PplWare Mobile

ANACOM vai devolver 46 milhões de euros ao Estado


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. A.M. says:

    Boa eu quero a minha parte!

  2. Fixo says:

    “Devolver” ao Estado quer dizer que tinha recebido do Estado (e agora devolve).

    É “entrega” ao Estado, de taxas cobradas pela ANACOM, depois de deduzidas as despesas da ANACOM (ver pág. 32 do Relatório e Contas). São pagas pelas empresas de comunicações, mas como qualquer “boa” taxa está incluída expressamente (ou diluída) na fatura paga pelo utilizador

    Sem receio de errar, mudava o título para: “ANACOM entrega ao Estado 46 milhões de euros de taxas cobradas aos utilizadores de serviços de comunicações”.

    Meus amigos – pagam ao Estado os impostos que veem (como o IRS) os que podem não ver mas sabem que existe (como o IVA) e mais as “taxas, taxinhas e taxonas”.

  3. Dan says:

    Bom ver que nos últimos anos a ANACOM não só conseguiu começar a fazer o seu trabalho como consegue que sobre dinheiro, é ver a diferença que faz os serviços públicos em mãos mais competentes

  4. Alvega says:

    ” incentivar a utilização de feixes hertzianos em detrimento de cabos em traçado aéreo em zonas do País mais suscetíveis a catástrofes naturais”,…humm..humm, estou a falar de impulso, mas acho que isto sao feixes de microondas, se o meu raciocínio estiver certo, e andar ai pelos 30Ghz, é “pólvora” para os seres humanos, se já hoje temos suspeitas dos malefícios para a saúde humana em termos de “alegadas” doenças provocadas pela radiação de ondas que saturam já o espectro, vir defender mais ….talvez eu esteja a ver o filme todo errado. Admito que nao procurei, mas deixo o meu ponto de vista.

  5. Alvega says:

    Desculpem, vou voltar ao assunto, os feixes Hertzianos, funcionam em linha de vista, ou eu estou a ver mal, ou algo nao bate certo, pois se é suposto isso ser para o interior do Pais, onde a orografia é conhecida e acentuada, das 2, tres, ou é um “forrobodó” de antenas e estruturas associadas por tudo quanto é sitio para permitir a cobertura das vastas zonas (provavelmente, alguém já espera uns contratos de fornecimento), ou entao é mais um daqueles SOUND-BYTE, para encher o olho do “pagode”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.