PplWare Mobile

PSP alerta onde vão estar os radares de velocidade no mês de outubro


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Diego says:

    Realmente achei que Portugal era melhor que o brasil, mas fomos colonizados por um povo já corrupto, avisar onde tem radar? para que? para o motorista imprudente se safar de uma multa de transito para a 100 Mts do radar ultrapassar novamente a velocidade permitida? aqui no brasil é do mesmo jeito.

    • Cesar says:

      Eles dizem onde vão estar estes, não todos. Este não é o país do Jair Bolsonaro.

    • Pedro says:

      Em Portugal tivemos um político (Sá Carneiro) que dizia que um governo só podia usar a má governação do anterior governo como desculpa nos primeiros seis meses. Um povo que ainda usa a desculpa há quase 200 anos, mostra muito acerca dele… Não se dsculpem do passado – hajam e mudem o que é preciso. O Diego ainda se desculpa da sua vida por causa de uma coisa qualquer do bisavô ou já tem idade para assumir as suas culpas e vitudes?

    • Joao says:

      Vai trabalhar malandro.

    • Realista says:

      Se queres diminuir a sinistralidade rodoviária em determinados locais, deve-se sim AVISAR que está ali um radar e o condutor vai reduzir a sua velocidade. Se o fizerem sem avisar isso é o chamado caça-à-multa, pois quando o policia for embora continua o problema mas o estado já encheu os bolsos.

      Aliás constroem estradas com problemas de concepção – com curvas e contracurvas apertadas – e reduzem as velocidades máximas para 80Km/h ou menos para depois meterem radares sem avisar nesses locais…

      Enfim.

      • Joana says:

        Se queres diminuir a sinistralidade em Portugal tens de começar a cumprir o código da estrada, código esse onde se lê quais os limites de velocidade a cumprir, não vem nenhum asteristico a dizer *apenas deve ser cumprido caso haja radar! Se avisam é palhaçada, se não avisam é caça à multa, a culpa nunca é de quem vai a mais de 30 km/hora do limite permitido, esses nunca têm culpa!
        Que povo o nosso…

        • Realista says:

          Queres cumprir o código da estrada começa por:

          – Tirar os que circulam no meio da via,
          – Os que estacionam em segunda fila,
          – Os que deixam espaços longos para os carros da frente no transito,
          – Os que vão até “à última” e furam filas,
          – Corrigir o raio da nova lei das rotundas, onde se o polícia vir multa mas em caso de acidente a lei beneficia o infractor,

          Agora, não é por andar a mais 30Km/h acima do limite que vai fazer coisa alguma!!!

          • Realista says:

            Aliás, desde quando é que se eu andar a 150km/hou 200km/h te vai atrapalhar??

            Mas se for obrigado a ultrapassar um chico esperto que está na faixa do meio a pastar e vem um a 200km/h aí sim É O PROBLEMA! Mas depois há o acidente e o tipo que ia na faixa do meio não é nada com ele…

            Que povo o nosso.

      • Joana says:

        Se queres diminuir a sinistralidade em Portugal tens de começar a cumprir o código da estrada, código esse onde se lê quais os limites de velocidade a cumprir, não vem nenhum asteristico a dizer *apenas deve ser cumprido caso haja radar! Se avisam é palhaçada, se não avisam é caça à multa, a culpa nunca é de quem vai a mais de 30 km/hora do limite permitido, esses nunca têm culpa!
        Que povo o nosso…

  2. Carlos says:

    Tenho um filho que trabalha no estrangeiro, foi multado uma vez por excesso de velocidade numa rua da cidade e detetado por radar. Ainda hoje não sabe onde está esse radar …

  3. António says:

    Isto é tão 3o mundo….

  4. Fak says:

    não percebo esta iniciativa… okay, vou prego a fundo, já sei onde está o radar não preciso de abrandar até lá chegar… agora se me dissessem que iriam colocar mais radares fixos ou assim (sem revelar a sua localização), de certeza que iria andar mais nos limites de velocidade… digo eu, não sou eu que tenho o doutoramento em segurança publica, são os nossos agentes da policia!

  5. Captian Obvious says:

    Estou certo que o pessoal que está aqui criticar esta ideia são os mesmos que dizem que os radares só têm o intuito de fazer a caça à multa e não evitar o acidente. Caros, caso ainda não tenham percebido o objectivo aqui não é caçar a multa, mas sim evitar que vocês criem situações de perigo! Se vocês sabem onde estão, então certamente vão abrandar.

  6. António says:

    A sinistralidade reduz-se através de ações que efetivamente induzam a mudança do comportamento dos condutores. ponto. Estas iniciativas alimentam o hábito de se agir para evitar punição, ou seja, a mascarar comportamento. Como é que ensinamos as crianças a agirem bem ? é a comportarem-se como devem quando um adulto/autoridade está a ver ? Francamente. E quanto à “caça à multa” desculpem lá, mas só tem de se preocupar quem incumpre. Quando é que realmente vamos querer mudar esta mentalidade de “xico- esperto” ? Poupem-me.

  7. Vitolas says:

    Nunca está nada bem para este povo é incrível.

    O certo é que se o pessoal respeita-se nem que fosse minimamente não era necessário radares, a falta de civismo é o mote na nossa população.

    Depois ainda a quem diga que é caça a multa,é vê-los constantemente agarrados ao telemóvel,a fazer manobras que até doí a vista,a andar a velocidades surreais em zonas super movimentadas e o mais ridículo em pleno 2018, a andar sem cinto de segurança..

    Sigam as regras e ninguém vai atrás para multar.

  8. Vitolas says:

    Nunca está nada bem para este povo é incrível.

    O certo é que se o pessoal respeita-se nem que fosse minimamente não era necessário radares, a falta de civismo é o mote na nossa população.

    Depois ainda a quem diga que é caça a multa,é vê-los constantemente agarrados ao telemóvel,a fazer manobras que até doí a vista,a andar a velocidades surreais em zonas super movimentadas e o mais ridículo em pleno 2018, a andar sem cinto de segurança..

    Sigam as regras e ninguém vai atrás para multar.

  9. neoazores says:

    Tão e os Açores? Ainda Fazem parte de Portugal…

  10. anonymous says:

    Cá para mim isto tem de acabar. Quem não cumprir com ao código de estrada e por exemplo no prazo de 1 ano perder 12 pontos, para além de perder a carta devia ser preso com a possibilidade de pagar a multa muito pesada sem ir a prisão, mas a ficava com a marca no registo criminal. Queria ver como as pessoas continuavam a não cumprir com as leis.

  11. Filipe says:

    Então pessoal, vamos respeitar os limites de velocidade, o que interessa é passar no radar sem excesso de velocidade….nem que seja com os pneus carecas, usados e recequidos ou sem travões porque não deu jeito fazer a revisão!!!
    Tanta coisa encoberta que provoca a maior sinistralidade e com mais gravidade!
    Se os veículos tiverem a devida manutenção e pneus em condições não é por irem a 80 kms. Em vez de 50 kms. Que vão provocar acidentes!!!!
    Srs. Agentes bora lá dar gas na auto-estrada para multar realmente quem excede e não se escondam atrás dos sinais de 50 e 60 kms.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.