Quantcast
PplWare Mobile

Como criar um blog no WordPress

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Joãozinhoo says:

    Excelente artigo. Parabéns Nuno Barros.

    /off: quando sai, afinal os resultados do concurso?

  2. MoosHD says:

    Prefiro o Blogger, é mais rápido e personalizável, no wordpress tem de se pagar para personalizar e ter mais tráfego, no blogger é tudo free. Sinceramente depois de usar ambos, o blogger é superior, embora lhe falte ainda algumas coisas que existem no wordpress, mas o google está aos poucos a tratar disso.

      • Klassified says:

        Não é uma questão de achar. É a realidade.
        No Blogger podes personalizar tudo no que diz respeito a (x)HTML, CSS e Javascript, enquanto no wordpress.com tens que pagar para isso.

        Para mim, a maior falha do Blogger é não permitir alojar ficheiros no mesmo sub-domínio do blog. Era porreiro poder ter um ‘sitemap.xml’ ou um ‘robots.txt’ personalizado.

        No entanto, sendo um conhecedor dos dois, não hesito em escolher o Blogger para os meus blogs.
        Se quiser usar WordPress, uso-o numa versão on-site em vez de usar a versão hosted do wordpress.com

  3. jpng81 says:

    Fixe fixe mesmo é ter o wordpress ou um drupal a correr num servidor de ubuntu com apache, agora isso criado nos servidores deles perde a piada toda. 😉

    • Miguel Pinto says:

      É um tema interessante. Podes desenvolver o assunto?

      • jpng81 says:

        Basicamente assim por alto para não me alongar muito, é arranjar um pc velhinho tipo que tenham na garagem a ganhar pó tipo no meu caso tenho um pentium2 a 1.5ghz com 256mb RIM e um disco de 80gb com o ubuntu server + apache2 + php5 + mysql + webmin1.5. e básicamente ir ao site do wordpress e fazer download do wordpress e colar na pasta do apache2 e fazer a configuração do wordpress e voilá temos um servidor dedicado para o nosso blog.
        Claro que não uso apenas para um blog, tenho vários sites alojados no meu servidorzeco, até posso ter um programazito de torrents(torrentflux) para estar a sakar ao mesmo tempo, e isto tudo apenas com um cabo de 220v e um cabo de rede ligados ao server, pois nem é preciso ambiente gráfico para gerir o servidor, pois pode ser administrado tendo apenas um browser e aceder ao webmin e ao torrentflux.

  4. José says:

    Excelente artigo. Continuem o óptimo trabalho que têm vindo a desenvolver.

    @offtopic

    Alguém sabe de uma ferramenta para comprimir pdf ou um método eficaz para comprimir pdf em zip, rar etc? Obrigado

  5. Bovidino says:

    Acredito que o principal para a grande maioria, nem é COMO criar um BLOG, mas PARA QUE SERVE UM BLOG.
    Parece que sempre a questão TÉCNICA da criação de algo se sobrepõe à sua UTILIDADE.
    Pelo menos eu, gostaria de saber para que serve um BLOG, além do que já vem explicado na Wikipédia.

    • taralhoco says:

      Um Blog, tal como este que está a consultar (sim, isto é um blog!!) serve para qualquer finalidade que o autor lhe queira dar. A vantagem de um blog é que permite uma publicação rápida e expedita de artigos (como acontece aqui), assim como abertura de debates, discussões, comentários… etc. É um meio de comunicação bastante válido e eficaz, pois permite sem grandes preocupações publicar qualquer tipo de informação.

      Já agora, refiro outros serviços como o Weebly (www.weebly.com) que podem ser muito interessantes, sobretudo para quem se inicia.

      Cmpts

  6. Rammy says:

    WordPress rules! Nem tanto por criar blogs assim, mas porque podemos usar o motor para o nosso site, o que é awesome, e é totalmente grátis! 😀 Cheio de plugins também 😀

  7. NuMbErSeVeN says:

    Sim, sem dúvida que WordPress é do melhor que por aí anda. Tenho um site com o WordPress e é incrível a comunidade que nos ajuda e desenvolve plugins e themes. Impressionante.

  8. transik says:

    Vitor M. – desde ja este post eu esperava ha algum tempo, por isso obrigado! mas como gosto de aprender decidi algum tempo atras tentar fazer isto sozinho.O que fiz fui registar ao freehostia, acho que tenho 300mb la para o meu site/blog. Depois fiz upload para la do wordpress e do tema que gostei mais. Depois de ter estas 2 coizas fundamentais é que começei a experimentar plugins ( agradecia que fizesses um post sobre os melhores plugins para WP); (qual é o plugin utlizido aqui na pplware para ver as imagens quando clicas nelas???sempre quis saber).Um blog/site não tem piada quando n ha nngm a aceder a ele, então pus um plugin cujo nome é Google XML Sitemaps, e o que faz (pelo que eu percebi) transmite ao google,bingo,yahoo etc os tags dos meus posts, mas acredito que deve existir algum plugin melhor que este. Tenho outros pulgins como o wp-cumulos que pareceme engraçado a forma como apresenta os tags do blog,StatPress Reloaded – para estatisticas das visitas,WP LaTeX – para escrever formulas matematicas mas da uma trabalheira do caraças é quase como programar,WP Page Numbers – para numerar as paginas mas ainda hoje n consegui configura-lo para que me apareça,WP Super Cache – para tornar o blog mais rapido e notei uma boa diferença depois de o instalar. Mas como a maior parte dos blogs sao puco visitados incluindo o meu talvez por ter poucos posts ou por ter info que n interessa para nada n sei…vo de vez em quando la postando algo que vi na net e gostei…tenho umas 50 visitas por mes la de pesoal da net e acho que e muito pouco…dxpm la o grande discurso…sei quiserem dar uam olhadela ou dizer o que esta mal estao a vontade
    http://www.transik.0fees.net/

    • Vítor M. says:

      Boas carissimo

      Antes de mais deixa-me somente referir que os créditos deste post vão para o Nuno Barros,pelo excelente trabalho. É sempre um previlégio ter post dos nossos visitantes.

      En segundo lugar quero deixar-te este link com alguns plugins que entendemos serem importantes:

      https://pplware.sapo.pt/truques-dicas/15-plugins-essenciais-para-o-wordpress/

      Em terceiro lugar respondendo á tua questão, as nossas imagens são animadas com o Lightbox. Podes procurar na net por lightbox for wordpress.

      Por último, nunca devemos dizer mal do trabalho de alguém, podemos ser criticos sem haver aquela mesquinhez do “bota abaixo”.

      O teu site está lúcido muito Notes para iPad 😉

      Abraço

      • transik says:

        snr. Nuno Barrosos, os meus agradecimentos pelo excelente post!!!

        Obrigado Vitor M. pela resposta, vo procurar então e experimentar para ver se melhoro a funcionalidade do blog 😉 é vdde nunca devemos dizer mal, então neste caso referir o que posso melhorar = dar sugestões, pq de certeza ha pessoal aqui que tem muita experiência nestas coisas assim talvez aprenda com a experiencia deles.

        Obrigado Vitor + uma vez 😉 []

  9. PJviana says:

    Olá pessoal!
    Este artigo vem mesmo na altura certa. Eu e a minha namorada estamos a pensar em criar um Blog mas não estou muito dentro deste assunto! Qual é o melhor lugar para criar um blog este ou o bloguer ou mesmo outro? Qual é que tem mais espaço de alojamento? E também qual é mais fácil de personalizar?

    😉

  10. Greenplastic says:

    Eu pessoalmente o plataforma que mais gosto é o Tumblr, dificilmente irei mudar, tive no blogspot e wordpress e acho pouca interacção entre bloggers, teremos que procurar, fica muito solitário.
    Enquanto o tumblr é tipo twitter e blogging ao mesmo tempo, muito bom mesmo.
    Adicionam-se os amigos, na tua conta vês os posts dos blogs/amigos adicionados, com hipótese de reblog de posts, comment na hora… na minha humilde opinião é o melhor para o que eu gosto fazer de um blog, que é interacção, simplicidade e cruzamento cultural mais facilitado.

  11. Miguel Luís says:

    Bonzinho é ter uma máquina em casa parada, mesmo que seja da idade da pedra, instalar uma distribuição linux mais indicada para servidores, do género, Fedora, CentOS, Debian, e instalar Apache, PHP, MySQL, Zend Optimizer, instalar o painel webmin para gerir a máquina via web, arranjar um serviço de dns free, e instalar então o WordPress ou outro qualquer, e garantir que a máquina fique operacional 24/7, basta estar ligada, bem arrefecida, e não ter falhas de corrente, uma ligação á internet com pelo menos 1mbps de upload, é mais que suficiente para alojar um blog, ou conteúdo web de pequena dimensão.

    E aproveitamos bem uma máquina que pensavamos que nunca iria servir para mais nada, tudo é aproveitado.

    Cumprimentos, Miguel Luís.

  12. Nuno Barros says:

    Obrigado a todos pelos comentários ao artigo.
    Espero em breve “voltar à carga” com mais artigos sobre WordPress.

  13. Emily says:

    Obrigado a todos pelos comentários ao artigo.
    Espero em breve “voltar à carga” com mais artigos sobre WordPress.

  14. GeoAir says:

    Boas,
    Antes de mais parabéns pelo artigo, muito útil mesmo 🙂
    Tendo em conta a resposta de alguns utilizadores, sugeria a realização de um tutorial (ou vários) em como aproveitar o ‘caixote velho’ que lá temos em casa para fazer um servidor doméstico/caseiro
    CUmps

  15. walison says:

    Este comentário do walison foi removido, porque ele queria publicar o comentário no blog do pai dele… mas enganou-se. Assim e a pedido dele, removemos o comentário.

    A Administração.

  16. Lipe says:

    Vitor tenho uma pequena dúvida sobre as categorias do blog no wordpress. Por exemplo eu tenho um pequeno blog no wordpress e queria saber como é que faço nas categorias para pôr por exemplo (apenas um exemplo) como voçês têm aqui no pplware que é por exemplo voçês tem a categoria Imagem e dentro dessa categoria têm duas “sub-categorias” que são Fotografia e Wallpapers. A minha dúvida é como é k faço para colocar essas duas “subcategorias dentro da categoria principal”.
    Cumps.

  17. Por que não fazem um tutorial para o Blogger, do Google?

  18. Muito fixe este tutorial. O meu blog é WordPress e gosto muito apesar de já não escrever tanto como era hábito. O Blogger pode ser muito bom mas não me convence…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.