Quantcast
PplWare Mobile

Project Siena: Crie aplicações para Windows 8.1 de forma simples

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. JCLopes says:

    “Para além de ser uma forma muito prática de se criarem novas aplicações.”

    Ou isso ou uma forma muito prática de encher a loja de aplicações Windows de lixo.

  2. Nelson says:

    A treta do costume…

    Muito interessante para pôr nas públicações e na PR, mas na verdade esse tipo de permissas não fazem nada, ninguém faz uma aplicação com algum interesse sem trabalho por trás…

    • Sergio says:

      Concordo. Ainda não vi nem experimentei a aplicação, mas julgo que será limitada em termos de ser obter uma boa e inovadora app. Mas, pode ser que ao experimentar me surpreenda (o que dúvido)…

      • Nelson says:

        Eles esquecem-se é sempre de uma coisa fundamental: se onde vêm, para onde vão os dados, e como são tratados…

        Sem isso, não passam de calculadoras, no máximo…

    • Como sempre…. se fosse apple… uauuuu cinco estrelas, apple sempre a inovar ou algo do género…. como é para Windows é uma treta!!!!

      Se não tem algo construtor para falar simplesmente abstenha-se à sua insignificancia!!!

      Fanboys!!!!

    • Carlos says:

      Portanto não sabes do que se trata mas sabes que não presta…

      E acho que ninguém disse que dá para fazer aplicações sem trabalho nenhum, o que diz é que se podem fazer aplicações sem se escrever uma linha de código.

      Tipo como se faz em coisas como a plataforma OutSystems (que é uma empresa portuguesa), e muitíssimas outras por aí.

      • Gerardo says:

        Outsystems e isto não me parece que estejam no mesmo campeonato… nem sequer na mesma galáxia 😀

      • Nelson says:

        Sem escrever linhas de código? Leste o texto?

        “Qualquer utilizador pode criar a sua aplicação sem conhecimentos de programação, recorrendo apenas a HTML5 e JavaScript consegue criar aplicações ricas.”

        Tem de programar, JavaScript é uma linguagem de programação imperativa, HTML5 é uma linguagem de programação descritiva.

        Eu conheço essas plataformas, já são mais velhas que o c_g_r, agora uma app de jeito feita aí… pois…

        Quando se quer criar uma app, se “o menos” não for programa-la, mais vale a pena abandonar já a “ideia”, já que não pode passar disso…

  3. Pedro A. says:

    Da ultima vez que reparei, HTML5 e Javascript tb são linguagens de programação, não?

  4. JJ says:

    Logicamente esta ferramenta terá limitações. Não será possível fazer uma app da mesma forma que se utiliza-se o Visual Studio por ex.

    Mas, talvez seja uma boa forma de estruturar uma app e depois com o Visual Studio, fazer os ajustes necessários. E não é por ser mais fácil criar app que obrigatoriamente sejam “lixo”. Isto porque normalmente um utilizador comum (sem interesse em programação) tem interesse neste tipo de serviços. E os que entende de programação também pode fazer más aplicações em Visual Studio e afins, por isso é que existe esse tipo de programas em todos os sistemas operativos.

  5. Alexandre Pinto says:

    Ao contrário dos comentários bastante redutores que vi mais a cima, vejo isto com bons olhos.
    Existe muita criatividade por aí sem o mínimo conhecimento de programação que pode ser posta em prática de forma básica com esta ferramenta.
    Por outro lado pode ser encarado como uma ferramenta de construção de mockups.
    É também uma ferramenta que pode ajudar a compreender a filosofia de design Metro (ou Modern).
    Existem aplicações bastante básicas mas de bastante utilidade que são simplesmente uma montra de informação adquirida por webservices. Parece-me que esta também pode ser uma utilização.

    Faz-me lembrar o XNA. Apesar da sua (relativa) simplicidade, houve vários casos de sucesso.

  6. gabriel says:

    Muito bom para o que se propõem, a ligacao ao excel e muito boa tem muitas limitacoes mas funciona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.