PplWare Mobile

Cius – o Tablet da Cisco


Autor: Pedro Pinto


  1. Rui C. says:

    Parece-me um pouco pequeno… Alguém sabe o preço a ser praticado?

  2. Lycanthrope says:

    Já agora, qual é a autonomia do equipamento? Alguém sabe? Cumps

  3. op says:

    isto e para empresários, mas parece a ser bom e pena e eu nao ser um 🙂

  4. Sarev0k says:

    Muito bonito 😀

    Acreditem que os tablet no mercado empresarial tem espaço para crescer de um modo exponencial.

    Existe uma grande procura por um equipamento que ao mesmo tempo tenha a portabilidade e usabilidade de um pda e também o poder de processamento e frameworks de desenvolvimento dos comuns desktop/laptop

  5. Alexandre Alves says:

    Não me parece que seja uma questão de crise mas sim de oportunidades e devido ao avanço da tecnologia.

    A ideia de um tablet já existe a alguns anos. Mas a uns anos um tablet seria algo do tipo do tamanho de um portátil, extremamente caro, e com um touch de má qualidade. Neste momento temos tablets finos, leves com boa autonomia e com software que acompanha decente.

    Eu diria que as empresas andaram à espera e/ou a investir nas tecnologia por forma a atingir este nível.

    O mesmo actualmente se passa com o quantum computing, existem uns a espera e outros a realizar I&D. Quando se tornar real, e se cumprir o prometido, vai ser um novo boom tecnológico.

    • Zé Couves says:

      Caro Senhor, apenas uma correcção:
      Computação quântica não existe neste momento, pelo menos no sentido que lhe está a dar. Continua a haver um problema com as fontes de luz entrelaçada (embora já existam comercialmente), e acima de tudo, existem problemas termodinâmicos fundamentais por resolver.
      Outra coisa é que não creio que se vá usar computadores quânticos em casa, simplesmente porque não terão utilidade (pelo menos do ponto de vista actual). Para problemas N^2 sim, mas quem corre Monte-Carlo ou Simulated Annealing em casa?

      Os melhores cumprimentos

      • Alexandre Alves says:

        Caro Senhor,

        Quando referi quantum computing especifiquei I&D, tanto quando eu saiba e não estou enganado, trata-se de investigação. Seja numa área inicial ou não.

        Ainda que tenha dito que não é para ter em casa do ponto de vista actual, também não reparei onde reparei que seria agora.

        Agradeço que quando pretender comentar que o faça com algo que contribua.

        Além do mais, nem a 10 anos estava-se nos 16-bit, vamos a 64-bit. Temos filesystems de 128-bit. Processadores multicore. Tudo isto não era para uso em casa no entanto … a realidade dita outra coisa. Desta forma e volto a dizer, que quando realmente existir será um boom tecnológico.

        Cumprimentos cordiais
        Alexandre Alves

  6. fran says:

    ta visto que vai ser o android que vai entrar pelas empresas dentro.

    daqui a nada temos SAP em android e temos os computadores/leitores portateis de codigos de barras a correr Android tb.

    quando isto acontecer, vai ser um “bye bye” iphone.

    vai ser a sap a disponibilizar a sua suite no android market!!! brutal!
    actualizações pelo android market!

    isto seria perfeito… e facilitava tanto que voces nao imaginam sequer.

  7. off says:

    Alguém vê a série Eureka ?
    Curioso que os produtos lá são da Cisco e já por la andava (1ª temporada, 2005) um brinquedo igual a este.

    Isto é a prova que a ficção de hoje é o futuro de amanhã 😉

  8. Marisa Pinto says:

    É muito bonito!

    Deve ser interessante para ser usado em video-conferências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.