Quantcast
PplWare Mobile

Portugal – Mais de metade do software é pirata!!!

PUB

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Jonblue says:

    ehheeh, quem diria?
    E em Espanha e na Itália ou em França?
    E na Alemanha? 🙂

    • ITSMYRISK says:

      estes gajos agora tem que fazer dinheiro com tudo e então vão buscar a Internet casos de pirataria “CRIME INFORMÁTICO?!” WHAT?! INTERNET não diz nada a este pais? INTERNET=LIBERDADE DE PARTILHA , EXPRESSÃO na Internet abres-se um mundo que PORTUGAL NÃO TEM!

  2. Miguel says:

    se os produtos fossem a preços acessíveis talvez a pirataria desce-se..um exemplo…um cd de musica custa entre 15-25 euros..com esse dinheiro meto Internet razoável e arranjo centenas de cd´s..se os cds fossem de valor mt inferior 5-10 euros talvez 90% das pessoas passariam a comprar..e entre 5-10 euros as empresas discográficas ganhariam mt dinheiro na mesma..

    • ITSMYRISK says:

      sabes neste pais quando se mete alguma coisa no mercado nao se pensa em qualidade…pensasse em DINHEIRO por isso e que existe pirataria , nao sou contra alguem baixar um cd ou jogo na net para seu uso proprio…agora pessoas que piratariam para vender isso e que nao mas ja raparaste no preço dos cds piratiados ? 1 euro e as vezes levas 2 cds … quem e que nao compra assim nao é? 50 cds 50 euros… ja e uns trocos…mas isso e que e crime agora baixar po pc um jogo ou cd para seu uso proprio nao o considero crime…

  3. Jonblue says:

    Ah!, não falei dos países de leste, tadinhos são todos muito ricos e sérios…
    Vendam o software + barato, prk eles esquecem-se k há milhõessss de utilizadores e rápidamente rentabilizam os investimentos…
    E encontrem soluções p/ evitar a pirataria e não deixem as portas e janelas escancaradas, que são sempre um convite ao uso… 😉
    Isto é como a música, nós é k lhes enchemos os bolsos mas são eles que se pavoneiam de rolls e eu de bixikleti 🙂

  4. ZiLOG says:

    Uma maneira de acabarem com a pirataria, era incentivar ao uso de software Livre. Podiam começar nas escolas, e a comunicação social também podia divulgar mais o software livre.

  5. dc says:

    E é mau?

    É e não é!

    É mau para as empresas comerciais e para as empresas de software livre!
    É bom para o utilizador porque adquire o software comercial sem pagar, e não dá hipóteses ao software livre de se desenvolver!

    Conclusão… se o cerco á pirataria fosse mais apertado, mais gente iria concerteza optar por instalar alternativas open-source e freeware, mas como não é… bora lá instalar o bonito software+crack e rezar para que funcione e não expire ao final de 1 mês!

    CUMPS

  6. Pinote says:

    E baixarem os preços? 😛

    Cumprimentos

  7. Nelson says:

    Eles estão fartos de saber que se baixarem os preços, a pirataria informática reduz. De certeza que muitos não se importam de pagar determinada quantia em vez de andarem com as calças na mão.
    Todos ficavam a ganhar.

  8. Filipe says:

    bem vistu e k istu ta mt karu….eles keixam-se mas andam ai kom altas makinas…..e eu tenhu a minha bicicleta a pedir arranjo….lol

  9. keops says:

    Eu acho que é precisar mudar mentalidades, mas não é dos consumidores…

  10. Pois é… os conceitos de democracia só são aplicados quando interessa a alguém. 53% é em qualquer parte do mundo, maioria absoluta! Não há respeito pelas maiorias???
    O pessoal “pirata” só faz jus à nossa identidade nacional; O que somos nós, os tais que “deram novos mundos ao mundo”, senão piratas? (eheh)

  11. Se baixassem o preço do software se calhar baixava a taxa.
    No outro dia passei na worten e estava o office 2007 à venda por 999 euros… Acham que um utilizador doméstico vai dar esse dinheiro?
    Se há portáteis que são mais baratos…

  12. Paulo Carvalho says:

    Bem, isto é fantástico. Há uns dias atrás fomos dados como o País com mais SPAM, agora somos um dos Países com mais pirataria!!!! Vai lindo isto, vai!!!!

  13. Nazgul says:

    XD
    E é mau haver pirataria? 😀
    bem.. para aquelas pessaos burras e ignorantes que nao percebem a ponta de um corno de software de informática.. para eles é um bicho de sete cabeças, que quando se trata a programas limitam-se aos que vêm instalados.. e quando se trata a formatar, ou quando têm viruz, ou o PC já nao é o mesmo acelera de sempre… limitam-se a levá-lo a especialistas.

    Quanto á pirataria, os programas cracks são sempre bons.. porque se são pagos, logo são bons.. os OpenSource, já são mais.. para pessoas “especializadas”… (falo por mim!)

    Ás pessoas que têm um computador e que nao percebm um puto do que para que serve.. e dizem que o Linux é para Hackers e pessaos que percebam de informática chamo-lhes burras! pois é preciso exprimentar, para depois se argumentar. é preciso saber um minimo de segunraça que se deve ter num PC! já nem falo na boa utilização, e limpeza.. pois isso eles nao sabem o que é!

    quando o disco está cheio.. aquela “$#&$% anda tão lenta que mal conseguem fazer correctamente o boot… e levam a formatar… nao limpam o disco periódicamente, nem têm cuidado com as páginas e popups cheios de viruz, simplesmente clicam porque acham giros!

    Enquanto pessoas desta existirem por ai, sem saber mexer “bem” num Pc, poderemos sempre tentar invadir! ;P

    Enfim.. pessaos destas sempre existirão! :S

  14. Nazgul says:

    Spam!! xD
    Nao admira, mais de metade dos Shouts que recebo no meu Hi5.. se não todos!, são todos SPAM e correio desnecessário, a dizer que se enviares isto a X pessaos acontece-te uma coisa linda, mas se não, morres! já parecem os Cristãos!
    Quem acredita! Seja BEM VINDO!
    Quem nao acredita! VAIS MORRER!

    Que palhaçada mesmo! nao sabem mexer nem andar na net! xD
    dá nisto! Spam por todo o lado! só pitas com “#$#$# e mais o “##$#/% Fdx!
    Que gente…

    Ontem passou na SIC sobre a nova “moda de escrever axim, com Xs!
    a miuda disse que passava 2 horas em frente ao Pc!
    Ela deve aprender depressa, ou é rápidamente influenciada!
    Paço cerca de 10 horas em frente a um PC durante um dia inteiro! e nunca me deu vontade nem nunca fui influenciado pela “moda do X! só significa que este pessoal é burro que nem uma porta! e só querem andar na moda, porque se não andarem.. são postos de lado, por serem diferentes…

  15. Oliveira says:

    lol para o comentário do joão moreira!lol
    Tudo dito!lol

  16. frac0 says:

    deixem-se de mer**s, o ppl usa pirata pq não tem guito para andar gastar.
    ponham isso mais barato e vejam se essa taxa não desce.
    bons velhos tempos em que se comprava cd´s por 1500 paus (7,5 euros) isso sim já era preço agora dar 5 contos por um cd, f*****-se que ele custa a ganhar.

  17. Paulo Carvalho says:

    @Nazgul
    E em relação à reportagem da sic, que também vi, parti o côco a rir quando se vê ela no monitor a escrever a palavra “tenho” correctamente e, de repente, emendar para “tenhuh”!!! Se isto não é só estilo!!! Ainda mais, depois aparece a mesma pita a dizer que escreve assim que é para poupar caracteres e para ser mais rapido!!!! tenho -» 5 letras; tenhuh -» 6 letras!!!!!!!!

  18. Sirkuito says:

    Para experimentar-mos os betas é tudo facilidades, não há retornos, tipo compensações por sermos cobaias. Viciam-nos e cobram-nos fortunas por programas que são upgrades dos anteriores. Sem pirataria a microsoft não teria o monopólio mundial de software operativo e outro. Tenho dito…

  19. aver says:

    @ Nazgul

    Abrevia senão não se percebe uma porra do que escreves.

  20. ZeX says:

    “O fenómeno provocou perdas de receitas na casa dos 112 milhões de euros. E, note-se, neste valor excluem-se os 23,5 milhões de euros de impostos directos que não puderam ser cobrados pelo Estado.”

    Conversa da treta para enganar meninos. O dinheiro que não é gasto na informática é gasto noutra coisa qualquer. Para o estado é indiferente que os impostos provenham da venda de batatas ou sobresselentes para o Space Shutlle.

    O que realmente não esperava era ver este panfleto também aqui, onde supostamente anda gente que está mais por dentro de como realmente funciona o mercado das TIs e informática sem uma, mesmo que ligeira, análise critica do conteúdo. Quanto a mim, tem tanto por onde pegar que o mais difícil é decidir por onde começar.

  21. António Gomes says:

    Baixem os preços para valores justos! Deixem-se de tretas quanto aos direitos de autor, aos coitadinhos dos programadores, aos custos de produção, etc. Para esse peditório já dei! Não se esqueçam dos proveitos (multi)milionários do Sr. Gates. Não se esqueçam como a estória ou História começou… Lembram-se do DOS.
    A patranha engloba um sem número de formas: Bioetanol, lâmpadas fluorescentes, impostos e mais impostos…

  22. Piratas? onde?onde?
    Não conheço ninguém!!

  23. aver says:

    @ Zex

    Já leio as “notícias” do pplware há algum tempo e já percebi qual é a linha editorial: não dar opinião e pôr a malta à batatada 🙂

  24. S. Monteiro says:

    Pirataria? Pirataria é o que eles fazem à nossa conta bancária. Isso sim é pirataria.

  25. Tiago says:

    eheh
    Sentiria-me honrado se a PJ viesse visitar a minha casa. Nem 1 filmezinho ilegal, nem 1 mp3 ilegal, nem um sistema operativo ilegal, nem um office ilegal, nem 1 copia pirata de qualquer coisa. Nada. Zero.
    Deitei tudo fora há cerca de 1 ano e meio. Converti-me ao legal.
    Uso Ubuntu e sou muito feliz. Quanto aos filmes, passei a ir mais vezes ao cinema ou a trocá-los por um livro. Em relação às músicas, a rádio existe.
    Sou um anjinho, disponível para uma investigação. =)

  26. rcdroopy says:

    Pudera!!!pudera!!!Com os preços que praticam!?
    Talvez isso não justifique, mas tambem não ajuda.

  27. Suicide-Squad says:

    A pirataria é um fenomeno directamente ligado ao bolso das pessoas. Eu explico o porquê:
    – As editoras de musica e software são ambiciosas e unhas de fome. Quanto mais pedirem melhor. Por sua vez os utilizadores não têm dinheiro para dar, mas precisam deste ou daquele programa. Alguma maneira tem de haver para o usar. Das duas uma: ou se pirateia, ou se usa software equivalente Opensource e Freeware, que nunca é a mesma coisa.
    – Um utilizador caseiro e as pequenas empresas não têm dinheiro para empatar nesse tipo de coisas. Tá tudo em crise, há coisas mais importantes em que gastar o dinheiro. Ok, quem não tem dinheiro não tem vicios, só que até aqueles que não têm mais que fazer ao dinheiro concordam que é um absurdo o dinheiro pedido pelas editoras.
    – E depois a questão pragmática: se há maneira de ter de borla, porque não o ter? Não me apetece dar 999 euros por um office 2007!

    Meus amigos, pagamos 1000 euros por um PC minimamente decente, depois pagamos mais 999 euros por um office, depois mais 699 euros por um Vista, mais os outros softwares, como o Adobe Acrobat, o Dreamweaver, o Flash, Jogos por aí fora…
    Quanto é que dá esta conta no final??? Pois é… Amigos das edityoras, pensem um pouco nos outros e não só em vocês.
    Outra coisa vos digo: a pirataria não é 100% negativa. Se não fosse a pirataria não haviam empresas tao grandes como a Microsoft, como a Adobe, como muitos músicos conhecidissimos que por aí andam… A pirataria dá a conhecer, que por sua vez deposi dá lucro aos “lesados” pela pirataria….

    DEIXEM SE DE HIPOCRISIAS.

    Cumprimentos a todos

  28. vipito says:

    E os ordenados dos portugueses, não são pirateados?
    E os impostos em Portugal, não são piratas?
    Quantos portugueses têm capacidade para comprar a porcaria de um W.Vista que se diz “topo de gama” a quase € 1000,00?
    Suponhamos:
    Windows Vista+Office 2007+Norton 360+Nero+WinRar+SpySweeper = ???
    Depois culpam os piratas!!!!
    E Eles não são piratas das nossas carteiras?

    Um apontamento aos que escrevem com “axim”: Não os chamem burros, eles até são espertos – desta forma não se podem apontar erros.

  29. Nelinho says:

    é mau ñ é?!?!?
    baixem os preços dos softwares k de certeza k a pirataria baixa…é inadmissível k por exemplo o windows vista versão ultimate custe mais de 600 euros…se a microsoft baixa-se consideravelmente o preço de certeza k venderia mt mas mt mais do k vende…e ficaria a ganhar mais com ixo…

  30. joao says:

    Piratas??!??
    Só se for os das Caraíbas…

  31. tyurias says:

    53??? acredito e ate axo pouko…
    112 milhões de euros??? más é k nem pensar!!!é obvio k kem utiliza software krakado não ia komprar o mesmo software se fosse a pagar… era so psl a utilizar freeware…
    mas esta é so a minha opinião

    fikem bem
    hasta

  32. Jonblue says:

    O XD deu uma lição de imbecilidade…
    Aqui é só pirataria e pirata k se preze sabe limpar um PC…
    Mas deixa o teu contacto p/ quando precisarmos, hehehe 😉
    Vivam os piratas e pelo menos em alguma coisa somos os primeiros… 😉

  33. Tiago - Paços de ferreira - capital do móvel says:

    Espero bem ainda chegar a tempo de puder dar aqui a minha opinião à cerca deste assunto…então cá vai, isto da pirataria é um assunto já muito velhinho e porque é que se chegou a este ponto??porque o pessoal(como se diz na minha terra) não sabe comer e calar! digo isto porquê????hoje toda a gente se gaba em plena praça publica de que tem o mais recente filme ou cd e vai até vende-lo na primeira esquina que aparece e cláro estas coisas saltam á vista de todos,mas se formos realmente ao fundo da questão pudemos verificar que uma certa empresa que hoje em dia é lider no mercado de software, cresceu derivado a quê??aos lindos olhos do presidente(ou lá o que ele é)?não me parece…enfim isto é um assunto que tem muito que se lhe diga…boa noite a todos.

  34. bismarques says:

    @Nazgul

    Deves de ser a pessoa mais humilde ao de cima da terra!!!

    Acabaste de passar um atestado de burrice a todas as pessoas que não são especialistas em informática como tu, qual chico experto na matéria!!!

    Primeiro devias de tirar um curso de Português para aprenderes a escrever correctamente para que as pessoas a quem chamaste burras percebam o que disseste, porque falas muito mas escreves pouco, deves de ser o tipo de pessoa que pensa que sabe tudo sobre informática e depois no fim de contas, não percebe um “BOI” de nada, também com 17 anos, o que é que percebes de informática miudo?

    No Hi5 é que estás bem com os da tua idade!!!

  35. eagleheart says:

    Meus amigos a questão da pirataria é um dos assuntos mais antigos e mais hipócritas que existe. quando entro numa wortem, vóbis ou fnac e vejo aquela gente a gastar dezenas de euros em software, jogos etc? acredito até que por simples ignorancia, apetece-me chegar perto deles e dizer-lhes, acordem. não encham o rabo a essas editoras, produtoras, logistas, retalhistas, parasitas, esses sim os maiores piratas. impoem-nos sistemas operativos de 3 em 3 anos que nada de novo trazem á industria, vendem-nos jogos muitos deles complexos (estratégia, rpgs) com montes de linhas de diálogos em ingles e depois é assim. dá cá 50,60 euros e vái comprar um dicionário de ingles para poderes entender o jogo, porque não estamos para investir na tradução do mesmo. não me quero alongar muito e para terminar só vos digo, tenho um pc todo artilhado com toda a espécie de software freeware, opensource e até mesmo pirateados, até esses mamoes aprenderem a respeitar o consumidor e a quem faz esta industria andar para a frente. não tenham todos juntos medo de afirmar. eu tenho pirataria no pc, e eles que tratem desde já de aumentar as cadeias, porque ou me engano muito ou já somos milhoes. só os chineses são para cima de muitos.

  36. Vítor M. says:

    Pessoalmente li com admiração esta noticia. Não acho que passe por baixar os preços, não acho que interesse baixar a pirataria, o conhecimento e utilização de aplicações sem pagar por isso, não acho que seja assim, pronto!

    Lembram-se certamente daquela desenho animado do Tom anda Jerry, é o que me faz lembrar a Assoft.

    Apertam um bocadinho as empresas e são apertados um bocadinho pelas empresas de software… mas só um bocadinho. Não queremos que o povo deixe de piratear o Windows, ou o office, ou o Norton, não isso nem pensar.

    É que depois deixavam se sentir as ferramentas, deixavam de influenciar as estruturas de trabalho, desaprendiam, desligavam-se dessas ferramentas e começavam a usar o Open Office, mais Linux, mais Freeware e depois?

    E depois para que haveria o estado estar a manter os gordinhos da Assoft?

    Este relatório vem obrigar o erário publico a transferir mais um ano de salários para a Assoft, claro, vamos dar aqui um ar de fim do mundo para garantir mais algum tempo o pão nosso de cada dia. Enfim….

  37. setimo_ceu says:

    amigos concordo com kuase tudo o k foi dito, sou defeciente motor numa aldeia no norte, esses tipos do governo dao-m 193€ por mes de pensao social, bom se nao fosse o software pirata o k e k eu fazia na vida se nem pra comer da quanto mais para comprar software original, como e k passava os dias só se fosse a dormir e ainda dizem k somos piratas esses tipos do governo é k sao uns xulos perdoem-me a expressao, obrigado a todos

  38. vandread says:

    a mior invenção do homem, depois da internet, foi o emule!! XD

    agora eu vou na loja e vejo um jogo legal e baixo na net

    god bless the hackers!!

  39. nuteix says:

    Que baixem os preços que depois falamos

  40. Vítor M. says:

    setimo_ceu nem vamos falar nos apoios a deficientes porque aí então!!! Já não se trata do governo A ou do governe B é já uma questão cultural.

    Existirá em todas as escolas, centros de saúde, juntas de freguesia, câmaras municipais software licenciado? Eu afirmo NÃO. Logo se começassem por dentro o resultado ainda seria bem pior. Pois nesse estudo da ASSOFT certamente não foram incluídos os organismos públicos.

  41. nrocha says:

    “O fenómeno provocou perdas de receitas na casa dos 112 milhões de euros. E, note-se, neste valor excluem-se os 23,5 milhões de euros de impostos directos que não puderam ser cobrados pelo Estado.”

    Só acho piada quando falam em prejuízos, como vocês bem disseram se as coisas apertassem mais o pessoal virava para software livre e/ou gratis on the fly! Por isso não concordo em chamar prejuízo a isto, mas sim “não lucro”.

    Relativamente ao que o @setimo_ceu e @pplware disseram sobre os apoios a deficiêntes é uma tristeza.. e depois existem pessoas a mamarem dinheiro de subsidio de desemprego e trabalharem ao mesmo tempo e não fazem nada! Ao lado da minha casa existe um caso de uma pessoa que ganha 750e de subsidio de desemprego e anda a trabalhar!! Anda com isto há 2 anos e ainda tem mais 2. Só descobrimos porque ridiculo ridiculo é se andarem a gabar disso, de roubar as pessoas… obvio que la em casa já tentamos denunciar a situação. Basicamente a resposta foi que fizessemos uma participação por escrito (até aqui tudo ok, sem problemas) mas que indicassemos o sitio onde a pessoa esta a trabalhar… como é que eu vou saber isso? Vou contratar o detective ou vou faltar a um dia de trabalho só para seguir a pessoa? É pura ineficiência e “i don’t care”.

    Na pratica este tipo de entidades não quer ter trabalho nenhum, depois apresentam estes estudos e revelam algumas apreensões ou pessoas punidas para deitar areia para os olhos do pessoal.

    CoolMaster

  42. Guerreiro says:

    @nazgul
    O conceito de aceder e mexer num Pc ,não é assim tão recente, e não podemos pensar em educar drasticamente as pessoas em utilizar o PC, devemos sim, ajudar e ensinar, é algo que leva tempo. Muita gente não usufrui como deve ser, tanto em casa como em empresas, e muito se deve nesta ultima ao facto de regras de acesso.

    @setimo_ceu
    infelizmente a coisas que não cabe na cabeça de ninguem, e como o pplware disse em resposta ao teu post, existe situações graves que veem de dentro. Dificilmente todas as empresas do estado tem software legalizado, não existe,muitas até já optam por muito software free, dando exemplos básicos como o winzip.

    A pirataria é algo que nunca acabará, o acesso a software livre, é cada vez mais facil, se não á x á y que arranja, e se um não sabe outro sabe, é simples. Existem situações que não cabe na cabeça de ninguem, e pagar um balurdio por o office , não é algo que me meta na cabeça, mas existe muito boa gente que o faz.

    Cumps

  43. Guerreiro says:

    Ah!

    PS: a imagem tá excelente :D:D

  44. keops says:

    É impensável certas coisas. Não digo agora porque felizmente o open office já trabalha com ficheiros do office do windows, mas no meu 9º ano os professores obrigavam-nos por exemplo a fazer sistematicamente trabalhos em Powerpoint.

    Acham que a gente ia comprar o original? Pois claro que não, nem nós, nem maior parte das vezes os professores. Se dissessemos que não tinhamos eles eram capazes de nos dar um cd pirata com o programa…

  45. Anibal Ferreira says:

    O quê, já saiu o novo filme Piratas das Caraíbas.Não sabia que agora existia uma secção de cinema 😀

  46. uterrorista says:

    SÓ 53% ???
    É uma estimativa MUITO por baixo… As pessoas nem o Windows adquirem, quanto mais o resto de software que têm no PC..

  47. Tiago - Paços de ferreira - capital do móvel says:

    Ora viva pessoal, pelos vistos isto ainda dura…..lembrei-me agora de uma coisa, esta história da pirataria faz-me lembrar a história do Robin dos bosques, roubar aos ricos para dar aos pobres lol…….

  48. Todos estamos de acordo que se os preços diminuírem, a pirataria diminui. Já adquiri várias licenças de Software porque achei que o preço era justo e só o trabalho de encontrar “alternativas” não justificavam as dezenas de euros investidos.

    A grande questão é que as empresas não se podem dar ao luxo de ter software pirata (as que não se dão…). Acho patético que a versão Ultimate do Vista custe 600€. Está tudo louco?

  49. mcs says:

    Boa tarde !
    Espero ir a tempo de deixar o meu comentário..
    Acho inacreditável o valor que eles referem quanto ao prejuizo… 112milhoes!? Bem sabem que se nao se anda-se a piratiar, 90% das pessoas que comentem o crime virariam-se para o open source, lógico nao é? Acho que são poucos os que têm € para pagar um S.O ou um office e etc etc…
    O que me custa é que para além de tudo estes gajos falam de contentes, pq realmente gostava de ver o dia em que realmente eles fossem obrigados a baixarem os preços…
    Deixo tb um apelo para o pessoal usar mais programas e S.O free ! Só assim conseguiremos mudar alguma coisa…

    Cmps a todos, e um agrdecimento especial ao pessoal do pplware por este grande site !

  50. UKN says:

    Cada um mete os numeros que quer.
    Em relação a empresas esses numeros têm que se lhe diga. Cada vez menos pirataria é permitida em uso comercial.

    Mesmo assim penso que são muito optimistas 😉

    Alem de que se muitos utilizadores tivessem que pagar por usar software x, não o compravam/usavam … logo não se pode considerar como prejuizo …

    Pessoalmente uso bastante freeware nos meus pcs, até tenho licenças de windows (embora nao as tenha activas 😉 ….) …

    Essas associações de autores/editoras/whatever são uas verdadeiras máfias. Roubam o mais que podem a torto e a direito. Se pesquisarem no google por riaa há bastantes artigos interessantes. A espanhola SGAE (especie de ASAE la da zona) é outra mafia, que tinha uma sede avaliada em poucos milhões de euros com tudo de bom e luxo qb. As percentagens que vão para autores e programadores são minimas …

  51. Paulo Carvalho says:

    Para combater a pirataria nada como arranjar programas FREE que façam o mesmo que os pagos. E em muitos campos, já se encontra software livre que, pelo menos, já apanhou os calcanhares dos pagos. E assim combateremos a pirataria e “obrigamos” os preços dos softwares pagos a baixar.
    Cumps.

  52. Nuno says:

    Uma questão que eu ainda não vi respondida prende-se com o “estima-se”, ou seja, como é que foi calculado o valor de 53%. Qual foi a amostra, quais foram os critérios? Onde foram colocadas as empresas que usam apenas freeware? Acho que as respostas a algumas destas questões permitiria ter uma ideia muito mais clara sobre a situação real.

  53. Paliiiiiiinho says:

    É muito simples…

    Baixem os preços do software… logo se vão vender mais softs originais, as receitas aumentam para as empresas de software, e diminui a fuga ao fisco.
    Todos ficavamos a ganhar…

    Assim uns querem ganhar muito, mas acabamos por ficar todos a perder…

  54. alves says:

    TODOS JUNTOS BORA LÁ CHEGAMOS AOS 100% NAO DESISTAM AGORA

  55. joao says:

    Modificar mentalidades????
    Eles tem é que modificar as deles para diminuir os preços!
    Não ando em “Coina” pa comprar sofware de 600 a 1000 €
    É escusado comentar este assunto..muita a evoluçao informatica de hoje em dia muita deve se a pirataria!

  56. joao says:

    Ps: Consequência grave para a economia???
    Então e os governantes a roubarem?
    E os ordenados pagos aos que não fazem nada?
    Elevados ordenados a ministros que não fazem um…
    E as escolas trabalham com o quê???
    Com a miséria que a ministra da? compra-se tudo? office, SO…

  57. Vítor M. says:

    Claro que isto tudo é uma questão cultural, dizem eles, até em determinada altura foi criado um “Spot educativo” lembram-se?
    Era assim: “Na Alemanha um cidadão que fuja aos impostos é um criminosos, em Portugal é um herói”

    Passavam a batata quente para a mão do cidadão. Se querem menos pirataria criem uma estratégia, é lógico ter nas escolas, na função publica, nas empresas um “ecossistema” totalmente Microsoft?

    É que no meu tempo de escola secundária e posteriormente na faculdade não me lembro de ter outra coisa à frente dos nosso olhos que não fosse o Windows, o Office, o Photoshop. o Norton, o Corel, Etc…

    É complicado viver num país que se quer juntar ao pelotão da frente mas que veste a camisola a dizer “Vassoura”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.