Quantcast
PplWare Mobile

Google quer mais segurança no seu browser! Chrome vai bloquear downloads perigosos

                                    
                                

Fonte: Chromium

Autor: Pedro Simões


  1. Paulo Santos says:

    e o pessoal começa a migrar para outros browsers que os deixem decidir o que devem ou não descarregar.
    “not very smart move, google”

  2. Fernando says:

    Concordo com o Paulo. A Google quer ser o novo “BigBrother” mundial usando os seus tools que nos possibilitou sem encargos ao longo dos anos. O Chrome vai ser a sua nova arma de invasão a privacidade sob o pragmatismo que nos vai proteger. O merceeiro da esquina já não nos poderá vender os seus produtos sem deixar uns Euros na Google.

  3. BlackFerdyPT says:

    “Para sua segurança, o descarregamento deste documentário que elabora sobre o facto da Google ser uma empresa de fachada da CIA e da NSA (h*tps://medium.com/insurge-intelligence/how-the-cia-made-google-e836451a959e) irá ser bloqueado.”

    Quem acha bem andar a ser controlado por outros, está mesmo a pedi-las…

    (Mudem já para o Google Chrome!)

    • BlackFerdyPT says:

      P.S. – Para quem não sabe, há já muitos anos (cerca de 15) que até o Firefox dá falsos avisos de sítios na Internet que supostamente contêm ficheiros perigosos – quando, na verdade, estes contêm apenas ficheiros MP3 para descarregamento, de entrevistas de rádio com conteúdo mesmo muito revelador e danoso para o poder estabelecido.

      • JacareDTR says:

        funcionalidade essa que é providenciada pelo google safebrowsing e não pela mozilla.

        • BlackFerdyPT says:

          Muito obrigado pelo acrescento.

          Realmente, do que me lembro dos avisos, tinha ficado com a impressão de ser a Google a autora dos mesmos. Mas, como era no meu navegador de Internet, Mozilla Firefox, que apareciam…

          Estive-me a informar e constatei que tal extensão da Google foi adoptada pelo Firefox em 2006 (que, realmente, corresponde à altura em que me lembro de terem começado tais avisos falsos).

          Bate tudo certo, então. Sendo a Google o tipo de empresa que é, obviamente que iria a mesma querer bloquear/esconder as muitos reveladoras entrevistas que eu procurava…

          • JacareDTR says:

            felizmente dá para desactivar, no entanto os urls continuam no about:config…

          • BlackFerdyPT says:

            Obrigado também pela dica.

            Sim, tanto quanto me lembro do que aparecia nos avisos, eu vi que podia, pelo menos, adicionar excepções (para me livrar dos avisos) consoante o sítio específico em causa. Mas, como na altura ainda não lidava tão bem com computadores como hoje, nem sabia da opção de mexer no “about:config”.

            Irei, no entanto, lembrar-me da mesma, caso volte a acontecer algo semelhante.

  4. RM says:

    Download de conteudos ilegais = download perigoso, é o que parece também!

  5. Cisco says:

    Isto de aplicações decidirem por nós o bom ou mau é o início de “1984” de Orwell. E ainda há quem bata palmas a este controlo das nossa vidas. Mundo cão.
    O que me vale é já estar na recta final. Quem cá ficar que se amanhe.

  6. BlackFerdyPT says:

    A melhor que já me aconteceu deste tipo:

    Comprei, há uns 2 anos, um portátil que vinha com o Windows 10 instalado e (depois de configurar inicialmente o mesmo, fazer as actualizações do sistema e testá-lo um pouco) tentei descarregar uma distribuição de GNU/Linux (a “Solus”) do seu arquivo oficial.

    Apesar da boa velocidade, a ligação estava constante/repetidamente a cair (abortando o descarregamento do ficheiro em causa).

    Achei isto (mesmo) muito estranho – pois, conseguia descarregar sem problemas quaisquer outros ficheiros para esse mesmo portátil (e usando também o mesmo navegador de Internet do Windows).

    (“Querem ver que é o que eu estou a pensar?…”, pensei na altura.)

    Lá tive de descarregar a distribuição de GNU/Linux num outro computador em casa (que o fez sem problemas) e instalei-a no portátil que tinha o Windows.

    Resultado final: Usando agora o GNU/Linux neste mesmo portátil (que nunca saiu do mesmo sítio) já conseguia descarregar, sem problemas, o mesmo ficheiro de instalação (do arquivo da distribuição de GNU/Linux) que não conseguia descarregar usando o Windows.

    (Há com cada mistério…)

  7. João Santos says:

    Enquanto não bloquearem m€¿$?as que tenhamos dado permissão por engano. De que serve se bloqueia isto ou aquilo.

  8. informado says:

    lol .exe??? viva o linux

  9. falcaobranco says:

    Mas quem faz de hoje em dia downloads de ficheiros .exe directamente no browser? Livra…

    A meu ver, têm 6 versões para ver bem as coisas porque a partir da versão 86 bloquearem imagens e tudo… não é uma boa jogada por parte da google… eu sei que tem que ser de sites em HTTPS mas muitos não têm isso, e alguns até mascarados de http estão mas são https…

  10. Lrf says:

    Totalmente de acordo.
    Não quero ninguém a decidir por mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.