PplWare Mobile

Drones da DJI ajudaram a combater o fogo na Catedral de Notre Dame


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Z/OS says:

    Isto é mesmo curioso. Há uns dias atrás, ocorreu em Moçambique uma desgraça que afectou 1,8 milhões de pessoas. A custo lá se arranjou algumas dezenas de milhões de euros para as ajudar. Aqui, na europa arde uma barraca e no dia seguinte já há CENTENAS de milhões de euros para a recuperação. Daqui depreendo duas coisas:
    – que os objectos valem mais que as pessoas, o que é normal, tendo em conta a sociedade em que vivemos;
    – não vaticino um bom augúrio para a nossa sociedade.

    • Luis carreira says:

      E tu ja deste a tua colaboração para Moçambique??? Cada um manda no seu dinheiro. Não quero com isto dizer que estou ou não de acordo mas não percebo o porquê da indignação. Será que estes dadores ja não deram para Moçambique? É só a minha opinião

      • Tiago says:

        És muito ingénuo para não te chamar outra coisa se achas que as ajudas e contribuições são para serem dadas a moçambique.

        E tu? Já deste a tua contribuição hoje já pagaste o almoço ao Presidente de Moçambique e ao banquete ?

        Tens aqui as fotos do filhinho do Presidente de Moçambique a petiscar em Dubai num belo banquete.
        Já enviaste a tua contribuição?

        https://m.facebook.com/141204169867629/photos/a.141204209867625/332171127437598/?type=3&source=57

        Já agora, desde quando o Estado de Moçambique e seus Governantes ajudaram alguém? Tens muita sorte Portugal ser lambe botas e ajudar tudo e todos. Inclusive vai ajudar com investimento (que se achava não haver fundos) para a reconstrução da Catedral de Notre Dame.

        Sempre negaram ajuda aos Portugueses mas afinal havia dinheiro, o mesmo Portugal se enterrou mais quando ajudou mais no caso da Jamaica do que os Portugueses em 10 anos de pedidos de ajuda, nenhum dos portugueses lesados e obrigados a viver na rua teve. a ajuda do Estado como em Portugal fazem aos “não portugueses” e para quê? Para depois sermos acusados de Racistas (para o que lhes interessa e para o que convém).

        • KodiakShadows says:

          E ainda existe gente que acredita em fotos manipuladas/montagens. ahahaha!!!

          • Tiago says:

            Não é montagem, tinha que vir um defensor de partidos vermelhos espalhar burrice e dizer a unica coisa que sabe fazer “é fake”, mas sem conseguir provar o que diz.
            És mesmo nabo se acreditas que a foto é falsa e que é CGI. Deves ser terraplanista não ?
            Os legumes foram editados pela Sony Entretainment não ?

            Que cromo meu deus, continua a doar dinheiro (sei perfeitamente que és só garganta) aos Moçambicanos, caso não saibas são os militares tribais que ficam com esse dinheiro que não chega ao destino.

            Aguardo que me proves que essa foto é montagem e que não se trata do filho do Presidente Moçambicano.

      • Unix says:

        Cuidado, não mordas a lingua.

    • João M. says:

      Moçambique, por mais devastador que a tragédia seja, é lá longe, fora da vista. A malta fica sensibilizada devido aos midia e, depois, deixa de ser noticia então passa ao esquecimento. Notre Dame, em que ninguém morreu, ardeu em frente a muita gente – foi noticia em todo mundo e toda a gente sabe que edificio é. Vai estar nas noticias durante um bom tempo, vai ser tópico de conversa em França durante os próximos anos e o facebook vai estar cheio, nos proximos dias, de fotos de “turistas” a dizer “eu estive lá antes de arder”.
      Enquanto notreDame ardia, uma mesquita em Jerusalem – uma das maiores – também ardeu.. não apareceu nas noticias e tem provavelmente mais história do que NotreDame -> mas, lá está, é lá longe e ainda por cima é de outra religião.

      No entanto, ainda temos malta a morrer devido a guerra, fome por matar, água em falta em muitos sitios e, assim vemos, as prioridades das pessoas. 300milhões em 2 dias para uma catedral e até o governo português vai enviar uns euros para ajudar e, ainda temos malta em PEdrogão que ainda não viu os euros que foram doados..

      • Wishmaster says:

        Ser longe ou perto facilmente se ultrapassava se fosse dada atenção mediática suficiente…
        Claro que, quando é perto (no próprio país, ou país vizinho, ou país com o qual existe ligação, entre os povos), sente-se mais, mas tem muito a ver com a atenção que é dada.

    • Cortano says:

      Mais um falso moralista que se indigna com tudo mas não larga a porra do sofá para fazer o quer que seja.

      • Tiago says:

        E tu já deste a tua contribuição hoje ?

        Qual foi o almoço que pagaste aos Governantes de Moçambique hoje ?

        Não serás tu o falso moralista de sofá ou afinal quem paga todo este luxo a eles julhanso que está a contribuir para alguma coisa?
        Tens aqui o filho do Presidente de Moçambique a comer um bom e rico banquete em Dubai enquanto o seu povo sofre (ali não está propício a cheias mas sim a ser inundado em Ouro).

        https://m.facebook.com/141204169867629/photos/a.141204209867625/332171127437598/?type=3&source=57

        Sm, em pleno seculo XXI acreditar que as nossas contribuições vão chegar ao destino e que vão diretamente para ajudar o povo cujo o próprio Governo nem mesmo o próprio Africano ajuda é preciso ser mesmo ingénuo ou burrinho.

        Antes de mandares posta de pescada não irás encontrar exemplos onde as contribuições que as pessoas dão e qualquer doação chegue ao destino e seja realmente para esses fins.

        Continua a ser burrinho que eles agradecem 😉

      • Unix says:

        Não te mordas. Podes envenenar-te.

        • Tiago says:

          Não te preocupes comigo que eu também não me irei preocupar contigo certamente.
          Agora que já tens a minha atenção…
          Vem aquela parte em que dizes que és muito católico e que desejas o bem de todos ?

          Falso moralista 😉

    • Louro says:

      Estás a falar de uma grande parte da história de uma sociedade que deve e tem de ser preservada.

    • Louro says:

      Também existem pessoas que preferem comprar um carro novo ou qualquer outra coisa ao invés de ajudarem Mocambique…

      Qual é o problema disso? Nenhum… Cada um faz aquilo que quiser do seu dinheiro.

  2. Artemus says:

    Se são drones de intervenção da polícia, para serem usados em caso de urgência, não percebo porque é que não são desbloqueados assim que são adquiridos.

  3. Casimiro Alves says:

    estava a pensar na mesma coisa! como é que um drone ao serviço das autoridades, tambem esta bloqueado! uma coisa era desbloquear um drone civil para auxiliar de alguma forma, agora um drone de força policial .
    vai se la entender!

  4. Jorge Rodrigues says:

    Sendo aquela uma de muitas casas do Senhor, se Ele, omnipotente como é, não impediu que ardesse, é porque essa foi a sua vontade. Os seus devotos não devem contrariar a Sua vontade reconstruindo-a. Ou talvez Ele se sinta revoltado porque os seus milhares e milhares de imóveis não pagam IMI, ou talvez esteja agora mais identificado com a IURD, ou quiçá tenha sido para variar nas calamidades que provoca e esta tenha sido para desenjoar das mortíferas e monótonas cheias e terremotos… Se ardeu a sua casa, foi porque o dono assim o quis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.