PplWare Mobile

Instituições do Ensino Superior do interior ligadas a 10 Gbps


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Lcb says:

    O titulo sugere o interior. Que eu saiba o interior não se resume a Guarda e Castelo Branco.

  2. Miguel Pynto says:

    Aqui na FCT da U Nova de Lisboa nem WiFi temos!

  3. Aguamenti says:

    Já não era sem tempo!

  4. Vila Real é interior para umas coisas e para outras não! says:

    o país a duas velocidades? qual é o motivo de orgulho quando temos duas realidades bem distintas a nível nacional?

    • Aguamenti says:

      É orgulho o passo ser dado e não se ficar parado na ideologia “Interior não vale a pena”. Desta vez foi o ensino superior da Beira Interior… a seguir serão outras zonas.

  5. Julio says:

    vai ser só pessoal a “sacar” forte!

  6. Manuel Sousa says:

    O proximo passa por ver quem e full IPv6. Aqui o Tecnico ja e 😉

    • int3 says:

      Bem, o IPP tem esta rede roteada: 2001:690::/32
      Agora se fazem uso dela não sei.
      Aqui em casa tenho um router cisco com um tunel GRE em IPv6. E desse tunel é roteado estaticamente um /64. É muito bom para eu fazer labs.

    • luis says:

      Aqui em cima no cantinho do lado direito também é. Já há uns bons anos. Não sei porque te consideras o maior.

    • Fernando Reis says:

      No IPCB fizemos um grande esforço para ser tudo em dual stack (ipv6 + ipv4). Eventualmente existem laboratórios que não são, mas devem ser poucos…

  7. A Menino says:

    Ainda bem que chegou à minha terra. Mas eu tenho casa a 500 m do Tagus Park e durante muitos anos só tinha ADSL.

  8. victor says:

    ridículo e saber que as escolas secundárias têm Fibra mas essa Fibra não ser partilhada com os moradores em redor, tipo aqui onde vivo a escola tem fibra mas nao está disponível para os moradores o que é irritante e deveria ser ilegal pois a Internet e um bem público

    • Ze says:

      Se assumires parte da despesa que o estado teve para ter essa fibra para a escola de certeza que eles não se importam de partilhar contigo, estamos a falar de abertura de estadas, criação de vias, e se não tiver sido patrocinado por nenhum operador estamos a falar ainda da fibra, mão de obra da sua passagem e equipamentos que a suportem, ou seja, pode chegar ás várias dezenas de milhar, tal como qualquer empresa que precisa de fibra e ainda não tem cobertura pela operadora tem de ver. Esta gente é só direitos.. Internet um bem público.. lol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.