PplWare Mobile

Portugal: Primeiro supercomputador a funcionar já em 2018


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

51 Respostas

  1. poiou says:

    Como é o primeiro supercomputador? Não existe o milipeia em Coimbra?

  2. Ricardo Oliveira Neto Leite says:

    Ora se Portugal não tem supercomputadores o que são o NxPy e a Centopeia?

    • Pedro Pinto says:

      Vamos investigar . A info oficial que temos é que este será o primeiro supercomputador a funcionar em Portugal

      • Bruna says:

        Eu sou uma das testemunhas, onde se nao estou enganada, em 2009, fui numa visita de estudo á Universidade de Coimbra visitar o maior computador em Portugal, idêntico ao que se apresenta nesta imagens, mas penso que só iria estar emprestado á Universidade de Coimbra durante um determinado período de tempo…. Penso que era o centopeia.

        • Pedro Pinto says:

          Bruna e outros leitores, vamos lá ver se nos entendemos. Quem diz que é o primeiro computador é a FCT. Apenas nos limitamos a dar essa informação. No entanto, estamos à espera de informação para saber se essas super máquinas de Coimbra entram no segmento desta que aí vem.
          Assim que tivermos informações, publicaremos.

  3. Hugo Gomes says:

    Bem pode ser que no fim nos deem o supercomputador. 😀

  4. lmx says:

    Quanto vai custar o empréstimo?
    Ha helicopters parados e podiam parar vidas, mas temos submarinos do mais caro,e grandes frotas de bmw’s para a Policia novinhos em folha, enquanto isso mais de 100 mortos, e mais de 200 feridos nos incendios…
    Afinal ha dinheiro…anda é algures..

    Quanto vai custar…o empréstimo?

    • Sujeito says:

      Bem mais caro do que simplesmente euros, podes acreditar.

    • int3 says:

      emprestar e alugar são coisas diferentes.
      não queres ver portugueses formados com experiência em supercomputadores?…

      • lmx says:

        Se quero?
        Quero se fizer falta…
        Neste momento ha milhões de coisas mais prioritárias, como alavançares tecnologicamente o teu País, para ai sim, vires um dia a precisar de um supercomputador..

    • JVC says:

      O problema do português é que nunca está satisfeito. Quando tínhamos submarinos velhos, a malta criticava porque eram obsoletos e custavam dinheiro. Se a polícia tem material velho e uma frota automóvel caduca, ficam indignados. Uma vergonha! Como pode a polícia proteger o pobre cidadão contribuinte?

      Pois é. Não há almoços grátis e tudo custa dinheiro.
      É se preso por fazer e por não fazer. Sempre com a desculpa do dinheiro do contribuinte. O problema não são os subs ou os carros da polícia. Grave é haver um sistema de emergência com falhas conhecidas e todos chutaram para canto.

      Quais são os helicópteros que estão parados?

      • Joel Reis says:

        +1
        Acrescento só uma elucidação que não devia ser necessária, mas parece ser, a maior parte do território português é mar, dizer que não precisamos de submarinos é ridículo.

        • lmx says:

          Ninguém disse que não precisamos de submarinos, até podem fazer jeito, para analizar a fauna Marinha…mas agora fora o sarcasmo..

          Comprar submarinos de acordo com o teu País que é de 3º Mundo..no entanto podias ter 6 submarinos, e foste comprar 2 por 1.5 billiões cada, e ainda não se sabe a extenção do problema…
          É que essas coisas são maquinas de derreter dinheiro, não é um investimento necessário no momento…temos uma divida de mais de 130 %…isto sem contar com a CGD e CGA, porque se contarmos com elas…temos mais de 200% de divida.

      • Vituku says:

        Nem te des ao trabalho de tentar explicar seja o que for, este tipo de pessoas é o mais predominante em Portugal, o típico “chico-esperto”, que não sabe o que diz mas convence-se que por falar seja o que for de um assunto já se torna expert e culto. Infelizmente temos essa característica irritante, de criticar, sermos teimosos, conseguirmo-nos convencer das nossas próprias mentiras. E geralmente este nicho do nosso povo são os que menos fazem para mudar seja o que for ou para melhorar a nossa sociedade. Tudo resulta de uma falta enorme de humildade, humanidade e educação, o que se espelha numa grande falta de cultura e depois dá nisto.
        Mas todo esse destilar de ódio não passa apenas de frustrações e invejas. Não quero com isto defender seja quem for, e muito menos o abuso e o crime de colarinho branco, ou o crime “convencional”, ou seja lá o que for que está eticamente incorrecto. Trata-se apenas da constatação de uma realidade inerente ao nosso povo.

    • Aj says:

      O melhor da notícia é dizerem que vão contratar 3000 novos investigadores. A 1000€/mês de salário no mínimo vaí sair barata a brincadeira qd nos bem sabemos que em serviços públicos os investigadores para pouco servem … Não por culpa deles mas de quem gere as suas alocações. Conheço ” investigadoras” há mais de 6 anos na universidade que simplesmente o q fazem e depois de concluírem os estudos prestam acessoria aos ainda licenciados porque os responsáveis das cadeiras já n estão para esses trabalhos. Isto são grande maioria dos investigadores públicos no nosso país …amas secas de alunos.

      • lmx says:

        Descreves-te na Integra o nosso problema..

        Um País sem tecnologia, e sem querer ter tecnologia, não pode almejar ter supercumputadores, não faz sequer sentido…temos 3 e não teem utilidade..

        Porque não basta o supercomputador, é necessario os 99 % primeiro, para justificar o 1% final..
        Portugal não protege nem investe na sua tecnologia, não faz sentido mais supercomputadores..

        Somos um País de integração de productos de terceiros.

    • Rui says:

      Mas o que é que os Submarinos têem a ver com o assunto?
      O estado português gasta por ano entre 65 a 70 mil milhões de euros. Os 2 submarinos portugueses (só os melhores nesta altura) custaram 800 milhões e a pagar durante muitos anos, mas são nossos, patrulham as nossas águas e estão disponíveis.
      E não te indignaste com o estado português gastar 1,1 mil milhões de euros com o Euro2004 e a construir estádios que agora os Municípios até pensam em dinamitar, para diminuírem os custos?
      Tudo tem um custo e ninguém dá nada a ninguém!!!!!
      Provavelmente com tanta reversão a colocar-nos antes da vinda da troika, tenhamos outro embate contra a parede e nessa altura não venhas falar de submarinos, porque a nossa dívida vai em 250 mil milhões de euros!!!!!!

  5. Coiso says:

    Bom, assim fica fácil espiar

    • Vituku says:

      Andas a ver filmes a mais. Lê qualquer coisa inteligente, estuda o mundo lá fora, fora da tua cabecinha doente. Claro que isso existe, mas isso é uma pequena migalha no mundo da tecnologia, e isso acontece na sua maioria para garantir a nossa segurança, se não fosse isso os ataques terroristas seriam bem mais e mais graves. Sabes a quantidade de ataques terroristas que se têm evitado â conta de espionagem? Não sabes mesmo o que dizes, ou quiseste só aparecer na coluna dos comentários?

  6. Arranca Nabos says:

    Sim mas corre o Crisis?

  7. Vava says:

    Isso e mais uma do nosso governo, vao emprestar, so um burro e que acredita nisso, ninguem da nada a ninguem , ou vamos pagar um aluguer bem alto ou ja compraram e foi um uma massa de dinheiro e estao aqui a tapar olhos com area mais uma vez, portugal tem tudo grande, e sempre o primeiro em tudo, mad os ordenados as reformas e as pensoes e tudo baixo, e uma vergolha, nao precisamos de ter um supercomputador, precisamos de ter bons ordenados e um nivel de vida para os nossos filhos

    • Sujeito says:

      Vai sair mais caro do que pensas mas não é em dinheiro.

    • Vituku says:

      O que vai acontecer é exactamente o que tem estado a acontecer já há alguns anos, as empresas tecnológicas investem na formação de profissionais em Países como o nosso, porque somos muito bons nesta área, e claro que depois o inevitável acontece, depois de formados, os nossos profissionais são recrutados para o mercado Internacional, que aí sim, somos respeitados e reconhecidos, e esse é o maior erro do nosso País, somos escravizados, são-nos impostas demasiados condições para nos conseguirmos integrar numa empresa, não reconhecimento pelo nosso trabalho, e muito menos reconhecimento financeiro. Custa a acreditar que em Portugal haja Programadores Senior a ganhar bem menos que um Programador em inicio de carreira na Irlanda (onde me encontro a trabalhar desde há 10 anos). Um Programador Senior consegue trabalhar por contrato (tipo recibos verdes) a ganhar pelo menos 450 euros por dia, podendo até ultrapassar os 600. Portanto, cerca de 10 mil euros mensais, e dependendo de muitos factores pode até conseguir mais.

  8. Ze says:

    E depois vem a conta da luz e das obras necessárias para preparar um espaço para a instalação de cluster destes …. Sim, que um supercomputador não funciona a carvão e não é arrefecido com os abanicos das sardinhas…

  9. Ivo ferreira says:

    Não precisamos supercomputadores, precisamos é de pensões e ordenados altos
    Não precisamos de tratores enxadas servem e o dinheiro que sobra da pra subir os ordenados,
    Não precisamos de camiões, levamos os materiais as costas, e o dinheiro que sobra também dá pra subir mais ainda os ordenados e pensões…. E se seguirmos esta lógica ainda vamos ser todos ricos um dia…
    O pessoal tem é que abrir os olhos e não ver apenas o dia de hoje

  10. Telmo says:

    O Governo poderia aproveitar esse power para minerar Bitcoins hehe

  11. j.augusto says:

    Cá por mim ainda vão por windows na coisa!!….

  12. Luís Alves says:

    O maior neste momento é o supercomputador de Química da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

  13. int3 says:

    comentários retardados como sempre.
    são sempre contra progressos académicos no país e nem percebem o que é que isto faz! que raiva!

  14. ED says:

    Isto para minar Bitcoin era um mimo. Lá vão aparecer mais uns quantos Bill Gates agora que usarão o poder da super máquina em seu proveito!

  15. Pedro Ferreira says:

    Vá, toca a actualizar com factos mais relevantes e interessantes 🙂
    Os principios da Supercomputação em Portugal
    http://supercomputer.pt/a-supercomputacao-em-coimbra/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.