PplWare Mobile

Half-Life 2 chega ao Linux via Steam


Autor: Pedro Pinto


  1. Ricardo Fernandes says:

    O caminho certo 😉 Embora, continue a achar que um dos maiores problemas para a transição para Linux seja a compatibilidade de periféricos, por exemplo, no mundo dos DAW (Digital Audio WorkStation) há pouca oferta e poucos drivers compatíveis com interfaces profissionais.

  2. Pedro Gaspar says:

    Adeus wine 😀

  3. DoContra says:

    Finalmente!
    😀

  4. Mário Cardoso says:

    Não deixa de ser excelente, mas o que todo o pessoal espera (e desespera) é mesmo pelo Half Life 2 EP 3!!

    • Mário César says:

      Algo me diz que já não vai sair o EP3. Devem fazer o salto logo para o HL3, porque tantos anos à espera para ser lançada uma “expansão”? Os “episodes” era sempre pequeninos (comparados com um HL ou HL2)

  5. JP (djlinux) says:

    Ora aqui esta um jogo que não me importava nada de comprar… Maldita ATI…

    • TuxPT says:

      Que se passa com a ATI? Em principio, desde que tenhas os drivers proprietários, não haverá problema.

      • JP (djlinux) says:

        Tenho mas não consigo jogar estes jogos assim, só os dá idade da pedra ( que por sinal até são os que mais gosto ) …

        Instalo o Steam, tudo normal, faço Download do jogo, tudo normal… A partir daqui, alguns jogos abrem outros não, os que iniciam consigo jogar, mas assim que saiu só consigo usar o Ubuntu fazendo Logout e voltando a entrar…

        Mas sempre foi assim com o meu PC, já lá vão mais de 6 anos, já nem perco tempo com isto 🙂 Games Old School Rules 🙂

        • TuxPT says:

          E nos logs, alguma coisa interessante?

          Realmente também gosto muito dos old school 🙂 principalmente pk cada vez há mais versões free de jogos old school, tipo o openttd 😛

        • camsarria says:

          Boas, eu so consigo rentabilizar a minha ATI se correr o mint com variante ubuntu (15 – olivia e antes no 14) tens e de seguir as devidas faqs para desinstalar o driver flgrx e fazer reset ao xorg antes de instalar o driver proprietario.

          Infelizmente em ubuntu perco muitas FPS’s , no wow em wine por exemplo no ubuntu tenho entre 15-20 fps, em mint tenho 45-70 dependendo das areas onde ando. Ja li que o compiz entra em conflicto com o 3d dos jogos, mas n tenho a certeza.

          Cumprimentos

          C.S.

  6. Rosmaninho says:

    Venha o DotA2!!

  7. hugo says:

    Bom bom era os Call of Duty

    • Mário César says:

      A sério? Então eles lançam um dos melhores jogos de sempre (provavelmente o melhor FPS) para linux e tu pedes os COD? Atenção que sou grande fã de COD desde o primeiro (menos o 3 que era só para consolas como todos sabem), mas HL2 foi muito superior (para mim, claro).

  8. António Pereira says:

    OMG, É o fim do Windows …

    Obviamente que estou a brincar e a notícia é muito boa, mas acho engraçado que ao ler certas coisas fico com a sensação que me estão a vender uma realidade alternativa.

    Os resultados da Steam relativos ao Hardware/Software dos seus utilizadores revelam dados muito diferentes e curiosos. Até o bixo papão do Windows 8 está com uma percentagem bastante interessante e a subir.

    Pessoalmente acho que o Gaming no Linux e a existência da Steam para o mesmo não está a resultar no cenário que tantas vezes leio, muito longe disso.

    Cumps.

    • JP (djlinux) says:

      Onde leste aqui isso? … Claro que não vai ser por este jogo que “É o fim do Windows”, quem diz isso esta no gozo ou quer picar os Fancoisos…

      Mas não deixa de ser verdade que para algumas pessoas cada vez faz menos sentido pagar por um Sistema Operativo se for só para jogos quando tens o Gnu/Linux e assim só gastas dinheiro no Jogo. Claro que ainda não estamos onde queríamos, mas já estivemos mais longe e aquela lenga lenga do “O Linux não tem jogos” esta cada vez mais a passar à historia 🙂

      Para não dizer que o Linux sempre teve jogos, e por sinal os que eu mais gosto 🙂

      • António Pereira says:

        Eu disse aquilo na brincadeira 😉

        Tenho lido é demasiadas vezes frases que dão a entender uma realidade que não é real.

        É verdade que alguma coisa já foi feita relativamente ao Gaming em Linux, mas as coisas não são tão bonitas como têm sido pintadas e previstas por diversas pessoas.

        Em certa altura cheguei a ler em diversos locais textos a dar a entender que a escaramuça do Gabe com o novo SO da Microsoft, e que o aparecimento da Steam no Linux ia revolucionar tudo … até a Steam Box ia recorrer a uma Distro Linux.

        As estatísticas que falei da Steam revelam uma realidade totalmente diferente, assim como o catálogo Steam para Linux e afins.

        Atenção, acho isto tudo muito positivo, mas as coisas não são tão bonitas como tentam passar/vender. Ao ler certas frases parece que se está a assistir a uma revolução que de facto não existe (ou pelo menos eu não vejo).

        Indicadores de mudança são títulos novos a sair para Windows/Mac e Linux simultaneamente, não ports de jogos com 5 anos (não quero obviamente desvalorizar o jogo em questão).

        P.S: Concordo completamente que para o perfil de certos utilizadores não faz sentido pagar pelo SO … aliás, para muitos até um mero Smartphone/Tablet responde plenamente às suas necessidades (por alguma razão o mercado Mobile está a crescer da maneira que cresce).

      • Jose says:

        O linux sempre teve jogos, o que o linux nunca teve, e ainda não tem, é FPS decentes, e suporte de drivers como deve ser.

        Por exemplo no Amnesia – The Dark Descent:

        Linux, tudo no medio – 40FPS;
        Windows, tudo no maximo – 60FPS (V-Sync On);

        • TuxPT says:

          FPS decente -> Experiemnta o Xonotic 😛

        • CMatomic says:

          quando falas linux é relativo , que sistemas estavas utilizar , ubuntu ?? ou gentoo Linux ?
          se utilizaste algum ambiente de trabalho em linux com efeitos tipo compiz, é claro vais ter uma redução de ffps quando jogares um jogo.
          E quanto a drivers eu tenho uma placa Nvidia e nunca tive problemas , a Nvidia é que a mais suporte em Linux , por isso não entendo a tuas queixas em relação as drivers.

  9. Luís says:

    Pena foi que, para poderem oferecer counter strike no linux, tenham estragado um pouco a jogabilidade em windows. Nem vou falar do inferno das primeiras semanas das famosas atualizações da steam, mas ainda agora que já corrigiram muita coisa o que eu sei é que antes jogava a 80fps (o meu pc não é lá grande coisa 😛 ) e agora jogo a 50fps 40fps, já para não falar que cada vez que alguém manda uma flash o meu pc fica cheio de lag, o que antes não sucedia 🙁 Já agora estou a referir-me a jogabilidade online.

  10. Revenge says:

    Nice! Agora Dota 2 no Ubuntu e format c no Windows 😀

  11. Tiago says:

    Dota 2 @ Linux + ATI Legacy drivers decentes para Linux/PC Novo = Bye Windows

  12. Flávio says:

    pessoal tenho windows e quero mudar para ubuntu, será que usando o wine vou ficar com mais lags e perder fps a jogar?

    • JP (djlinux) says:

      Olá Flávio,

      Depende dos jogos, existem jogos só para Windows mas quando instalado no Ubuntu com Wine correm melhor que no Windows…

      Pesquisa primeiro se os jogos que tu jogas rodam ou não no Ubuntu mesmo que seja por Wine. Se vires que sim e que vale a pena, força.

      Cmps

  13. Luís Santos says:

    humm…agora a dúvida só esta em que distro instalar, se ubuntu ou fedora xD

    • CMatomic says:

      se queres jogares em Linux instala uma distro que não tenha efeitos 3D no ambiente de trabalho
      se queres instalar o Ubuntu instala a variante xubuntu
      Fedora também é uma boa distro

  14. Gustavo says:

    Infelizmente, eles começam com títulos antigos… Quem é que ainda joga HL2 como se não houvesse amanhã, com o tanto de jogo novo que lança?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.