PplWare Mobile

Quer ganhar dinheiro? Aprenda a programar em Java


Autor: Pedro Pinto


  1. Joaquim Venâncio says:

    A linguagem de programação “Vala” nem sequer aparece nessa lista.

    https://wiki.gnome.org/Projects/Vala

  2. The boy says:

    Este “top” desse site não é credível.
    Basta ler as condições de como foi construído o ranking.
    Há 10/15 anos atrás Java era quase um fetiche, mas hoje já se mudou para outras.
    Nota, no site, Ruby não é considerado linguagem de programação.

    • Gervásio says:

      Não deves conhecer bem o mercado para dizer isso…

    • Rodrigo says:

      Conheces muito pouco o mercado para dizer isso, só pode.

    • The boy says:

      Para o Gervásio e para o Rodrigo, eu não disse que não era a mais usada no mercado, principalmente em Portugal, porque o é, mas isso tem uma explicação muito simples, manutenção e extensão do software já existente.
      Mas a nível mais global, e já que o ranking do site é global, quando há 10/15 anos atrás se começava um projecto empresarial, era óbvia a escolha, Java, porque realmente a jvm é qualquer coisa de muito bom. Hoje em dia, isso não é verdade, jvm continua a ser algo muito bom, mas há várias linguagens como alvo a jvm, e mesmo assim, há muitos projectos que hoje são iniciados em tecnologias que não são Java, nem apontam para a jvm.
      O fetiche hoje em dia é JavaScript e todo o “mundo” que gira á volta.

  3. rui says:

    Alguém sabe de cursos com certificação/estagio no Porto de Java sem ter que vender a casa para pagá-los ?

  4. jorge says:

    Eu sei programar em Java e RxJava e não ganho dinheiro

  5. NUNO RELVAO says:

    O artigo tem o título “se queres ganhar dinheiro aprende Java “, ora lá porque Java está a ser a primeira da lista [neste momento da análise] indicando que supostamente é, a mais usada num universo qualquer do estudo que nem tão pouco sei de que universo, nada tem a ver com o ganhar mais dinheiro ou não , aliás até podia por aqui um gráfico ao lado expeculativo de como seria daqui a uns 5 anos se por acaso existissem então até aí mais developers Java. It’s o que provavelmente aconteceria era que de facto a linguagem continuaria a crescer em uso, porém também mais oferta no mercado haveria e logo mais concorrência , e logo mais o mercado se aproveitaria para regatear valores. Ora hipoteticamente, se toda a gente soubesse programar o mesmo , seria algo tão banal que seria visto como algo natural como por exemplo falar a linguagem nativa. Que eu saiba lá porque falamos e sabemos a nossa linguagem , isso não nos dá a ganhar dinheiro .
    Felizmente dos meus 15 anos ou mais nesta profissão , assisti já a tanta mudança desde o meu percurso universitário e passando pela actividade profissional, que quase garantidamente ainda vou para a reforma e e estas linguagens irão mudar posições e ou até talvez virem novas ocupar . Certo ē que a menos que, de repente apareçam todos como génios e cheios de vontade para saber de todas as linguagens e ferramentas , e acima de tudo não só saber teoricamente, mas as aplicar realmente, então de nada vale o esforço desta notícia tendenciosa que se vê claramente que e só para tentar incentivar a ter mais pessoas nesta profissão para as empresas deixarem de pagar pessoal “especializado”.
    Só uma nota final eu sei programar Java embora esteja mais no mundo C#, no entanto tenho de reconhecer pessoalmente que apenas com alguns poucos projetos Java e recentemente Kotlin, não me dá segurança para dizer que sou fluente, contrariamente a c# por exemplo. Ora se agora de repente fosse tentar ser mais fluente em Java de certeza que o inverso iria começar a acontecer.
    E o mesmo que dizer a um mecânico de automóveis que teve uma vida toda a fazer principalmente mecânica e agora a tendência com carros novos ser eletromecânica , uma coisa e aprender coisas novas e aventurar se a tentar adquirir novos conhecimentos, outra e especializar se na área .

    Para aqueles que pensam que vão ver uns vídeos e ler uns livros e ficam logo programadores preparem se para uma grande desilusão , se com isso não tiverem ambição que tem primeiro de explorar e evoluir com o mercado e esperar ter bons mentores.

  6. Jonathan Vicente says:

    As listagens das linguagens de programação mais populares são sempre subjetivos.
    https://blog.newrelic.com/technology/most-popular-programming-languages-of-2019/

  7. MIguel says:

    Ah? Java sim, agora C# e principalmente VB.net à frente de JS? Analisando a oferta de emprego e as tecnologias/linguagens mais pedidas, é fácil de discordar. Principalmente com o VB, que nem à frente de PHP ou Swift deveria estar. E SQL uma linguagem de programação? Essa também desconhecia…

  8. Ricardo says:

    Sinceramente em termos práticos para desenvolvedores que tão a começar agora bem como também para os que pretendem seguir a carreira de desenvolvimento de software aconselho seriamente Javascript…hoje em dia praticamente pode se fazer tudo sem qualquer dificuldade ou constrangimento de licenças ou seja é uma linguagem muito flexível

  9. The boy says:

    Quanto à listagem, até vai mais um exemplo de quem faz esta listagem tem uma visão estranha da realidade, como tinha dito, Ruby não conta como línguas de programação, e toda a linguagem que não seja Turing complete, também não é considerada linguagem de programação.

  10. Ricardo says:

    Sim Java tem muito a ver com manutenção de software a grande nível empresarial…para muitos e para mim é mesmo a melhor linguagem de programação em termos de consistência e robustez só que é mesmo verboso e complexo para se começar…é por isso que hoje em dia Java não é muito usual e aconselhável para start-ups e freelancers que só querem desenvolver rapidamente o produto para pôr no mercado

  11. Ruben Reis says:

    Bom dia,
    Sendo engenheiro mecânico de profissão e sempre alguma ligação ao mundo da informática (poucas mas algumas bases de programação). até que ponto hoje através do self learning e com dedicação será possível integrar me no mundo da programação, Android ou até mesmo Java e C (atenho algumas bases de visual Basic e mathlab), ou até mesmo como webdesigner, ao nível de entrar no mercado de trabalho nesta área?
    Questiono pois acredito que quem esteja na área perceba a viabilidade desta minha ideia.
    Obrigado

    • Rafael says:

      Ruben eu acho que sendo engenheiro mecanico, se souberes programar vai haver empresas que vao te querer sem porblemas, e se nao for em portugal vao te querer por fora

    • EL Nino says:

      Ola Ruben, boa noite. Da minha experiencia (fui analista programador durante 14 anos) o mercado das TI esta muito saturado. Sendo que vens da engenharia mecanica eu apostaria no cad (desenho assistido por computador) e impressao 3D, ambos teem muito potencial tanto em emprego como freelancer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.