PplWare Mobile

Espanha vai “rastrear” smartphones dos cidadãos durante oito dias


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Miguel says:

    “Não servem para nada”
    E as empresas que os vendem e os usam sao as mais valiosas do mundo…
    Oa dados sao o recurso MAIS valioso do mundo.

  2. PGomes says:

    Um governo a espiar toda a sua população é muito assustador.
    Mesmo com a desculpa de que é para dados estatísticos, não deixa de ser um ataque enorme contra a privacidade dos cidadãos.
    Isto seria o sonho de alguém como Franco.

  3. António Campos Leal says:

    Com a verdade me enganas. A Espanha é apenas um caso anunciado. Venha o próximo.

  4. Theboice says:

    Então isso não acontece já em (quase) todos os países e em todos od dias? Se usam estão no BIG BROTHER… Tenham juízo…

  5. Max says:

    Bem vindo ao Black Mirrou! Vamos voltar a idade da pedra, não querem ser vigiados, é fácil, deita o telemóvel fora e já está, a geração 60, 70, 80, viveu sem esse cavalo de Tróia em forma de brinquedinho.

    • Enfim... says:

      Deita o telemovel fora, deita o cartao de multibanco fora, foge das cameras…
      Literalmente te refugia na selva mas debaixo da terra…
      E tao inocente e basico pensarmos que e só o smartphone que nos controla ou que estamos a salvo em X marca…

  6. Pedro says:

    Vindo do psoe….está bonito…

  7. BlackFerdyPT says:

    (Sabem as pessoas bem informadas que, foi justamente para evitar que denunciasse que este tipo de coisas são já feitas de modo encoberto, é que Julian Assange está agora a definhar numa prisão, longe da vista de todos…)

    Mesmo quando é recolhida esta informação de forma (supostamente) anónima, faz parte do senso comum – e é também costume social – pedir-se o consentimento das pessoas em causa – pois, ainda assim trata-se sempre, de qualquer modo, de uma questão de *privacidade* (porque é sempre possível alguém que trabalhe para os serviços em causa, que queira mesmo, saber quem é quem).

    Mas, pediu o governo espanhol a autorização de cada uma das pessoas afectadas, para realizar este estudo?

    Que ingénuo era eu, quando novo, por pensar que nunca as pessoas iriam deixar as coisas chegar a um estado tal como era descrito na novela “Mil Novecentos e Oitenta e Quatro”… (“Assim que os indícios de tais medidas surgissem, as pessoas iriam revoltar-se!”, certo?)

    Depois admirem-se de que, os atentados terroristas de origem duvidosa (que são usados para passar leis que aumentam o controlo sobre a população) produzam “coincidências” como as de pessoas que sobrevivem a um depois morrem no outro (h*tps://twitter.com/BlackFerdyPT/status/1085700955222536192) – e não prestem atenção às ligações entre os suspeitos de tais atentados e as autoridades dos países em causa, tal como na vizinha Espanha: h*tps://archives.globalresearch.ca/articles/OWE406A.html

    Num dos países verdadeiramente europeus que existe, um deste tipo de projectos de “data mining” deu origem a uma revolta nos respectivos serviços secretos: h*tps://www.youtube.com/watch?v=IVpE7PtKQsg

    Mas, não admira então que, dos Pirenéus para baixo, sejam as pessoas olhadas como “subeuropeus” e meros empregados de manutenção de destinos turísticos, ou povos atrasados de culturas a condizer: h*tps://www.youtube.com/watch?v=NwZxS92j_ek#t=24m19s

    • Enfim... says:

      Sabes que o governo não tem que pedir autorização nenhuma não sabes?
      Quando subscreves os serviços do teu operador já aceitas o uso de dados como em que torre estás ligado para efeitos de marketing, de melhoramento de rede tanto do operador como de parceiros, logo que seja respeitado o anonimato.
      Agora se não tens conhecimentos dessa cláusula e contigo.
      “Dados de Localização na nossa rede: consistem nos dados de localização com base na informação das Estações Base da rede da Vodafone (Cell ID) onde se regista quando utiliza os seus serviços de comunicações.”
      Esta frase existe nas condições de oferta de serviços da Vodafone Portugal.

  8. Alfie says:

    A brincar a brincar foi o macaco pai do irmão…
    Muito gostam estes governantes da treta de brincar com o fogo. Não aprendem nem à lei do cacete.
    E a malta aceita e pelos vistos gosta.

  9. Migas says:

    Para o pessoal que não se importa com esta atitude de Espanha que coloque aqui a sua morada.

    • RPG says:

      Ora aí está algo que nenhum governo sabe de cada cidadão.. lol.. ah espera.. com os smartphones ficaram a saber

      • Enfim... says:

        Precisam do smartphone para saber onde moras?
        Que eu saiba tu mesmo declaras onde moras ao governo…
        E se nao fores tu é o teu operador de internet, ou quem te fornece a luz, ou o teu patrao, ou quem te fornece a agua, ou ate mesmo qualquer serviço que te emita fatura e tu des morada.
        Por isso deixa de alarmismos que eles sabem bem onde moras sem teres que ter um smartphone para tal

    • Enfim... says:

      E para que precisas da morada?
      Vais me enviar um cheque ou um presente?
      E saber onde moras e o teu problema? Algo que qualquer governo ja sabe a muito e tu mesmo lhes das?

  10. manu says:

    os telemoves antigos tipo de 2 e 3G tambem da como nao tem GPS ou so mesmo os smartphones ??

  11. Luís Pacheco says:

    Quem não deve nao teme e se servir para apanhar quem anda a roubar venha o controle. Não me incomoda nada. E como alguém ja disse. Ninguém é obrigado a ter móvel. É só não usar.

    • BlackFerdyPT says:

      Claro. A culpa é de quem usa telemóvel, logo a começar por aqueles que precisam dum para o desempenho da sua profissão. E, porque razão temer vigilância da parte dos governos? Até parece que, a começar por Espanha, alguma vez as democracias europeias se transformaram em ditaduras…

      • Enfim... says:

        Es controlado a muito e bem antes do teu smartphone descansa…
        Telemovel so serve e para contextualizar em horas concretas, porque tens outros aliados para te controlar.
        E alem do mais, para que tanto alarmismo numa sociedade que ja expoe a sua vida pessoal e ate quantas vezes vai ao wc numa rede social?
        A sociedade de hoje em dia das duas uma, ou se mexe porque um influencer diz para o fazer e vao sem saber o real motivo das coisas, ou veem com alarmismos quando ha outros metodos ate mais eficazes para ser controlados.
        Se quizerem controlar usam o GPS do teu carro, o teu passe, o teu cartao de multibanco, o teu facebook… O telemovel e apenas o metodo mais facil e rapido

  12. Rodrigo says:

    Pelas 4 datas indicadas parece-me que são 4 dias e não 8. Acabei de ler num outro site que eram 4 dias.

    • Pedro Pinto says:

      Boas Rodrigo. Como diz o JJ, são “ocho”. Além dos primeiros 4 (18 a 21 de novembro), há outros 4 dias específicos:

      18 a 21 de novembro – 4 dias
      24 de novembro – 1 dia
      25 de dezembro – 1 dia
      20 de julho – 1 dia
      15 de agosto – 1 dia

  13. João says:

    Como dizia o Snowden, dumb phones com bateria amovível.

  14. Buckethead, o meu coração só tem uma côr, azul e branco says:

    Bom, se me vão investigar pelo telemóvel facilmente vão descobrir que passo o tempo todo que posso em casas de meninas
    Fico mesmo chateado com isso.

  15. Amilcar Alho says:

    “não havendo possibilidade de os associar a qualquer utilizador”…
    https://www.youtube.com/watch?v=pR6O9yzPqRk

  16. Enfim... says:

    E engracado ver tanto alarmismo com coisas que ja sao feitas a anos….
    Em todos paises todos os operadores recolhem informacao de quantos equipamentos, modelo do equipamento e tempo/trafego gerado numa torre para melhorar e controlar a rede, e é com estes dados que vao fazer o estudo.
    Em segundo, para os paranoicos do control, Apple e Google ja seguem os teus passos.. E nem iphones estao safos disso por mais que Apple jure a pe juntos. Basta ver que se querem meter no negocio da Google, ou seja, anuncios. Onde acham que estao a juntar os dados?
    E por fim em terceiro, para um governo, acham mesmo que precisa do vosso telemovel para isso? Bastam ir ao teu banco e pelo uso do multibanco sabem a tua rotina. Ou usam o teu passe, as tuas faturas…
    Alem de mesmo sem smartphone, e simples saberem em que torre estas ligado. Nao sabem local exato, mas sabem que estas na zona, basta ver em que torre o telemovel esta ligado. E mais uma vez, é estes dados que vao usar.
    Alem de ao saberem o teu ID de rede, se o operador nao passar mais nenhum dado, sabem apenas que o ID 1234 esteve no centro de Madrid, depois foi para a zona de lojas, e depois voltou ao centro por exemplo.
    Nao sabem que o Joaquim, com o BI 321, residente em casa fez isso.
    Por isso deixem de alarmismos quando se um governo quizer controlar o seu povo, basta controlar meia duzia de influencers, nem precisam saber quem tu es e onde estas que a sociedade hoje em dia os segue que nem ovelhas atras de um pastor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.