PplWare Mobile

Casal chinês vende filhos para … jogar online!


Just another gamer ...

Destaques PPLWARE

  1. Andre says:

    China!!!

    Who cares???

    Depois o nosso pais é que é lixo

    • ArTuRiX says:

      Mas nenhum de nos fica isento quando tanta coisa má se passa neste mundo com o baixar dos braços!!!

      “Now they are sitting on a time bomb
      Now I know the time has come
      What goes on up is coming on down
      Goes around and comes around

      So much trouble in the world”

  2. Artic says:

    Se calhar foi preferível assim. Li há tempos uma notícia de uns pais que deixaram a criança morrer à fome por causa de jogos online também. Se calhar quem a comprou vai tratá-la melhor do que os pais.

    • Marco Magalhães says:

      O problema é se quem os comprou os vai usar para meios menos ilícitos. Duvido que um casal normal vá comprar uma criança, se a quiserem, ou procriam ou adoptam, agora comprar…

      Mas realmente essas pessoas são doentes mesmo e dificilmente se arranjam palavras para escrever tal brutalidade, por estas e por outras é que penso que dos piores seres vivos é mesmo o ser humano. Obviamente não se pode generalizar, mas convenhamos que num caso destes até um animal faria melhor trabalho que essas… Coisas, porque chama-los de animais era um elogio.

      E nem comento a parte que o dinheiro era para jogar online, acho que a barbaridade em vender seres humanos (crianças ainda por cima) já é suficientemente má para nem sequer interessar que raio de motivos há para tal comportamento, acho que não há nada que justifique tal acto.

      Infelizmente isto ainda vai acontecendo por todo o mundo, é triste.

      • NT says:

        Boas,

        ” O problema é se quem os comprou os vai usar para meios menos ilícitos. Duvido que um casal normal vá comprar uma criança, se a quiserem, ou procriam ou adoptam, agora comprar… ”
        Ou não, existem países em que as leis de adoção são brutais(para além da ‘burrucracia’ necessária) e infelizmente existem já muitas pessoas ‘impossibilitadas’ de procriar.
        Não estou a dizer que o casal tenha algum tipo de razão em vender os filhos para o jogo, porém muitos casais vêm nesse “mercado” uma esperança para terem um filho.

        Acho é que o Mundo num todo tem de mudar, isto só vem espelhar que hoje em dia é mais valioso um Ipod ou um nível 200 no WoW, ou até um comando de Xbox (recordo-me de há uns tempitos um pais ter agredido brutalmente o filho por causa dele ter partido o raio do comando da consola) do que um ser vivo (pois também se vêm casos brutais de maus tratos de animais domésticos). Enquanto Nós como sociedade (evoluída?) não entendermos que somos todos e que temos dar valor à Vida e não ás coisas, cada vez mais este tipo de casos torna-se frequente e banal.

        Se acham que não tenho razão, vejam o que têm (portáteis, telemóveis etc.) e comparem com o número de amigos (não conhecidos ou colegas de trabalho/escola, mas amigos mesmo) ou animais de estimação… Depois vejam o que é que podem passar sem, se conseguem passar uma semana sem o telemóvel ou se conseguem passar uma semana sem um amigo.

        Bem haja!

        • Marco Magalhães says:

          NT, sim, de facto devem haver países em que é praticamente impossível conseguir-se fazer uma adopção, mas vender… Acho que um ser humano não tem valor monetário ou não deveria ter, infelizmente assim não é e qualquer dia chega-se ao cúmulo de ver pessoas nas prateleiras dos hipermercados à venda, sei que é algo que não tem lógica, mas o mesmo se passa para quem vende os próprios filhos. Acredito que um casal possa ir por meios menos legais para ter uma criança (comprar), mas o casal que a vende é que… Enfim, há casos e casos, acredito que se eu vivesse na rua com um filho, preferia que alguém tomasse conta dele e lhe desse de comer do que eventualmente acontecesse o pior, há sempre este tipo de casos.

          Eu até vou mais longe (e isto já não tem a ver com este assunto) e digo mesmo que o mundo seria melhor se não houvesse dinheiro, o mundo é de todos e deveríamos viver em harmonia e não em falsidades e egoísmos em que só há interesse por €. Nascemos já endividados e quem “manda” é que tem regalias e pouco ou nada fez por merecer tal coisa. Mas como disse, isto é outro tema e haveria muito dizer.

          • NT says:

            Nem mais, devíamos era acabar com o dinheiro, ou pelo menos com o valor que lhe damos ‘xissa’ (com um F dos grandes) será que somos tão burros que nos preocupamos em ter dinheiro e ignoramos a fome que anda pelo mundo inteiro? Preferimos ter um tratamento para o cancro em vez de investirmos na cura… Entre muitos outros exemplos…
            Temos tecnologia hoje em dia que nos permite automatizar quase tudo deixando o ser Humano fazer aquilo que é mais importante (arte, cultura, investigação…)
            Embora tenha alguns ses pelo meio o pessoal que olhe para o venus project (http://www.thevenusproject.com/) que acho ser uma ideia mesmo muito interessante.

          • Marco Magalhães says:

            Exactamente, nem mais. Basta ver os documentários Zeitgeist para se perceber.

            Como já disse há muito tempo atrás, se o pplware escrevesse sobre isso era um mimo (embora não haja muita ligação ao blog). 😀

  3. Rui Marques says:

    “China!!!
    Who cares???
    Depois o nosso pais é que é lixo”

    Bom dia,

    Não concordo com essa ideologia, peço desculpa. Seja da China, do México, África, etc, etc, etc. Vai-me desculpar mas são meras crianças e além do mais são Seres Humanos e não apenas “lixo” para se utilizar e depois deitar fora… (acho extremamente la´mentável um comentário desses mas apenas tenho de respeitar e não compreender)

    Relativamente ao Tópico, bem… mera e simples estupidez por parte das pessoas e nem vale a pena comentar mais sobre o assunto, por mim colocava o casal em questão dentro de uma sala fechada a sete chaves sozinhos com sei lá o quê pelo menos 24 horas…

    Ou então deixava-os em casa sem comer e sem beber como outro casal Chinês aqui há alguns anos atrás, os filhos em casa três dias consecutivos sem comer e sem beber porq

  4. Rui Marques says:

    “China!!!
    Who cares???
    Depois o nosso pais é que é lixo”

    Bom dia,

    Não concordo com essa ideologia, peço desculpa. Seja da China, do México, África, etc, etc, etc. Vai-me desculpar mas são meras crianças e além do mais são Seres Humanos e não apenas “lixo” para se utilizar e depois deitar fora… (acho extremamente lamentável um comentário desses mas apenas tenho de respeitar e não compreender)

    Relativamente ao Tópico, bem… mera e simples estupidez por parte das pessoas e nem vale a pena comentar mais sobre o assunto, por mim colocava o casal em questão dentro de uma sala fechada a sete chaves sozinhos com sei lá o quê pelo menos 24 horas para sentirem na pele 0,001% do que as crianças sofreram e vão acabar por sofrer futuramente…

    Ou então deixava-os em casa sem comer e sem beber como um outro casal Chinês fez aqui há alguns anos atrás, o bebe em casa três dias consecutivos sem comer e sem beber porque os pais estavam no ciber a jogar online… por amor de Deus!! Já não me recordo mas penso que o bebe não resistiu e acabou por falecer 🙁
    No final disseram que estavam arrependidos -.-

    Cumprimentos,

    • Andre says:

      Comentei no sentido em que o nosso país foi considerado lixo… A china é uma potencia mundial a nivel economico mas no que toca a respeitar os seres Humanos sao o maior lixo do mundo…
      Peço desculpa se nao me fiz entender.

  5. bruno says:

    eu axo desumano sinceramente…
    vender os seus proprios filhos pra jogar?!
    este mundo cada vez ta melhor…

  6. Fábio Oliveira says:

    Hehehe pa é insolito realmente. Quanto valerá o chato do meu sobrinho no mercado? Já estou farto dele 🙂

    • Paulo Silva says:

      A minha questão seria mais … quanto será o valor de mercado para alguns quantos políticos portugueses??

      Assim tornavam-se efectivamente parte da solução da crise!

      • ArTuRiX says:

        Não ganhavas muito com esse negocio!! eles só tem valor cá em portugal onde esta cambada de parolos quanto mais enganados e roubados os adoram!!!

        “Build your penitentiary, we build your schools
        Brainwash education to make us the fools
        Hate is your reward for our love
        Telling us of your God above
        We gonna chase those crazy
        Chase those crazy bunkheads
        Chase those crazy baldheads out of town” NOW!!!

  7. Tomé M. says:

    Isto já foi noticiado há 1-2 semanas… mesmo assim obrigado pela partilha. Agora continha informação que anda não sabia.. 🙂

  8. Ruaben says:

    essa gente…
    o que é que aprenderam com os pais? a biodiversidade do mundo do warcraft!? o ponto mais fraco de um homem lobo?! essa gente não tem principios, o dinheiro não traz felicidade, só mais horas na frente de um pc, eu já estou a ver no futuro, se continuar nesta onda, robos a dar de comer as crianças adultas, porque tem medo que se andar 2metros pra lá do computador, o mundo virtual desmorona…
    sem comentarios

  9. Rui Marques says:

    “Comentei no sentido em que o nosso país foi considerado lixo… A china é uma potencia mundial a nivel economico mas no que toca a respeitar os seres Humanos sao o maior lixo do mundo…
    Peço desculpa se nao me fiz entender.”

    Tranquilo 😉
    Um obrigado pelo esclarecimento 🙂

    “se continuar nesta onda, robos a dar de comer as crianças adultas, porque tem medo que se andar 2metros pra lá do computador, o mundo virtual desmorona”

    Eu não diria assim tanto… acho que a esta altura do campeonato eles já devem ter inventado uma série de chapés (tipo o de bate palmas ou o da cerveja), já com o pequeno almoço, almoço, lanche, jantar e ainda um snack da meia noite (ou isso ou apenas comprimidos já com as refeições todas e dois tubinhos para as necessidades), enfim…
    Dizer que isto é desumano é muito pouco, quem é Pai sabe do que falo, chegar ao ponto de ter coragem de vender os próprios filhos? =/

    Cumprimentos,

  10. Alberto Ferreira says:

    Não gostei do tom irónico e parcial to autor do texto.

    • Vítor M. says:

      Pois, ele não gosta deste tipo de crimes, são repugnantes, e ele não comunga destas barbaridades. Estás no teu direito de não concordar com a posição dele e até de não teres o mesmo ponto de vista… o mundo é assim.

      Certamente o autor do texto respeita, pode não compreender, mas respeita as tuas ideias face a este crime.

      • Alberto Ferreira says:

        Vitor, a parcialidade na comunicação social, formal ou informal, é incompatível com um estado democrático (daria conversa para uma tarde inteira).

        Se quem faz as Comunicacões manifesta opinião, esta a influenciar a interpretação, por muito condenavel que a noticia seja. Na religião estes contrastes de opiniões são mais fáceis de perceber, onde um Cristão pode noticiar acontecimentos sobre Muçulumanos sem o condenar à partida.

        A Manuela M Guedes esta no desemprego por menos.

        E claro que eu estou no meu direito de gostar ou nao, de seguir o PPLware ou não, e essas coisas do costume, mas essa resposta cliché fica-vos mal equanto canal noticioso que considero o PPLware. Equanto eu me dou trabalho de dizer que nao gosto, vocês deviam agradecer. Quando deixar de dizer é porque já me deixei sequer de preocupar.

        • Vítor M. says:

          Pois meu caro Alberto ferreira, até podes ter razão, mas escolheste mal os exemplos. No caso da Manuela… e do amigo dela que a quis calar, o Sócrates… nem vou falar que é um caso pidesco.

          Mas se referes esse tipo de jornalismo, que tal dares exemplos como o do Miguel Sousa Tavares? Mas há melhores!

          Jornalismo com opinião, onde tem o seu cunho com a sua tendência firme e personalizada. Que me dizes?

          Essa história de lana caprina de “a parcialidade na comunicação social, formal ou informal, é incompatível com um estado democrático” serve para calar tolos e afugentar os fracos.

          Na verdade a informação dada por qualquer ser humano é parcial pois cada um tem um estilo de escrita e tem as suas emoções a controlar o que escreve.

          Não nos fica mal sermos um canal noticioso com cara, com personalidade ao contrario do que vês por aí fora onde tens pivots que se vergam ao poder do dinheiro e aos senhores das poltronas. Se calhar a tua apreciação está descalibrada por muitos anos de mau jornalismo que se vê na nossa praça televisiva, e noto que a Manuela Moura Guedes influenciou fortemente o teu tipo de discurso.

          Nós agradecemos e a minha resposta ao teu comentário é um agradecimento, poderia ignorar-te e não haverá nada pior do que um ser, com consciencia, ser ignorado.

          Deverias sentir-te confortável, como me senti quando respondeste… foste ouvido assim como eu fui.

          Tira o melhor partido das coisas e toma como exemplos os melhores, tabelar por baixo não aumenta a nossa capacidade de evolução.

          Abraço e bom domingo.

  11. João Caldeira says:

    DOENTES! Eis o meu ponto de vista: DOENTES!!!

  12. says:

    Não é muito diferente ao que as pessoas fazem aos animais de estimação, sem falar quando os abandonam no meio da rua!

    Do ponto de vista animal nada de novo, agora por ser da nossa raça já entra tudo em pânico. Se fosse um cão já era normal.

    Sinceramente. Há muita gente que quer adoptar crianças, isto de pensar que é logo para meios ilícitos é preciso ser meio psicopata para pensar logo assim, não sabem a selecção que os pais fizeram antes de entregar as crianças.

  13. qwe says:

    Apenas digo que malucos há em todo lado…Estes obviamente não jogavam com o baralho todo!
    Agora desnecessário era ofender, neste caso em particular os chineses, visto que quando há um assassínio, ou outra coisa que se passe em portugal não se atribui no geral a todos portugueses…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.