuntu Software Centre está longe de ser a única (e melhor) forma de distribuir os jogos. Temos Steam, temos Humble Bundles, temos Desura, etc..

  5. Carlos Carvalho says:

    Boa tarde ,

    A Canonical no seu melhor .

    Cumprimentos

    Carlos Carvalho

  6. mr. lol says:

    “Todos os bundles vendidos são sem restrições em direitos digitais (Digital Rigts Management – DRM em Inglês) e funcionam nos três sistemas operativos mais populares: Windows, Linux e Mac!”

    Errado o bundle anterior era só para windows com steam

    • Glink says:

      a empresa responsável pelos jogos do bundle anterior ja disse, pelo twitter que está a ponderar fazer o port para linux desses jogos 😉

      • Alucard says:

        A empresa responsável pelos jogos do bundle anterior (THQ) declarou falência. Por isso não contes muito com isso.

        • Glink says:

          eu tava na duvida se tinham sido eles por isso não referi, tinha ido ver onde vi a noticia para confirmar…

          sim é verdade é a THQ e está numa situação terrível, por isso não espero que saiam os ports, contudo a noticia que vi é +-recente, pelo menos mais recente que as noticias da situação financeira da THQ, pode ser que seja uma das ultimas coisas feitas por eles, contudo mais vale não esperar por isso…

          ja agora via a noticia no twil…

        • m4x says:

          Declarou falência mas não desapareceu, eles já disseram que vão abrir outra.
          Sabes que declarar falência não quer dizer que fiques por ali, abrir falência é só uma maneira “bonita” de dizer que vais começar de novo.

  7. Kekes says:

    Um problema que vejo nos jogos actuais para Linux e a própria fragmentação do sistema. Pior que Android. Funciona numas instalações e não noutras e muitas vezes não existem soluções ou as que há funcionam para uns mas não para outros. E o próprio sistema que cria os problemas. Quanto ao facto de dizerem que os bundles são um sucesso no mundo Linux e verdade porque é o único modo de jogar em Linux actualmente. Eu rezava para que saíssem bundles para ter algo para jogar depois deprimia_me porque nem todos funcionavam e não havia real solução universal para muitos. Em termos de performance e a mesma coisa que os outros sistemas, não há que inventar. Por veces o opengl ainda funciona pior que o dx, se é culpa do software ou dos programadores deixo ao vosso critério.

    • lmx says:

      Boas…
      Existem defacto diferenças a nivel da configuração do SO, entre distros…não existe um standard completamente definido e aceite…
      Existem uns traços gerais…

      Uns interpretam de uma maneira, outros de outra e as vezes a coisa não corre bem…

      Mas as empresas por detrás das distros …não se entendem…uns puxam para um Lado outros para o outro!!

      No entanto não esquecer que é esta variedade de ideias e diferenças que faz o GNU/Linux tão poderoso…e tão adaptável a qualquer situação!!

      cmps

  8. Rui Pt. says:

    Parabéns por finalmente terem dado destaque a esta iniciativa. Foi com uma compra de um dos Humble Bundles anteriores que descobri que há mais vida nos jogos além dos gráficos ultra-realistas e enredos Hollywoodescos. Estes jogos Indies têm-me surpreendido pela positiva em termos de criatividade.

  9. Francisco says:

    O projecto é muito bom e já o conheço à ano meio. Pena que o PPLWARE só tenha dado destaque ao mesmo quando este está prestes a ser encerrado no final deste ano…

  10. Bruno Filipe says:

    O tommy é um bocado impulsivo, dá para notar pelo documentário que está neste bundle e também ignorante quando não vê o que quer ver inventa.

    Felizmente o linux não é só a canonical / ubuntu. E se forem ver o preço médio das contribuições de quem compra e associa a sua compra a linux, a média é o dobro do windows.E se não houvesse mesmo jogadores em linux, a valve também não se metia nisso. O linux em termos de jogos tem na minha opinião bastante procura e pouca oferta a nivel de jogos chamados Triple A. Se isso mudar vai ver-se outro potencial em linux.

    • Xirix says:

      Ainda há uns anos atrás, no lançamento do primeiro Tribes, que fizeram uma versão para Linux, depois arrependeram-se de tal. O motivo foi que a versão de Linux não teve vendas quase nenhumas. Segundo a editora do Tribes, o motivo prendia-se que o pessoal do Linux não tinha cultura de pagar por software, e então andava tudo com cópias piratas do jogo e ninguém comprou.
      Se entretanto, passado estes anos, existe esta mudança de mentalidade na comunidade Linux, acho que o mercado e utilizadores só têem a ganhar.
      De qualquer forma, havemos de saber pelo Steam se vale a pena apostar no Linux ou não. Se eles começarem a abandonar a plataforma, já se sabe porque é que é.

      PS. Ainda estou para ver o Stallman a chamar o Steam de hereges, por andarem com o seu próprio DRM no Linux 😛

  11. K says:

    Por acaso ofereceram-me um bundle este natal, deve ter sido o anterior e é MUITO bom. Inclui:

    – Company of heroes
    – company of heroes: opposing fronts
    – company of heroes: tales of valor
    – Darksiders (adoro este)
    – Metro 2033
    – Red faction: armageddon
    – Warhammer 40000: Dawn of war GOTY

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.