PplWare Mobile

Descoberta vulnerabilidade no IE


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Weasel says:

    Enfim…ainda usarem IE 6

    Não vejo ninguém a usar o FireFox 1.0 (que é +/- da mesma altura que o IE 6)

    Contra a Ignorância e a Burrice não há solução.

    • Carlos says:

      Nem sempre é uma questão de burrice, porque muita gente não tem a opção de instalar atualizações nenhumas de nada.

      Por exemplo, ainda recentemente estive a trabalhar num banco e o PC que me deram para trabalhar tinha o Windows XP ainda só com o SP2 e o IE6, sem possibilidade de instalar o que fosse. E com acesso total à Internet e a bases de dados de produção, por isso imaginem o que poderia acontecer se clicasse no tal link e tivesse o PC infetado…

      Hmmm… Pensando bem a frase inicial fica melhor “pode não ser burrice do utilizador…”, porque realmente burrice continua a ser.

  2. A Microsoft só perde com a existência deste browser e ainda mais com a sua existência como browser pré-definido no seu Windows.

    Vamos lá ver se abrem os olhos para o próximo Windows…Mas pelo que vejo, não vão abrir…Se criaram a versão 9, será para continuar…

    Enfim…

  3. EacHTimE says:

    Incrivelmente o IE6 é o que a empresa para quem trabalho usa em todos os computadores por defeito. Enfim..

    O que vale é que uso o firefox para navegar à vontade e só uso o IE em casos estritamente necessários..

  4. Ricardo Elias says:

    Mais uma razao para deixarem o IE6. Muito provavelmente, a maioria dos seus utilizadores se encontram em empresas. Utilizadores normais, nao teem grandes razoes para usarem esta versao.

    Excelente artigo! Especialmente visto que sempre que se fala de (falhas de) Seguranca, a conversa gira sempre em criar panico em vez de explicar o problema e como resolve-lo.

    Fiquem Bem!

  5. Vítor M. says:

    Todos os dias saltam-nos à vista situações “complicadas” do ponto de vista da normalidade.

    Há dias (poucos dias) fui com um colega a uma empresa, uma daquelas gigantes mas em decadência, pois a situação do país está a levar à ruína muitas destas unidade fabris ligadas ao têxtil (mesmo estas que trabalham para a indústria automóvel).

    Esse meu colega tem uma empresa especializada em auditoria e outros serviços assessórios. Bom, quando entrei lá numa sala com uns 20 ou 30 postos de trabalho… máquinas com uns anos, Pentium’s 4 com 512 de RAM, Windows XP com as actualizações desligadas… e claro, tudo parou no Service Pack 1… Browser? Internet Explorer 6.

    Todos vão à net, segundo informações recolhidas numa breve conversa e não há “tesouraria” para máquinas novas nem nada que o valha e como está há milhares destas empresas (umas maiores outras mais pequenas)… mas tudo com esta realidade.

    Obviamente que se as máquinas estão a funcionar e chegam para o serviço para o qual foram adquiridas… fazer actualizações inutilizando as máquinas? E como se paga essa actualização do parque informático?

    Não é de admirar que este tipo de situações tendam a ser a realidade e o mercado (cá pelo menos) está a abrandar de uma forma colossal.

    • Popus says:

      Falem mal do IE6, mas a verdade é que não há muito o IE5 deixou de ser utilizado, pelo menos significamente nas estatísticas.
      http://en.wikipedia.org/wiki/Internet_Explorer
      Um dos grandes problemas não considero mesno as pessoas em casa ou nos seus portáteis, é mais essas empresas que deixam as suas máquinas antigas e sem actualizações, simplesmente estão com as actualizações aquando foi investido no produto. Já se sabe o tempo que as empresas levam para actualizarem o seu sistema informático. Por isso, não me ademira nada que cheguemos a 2015, ou até mais, ainda haverá máquinas a funcionar com o XP e o IE6. Com o “sucesso” que o XP teve, o tempo que durou sem mais novidades da M$, arrastou consigo o IE6, agora é o mesmo esperar até que esses sistemas fiquem mesmo obsoletos com a evolução da informação.

  6. Ryan says:

    Trabalho numa conhecida empresa multinacional que ainda usa o IE6 epa… se a MS quizesse mesmo acabar com esta versao acabaria. Mas eles preferem insistir nisto. Tao a espera do que?

    • Ricardo Elias says:

      A melhor coisa para a Microsooft seria se as empresas deixassem de usar o IE6: nao teriam de manter uma versao ultrapassada e que so’ da’ dores de cabeca. Viste como o IE6 nem sequer tem forma de minimizar o ataque?

      O problema esta’ apenas na empresa e, provavelmente, no software que usam.

      Fiquem Bem!

  7. danissimo says:

    O problema é que a nivel empresarial há muitas ferramentas que só funcionam correctamente com o IE6.Por exemplo,certas versões de oracle siebel(largamente utilizado em CRM pelas maiores empresas)entre outras webapps usadas a nivel de empresas ligadas às IT’s que os backoffices so funcionam em IE6.Portanto…o exemplo tem que começar la em cima e so depois…é que se pode falar do utilizador final.Thats my point.

  8. N. Roque says:

    “que pode ser despoletada com a simples visita a uma página Web”, a palavra “despoletada” significa exactamente o oposto do que é pretendido na frase.

    • luis filipe says:

      «De espoleta. Por vezes é erroneamente reconhecido no verbo o prefixo “des-“, alegando que a palavra na sua origem teria significado o contrário, ou seja prevenir o accionamento do disparo. Caso fosse esse o caso, a palavra teria o acréscimo de uma sílaba, ficando “des-espoletar”. O d- na origem da palavra é meramente uma adaptação fonética.»

      http://pt.wiktionary.org/wiki/despoletar 😀

      • Carlos says:

        Não seria melhor, sei lá, usar um dicionário a sério?

        despoletar
        (de- + espoletar)
        v. tr.
        1. Desarmar a espoleta ou o detonador, impedindo a explosão. ≠ espoletar
        2. Fig. Retirar aquilo que permite uma acção. = anular, travar
        3. Fig. Fazer surgir. = desencadear, ocasionar

        Hmmmm… Parece que estão ambos certos, pode ser as duas coisas.

        Bem que o Herman dizia que a língua portuguesa é muito traiçoeira 🙂

        • João Henriques says:

          Não se deve usar “despoletar”. Aparece no dicionário porque as pessoas a utilizam com esse sentido. Mas erradamente. Óbvio que se todos usarem esta palavra para este fim (errado) acabará por ser alterado o seu significado. A tradição oral tem um poder muito grande sobre a evolução da escrita. A palavra “fixe”, entre outras, nem sequer existiam, mas a oralidade levou a que fossem incluídas no dicionário.

        • Paulecas says:

          @Carlos

          Repara que na transcrição que fazes, somente o 3º sentido atribuído ao verbo é aquele que geralmente as pessoas querem transmitir.

          Por definição (e tal como indica o dicionário que consultaste e qualquer bom dicinário), despoletar é o oposto de espoletar, sendo espoletar um sinónimo para desencadear/originar. Portanto, despoletar é precisamente o contrário daquilo que as pessoas geralmete pretendem dizer.

          Devido ao uso massivo (incorrecto) desse verbo, o dicionário que consultaste já atribui um 3º sentido à palavra que entra em contradição com os dois primeiros sentidos.

  9. Jose says:

    Desculpem ser mal-criado, mas vão-se lixar 😀

    A falar de versões do IE do século passado, por amor de deus, so mesmo lixar a Microsoft.

    Também gostava de ver posts de vulnerabilidades do Firefox 1.0 já agora.

    • a Friend® says:

      Não se trata falar mal… trata-se de alertar porque é um facto ainda que o IE6 continua a ser muito usado e os updates completamente ignorados e dificultados.

      Tal como já foi referido, muitas empresas, bancos, etc, ainda usam o IE6.

      Firefox 1 já não, porque é um browser standalone, de fácil update, independentemente do SO que tenha.

      • Carlos says:

        Nem por isso, experimenta atualizar o FX sem ser administrador que vais ver… Ou instalar, logo para começar.

        • a Friend® says:

          Mas isso é o menos. Ao passo que o IE já não, por ter uma serie de requisitos… ServicePack’s… verão do sistema operativo..e é claro, a sua forte integração com o Windows não permite grandes margens para, mesmo com direitos administrativos, actualizar.

          Por ex, o IE9 não dá para o XP, coisa que essas empresas são forçadas a comprar o sistema novo se querem estar asseguradas, e o XP, embora já velhinho ainda ser perfeitamente para os requisitos de muitas empresas. A Microsoft se se comprometeu com o mundo empresárial, não pode ser só para inglês ver… eles, muito mais que qualquer marca, deveriam assegurar um suporte mais longinquo dado esse factor.

  10. Dr. Orly says:

    lol, tem piada falar de versão obsoletas. e quem as usa, não deve perceber mesmo nada de informática, até porque, a versão mais recente, é GRÁTIS!

  11. Só RIR says:

    Se os bancos ou empresas continuam com o IE6 é problema deles…
    Que eu saiba as versões mais recentes são imagine-se…GRÁTIS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.