PplWare Mobile

Curiosidade: Como surgiu o código braille?


Ana Narciso, colabora com o Pplware desde 2008 e tem especial preferência pela escrita acerca de eventos em que participa, análises a gadgets, análises a serviços Web e notícias em geral. Formada em Engenharia Informática e de Computadores pelo Instituto Superior Técnico, trabalha actualmente como Consultora de Business Intelligence. Gosta de poesia e adora concertos de metal.

Destaques PPLWARE

  1. Quinas says:

    Ótimo artigo!

    Interesante a sua história, é pena que Louis Braille, não tem conseguido (ver) a sua escrita adoptada em tudo o mundo, e até aos dias de hoje.

    • Francisco says:

      Quinas

      Pior que as palavras que se usam é o preconceito existente no seu uso. Muitas vezes não querendo ofender acabamos por cair nos mesmos preconceitos. Ver não necessita de (). Não é necessário ter vista para ver e muitas pessoas com vista não vêem.

  2. DC says:

    Bom artigo, sem dúvida muito interessante.

  3. Filipe says:

    Como é k se diferencia o número (1) da letra (a) visto k são iguais, isto neste exemplo pk as primeira letras do alfabeto são iguais aos números ?

    • João says:

      Existe um caracter que significa: “daqui para a frente são algarismos”. Um espaço ou um caracter que nao possa ser interpretado como algarismo marca o fim do número

  4. Alibaba says:

    Isto é o que se chama “tecnologia na ponta dos dedos” (ba dum tsss)

    Gostei bastante do artigo e espero q a pplware apresente outros 😉

  5. Roney says:

    Muito interessante!

  6. Sílvia says:

    Muito interessante! Continuem assim…

  7. Melo says:

    Parabéns pelo excelente artigo. A informação ajuda a derrubar a barreira do perconceito.
    Pplware todos os dias a surpreender-nos da melhor maneira.
    Abraço,
    Melo

  8. Tiago says:

    Parabéns pelo artigo, bem interessante!

  9. Claudio Oliveira says:

    Muito bom. Obrigado pelo artigo.

  10. Anonimo says:

    Adorei o Artigo!!

  11. Luís Santos says:

    Actualmente já perdi a prática, mas já trabalhei relativamente bem com este sistema (tendo em conta k não utilizo no dia a dia)…
    Agora existem as máquinas mas eu conheço quem ainda use a “pauta” – onde se escreve com a folha ao contrário e usando um ponção para fazer cada ponto e uma régua com as marcações das células (assim se chama o espaço onde é representado cada caractere). um verdadeiro “trabalho” de paciência…

  12. Renato says:

    Muito bom o artigo, achei muito interessante e útil. Já agora podiam fazer um artigo explicando o funcionamento do código morse 😛
    Cumprimentos Renato

  13. Luís Silva says:

    Muito bom! Apenas não gosto dos erros. Logo no primeiro parágrafo, pode ler-se “ambos os olhos”, que eu acho que soa muito mal. E no resto do texto há muitas expressões parecidas a esta, por exemplo: “crianças inglesas cegos” ou “de pessoas não cegos”, ou ainda “os seus estudantes a usarem o neste novo sistema”.

    De qualquer forma, apesar disto, gosto bastante do conteúdo do artigo.

  14. Alice C. X. says:

    por favor vcs poderiam me ajudar a entender como são escritos os números ou numerais em braille do zero ao cem… estou com muita dificuldade me ajudem. obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.