Quantcast
PplWare Mobile

Desafio para os que gostam de segurança!

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Dust Bunny says:

    “na minha opinião a segurança é importante para a Microsoft porque…”

    certo….

    • Zé da Conquilha says:

      “…é importante para a Microsoft da mesma maneira que um preservativo é importante para uma prostituta…todos lá vão e nem todos são asseados, com tanto backorifice nos produtos MS é bom que o façam com segurança!”

      Haja juizo!

    • Esta ai um concurso para alguem com muita… muita imaginação….

      Let me try:
      porque…. fiquei tão farto das falhas de segurança do ie que mudei para o firefox, depois fiquei tão farto das falhas de segurança do xp que mudei para o ubuntu. Logo a micro$oft teve um papel muito importante no quão seguro eu estou hoje.

      🙂

      • DreamWave says:

        x2

        WTF 540€ + iva !!!!!

      • sergioma says:

        Caro Porn Webmaster,
        Se foi a segurança que o fez mudar de IE para Firefox e Windows XP para Ubuntu, então sugiro que veja o que entidades independentes dizem a respeito da segurança.
        Se tiver disponibilidade, veja p.f. a conclusão que uma entidade independente no respeitante à segurança chegou no seu último relatório. Secunia Half Year Report 2010

  2. Nuno Sousa says:

    “na minha opinião a segurança é importante para a Microsoft porque…” … porque com os seus sistemas operativos quem é que dorme descansado??!

  3. “na minha opinião a segurança é importante para a Microsoft porque de flops estamos nós cheios”

  4. Navyseal says:

    na minha opinião a segurança é importante para a Microsoft porque… tendo o software mais utilizado no mundo, torna-se uma prioridade proteger os seus clientes.

  5. torvalds says:

    A Microsoft anda ca com umas piadas.

  6. JB says:

    Isto esta a correr bem…
    😀

  7. RGB says:

    isto só pode ser tanga.

    Microsoft = segurança (grande piada)

    • m00nbl00d says:

      Desculpa lá, achas que o “mundo” do malware passou a existir com a Microsoft?

      Por esse comentário, deduzo que sejas um dos fanáticos do Linux ou Mac OSX. Não me leves a mal, eu uso Linux, e repito, uso Linux. Acontece, é que não sou fanático.

      O sistema operativo Windows XP era inseguro, sim, mas isso mudou com o Windows Vista, e ainda mais com o Windows 7. Quem diz que quer o Windows Vista quer o Windows 7 são sistemas operativos inseguros, sinceramente não sabem minimamente nada sobre as “entranhas” destes mesmos.

      Eu sempre ouço dizer: “Ah, quando usava Windows, estava sempre infectado. Passei para Linux, nunca mais.”

      De quem será o problema? Em 99% dos casos, o problema encontra-se entre cadeira e teclado. O que acontece, é que visto o Linux não ser amplamente usado pela grande maioria dos utilizadores caseiros simplesmente usa Windows. (Sim, porque já lá vai o tempo em que os piratas informáticos faziam o que faziam por divertimento. É tudo negócio há uns bons anos para cá!)

      O que achas que aconteceria caso, hoje para amanhã, apenas 10% da população mundial usasse Windows? Achas que continuaria a ser o mais “inseguro”?

      Ouve quem mencionasse o IE. O IE6, sim era bastante inseguro, tal como era o Windows XP. Curioso, é que na altura em que 40% dos utilizadores do IE passaram a usar Firefox, o mesmo passou a ser 40% mais seguro, pois 40% dos ataques até então direccionados ao IE, passaram a ser direccionados ao Firefox. Isto são dados da empresa de segurança F-Secure.

      O IE7 já foi outra história; tal como o IE8 é uma outra história, principalmente se estivermos a falar de Windows Vista ou Windows 7.

      Há uma coisa que nada te pode proteger contra: Estupidez. E, é isso que acontece em 99% das infecções que ocorrem em Windows. Porquê? Porque os utilizadores gostam de clicar nisto e naquilo sem quererem saber das consequências. Não seria o Linux que as salvaria disto. Deixem-se de ilusões.

      Dos 100% de utilizadoes do Windows, os, talvez 10% de utilizadores que não têm os sistemas infectados, são pessoas com conhecimentos de segurança e com juízo. Muito provavelmente, a % será semelhante no Linux. A diferença é que os outros 90% em Linux não têm o seu Linux infectado pelas razão mais que óbvia.

  8. bernardo says:

    ahaha eu uso linux a uns aninhos.. mas o windows ta sempre presente, pelo bem ou pelo mal.. nunca usei anti virus nem nd do genero… e nunca! mas nunca fiquei com o pc infectado…… que estranho… é a prova dos 99% dos problemas….. :S

    Agora a segurança é importante para a microsoft porque…. produto bem pago e de uso quase obrigatorio, tem que ser seguro! Hoje vamos ao banco.. porque somos quase obrigados a ter um banco, pagamos para ter um banco.. tem que ser seguro! a microsoft esta para os bancos.. como o nosso dinheiro para a nossa informação..ambos resultantes de trabalho arduo, ambos necessitam de extrema segurança! praticamente “a mesma coisa”..

  9. bernardo says:

    ahaha eu uso linux a uns aninhos.. mas o windows ta sempre presente, pelo bem ou pelo mal.. nunca usei anti virus nem nd do genero… e nunca! mas nunca fiquei com o pc infectado…… que estranho… é a prova dos 99% dos problemas….. :S

    Agora a segurança é importante para a microsoft porque…. produto bem pago e de uso quase obrigatorio, tem que ser seguro! Hoje vamos ao banco.. porque somos quase obrigados a ter um banco, pagamos para ter um banco.. tem que ser seguro! a microsoft esta para os bancos.. como o nosso dinheiro para a nossa informação..ambos resultantes de trabalho arduo, ambos necessitam de extrema segurança! praticamente “a mesma coisa”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.