Quantcast
PplWare Mobile

Utilização do Windows 8.1 ultrapassou finalmente a do XP

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Tavares says:

    Para mim esses números são absolutamente normais.Como sabemos o Windows Vista foi “arrazado” a quando do seu lançamento e logo que apareceu a versão 7 houve uma debandada para o novo SO.Como o Seven foi considerado um bom SO e a versão 8 demasiado “revolucionária” muita gente ficou com o Seven…ainda por cima porque o período de lançamento que mediou entre os dois foi(em relação ao normal) muito curto. Quanto aos 4,9% de utilizadores que ainda não atualizou da versão 8 para a 8.1…é aquela “franja” de utilizadores que só vai atualizar quando adquirir um novo computador.Passa diretamente da versão 8 para a 10…eu estou a escrever este comentário num notebook com o Windows Vista.Sem problemas nem reclamações a fazer…kkkkkkkkk.

    • Diogo says:

      Eu tenho o 8.1 mas a verdade é que, nunca encontrei problemas quanto ao Vista, sempre gostei muito do OS e nunca percebi o porquê de ter sido tão criticado. O 7 eventualmente irá cair, talvez com o Windows 10 visto que a Microsoft deu aos utilizadores exatamente o que eles queriam, o “Menu Iniciar”.

      • Tavares says:

        Diogo….o grande “problema” com o Vista foi ter “aparecido” a seguir ao XP.A maioria das pessoas migrou para este SO sem ter em atenção as especificações de hardware necessárias.Concordo que é um SO um pouco “pesado”…nunca poderia correr decentemente em PCs com 512 Mb ou 1 Giga de Ram.Como tal a maioria do “pessoal” em vez de dizer que tinha um PC fraco…disse que o SO não prestava!!É o normal…diagnóstico de “técnicos”!!kkkkkkkk

  2. Raquel says:

    e o melhor SO de sempre mas apenas em surfaces ou pcs com touchscree,n para pcs sem touchscreen e uma experiencia frustrante, horrivel mesmo e mto pior que o windows 7. Em discos ssd tudo funciona bem mas em 5400rpm parece me muito mais lento e problematico que no 7

    • MM says:

      Tenho o Win8.1 num PC normalíssimo e tenho uma opinião contrária. Não é lento, não é frustrante e no Desktop é praticamente igual ao Win7.

    • Carlos Correia says:

      uso o 8 desde que saiu e depois o 8.1 e o meu monitor não é touchscreen, e não sei porque achas frustrante, é muito mais prático que o 7, se souberes 3 ou 4 combinações de teclas é impecável (win+D, win+X, só a tecla windows e começas a escrever o nome da app que queres, etc), como disse antes, muito prático, faço o mesmo que fazia no 7 mas mais rápido a aceder ao que quero, áh, e sem touchscreen.

    • Rui says:

      Eu fiquei desanimado quando saíu o 8, porque não gosto de utilizar apps, gosto e preciso de ter vários programas abertos ao mesmo tempo para interiagir entre aplicações (copiar informação, NIB’s, conferência de extractos, etc, que seria muito moroso estar a utilizar 1 só programa de cada vez)…..
      Passei para o windows 8, e como não uso o modo metro…. não encontro 1 só aspecto em que o 7 seja melhor que o 8. Bem pelo contrário, até é mais rápido.
      1 ano depois passei naturalmente para o Windows 8.1 x64 profissional e estou a gostar bastante. Noto que cada vez preciso de menos programas externos para fazer o que com o windows XP teríamos de recorrer a milhentos programas de terceiros e cheios de bugs e malware….

      Tendo eu um normalíssimo PC com intel core i5 4300 e com SSD a arrancar em cerca de 8 segundos….. não estou a ver o Windows 7 fazer isso…….

    • Jose says:

      Está só a falar por si não é? Porque eu penso exactamente o contrário! É mesmo o melhor S.O., da Microsoft, sobretudo o 8.1, tanto que me levou a comprar tablet e telefone com o sistema e, não posso estar mais satisfeito, com ecrã táctil ou não o sistema é fantástico, fluido em todos os equipamentos e todos sincronizados. Como não vi nada disso em mais nenhum acho que estou bem servido.

  3. says:

    se não fosse a necessidade, de alguns programas especificos funcionarem só em windows, de certeza que era bem diferente

  4. Krasy says:

    isso pk obrigam as pessoas a mudar.
    eju cá ou XP ou 7 e espero saltar directamente para o 10 na minha opinião o 8 e 8.1 faz lembrar o millenium e o vista (longe da vista)

    • zé malheiro says:

      ao mudares, muda para melhor que isso, linux

      • Dumitru says:

        E porque o linux eh melhor que isso? Falar eh facil agora argumentos que eh vom nada

        • Manel says:

          O linux é fenomenal, inicia em segundos..claro que requer um pouco de treino no início principalmente porque ao contrário do windows que é feito a pensar em vender publicidade o linux é feito a pensar em privacidade e desenvolvimento humano, mais o facto de ser grátis, opensorce, ou seja é desenvolvido por muitos, auditado por todos ou seja transparente,muito mais seguro contra hackers, virus etc.. nem sequer é requisito utilizar antivirus, por alguma razão os melhores programadores não usam Windows

      • Krasy says:

        concordo mas falta-me o tempo para me inteirar com esse OS. se bem que uso uma box que o sistema dela é linux e adoro.

      • Diogo says:

        Zé, Linux é bom mas comparar com Windows… esquece. Se estás à espera que o Linux supere o Windows, não deve ser este século pelo menos enquanto for muito baseado em Terminal. Eu gosto do Linux (Ubuntu) mas tens que gostar de linha de comandos para usares, para pessoas normais que sempre usaram Windows, esquece.

      • bruno says:

        Qual distro? E explicares ao pessoal o quanto é frustrante arranjar drives para a placa gráfica, decentes e estáveis em Linux? Enquanto houver 500 distros, cada uma diferente da outra em das mais variadas formas, o público não geek dificilmente vai passar a usar Linux.. E não me venhas com as desculpas das aplicações, porque não falta é formada de dar volta ao assunto.. O Linux é muito bom para quem percebe o que está fazer, para quem não percebe é uma dor de cabeça..

    • Rui says:

      Volto a repetir:
      Eu fiquei desanimado quando saíu o 8, porque não gosto de utilizar apps, gosto e preciso de ter vários programas abertos ao mesmo tempo para interiagir entre aplicações (copiar informação, NIB’s, conferência de extractos, etc, que seria muito moroso estar a utilizar 1 só programa de cada vez)…..
      Passei para o windows 8, e como não uso o modo metro…. não encontro 1 só aspecto em que o 7 seja melhor que o 8. Bem pelo contrário, até é mais rápido.
      1 ano depois passei naturalmente para o Windows 8.1 x64 profissional e estou a gostar bastante. Noto que cada vez preciso de menos programas externos para fazer o que com o windows XP teríamos de recorrer a milhentos programas de terceiros e cheios de bugs e malware….

      Tendo eu um normalíssimo PC com intel core i5 4300 e com SSD a arrancar em cerca de 8 segundos….. não estou a ver o Windows 7 fazer isso…….

    • Jose says:

      E porquê? vejo muita gente falar mas sem razão alguma! O S.O., é inovador o que assustou os conservadores, mas é o melhor de sempre! Espero apenas pelo 10 para ver, mas não vejo assim tantas diferenças para já, tem o amado menu iniciar que quase ninguém usa.

  5. Abílio says:

    Pois eu gosto do 8.1.

  6. zé malheiro says:

    ui que medo

  7. MarioM says:

    Instalar o Win 8 é caro,um Windows 8 Prof se formos comprar larga-se uma nota.

  8. neopunk says:

    Para mim o Windows 8.1 já é coisa do passado, uso o Windows 10 Technical Preview desde o 1º dia que saiu.

    Honestamente desagrada-me o retrocesso para as similaridades com o Windows 7, abomino por completo o Start Menu, tanto assim é que foi a 1ª coisa que removi quando instalei o W10.

    O que é realmente importante é que para mim que gosto de inovação e para os outros que vivem no mundo legacy, existe uma escolha nas opções do Interface para satisfazer toda a gente.

    Tenho pena que a Microsoft tenha que ter sido obrigada a focar-se em aspetos de interface associados ao passado, gostaria que o W10 tivesse sido algo ainda mais disruptivo que o W8, a culpa não é da MS, é de todos aqueles que vivem no atraso de mentalidade e agarrados aos paradigmas do passado, a todos vocês o meu NÃO MUITO OBRIGADO.

    • Bahh says:

      Há quem goste mesmo de utilizar as coisas e não ter de andar a lembrar-se dos nomes, ou andar à procura a deslizar para o lado esquerdo e direito sem fim pelo ecrã inicial à procura do programa (Windows 8). Já para não falar que para fazer manutenção é super difícil chegar às definições do Windows 8… e então apagar redes sem fios diretamente no Windows é quase missão impossível de forma fácil.
      Sim, tudo se consegue, mas eu cá gosto de tudo acessível facilmente para não ter que andar a memorizar coisas sem jeito nenhum que poderiam ser muito mais fáceis… como o forão até ao Windows XP, e que começaram a complicar no Windows 7.

  9. BrunoT says:

    Não o que faz ai o iOS(ao incluir o iOS, deviam incluir o Adroid a companhia)

    Por separam o win 8 do win 8.1? É apenas uma atualização

    Eu ja usei linux, este ainda tem de melhorar muito para sertão facil de usar como o Windows. Nunca usei OS X, mas sei que para fazer algumas tarefas basicas é preciso dar a volta ao mundo, tal como no linux para instalar algumas apps ou resolver problemas…

    • Nunes says:

      A utilização do Android é menor que o iOS, é por isso que o Android não aparece no gráfico.
      Quanto ao OS X, que coisas básicas são essas em que alguém que nunca usou o OS X tem que dar a volta ao mundo? Só se for por não usar!

      • BrunoT says:

        A partir do momento que usas é facil, não se pode negar isto.

        Mas não achas que tarefas basicas deviam ser mais intuitivas?

        • Nunes says:

          Que tarefas básicas?
          E por acaso já pensaste que a questão que alguém possa ter não é por causa de intuitividade mas por hábitos anteriores noutro sistem? Intuitividade é coisa pela qual o Mac foi sempre elogiado

          • BrunoT says:

            Na minha casa há uma pessoa que quase sempre usou Ubunto, tem conhecimentos avançados em linux.

            E as vezes tem algumas dificuldades em fazer algumas tarefas.

          • BrunoT says:

            No windows algumas vezes tambem tens algumas situações que tarefas que diviam ser muito faceis e não são. Mas no geral é muito facil de usar. Por exemplo trocar o audio de HDMI, do computador para a televisão e ao contrario.

          • Nunes says:

            e o que isso tem a ver com o OS X??? OS X não é linux

      • Galo says:

        “A utilização do Android é menor que o iOS, é por isso que o Android não aparece no gráfico.”

        hum?!?

        A última vez que vi por cada smartphone iOS havia cerca de 4 androids.

        Em tablets, e só considerando as marcas conhecidas (apple, samsung,amazon) o market share estava:
        iOS 51% android 40%
        Se considerares todas as marcas menores e “brancas”, de certo também android superará iOS.

        Como tal, também não vejo razão para aparecer iOS nesse gráfico…

        • Nunes says:

          Da última vez que vi o StatCounter contabilizava a utilização na internet (em milhões de sites), daí ter dito utilização em vez de número de utilizadores, aparelhos ou sequer vendas. E neste caso em particular nem sequer estão a contabilizar os smartphones, apenas são desktops e tablets!
          Se fores a olhar para a utilização na internet, em muitas das estatísticas o iOS continua à frente do Android no geral. E nos tablets está muito à frente em utilização.

          • Galo says:

            @Nunes

            Sim, eu sei que eles só contabilizaram os tablets, e por isso indiquei dados em separado.

            E também sei que em muitas estatísticas de utilização de internet o iOS está na frente, e noutras estatísticas aparecem os 2 equilibrados, uma vez que o maior número de utilizadores de android acaba por compensar a menor actividade web.

            Agora percebi o que querias dizer, mas contudo é enganador dizer que iOS é mais utilizado…(já teve o seu tempo).
            Como tal, fora do seu contexto, o gráfico apresentado induz em erro…não representa os verdadeiro números dos SO em utilização.

          • Nunes says:

            :S
            se sabes isso tudo para que é que vens implicar com um comentário que se limita a explicar não aparecer o Android no gráfico!
            Nunca falei em número de aparelhos, o gráfico não é sobre número de aparelhos, e não inclui smartphones. E se sabias isso tudo para que é que vieste falar em vendas e números de smartphones? Ou porque é que não não entendeste porque é que aparece o iOS? enfim…

          • Galo says:

            @Nunes,

            calma que ninguém está em implicar com nada…
            O artigo refere-se à “utilização” de sistemas operativos certo?
            Em nenhum lado é referido que essa utilização se cinge à “utilização web” pois não?
            Apenas quem conheça a StatCounter e a forma como obtém os dados, é que não vai ser induzido em erro (e mesmo esses dados como sabes têm muito que se lhe diga, não são a “única verdade”).
            O iOS não é mais utilizado que o android, porque a utilização não se cinge à utilização web! E foi isso que quis salientar (a informação dos smartphones foi apenas para completar)…
            Quem lê o artigo e o teu comentário é levado a crer erradamente que iOS é um sistema operativo mais usado que android…
            mas depois quando respondeste ao meu comentário fiquei a perceber o que quiseste dizer, e assunto arrumado!

          • Nunes says:

            @ Galo
            bastava então teres pensado só um bocadinho antes de vires dizer que não vias razão para aparecer o iOS, se já sabias tanta coisa!

          • Galo says:

            @Nunes

            Inicialmente, não liguei à fonte dos dados…
            Tal como é apresentado o artigo (e mesmo o teu 1º comentário) pode levar a interpretações erróneas por parte dos leitores!
            E eu próprio fui induzido em erro porque o artigo apenas fala em utilização!Não contextualiza que é apenas utilização web!

            Era a mesma coisa que por exemplo que um estudo qualquer vir dizer que android era mais utilizado que iOS em empresas, e depois ias ver a apenas tinham analisado a transferência de documentos entre equipamentos. Percebes?

            Não quis implicar com ninguém…apenas contribuir para a “clareza” do artigo!

            Além de que repara que o titulo do artigo é: “Utilização do Windows 8.1 ultrapassou finalmente a do XP”

            E todo o texto anda à volta dos SO da microsoft…não se perdia nada se o iOS não aparecesse no gráfico
            (até se ganhava, que não levava às pessoas a colocarem em causa a sua presença no gráfico)!

          • Nunes says:

            @ Galo
            Agora a tua implicação é por incluírem tablets no gráfico? Mas não tinhas dito que tinhas visto isso logo de início? A fonte está escarrapachada no próprio gráfico! Ou será que afinal não reparaste em nada e realmente te limitaste a vir implicar sem perceber o que estava em causa!?
            Contribuir para clareza certamente não foi o que pretendeste, pois começaste logo por falar em smartphones, quando tal coisa não aparece em lado nenhum, e ainda menos relacionado está com o Windows XP do que os tablets que já têm uma fatia bastante significativa da utilização da internet, e que imagina, tb existem com Windows!

          • Galo says:

            @Nunes

            Pronto, já percebi chegou a altura em que começas a divagar e desconversar, e como já te conhecemos é altura de te deixar a falar sozinho…(sei que de seguida vais-me acusar de dançar com argumentos hahahaah)

            Eu já te disse que inicialmente não reparei na fonte (e nem tinha que o fazer)!
            Na minha opinião no artigo deveria ser referido que toda a análise se cingia a utilização Web (mesmo esses dados são discutíveis)!

            Tu conhecias a fonte, e respondeste ao outro colega que iOS aparecia no gráfico porque era mais utilizado que android. No contexto web até pode estar correto, e como tal, após teres respondido ao meu comentário não pus isso em causa.
            Mas tenta perceber também que ao dizeres “apenas” mais utilizado estás errado!
            Utilização engloba utilização web e muitas outras “utilizações”!
            E o errado sou eu por “chamar a atenção” para isso?!? LOL

            E já admiti que para o contexto do artigo, os números que referi relativamente aos smartphones eram dispensáveis…apenas os referi para completar/reforçar a ideia!Mas não disse nenhuma mentira pois não?

            Quanto aos tablets windows LOL, mais uma vez estás a desconversar pois sabes bem que possuo um…

          • Nunes says:

            @ Galo
            Não Galo, quem vem para aqui desconversar és tu, com desculpas atrás de desculpas, dizendo que sabias que era sobre tablets mas pões-te a falar de smartphones, etc, etc! Ficaria bem assumires que simplesmente nem te deste ao trabalho de perceber do que eu estava a falar ou olhar para o gráfico, em vez de vires com uma nova desculpa de cada vez.

            Quando à utilização dos tablets, meu caro é bem possível que neste momento haja mais iPads activos do que tablets Android, depois dos anos em que o iPad teve muito mais de metade das vendas, e de muitos milhões de tablets Android que foram sendo vendidos e que são quase usa e deita fora (uma parte dos tablets Android claro, não todos). Para além disso a abundância, variedade e qualidade de programas no iPad, face ao Android, assegura que as pessoas em média passem mais tempo no iPad do que num tablet Android, e isso é algo que já se verificou em várias estatísticas sobre o uso de aplicações nas duas plataformas, não é só da utilização do browser!

          • Galo says:

            @Nunes

            Quando é que ganhas juízo nessa cabeça?!
            Já estás farto de saber essas tuas artimanhas não me enganam, porque insistes :D?

            Quer dizer tu cometes a “bacurada” de dizeres que iOS é mais utilizado que android…e eu é que não analisei o gráfico correctamente? hahaha

            A única coisa que me escapou inicialmente foi que os dados se referiam a utilização web apenas! E sabes porque me escapou?
            Porque isso não está referido em nenhum lado (nem no artigo nem no gráfico)!
            Apenas se conheceres o histórico da fonte previamente, ou pesquisares é que sabes que os gráficos se referiam a utilização web!
            Quando chamaste atenção para quem tinha feito o estudo percebi logo os dados e vi que nao estavam correctamente contextualizados!

            E sabes mais? NO gráfico é referido também “consolas”! Sabes o que é isso? eu conheço algumas com android…conheces alguma com iOS?
            E os tablets android que possuem capacidade GSM (que são autênticos smartphones com ecrã típico de tablet (superiores aos phablets)) estão lá incluídos ou não, ó supra-sumo do conhecimento :)?

            E quanto à última parte do teu comentário, os dados que apresentei (51% iOS vs 40% android) são deste ano..
            E resultam apenas da comparação entre ipads e tablets android das marcas mais conhecidas!
            Se incluíssem as marcas menos conhecidas, e as marcas brancas, seguramente android estaria na frente! Então se incluíres as consolas ainda mais!

            “variedade e qualidade de programas no iPad, face ao Android, assegura que as pessoas em média passem mais tempo no iPad do que num tablet Android”

            Muito discutível mesmo…nunca me meto nesse tipo de conversas porque isso é quase como discutir se messi é melhor que CR ou vice-versa.

            Além disso, ainda esta semana vi um artigo onde um develloper de um jogo conhecido (não me recordo do nome agora) dizia que tinha mais users android do que iOS..

          • Nunes says:

            Agora o que eu disse é que é uma bacurada????
            Não só o que eu disse foi dito no contexto do gráfico da StatCounter que mede utilização web – deves encontrar alguns artigos no Pplware onde já mostrei saber muito bem o que mede o StatCounter e afins – como mesmo que me estivesse a referir a utilização generalizada, o iOS continuaria a ser o sistema mais usado nos Tablets, e isso podes ver noutras estatísticas e como o iPad é a plataforma com maior utilização em empresas e instituições. Utilização não é resultado da cota de mercado dos últimos meses, mas resultado do número de dispositivos activos (acumular de vendas durante vários anos menos aparelhos desactivados) e padrão de utilização – será que vais continuar a confundir vendas actuais com utilização!???

            Consolas? se te desses ao trabalho de ir ver o que é que é aparece como mais utilizado nas consolas, não vinhas com essas parvoíce – será que pensas que há mais consolas Android do que XBox, PlayStation, etc? Nem sequer vou comentar achares que poderia até ter algum valor significativo na utilização da internet!!!
            Tablets e GSM? Mas fazes sequer ideia como é que estas coisas são identificadas? GSM não tem nada a ver com isto! O browser identifica o dispositivo, a StatCounter regista essa informação e com isso determina que tipo de dispositivo é!

            “Muito discutível mesmo…”
            Discutível? É uma das ideias mais consensuais no mundo dos tablets na questão Android vs iOS. Pega num artigo sobre tablets, mesmo num site sobre a plataforma Android, e é bem possível que isto seja mencionado. Já foi bem pior, mas é uma realidade, e quando se passa para o mundo criativo/produtivo, a diferença é ainda maior!

          • Nunes says:

            :S
            se insinuei alguma coisa não foi que não sabias coisas, mas antes que nem sequer te deste ao trabalho de perceber do que se estava a falar e simplesmente implicaste com o comentário, já que se sabias e tivesses prestado um mínimo de atenção sequer, não era preciso muito para perceber. E se era um mero engano, bastava assumir e não levantar mais argumentos ou outra desculpa… mas não foi isso que fizeste, o que só serve para reforçar a interpretação de estares a implicar!
            Quanto ao resto, procura por ti essa informação sobre tempo médio em aplicações, interacção, etc, a comparação entre plataformas! Aliás é algo que muitas vezes aparece junto dos estudos relativos a publicidade a ajudar a explicar a diferença em remuneração e hábitos de uso, que tu já validaste noutro artigo, por isso já deves ter uma boa base para lá chegar…

            “Quem falou em vendas??? Queres ver que agora cometeste mesmo um grande calinada?”
            Mesmo???
            “Em tablets, e só considerando as marcas … o market share estava”
            “Se incluíssem as marcas menos conhecidas, e as marcas brancas, seguramente android estaria na frente!”
            repetidamente falaste em marketshare (que são vendas actuais) para defender uma maior utilização do Android! Marketshare/vendas actuais diz pouco sobre o número de aparelhos activos! Aparelhos activos é o que interessa, e aí o iPad deve levar vantagem face ao Android, pelos 225 milhões vendidos desde o início, pela sua boa qualidade e por os aparelhos antigos manterem-se actualizados e utilizáveis!

            “Eu contextualizei bem a referência às consolas Não desconverses.”
            Desconversar??? Não era muito complicado de perceber o que disse… se te desses ao trabalho de ver os resultados que aparecem para as consolas no StatCounter verias que o Android nem sequer é visível!! E sendo uma consola, internet é onde as pessoas perdem menos tempo, como se pode ver pela minúscula percentagem da PlayStation comparando com o iOS! Será que agora percebeste!??????????????????????????????????????

            “Apenas te fiz uma pergunta simples!Os tablets com função GSM estão incluídos ou não?”
            Os browsers passam a identificação por useragent (será possível que não sabias?), e GSM não aparece no useragent, por isso é irrelevante o GSM para identificar o tablet. No useragent aparece quase sempre a identificação do modelo, e é isso que é usado!

            “Já teve o seu tempo meu amigo!
            Actualmente, salvo raras excepções ”
            Não é uma questão de existirem aplicações no Android, mas da quantidade, variedade e qualidade das aplicações no Android optimizadas para o formato tablet, e nisso “meu amigo” a diferença é ainda grande entre plataformas, embora já tenha sido pior! Maior ainda quando se passa para aplicações criativas/produtivas, o que só serve para contribuir ainda mais na diferença em utilização!

            “ps: tal como previ, já estás a levar a conversa para algo que não tem nada a ver com o assunto inicial! E depois dizias tu que eu é que implicava!”
            eu???? é preciso ter lata… tu levantas questões acessórias aos quais respondo e eu é que levo a conversa para algo que nada tem a ver…?

            “Em relação ao teres dito que iOS tinha mais utilização que android, o assunto tinha morrido para mim a partir do momento em que contextualizaste a tua afirmação…”
            E teria morrido por aí se te tivesses limitado a assumir o teu engano, como cheguei a fazer com um comentário teu noutro artigo, em que assumi não ter percebido tudo o que tinha sido dito, sem mais desculpas ou argumentos!! Mas não, tinhas que continuar a implicar com a “utilização” e arranjar mais desculpas para o que disseste!

          • Galo says:

            @Nunes

            Epa tu és o cumulo do aborrecimento!
            Como é que eu vou assumir um erro que não cometi!?!
            Eu analisei o gráfico tal e qual é apresentado! E o gráfico apenas indica utilização de uma série de equipamentos!
            Logo quando um outro user questionou a presença de iOS e tu respondeste que estava presente porque era mais utilizado, apenas te mostrei que não era!!
            E além dos números de tablets, indiquei o dos smartphones para reforçar a ideia! E a questão das consolas, no global pode ser insignificante, mas comparado com iOS (que não tem no mercado nada nesse segmento)…percebes?

            A minha única falha foi não ter ligado à fonte da noticia! E nem tinha que o fazer!

            Tu inicialmente ao dizeres que iOS era mais utilizado, sem contextualizar também falhaste, porque reforçaste o erro que é cometido no artigo!

            Por acaso usei a palavra market share…mas que eu saiba nao se “cinge” a vendas, nem a vendas recentes!
            Os numeros que apresentei era numero de unidades globais….o de vendas recentes era cerca de 60 e tal % android e 30% ipad (numeros de cabeça mas que nao devem fugir à realidade).

            Quanto à parte do maior numero de aplicações, maior qualidade, etc TRETA!
            Se não tou em erro android até já tem MAIS, e as principais aplicações, aquelas que maioritariamente são usadas estão presentes nos 2 OS, e com qualidade idêntica!

            Quanto à utilização é sabido que os user iOS usam serviços web mais que android (apesar da diferença ja ter sido maior)…logo é normal que em estudo que se baseiam em utilização web, ou em dados obtidos por internet iOS fique na frente não?

            Mas como é que é medida a utilização em ouvir musica offline? em ver um filme? em jogar um jogo offline? em ler pdf? etc…

        • Galo says:

          @Nunes

          vês como também não gostas que julguem aquilo que tu sabes, ou a veracidade do que dizes ;)?
          Isso da “bacurada” foi propositado só para te mostrar que não deves insinuar que eu não sabia, ou que não analisei bem o gráfico (quando decidi mostrar números também de smartphones – ainda para mais tu que és o “rei” da divagação). Porque eu também posso insinuar que tu cometeste uma “calinada” quando referiste “iOS é mais utilizado que android” 😉

          Mas passando à frente:
          “como mesmo que me estivesse a referir a utilização generalizada, o iOS continuaria a ser o sistema mais usado nos Tablets”

          Utilização média por user, ou utilização global? Dados?

          “será que vais continuar a confundir vendas actuais com utilização!???”

          Quem falou em vendas??? Queres ver que agora cometeste mesmo um grande calinada?
          A única confusão é mesmo quererem colar que utilização web=utilização global!

          “será que pensas que há mais consolas Android do que XBox, PlayStation, etc?”
          Mais uma calinada! Quem comparou com XBox, PlayStation? Eu contextualizei bem a referência às consolas 😉 Não desconverses..

          “GSM não tem nada a ver com isto! O browser identifica o dispositivo, a StatCounter regista essa informação e com isso determina que tipo de dispositivo é!”
          Apenas te fiz uma pergunta simples!Os tablets com função GSM estão incluídos ou não?
          É que nem sempre os modelos de smartphones de marcas menos conhecidas são correctamente identificados (mesmo na google play), como será com tablets que com excepção do tamanho do ecrã, têm exatamente o mesmo hardware que um smartphone? Serão identificados como tablets ou como smartphones?

          “É uma das ideias mais consensuais no mundo dos tablets na questão Android vs iOS.”
          Já teve o seu tempo meu amigo!
          Actualmente, salvo raras excepções (que são válidas para ambos os lados), as principais aplicações, as mais usadas estão presentes em ambos os sistemas!E com qualidade semelhante!

          ps: tal como previ, já estás a levar a conversa para algo que não tem nada a ver com o assunto inicial! E depois dizias tu que eu é que implicava!
          Em relação ao teres dito que iOS tinha mais utilização que android, o assunto tinha morrido para mim a partir do momento em que contextualizaste a tua afirmação…

          • Nunes says:

            @ Galo
            Não meu caro não mostraste! Limitaste-te a falar em marketshare, e até de smartphones que nada tinham a ver com o assunto, se tivesses prestado atenção ao que é dito no texto e no gráfico! E marketshare pouco diz sobre utilização, e é isso que torna andares com essas justificações todas o cúmulo da estupidez!!!!!!!!!!

            “E a questão das consolas, no global pode ser insignificante, mas comparado com iOS (que não tem no mercado nada nesse segmento)…percebes?”
            Com as consolas a nada adicionarem de relevante aos números e interpretação em causa, ainda tens a lata de vires dizer que eu é que desconverso!??????????? enfim…

            “Tu inicialmente ao dizeres que iOS era mais utilizado, sem contextualizar também falhaste, porque reforçaste o erro que é cometido no artigo!”
            Sem contextualizar????? O gráfico contextualiza… se nem te deste ao trabalho de pensar sobre o que era o gráfico para perceberes, o engano é teu, não meu! E pela milésima vez, em tablets o iPad tem mesmo maior utilização, em diversas métricas gerais, mesmo que eu não me estivesse a referir a isso no meu primeiro comentário!

            “Se não tou em erro android até já tem MAIS, e as principais aplicações, aquelas que maioritariamente são usadas estão presentes nos 2 OS, e com qualidade idêntica!”
            Aplicações optimizadas para tablets não tem! Como é que é possível que continues com isso, quando é algo tão bem conhecido!

            “Por acaso usei a palavra market share…mas que eu saiba nao se “cinge” a vendas, nem a vendas recentes!”
            marketshare é vendas, é mercado, está na própria palavra a sua definição! Não é nº de máquinas activas! Os números que apresentaste nem sequer podem ser de outra coisa porque não há números sobre máquinas activas, muito menos ao ponto de precisar se são da Amazon, Samsung ou incluir ou não marca branca!!!!!!!!!!!!!!!!!! Só há números sobre vendas ou utilização!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Por isso não venhas agora com invenções!

            “Quanto à utilização é sabido que os user iOS usam serviços web mais que android (apesar da diferença ja ter sido maior)…”
            Acabaste de dizer o óbvio, aquilo que é a ideia subjacente a isto tudo, os utilizadores iOS usam mais os seus aparelhos, e não, não é só serviços web, pois as estatísticas de publicidade não é só sobre browsers ou serviços, pelo contrário, é sobre uma grande variedade de tipos de aplicações!

            “Mas como é que é medida a utilização em ouvir musica offline? em ver um filme? em jogar um jogo offline? em ler pdf? etc…”
            Muitas aplicações acumulam estatísticas de utilização, mesmo estando em utilização offline! E não é preciso que todos os utilizadores das plataformas estejam ligados para se criar perfis de utilização característicos a cada plataforma.

          • Galo says:

            @Nunes
            deixa-te de tretas rapaz… mais uma vez vou ter que te deixar a falar pro teu umbigo!
            Uma vez que tens a mania que és o supra-sumo de tudo, inclusivamente sabes o que as pessoas do outro lado pensam, não vale a pena conversar…falar ctg ou com uma pedra é quase a mesma coisa…quer dizer com pedra é mais simples, porque ela não responde babuseiras e nem faz acusações!

            Quantas vezes é preciso te dizer que o gráfico apenas indica o numero de OS em desktops, tablets e consolas?
            Em nenhum lado é feita a ressalva de os dados se cingem apenas utilização web! Consideras-te tão inteligente, e não consegues perceber isso???

            Lá por tu conheceres previamente o autor do estudo e a forma como foi feito não implica que os leitores tenham que saber!Isso devia ser indicado no texto e no gráfico para não levar a más interpretações!

            E volto a repetir, ao responderes ao outro leitor que iOS estava presente porque é mais utilizado, sem contextualizares, estavas a reforçar o erro! Se tivesse indicado que era apenas utilização web, provavelmente o leitor não terias colocado em questão isso não achas?

            E até porque falas tanto, tanto, e ainda não apresentaste nenhuns dados em que proves que a diferença entre iOS e android(que nem aparece) no gráfico pode ser estendida a todo o tipo de utilizações, ou à utilização global.

            Ai agora já só falas em “Aplicações optimizadas para tablets não tem!” pois…piu.piu…Diz-me lá quais a vantagens que tens nas aplicações mais usadas em iOS com essa suposta optimização so em iOS…

            “marketshare” é quota de mercado! Não te diz que são vendas recentes!
            Além de que marketshare com a devida contextualização pode reprentar diversas coisas, vendas de equipamentos, consumo de uma determinadas aplicações, etc!

            Como te disse em vendas recentes de tablets, android tem o DOBRO de iOS. E isso só considerando as marcas mais conhecidas que vendem android!Se considerarmos todas…e incluirmos consolas…ui, ui

            “Acabaste de dizer o óbvio, aquilo que é a ideia subjacente a isto tudo, os utilizadores iOS usam mais os seus aparelhos, e não, ”

            MENTIRA!
            É óbvio que user iOS tem mais tempo web que android em MÉDIA, mas tu não podes avaliar a utilização de um equipamento apenas pela web ou por dados obtidos pela Web!
            E isso nem é muito difícil de entender…eu por exemplo uso frequentemente o meu velhinho tablet android…e sabes para quê? jogar um ou outro joguito e ver filmes que tenho no cartao SD!

            Também é obvio perceber porque os users iOS “consomem” mais web que android, e também porque essa diferença tem diminuido…
            Tudo questão de “carteira”!! E o facto da internet se ter tornado cada vez mais acessivel com o decorrer do tempo!

            “Muitas aplicações acumulam estatísticas de utilização, mesmo estando em utilização offline!”

            certo, mas para isso é preciso que o autorizes em muitos casos, que nunca limpes o cache, que nunca “formates” o equipamento, etc…

  10. Sargas says:

    Por mim deveriam prolongar o suporte do windows 7, pois acho que irá novamente provocar o caos, quando se aproximar novamente o fim do suporte. De momento é o S.O mais flexivel para todos. Na minha opinião a Microsoft irá em breve perder cada vez mais utilizadores e clientes empresariais, pois as empresas e os utilizadores preocupam-se cada vez mais com a segurança informática e obter um sistema oprarativo produtivo e não social. Estão se a esqueçer da privacidade do utilizador e dos dados confidenciais que contém a máquina.

  11. nmjhj says:

    grão a grão enche a galinha o papo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.