Quantcast
PplWare Mobile

Hoje há greve?… Veja se consegue chegar ao trabalho

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Ana Narciso


  1. Algarvio says:

    Simples e eficaz. Vai ajudar a malta dos centros urbanos

  2. Simões says:

    Estou de acordo que todos tem direito à greve, mas este pessoal dos transportes já está a exagerar.
    Quando não houver dinheiro para lhe pagar o salário (o que parece que já é verdade no metro do Porto) e forem todos parar ao olho da rua, aí é que eles vão ter uma boa greve.

    Podem estar a ter cortes, mas esquecem-se que a maioria da população está sem emprego.

    • DoContra says:

      Curiosamente no Metro do Porto é raríssimo registarem-se greves. O buraco financeiro deve-se, principalmente, a má gestão. Até porque os clientes são certos e até se verifica aumento nas vendas.

    • luis silva says:

      o mal de muitos é que querem emprego e não trabalho,porque não se sujeitam a qualquer coisa,preferem continuar a mamar o subsidio de desemprego.
      E se forem todos para o olho da rua ,os clientes andam a pé.

    • darth_paul says:

      isso nao impede os sindicatos em falar em aumentos :S :-/

      e depois admiram-se como chegamos a esta sitaução. por um lado, nao produzimos a riqueza que um alemão ou frances, mas queremos ter o nivel de vida. santa paciencia

    • carla mascarenhas says:

      Ponham-nos todos na rua e os que estão desempregados já podem ficar com esses trabalhos.Se também fizerem greve, vão também para a rua. Não percebo a irresponsabilidade e irracionalidade desta gente, quando o País está a pedir ajuda por não termos dinheiro estes macambuzios resolvem olhar para o lado e fingir que vivem mum paraíso.Rua com todos.

  3. chicosoft says:

    Já a alguns anos que decidi andar de mota… agora hoje sou o único aqui no trabalho… lol

    • DoContra says:

      Eu sou um felizardo! Moro a 45 minutos a pé do trabalho. E hora e meia de marcha diária até faz bem à saúde. O pior é em dias de chuva…

  4. Tiago says:

    As empresas de transportes estão todas falidas, com estas greves o que vão arranjar é os despedimentos mais rápidos. Apenas isso infelizmente. Compreendo os motivos da greve mas têm de olhar para a situação económica do pais e das empresas, por e simplesmente não há dinheiro. Ao fazerem isto estão a dar tiros nos pés.

  5. Tiago Martins says:

    Obrigado !
    Ajuda-me imenso, desconhecia.

  6. Kaxu says:

    Boas!

    Aos gestores do site que com certeza vêm aqui ver os comentários, o site tá em baixo…

    De qualquer maneira, parabéns pela iniciativa…

    Abraço

  7. Anónimo Antonio says:

    o pior são estas greves que nem sequer fazem sentido..
    Nem sequer temos governo para quê fazer greve.. Ao menos os responsaveis da soflusa foram iluminados o suficiente para a desconvocar..

  8. Ruaben says:

    no ano passado fui afectado com as greves, do tipo chegar 1 hora atrasado à escola, era comboios e autocarros fertagus (quase)todos
    parados. fartei-me mudei para mais perto da escola(10 minutos a pé)

  9. Goliver says:

    Quando há greve dos transportes públicos em Lisboa opto sempre por sair de casa mais tarde, salvo alguma exigência que me obrigue a estar mais cedo no trabalho. Prefiro assim para não ter que perder metade da minha manhã no trânsito. Mas mesmo assim às vezes não resulta.

  10. Fábio Rocha says:

    A greve é um direito, mas isto começa a tornar-se ridículo…
    Chegar ao ponto de ser preciso uma fonte de informação deste género é muito mau.

    No entanto, é sempre importante para os afectados. Penso é que deveria ser mais abrangente e não cobrir apenas transportes.

    Good work!

  11. Anonimo says:

    Infelizmente as greves em Portugal são geradas sempre por alguém que quer subir as custas dos colegas e que os levam a tal. Nunca ninguém viu um agente sindical estar mal na vida, pensem nesse ponto.

    Nota : eu trabalho numa empresa publica de transportes onde fazem greve de vez em quando e só vejo a subir quem pertence ao sindicato, depois quem for o melhor lambe botas do sindicalista é o que sobe mais, enquanto que o resto fica sempre na mesma, dão-lhe umas migalhas para os manter intertidos e la vão fazendo o que querem, muitas vezes a fazer panelinha com a administração.

    • darth_paul says:

      mas mas mas… eu pensei que os sindicatos so queriam o bem do trabalhador, e que não tinham agendas escondidas *modo ironia: #off#*

  12. No dia em que alguém me explicar como é que empresas que fazem greves e o prejuízo é de tal forma inexplicável quando as pessoas pagam os seus títulos de transporte a horas talvez nesse dia dê razão aos grevistas…

    • Anonimo says:

      O problema dos passes é que o dinheiro que é pago à empresa de transportes não fica la quase nada, é o mal.

      Quando se compra um passe, se a empresa ficar com 10% do valor do passe já é uma sorte, pois alguns títulos dão menos de 1% do valor, pois ele é distribuído por todos e por varias entidades.

      Este pormenor é desconhecido pela maioria que compra passe, pois julga que o dinheiro é todo para a empresa e depois ouvem-se os comentários, “já lá tem o dinheiro do passe e agora fazem greve”.

      • Courela says:

        Sim, e o dinheiro do passe não suporta por si só os custos de operação.
        Agora o estado também comparticipa os operadores por cada passe vendido.
        Quando dizes que o valor é distribuído pelos operadores, não sei se o valor do passe vai apenas para os operadores do respectivo passe ou se vão para todos, mas se for para todos, uns pagam os outros. Se comprar um passe da CP e Metro, mesmo que esteja a alimentar a Carris também, se outra pessoa comprar passe dos TST também irá alimentar os outros dois, a proporção é que pode não ser justa.

  13. Fernando says:

    As empresas de transportes públicos dão prejuízos. A única solução é fazer as contas por quanto vale as empresas, subtrair as dividas e o governo aceitar a melhor oferta privada. Privatizar por completo os transportes públicos. Clientes não faltam, faltam sim, bons gestores!
    Aqui no norte a ARRIVA tem lucro, só não tem lucro as empresas do estado. Privatizar e mandar esses BOYS (sanguessuga)para o olho da rua.
    Agora empresas Publico-privada é para dar ainda mais prejuízo. Não existe nenhuma empresa publico-privada que dei-e lucro em Portugal.
    Ou é publica com lucro ou mande para os privados, será a única solução.

    • Anonimo says:

      Fernando, nem mais.

    • Fernando says:

      A RTP é outra empresa que deveria ser 100% privatizada. Admite-se apresentadores a ganhar mais de 12000 euros por mes !? Nem Moláto nem o caraças. A TV publica nunca mas nunca deve competir com as privadas. Mesmo assim as privadas tem lucro! Incrível não!?
      A TV publica é para dar informação geral, documentários etc. Tanta coisa que podia ser feita.
      É claro, se não existir empresas publicas os BOYS da politica depois não podem mudar para essas empresas. Porquê que a proposta de baixar os ordenados dos gestores públicos foi recusada no parlamento!? Por isso mesmo. PS e PSD dividem os Boys.
      No dia 5 de Junho vou votar, mas não PS, PSD nem CDS.
      Passos coelho quer privatizar a CGD. Quer dizer, vai privatizar para depois dar prejuízo! Lembrem-se empresas publico-privadas em Portugal nunca deram lucros.

  14. Placebo says:

    Eu bem que tenho sofrido com estas greves…

    Tenho aulas em Lisboa às 9/10h da manhã todas as terças e quintas, e logo por “sorte” as greves são sempre entre as 6h e as 11h às terças ou quintas, tendo mesmo sido marcada para terça e quinta nesta semana em que nos encontramos.

  15. FXX says:

    Eu só acho que eles deviam fazer as greves à sexta ou à segunda-feira para nos darem fins de semana prolongados…

  16. Noboys says:

    Está chegar a hora…
    O Engenheiro(??) já foi e vai ser substituído não por um mas por dois: o Pedro e o Paulo (ou será o Paulo e o Pedro?).
    Espero ardentemente que de uma vez por todas acabem com comunistas, socialistas, sindicalistas, grevistas, desempregados, beneficiários do rendimento mínimo e o pessoal das pensões de 200 euros e pobres em geral, porque são eles que dão cabo da nossa economia.
    Está na hora de Portugal se assumir como um país moderno e virado ao futuro, porque o passado tem sido bem triste.
    Eu, na impossibilidade de voltarmos a ter o António, vou para a Madeira… porque lá não há grevistas nem pobres nem gente de mau porte, só gente bem como neste sítio.

    • Courela says:

      É natural que na Madeira se viva bem, afinal é só pedir dinheiro ao continente… e se não dão o Alberto lá faz um escabeche.
      Alguma vez ouviram o Alberto a pedir a independência da Madeira?

  17. Marcos José says:

    Aqui no Brasil temos muitas vagas de emprego a disposição de vós.
    basta entender o valor da humildade e assumir que a antiga colônia hj é potência mundial.
    Temos vagas de faxina, motorista, professores et similia.

    • Lena says:

      Oh céus…complexos de inferioridade agora não por favor, está aqui a falar-se de um assunto sério e relacionado exclusivamente com o nosso país.

      Eu apanho três transportes para ir para o trabalho todos os dias. Se dois terços do caminho decidem fazer greve num cúmulo de 3x/semana (estou a falar de CP e Metro), então não sei como vou continuar. Por favor devolvam-me o valor do passe na mesma razão aritmética ou então abram os olhos para a situação do país. Não são só eles as vítimas do sistema. Nos piores dias estão a tirar-me pelo menos 2/3 horas produtividade. Não têm direito a tal exagero. E como eu, muitos outros. (Sem contar com os atrasos e supressões dos dias em que não há greve declarada, mas por azar é segunda ou sexta antes ou depois de greves…)

    • era necessario? says:

      viva,

      Podias era “informar” os teus compatriotas emigrantes em Portugal dessas vagas de emprego ai potencia mundial que é o brasil…
      Poupavam a portugal uns valentes euros, com o regresso dos “caras” para aí…

      – os empregos que libertavam, davam para empregar os cidadãos Portugueses desempregados que recebem do fundo de desemprego;

      – a criminalidade diminui-a, pelo que haveria menos gastos com a segurança publica / tribunais / prisões;

      – os cuidados médicos que aqui obteem, permitiam desentupir hospitais, fazendo com que o pessoal hospitalar não tivesse de fazer horas extra;

      e por ultimo, podia ser que reformulassem a treta do acordo ortográfico.

      tenho dito…

    • Vítor M. says:

      Marcos José só levaste na cabeça porque pediste… mesmo estando com dificuldades financeiras cada português ainda é uns trocos mais rico que o povo brasileiro, o nível de vida cá, embora as notícias possam dar a entender o contrário é bom (sim já foi melhor e mais estável… mas isso são ciclos como no passado já aconteceram), os portugueses fazem um vida como poucos fazem, mesmo ao nível doutros países europeus.

      A geografia do nosso território permite que os portugueses (a grande maioria) tenha férias tranquilas em locais com excelentes condições, seja no campo, na praia, na montanha… seja turismo individual, seja turismo com colectividades…

      Temos um país tecnologicamente mais avançado que muitos outros países europeus, basta ver que os nosso alunos do ensino básico recebem livros, cadernos e um computador quando chegam à escola… aponta aí países no mundo onde aconteça isso.

      Temos um excelente parque automóvel, temos boas praia (das melhores do mundo) em termos climáticos, em termos de hospitalidade, em termos do ambiente seguro sem doenças como dengue, malária e outras que noutros “paraísos” tropicais afligem os turistas.

      Temos um clima temperado, com as estações do ano bem referenciadas sem serem ríspidas.

      Temos boas vias de comunicação, estamos a iniciar o projecto TGV, temos uma rede de metro a crescer. Temos cidades históricas devidamente ornamentadas (obviamente que muitas têm de ser e estão a ser melhoradas).

      Temos uma boa companhia aérea que já salvou a vossa companhia aérea injectando milhões de dólares há uns bons anos atrás, temos das maiores empresas do mundo como a Cimpor, temos participações de capital na vossa maior companhia petrolífera, até há pouco tempo a vossa maior empresa de comunicações era portuguesa, agora temos a OI… participações na UOL e entre muitas outras.

      Tudo isso fez com que muitos brasileiro, nos últimos 20 anos viessem para cá… estima-se que chegaram cá mais de um milhão de brasileiros nos últimos 10 anos.

      Muitos deles pessoas válidas que trouxeram conhecimento, vontade de trabalhar, é verdade que aumentou o crime e outras actividades ilícitas… mas isso não vou reforçar pois é outra área.

      Demos vida nova a muita gente vinda de terras de vera cruz e continuamos a dar, sem estigmatizar pois não somos racistas.

      Essas profissões que referes, dignas, não são aquelas que grande parte dos brasileiros vieram para cá preencher…. mas essa é outra história que não quero referir. O que importa é que somos tidos como povo trabalhador povoamos todos os países do mundo, temos portugueses em todo o mundo nos mais importantes cargos… até senadores nos Estados Unidos e Deputados em Brasília (fora investigadores no MIT ou cientistas ao serviço da NASA… entra muitos outros ligados a tantas áreas como música, medicina, engenharia, educação, etc…).

      Deixa esses estigma colonialista, nós não temos essa ideia do Brasil de povo que colonizamos, nem pensar. Temos uma ideia de um país independente, em crescimento, um país com gente válida e que já ajudamos bastante assim como o Brasil já nos ajudou e espero que continue a ajudar, se necessitarmos.

      Lembro-me de tempos difíceis para o Brasil, no tempo do Color de Melo onde Portugal injectou muito capital para ajudar a estabilizar a vossa moeda. Faz parte das relações entre países com relações seculares.

      Assim e sem querer entrar em radicalismos e ter de argumentar com assuntos parvos… deixo-te uma sugestão: primeiro conhece as realidades de cada país, depois fala 😉 tens muito o que aprender sobre Portugal.

      • Marcos José says:

        Vitor M.
        Obrigado pelos valiosos conselhos e que portugal tenha mais sorte na economia daqui pra frente.
        Tens razão em me aconselhar a saber mais de um pais antes de se argumentar bobagens.
        Espero poder conhecer Portugal e seu povo que nos presenteou com um belo idioma.
        Desculpe as tolas palavras.

  18. AntónioXXL says:

    Rui Pedro Soares recebeu 1,2 milhões da PT
    O ex-administrador da Portugal Telecom (PT) Rui Pedro Soares, que abandonou a empresa na sequência do processo ‘Face Oculta’, recebeu em 2010 cerca de 1,2 milhões de euros resultantes de indemnização e salário até…

    O salário total de Zeinal Bava foi, em 2010, de 1,41 milhões de euros, menos 44 por cento do que os 2,52 milhões de euros registados no ano anterior, indica a operadora em comunicado divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

    QUEM ACABA COM ESTE ESCÂNDALO?QUEM SE PREOCUPA COM ISTO?MULTIPLIQUEM ESTES ORDENADOS POR CENTENAS DE OUTROS IGUAIS OU MUITO PARECIDOS VEZES E VEJAM PARA QUANTOS SALÁRIOS DE 700€ DAVAM.

  19. AntónioXXL says:

    https://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=TDuKYdfHMNs#t=164s

    VEMOS,OUVIMOS E LEMOS,NÃO PODEMOS IGNORAR.

    PASSEM E REPASSEM.

  20. João says:

    Existe algum problema com a App já algum tempo não informa nada como hoje que existe uma greve de dois dias desde ontem na Rodoviária Tejo porquê??? Obrigada boa tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.