PplWare Mobile

Apple vai abrir a reparação dos iPhones a terceiros, dando mais opções ao utilizador


Fonte: Apple

Redator

Destaques PPLWARE

  1. Fixo says:

    Não abrange reparações ao abrigo da garantia, que é a Apple a suportar.

    Vai ser como nas oficinas de automóvel: “Quer peças de origem ou pirata?” (A seguir acrescentam, “As de origem são mais caras, é com fatura, tem que pagar mais 23% de IVA”).

    A Apple diz que vai fornecer partes, ferramentas, formação e manuais.
    Quando não é ecrã e bateria, as “partes” é quase o miolo inteiro do iPhone. A Apple não fornece peças pequenas, componentes, como as antenas internas do iPhone.
    Num iPhone 6, fora da garantia, avariou-se-me a antena do GPS (está junto com outras como a de Wi-Fi). No reparador autorizado substituíam o “miolo” por 350€ e demorava, num não autorizado substituíram só as antenas, 35€, na hora.

  2. Miguel says:

    Acho que isto vai ser só para atirar areia para os olhos devido aos processos em tribunal em curso que podem fazer jurisdição e obrigar a apple a vender peças a terceiros.
    Assim ganham terreno nestes processos, e no final só dão autorização a 2 ou 3 lojas…

    “Companies applying are required to be an established business, with business verification documents available for review by Apple”

  3. PAULO SILVA says:

    onde se pode inscrever para ser reparador?

  4. Alguém says:

    Terceiros aderirem ao programa significa que deixam de poder reparar e passam só a substituir! Só quando a Apple abrir mãos do seu ego é que poderá haver uma rede de reparadores oficiais.

    • Fixo says:

      E como achas que se repara um smartphone, não é substituindo componentes/partes?
      Rede de reparadores oficiais há. Não oficiais também há muitos. Fora dos grandes centros urbanos é que pode ser difícil.

  5. Cosme says:

    Estou habituado e tenho experiencia a reparar caldeiras as gas, será que tenho competências para reparar iphones ? Como posso candidatar-me ?

  6. João Machado says:

    Quem estiver interessado em saber mais sobre isto procure um canal no Youtube de um reparador chamado Louis Rossman.
    Há alguns anos que faz videos a falar sobre os esquemas que a apple arranja para cobrar quantias absurdas por reparações desnecessárias.
    Há um video bastante famoso em que levaram um macbook com um pino torto, no cabo que liga o monitor à board, a uma loja da apple e segundo o diagnóstico do funcionário precisava de uma data de componentes novos com preço a condizer. Na realidade bastava voltar a pôr o pino no sítio certo.
    Também fala das falhas de design propositadas, a nível de electrónica, que fazem com que com o uso os produtos acabem por falhar. A título de exemplo, num dos macbooks mais recentes encurtaram o tamanho do cabo que liga o lcd à board para que com o abrir e fechar constante se desgaste e obrige a reparação.

  7. ney vigas says:

    Ela que não se movimente para melhorar sua imagem perante seus utilizadores, muitas pessoas estão percebendo a jogada da Apple e migrando pro Android, pelo preço de Aquisição e possibilidade de reparo.
    Isso de ecossistema Apple é conversa de marketing e ajustes dos programadores. O ecossistema nada mais é do que ajustes entre os componentes integrantes dos equipamentos, por exemplo: coisa em nuvens que podem ser acessados de qualquer equipamento, isso posso fazer com qualquer sistema operacional mesmo eles sendo distintos, Google cloud me permite Linux com Android. A diferença básica é que fora Apple, as configurações são manuais e não automáticas, ponto.
    Aqui no Brasil por exemplo: dar quase 8x por um notebook pra ter um da maçã, não me parece muito lógico e nem plausível, ainda mais agora elminando as portas USB comuns pra vc ter que comprar um dongle(trambolho) e dizer que tem um notebook fino? Sempre me pareceu esquisito uma pessoa carregar um mouse pra usar no notebook, pra mim, este é só pra ser usado em desktop. Se pra ter um trambolho a mais, Lev logo o Pc de mesa na mochila pelo menos vai ter mais potência.

  8. PAULO SILVA says:

    Não sabes o que é um ecossistema Apple, concordo com a falta de portas, custar 8x no Brasil é porque tem taxas de importação muito altas, logo a Apple não tem culpa do regime fiscal do País.

    • ney vigas says:

      O custo no Brasil, apesar de elevadas taxas não justifica o preço, pois estas não fazem o valor tornar-se estratosférico como é.
      Por favor descreva-me o ecossistema de Apple?

      • PAULO SILVA says:

        google = icloud

      • Fixo says:

        Os impostos sobre os produtos importados fazem o preço do iPhone no Brasil ser o mais alto do mundo.
        Ou achas que a Apple os vendia, sem impostos, a preços mais altos do que noutros países?
        E por isso os Samsung e Motorola, que têm fábricas no Brasil, são bastante mais baratos.
        A mesma coisa para os portáteis.
        Não é preciso viver no Brasil para saber isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.