PplWare Mobile

Multibancos do futuro não irão precisar de cartões…


Autor: Pedro Pinto


  1. fabio says:

    Uma delas vai ficar já em matosinhos, ATM BITCOIN

    • andre says:

      sim muito giro, ou seja substituir cartões por telemoveis certo? ate era capaz de funcionar bem se actualmente nao fosse tao facil retirar informações de um smartphone ou mesmo clonar o smartphone pela rede

  2. Ricardo Silva says:

    dovido, a opção do tlm é bem vinda, não é que fosse usar, mas os cartões que continuem cá, ficas sem bateria ficas-te sem dinheiro, perdes o tlm… o fiel cartão nunca ficou sem bateria, um bocado gasto sim, mas com duas tentativas la vai 😛

  3. Benchmark do iPhone 5 says:

    Eu não acho. Vamos ter cartões Multibanco por muito e bons anos. A novidade é que serão também cartões com tecnologia contactless, como já muitos bancos têm. Deve poder aproximar-se o cartão da máquina Multibanco e levantar pequenas quantias, como já se verifica em alguns lados com os pagamentos.

    Por que é que os bancos hão-de preferir o cartão em vez de trapalhadas no smatphone ? Porque controlam o sistema todo e são mais seguros. “Ah e tal, mas não são práticos !” Em se tratando de máquinas de levantar dinheiro a segurança é o mais importante.

  4. jrgaugusto says:

    …vai ser a olho!! ou seja reconhecimento de retina, et voilá…

  5. pixar says:

    A questão é: o que melhora com esta tecnologia relativamente ao cartão?
    O que é feito no tlm pode ser feito no ATM. A única vantagem poderia estar na identificação da pessoa para quem queremos transferir dinheiro, sendo um contacto do nosso tlm, já com os dados de conta guardados.
    De resto já é bastante mau quando se tem que segurar os papeis de pagamento, quanto mais ter que segurar ainda mais o tlm… Claro que a tendência será a eliminaçao de papeis mas até lá temos de os aguentar. Isso não se aplica a mim, porque quase não os uso para pagamentos, mas ainda usa muita gente.
    A grande revolução bancária, do ponto de vista do utilizador, deu-se com home banking e não com a introdução dos tlm ao barulho.

  6. Joel Ribeiro says:

    Pois o meu pai usa o telemovel daqueles simples sim que solução exelente não haja duvida…

  7. K0izo says:

    E por falar no dia 1 de Abril, já viram a do Google deste ano? BRUTAL! 😀 https://www.youtube.com/watch?v=4YMD6xELI_k

  8. Bruno says:

    O futuro vai ser sem dinheiro

  9. Simão Sá says:

    Uma simples impressão digital não seria mais fácil, simples, eficaz e seguro?
    Para quê complicar?

  10. Luis Guilherme says:

    Há com cada ladrão destas antigas maquinas, quero já uma renovação

  11. Nelson says:

    Vi esse vídeo da diebold… Que chungaria…

    Eu não quero nada dessa treta multitouch na máquina multibanco, quero um teclado, e só um teclado, prefiro uma navegação rápida, e segura, que meter isso só para ir em modinhas…

    Além disso, não vejo para que é que hei-de precisar de usar o meu telemóvel para operar uma caixa Multi-banco, mais essa treta de pareamento…

    Agora se eu pudesse, por exemplo, definir quanto quero levantar no meu telemóvel, e depois chegasse à caixa, e já estivesse tudo pronto, e em vez de demorar 1 minuto, demorasse 30 segundos, era óptimo… Ao fim-do-mês poupava 2 minutos!

  12. Diogo Miranda says:

    Então e o NFC (Near Field Comunication)? Não era isso o futuro e muito mais simples, rápido e seguro?

  13. Rafael Almeida says:

    Bem isto é tudo muito bonito, mas há vários pontos em que não pensaram. Vamos ver:

    Primeiro, se ficar sem bateria, se perder o smartphone ou se tiver um telemovel mais antigo que não seja compatível, como é que faço? Se ficar sem bateria, junto as máquinas vai haver o quê, uma tomada para carregar o smartphone (até porque já foi aprovada a lei para que os carregadores sejam universais na UE)? Espetacular, quando quiser carregar o telemovel, basta ir ao multibanco. Se perder o smartphone, olha, azar, não há smartphone para ir levantar dinheiro para pagar o novo nem tão pouco para fazer o pagamento do mesmo via cartão (visto que estes já não existem). Se tiver um telemovel antigo, mais uma vez fico impossibilitado de levantar dinheiro até comprar um smartphone no qual possa instalar o sistema.

    Outro ponto que para mim é tão ou mais importante é conseguir explicar o processo de funcionamento a pessoas “menos tecnológicas”. Por exemplo: o meu avô, que não é uma pessoa propriamente virada para a tecnologia, sabe usar um telemovel para fazer chamadas, só! Nem uma SMS sabe ler/escrever. Como é que lhe vou explicar que vai ter que trocar o seu telemovel’zinho básico, para um telemovel que nem teclas tem (ou praticamente nenhumas vá) e que para levantar dinheiro já não pode usar o seu cartão, mas sim o seu telemovel? Ora isto para uma pessoa com mais 60 anos já não vai ser propriamente fácil, imaginemos com 70 e até mesmo 80 anos..

    E poderíamos continuar a falar nisto durante horas..poderíamos apontar mesmo até para quem tem já smartphones mas não são tão “rápidos” e “fiáveis”..por exemplo um Huawei G300 não se compara a um Samsung Galaxy S5, por exemplo. O meu iPhone 4 também já começou há algum tempo a mostrar os seus sinais de “cansaço”..claro que com o tempo e com o avançar da própria tecnologia (neste caso, das aplicações para o smartphone) é normal que estes modelos mais antigos fiquem lentos e possam até mesmo encravar a meio de uma operação pondo em risco a segurança da sua conta pessoal. Poderíamos ainda falar no caso de termos a camara do smartphone danificada que já não ia dar para ler o QR code..e claro, os bancos que teriam de deixar de cobrar as taxas associadas aos cartões, para cobrarem o quê, as actualizações das aplicação?! E por aí fora……

    Atenção, isto é a minha opinião, pode haver quem não concorde..mas lá está, as opiniões discutem-se sim, mas respeitam-se 😉

  14. says:

    Não estou a ver os invisuais a conseguirem levantar dinheiro assim.. Mas isso também não importa nada…

  15. João Serra says:

    Isto é muito bonito, mas como levanto dinheiro para comprar um telemóvel para ler o codigo qr para levantar dinheiro? 😛 Assumindo que tenho dinheiro para comprar um telemóvel. Esta noticia calha mesmo bem ao pe da noticia das quantidade excessiva de vulnerabilidades dos dispositivos moveis.

  16. Nochoi says:

    Na minha opinião neste momento apenas necessitamos das ATM para gerir dinheiro físico (depósitos e levantamentos). Tudo o resto dá para ser feito nas aplicações online e móveis do banco (no meu caso a Caixa que consigo fazer quase tudo menos levantar dinheiro). Caso se venha a ter um futuro em que não haverá dinheiro físico, as ATMs deixam de ser necessárias…
    Quanto aos cartões concordo que não precisam de bateria e serão para já mais fiáveis que o smartphone. Também não estou a ver alguém a andar sempre com o tablet pois podem precisar de levantar dinheiro, ou até de andar a encostar o tablet ao ATM…

  17. Lolada says:

    Enatao para isto mais vale uma pessoa pagar com o codigo QR e com a tecnologia em todo o o lado, lojas, centros comerciais, cafes, etc. Assim nem dinheiro fisico precisavamos…
    Enfim nao faz sentido nenhum tal como dizem em cima os telemoveis estao caros e se uma pessoa perde o tlm perde uma pipa de massa com ele pelos vistos…

  18. Tony Adg says:

    o automated teller machine do uso sem cartão provavelmente poderá ser lento que o actual, mas em contrapartida poderá resolver muitos problemas noa últimos anos, olhando pelo lado crucial, poderá também trazer predadores, devido ao uso de fingerprint(FG), etc.
    e na minha óptica não é preciso preciso uso do celular pra esta modernização, basta conhecer o funcionamento actual pode gerar princípios que habilitaram que este funcione apenas via: código, enter, “open field”: 12345ADG, input FG: ¶ , acessUnit or Domain: acess number: 0123, COUNTACESS: comandos executáveis…. mas isso terá um tempo limite porem a rede dará falhas se atingir o time-out e até disparar o alarme se insistido várias vezes caso erre o código duas vezes e consequentemente fechar o seu acesso a conta automaticamente, podendo abrir, open field 2, …n…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.