PplWare Mobile

Via Verde: Passou na portagem e acendeu uma luz amarela?


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

62 Respostas

  1. Ze says:

    A mim querem que eu mude do dispositivo…
    hehehe

    Recuso pagar para isso.

    Resultado passo sempre já à 2 anos e está sempre amarelo.

    Resultado eles têm mais trabalho, pois terá que ser manualmente o processamento…

    Azar o deles!

    • Edgar says:

      É até ao dia que te cobrem uma viagem de Faro -> Porto e depois choras com a “Chique espertice” 😀

      • Luis says:

        Não vai acontecer porque é vista a matricula. O Dispositivo só serve para outros serviços como bombas de abastecimentos, pagamento de estacionamento em parques, etc

      • António Fagundes says:

        Não fazem isso, mandam carta a dizer que ou vais trocar a pilha/dispositivo ou cancelam o contrato.
        Sempre que acaba a pilha não estou para me deslocar e pagar pela sua troca, espero tipicamente 1 a 2 anos e recebo carta em casa e só aí vou mudar a pilha.

      • K says:

        Não acontece. Eles vão ligar a avisar que tens a luz amarela, que foi o que me fizeram. Eu perguntei se havia problema é eles disseram que não porque mesmo com o aparelho a dar amarelo por falta de pilha, o veículo era identificado na mesma pela matrícula. Fiz autoestrada todos os dias durante quase 2 anos com o aparelho sem pilha, sempre sem problemas. Não fui trocar mais cedo porque o sítio ficava completamente fora de mão e ainda por cima ficava numa área de serviço duma autoestrada que eu nunca fazia, o que obrigava, pelo menos, a pagar mais portagem de ida e volta para além do pagamento do serviço de troca de pilha. O que era é ridiculo. Mais tarde acabaram com esse posto, que nunca foi boa ideia para começar.

        • José says:

          Foi como a mim. Primeiro tinha que ir a Mealhada, depois só em Aveiro depois só em Leiria… Quanto ao pagar portagens com luz amarela, na altura lembro-me de ter pago uma viagem completa de A1 e de ter feito só Coimbra-Condeixa… Eliminei o contrato. Queriam que mudasse de dispositivo e de condições de contrato. Já foi a alguns bons anos. Foi quando apareceu o serviço e o acesso só requeria a compra do dispositivo.

          • Serzedo says:

            Atenção que agora são mais 0,32 cent cada vez que eles têm de recorrer às fotos (por cada passagem). Vale nas SCUT também, porque o meu carro ainda não tinha o dispositivo e pensei que nos CTT ia apenas pagar o custo dos pórticos e paguei mais 0,32 € por cada um.

    • PBatista says:

      Encontro-me exatamente na mesma situação que tu.

      Recusam-se a troca ra pilha do meu… dizem que tem de ser trocado.

      Recuso-me a pagar por novo identificador. Isto é simplesmente uma posição de abuso!!! Como são unicos no mercado, ditam as regras como querem.

      NÃO ACEITO!! fica amarelo à passagem e cai no extrato da via verde como de costume. Por isso, está tudo bem para mim, ando sem identificador e funciona como se tivesse um

      • Eu says:

        Eles querem chular o pessoal e fazer novos contratos de forma ilegal, ou seja, forçada!
        E para isso enviam constantemente mensagens de “Registos Anómalos ” e o conteúdo é:

        «Regularize a situação
        O seu identificador deverá ser substituído.
        Peça já o seu novo identificador pelo preço excepcional de 10,5€»

        Estes tipos têm uma lata.
        Vou fazer queixa às autoridades competentes do Consumidor.
        Pois, isto é uma extorsão!
        Querem extinguir os contratos antigos dos dispositivos que foram comprados, por novos contratos temporários, para irem regularmente sacando mais guito ao pessoal!

        • Rui Costa says:

          Vais fazer queixa vais, só se for às autoridades incompetentes. Olha a AT de tanta cumplicidade com a Brisa até já lhes perdoou 125 Milhoes de Euros e achas que alguma autoridade se vai importar porque te querem obrigar a pagar 10,25€ ???
          Abre o dispositivo e troca a pilha!

        • Ricardo says:

          A mim estão a dizer o mesmo, também vou esperar para ver o que acontece . Acabou a pilha e eu troquei por uma nova e agora querem que compre outro aparelho por 10,5€, se me oferecessem ainda pensava 2 vezes.

  2. diogo says:

    Eh pá se eu fosse ao centro de mensagens por cada vez que me acede amarela todas as semanas tinha de fazer consultas…existirão outras variáveis como coisas internas ao sistema da Via Verde. Apesar disto claro, o cliente deverá estar atento e tomar ações caso a luz amarela não desapareça nas passagens seguintes.

  3. SS says:

    Por experiencia posso dizer que a quando acende a luz amarela regra geral significa mau funcionamento dos equipamentos da via verde.
    Inclusive já me aconteceu a situação em que me foi reportado que entrei no Porto às 18:00 e apenas sai em Braga às 9:00 do dia seguinte (quando na verdade tinha saído no dia anterior como é óbvio). Se não tivesse consultado com detalhe não me tinha apercebido do erro. Ligando para lá perguntei se nao acharam estranho de, segundo a Brisa, eu ter passado a noite na auto-estrada (num trajeto de meia hora). Corrigiram o erro mas quem paga as chamadas para reportar somos nós.

    Um aparte: Cobrarem pelas chamadas em linhas de atendimento devia ser ilegal. Se a linha é usada é porque há um problema. Isto aplica-se a via verdes, operadores de telefone, etc…

  4. Narciso Miranda says:

    Vamos lá analisar uns pontos…

    • A Via Verde foi criada pela Brisa; – Mas o dispositivo, e a tecnologia não. Foi criada por um individuo, vendido à Brisa que a “trabalhou” para ser usada nos pórticos;
    • Luz amarela: Tenho 2 dispositivos, ( Classe 1 – dispositivo antigo e modalidade Compra – e Classe 5 – Dispositivo novo e modalidade Leve), ambos passam amarelo, centro de mensagens sem qualquer informação;
    • Dispositivo Classe 1, não é ligo em parque de estacionamentos, já reportado à Brisa via Formulário, que telefone é cobrado, presencialmente, um tempo imenso! – à espera de resposta à 2 meses quase…

    • Nelio says:

      Correcção. A ideia da Via verde foi idealizada por um engenheiro da Brisa e os aparelhos foram desenvolvidos por uma empresa Sueca.

      • José Monte says:

        Correcção 2: a ideia é da empresa Sueca, que foi alargada e mais desenvolvida pela Brisa.

        • Jerry torres says:

          Correcção 3: a via verde foi criada pela universidade de aveiro

        • Nelio says:

          correcção 3:

          “Da próxima vez que passar na auto-estrada, não lhe vai passar despercebido o símbolo verde. Apesar de a tecnologia (Q-Free) ser norueguesa, a aplicação é nacional e vista como inovadora e pioneira. Criada na Universidade de Aveiro, a Via Verde, operada pela Brisa, surgiu em 1991 e chegou às auto-estradas em 1995; actualmente tem mais de três milhões de clientes.”

          Se foi essa empresa norueguesa (tinha ideia de ser sueca) que teve a ideia, como é que a Brisa fica com a patente? Não estou a ver deixarem registar e patentear a ideia como sendo da Brisa. Nestas coisas existe sempre muitos milhões envolvidos. Lembro-me na altura em que a via verde saiu, ter sido noticiada como uma ideia genial e que nenhum pais tinha algo do género.

          • Eu says:

            Isto já parece a historinha do Magalhães ser um computador português!
            Só faltou irem vender a Via Verde para a Venezuela!

            Tudo vai lá parar!

            Só que o pernil ficou embargado este ano 🙂

      • Alfredo says:

        O melhor sera fazerem a pesquisa e vao ver que nao tem nenhum Portugues metido na invencao.

  5. Informático Amador says:

    Até pode ser a bateria que equipa o identificador e que descarregou. Aí, tenham é em atenção que, não são em todas, mas nalgumas lojas via verde, vêm com a conversa que avariou definitivamente e tentam empurrar para novo identificador, obviamente com novo contrato, e onde têm mensalidade a pagar. Não caiam nessa, nem mesmo quando alegam que o identificador não tem conserto: há casas de electrónica que o abrem e mudam a bateria sem espinhas e não têm de passar a pagar mensalidade.

  6. Pedro says:

    Falta acrescentar que a partir do dia 1 de janeiro deste ano vai passar a ser cobrada uma taxa por cada processamento quando há luz amarela…

  7. Nelio says:

    O mudar de identificador não tem necessariamente que mudar de contrato. Eu mudei de identificador quando a pilha do antigo tinha de ser substituída o que tem um custo. Ora pagar por pagar, vale mais pedir o novo que tem uma pilha que dura mais tempo e é mais pequeno (não é que ande com ele as costas).

    Em relação ao mudar a pilha nos identificadores antigos, sim, existe de facto um negocio por trás disto. Quando recebi o novo aparelho abri o velho e realmente a pilha não é nada que não se consiga encontrar nas lojas. A única particularidade é que a pilha tem os pólos soldados a placa de circuitos, mas com um ferro de soldar a estanho não é nada que não se consiga fazer.

  8. Louro says:

    Que palhacada… Em 2013/4 fui de férias a Portugal ao passar na portagem automatica para pagar com cartao por alguma razao nao estava a aceitar o meu cartao, perdi mais de 1hora lá até finalmente conseguirem que eu pudesse pagar a portagem e seguir viagem…

    Conclusao, agora passo pela via verde, quando quiserem que mandem a conta para casa que eu pago.

    • António Fagundes says:

      Quando receberes recebes da AE toda + taxas + coima.

      • Eu says:

        Ele está lá fora! Portanto, nada feito!

      • Louro says:

        E achas mesmo que estou preocupado com isso?

        Nas ex-scut sempre me recusei a pagar, isto porque nao há uma forma simples e transparente de pagar se tiveres carro com matricula estrangeira…
        Quando comecou essa treta, ainda parei lá para ver o que me diziam na esperanca de “Ok isto deve de ser honesto”, esquece lá o assunto…primeiro queriam que associasse o meu cartao de crédito a matricula do carro para eles cobrarem quando quisessem e bem lhes apetecesse.
        Depois cobravam mais e como é que reclamas e quando é que te devolvem o dinheiro?Eu sou Portugues nao sou burro…
        Ok, pare na próxima estacao de servico e compre um dispositivo…que depois (pelo menos na altura) podias carregar com 10,20,50Euros… mais 27Euros pelo dispositivo que é válido por 6 meses…yah para o ano venho cá tenho de comprar outro…boa…

        Até se ouvia o tilintar das moedas cada vez que passava num pórtico na A25, A29 e A28…

        Portagens com portageiro, sempre paguei até 2013/4… passo na via verde e eles que mandem a conta para casa.

        Quando a conta chegar (que tendo em atencao já lá vao 4 anos nao deve de chegar), só pago o valor correspondente as portagens…que é o que é justo e honesto, nao querem, azar nao pago nada.

        Arranjem uma forma limpa, honesta e transparente de um gajo pagar com várias alternativas de pagamento, portageiros com pessoas lá a trabalhar e a receber o seu respectivo salário e eu pago.

        Para chegar a Portugal atravesso vários paises, em Franca por exemplo se nao conseguires pagar na hora ficam com os teus dados, dao um recibo para pagares por transferencia e segues viagem, duvido que se nao pagasse que me pudessem fazer algo mas como é honesto e justo…óbviamente na unica vez que isso aconteceu, paguei.

  9. Marco says:

    Está tudo pensado para ir sacando mais uns cobres. O serviço técnico deficiente … é mais um. Se as pessoas reclamassem nos livros de cada vez, eles (e outros operadores) mudavam logo de politicas pois os custos de tratar as reclamações felizmente são altos (e sempre os chateia).

  10. Luis says:

    Eu tenho a luz amarela há muito tempo e não vou fazer nada, o dispositivo não serve de nada para passar na portagem, só serve para gastarmos dinheiro. O dispositivo só é usado noutros pagamentos como combustíveis, estacionamentos em parques, etc…

    • Nelio says:

      Como é que é? O dispositivo não serve para nada? O dispositivo tem a informação a que carro pertence. Passa na Via verde com o teu identificador noutro carro (aconteceu-me a mim quando mudei de carro e esqueci-me de mudar a matricula e nº de chassi) e vais ver o quanto estas errado.

      Se acende amarelo é porque alguma coisa esta errada e a Brisa mais dia menos dia entra em contacto contigo a pedir que resolvas a situação. A Brisa continua a fazer boa cobrança das portagens mesmo acendendo a luz amarela porque fica registado em foto a matricula do teu carro e sabem que tens via verde, é por isso que ainda não te disseram nada. Caso não tivesses via verde a muito que já te tinha chegado as multas para pagares. Tenho conhecimento de duas pessoas que já pagaram de multas acumuladas por passarem em scuts sem via verde e não irem aos ctt fazerem o pagamento no valor de 700 e muitos euros. Portanto fica ao critério de cada um.

      Isto do chico esperto há sempre alguém que se lixa, e normalmente não são as empresas.

      • Security says:

        ” Tenho conhecimento de duas pessoas que já pagaram de multas acumuladas por passarem em scuts sem via verde e não irem aos ctt fazerem o pagamento no valor de 700 e muitos euros.”

        ui que confusão amigo. Está a misturar a via verde com as scuts. É certo que a via verde serve para as scuts. Mas cada macaco no seu galho.

        O que é certo é que o amarelo na via verde nem sempre é anómalia do dispositivo. Eu tenho um dispositivo recente e já me apareceu amarelo algumas vezes e nem liguei. O problema pode muitas vezes dever-se a outros fatores.

      • Luis says:

        Eu não disse que não precisava de ter via verde, o que eu disse foi o que o dispositivo não serve para nada, e tu próprio confirmas-te isso no teu comentário: “A Brisa continua a fazer boa cobrança das portagens mesmo acendendo a luz amarela porque fica registado em foto a matricula do teu carro e sabem que tens via verde, é por isso que ainda não te disseram nada.”

    • Nelio says:

      Só uma informação adicional, porque ainda deves ser novo e não deves saber que há 20 anos, quando a via verde apareceu era usada única e exclusivamente para auto-estradas da Brisa.

      Com evoluir do tempo é que se começou a pagar os serviços que mencionas. Não podias estar mais errado ao dizeres que o identificador não serve para nada, apenas para pagamentos de serviços que a 20 anos nem sequer existiam na via verde.

      • Luis says:

        O que eu disse não fui eu que inventei, foi a própria via verde que me disse, tenho provas. Tenho idade suficiente conhecer a evolução do serviço da via verde, mas a idade não tem nada a ver com conhecimento.
        Contudo, eu falei de como funciona atualmente, que é o que interessa.

      • Luis says:

        Já agora a via verde apareceu há 27 e não há 20.

    • TugAzeiteiro says:

      AHAHAHAH… tão bom!!

  11. Security says:

    Ora bem, pelo que sei, não é permitido mudar a pilha do aparelho porque eles querem antes vender novos e lucrar mais uns bons tostões.
    Como tal, segue um “tutorial” de como fazer a mudança da pilha:

    https://www.youtube.com/watch?v=cF_Sa4l5iiw

  12. Paulo Rodrigues says:

    Ainda a semana passada mudei a pilha do meu identificador… trata-se do primeiro modelo. A pilha custou-me € 5.5… abrir o identificador, cortar a cola liquida, remover a pilha (tinha uma tensão inferior a 1V quando deve ter 3,6V), soldar e voltar a colocar cola liquida (cola quente) que terá como objectivo evitar que a solda parta pela vibração… a última vez que a mudei, antes desta, fui a um posto de atendimento da Brisa… levaram-me € 8, não sei quanto seria agora nem sei se tentariam impingir um novo identificador. Sim com a luz amarela no painel é assumido o percurso…

  13. Serzedo says:

    Desde 2009 que tenho VV na mota, desde sempre deu luz amarela, liguei para lá das primeiras três vezes e a resposta da primeira foi para verificar a posição do identificador, da segunda foi igual, à terceira disseram para não me preocupar que faziam a leitura pela matrícula e até hoje sempre correu tudo normal, é atribuído o respectivo desconto e tudo através da leitura da matrícula, nunca falhou… Nem nas SCUT.

  14. falcaobranco says:

    Bem o pessoal fica alarmado com pouca coisa e fazem dramas que meu amigo… 😀

    Eu tinha dos primeiros identificadores (aqueles quadrados…) e troquei de pilha 3 vezes… nada me foi cobrado… na 4ª ida á loja da Via Verde, me disseram para trocar de dispositivo, fiz a questão se era necessário pagar algo mais por isso… e me disseram que não era preciso… e de facto não paguei, além de que me baixaram a mensalidade anual do identificador…

    Ás vezes é pior atirar para o ar do que ir perguntar directamente ás entidades…

    • Paulo Rodrigues says:

      Pois mais o “teu” identificador não é teu, pagas uma anuidade daí não te cobrarem nada na troca da pilha… não sei quanto é a anuidade, mas deve ser superior ao custo da pilha sendo que esta dura mais que um ano (pelo menos no meu caso).

  15. ACSM says:

    Não se esqueçam que alguns dos pioneiros do uso de idenficadores tinham contratos em que era previsto ser da responsabilidade da via verde a substituição futura do identificador por avaria ou por mudança de equipamento bem como esses identificadores serviam em qualquer viatura.
    A via verde alterou unilateralmente as condições sem dar conhecimento aos utilizadores.
    Quem ainda tiver cópia das condições de utilização dos primeiros contratos, faça uso .delas.

  16. Fernando says:

    ola e onde trocam as pilhas neste momento obrigado

    • Paulo Rodrigues says:

      Dependerá de onde te der mais “jeito”… normalmente associamos um lugar mais próximo da nossa residência. Por exemplo Lisboa, mas terás que confirmar se ainda o fazem, na Toyota no Prior Velho.

  17. zeze says:

    Boas!
    O meu identificador, com cerca de 8 anos, já não é aquela caixa retangular grande, deixou de emitir som nas scuts, aquele piiiiiiii, presumo que seja a bateria.
    ja procurei mas nao consigo encontrar bateria igual -LITHIUM BATTERY BR2450A 3V-
    Alguém sabe outra que seja compatível?
    grato

  18. Sergio says:

    Boas pessoal, alguém me sabe dizer qual o modelo da pilha do dispositivo Via Verde dos recentes(2010), e já agora onde se compra?
    Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.