PplWare Mobile

Chrome OS – Um novo conceito de Sistema Operativo


Autor: Pedro Simões


  1. Pedro says:

    e quanda a internet falhar?

    • Usas a cache que está em disco. É para isso que ela vai servir

    • Tiago Sá says:

      Para que queres um computador sem internet? Com certeza não é para teres o Chrome OS…

      They’re called netbooks for a reason.

      • Pedro says:

        Pois claro, ainda ontem a ZON teve uma avaria na ninha zona e estive sem net.

        Apesar do constrangimento pude ouvir musica, elaborar documentos, etc…

        Eu disse “quando falhar”!

      • CarlosMC says:

        Quê????? :))))) Que a google diga isso, é uma coisa (chamada “puxar a brasa à sua sardinha”), agora que alguém *realmente* não saiba que fazer com o computador sem internet, enfim, por aí se vê a (in)utilidade do e-escolas e afins, em termos de “literacia”…

        Se são chamados “netbooks” é porque precisavam dum nome para publicitar, não porque sejam telemóveis (e mesmo assim, hoje em dia…).

      • bigkax says:

        Os netbook são aqueles portáteis pequeninos de 8/10″, pois os outros são laptops(vulgarmente conhecidos como portáteis em Portugal) ou macbooks no caso dos macs.

    • fran says:

      pods trabalhar no browser. nao acedes é à net.

      mas isso mto dificilmente acontece hj em dia.

      • Pedro says:

        E se nada fica gravado no computador, onde guardo as coisas se a net falhar?

      • CarlosMC says:

        Fiquei ~8h sem zon, no outro dia – disseram que estavam a fazer reparações, mas que avisar “não era com eles” (da “assistência”)!

        • A friend says:

          Confessa lá… 8 horas sem net sentiste-te perdido no mundo e o computador perdeu vida?! 😀

          Agora imagina ter um sistem completamente dependente da net… era o caos… Já estou a ver muitos cortagem os pulsos à pala do Chrome OS! .. 😀 (Joking..)

          • CarlosMC says:

            Não, foi de noite 🙂 mas já estive vários anos sem net e é daquelas coisas: só faz falta quando tens – depois descobres que o Mundo é maior do que parece, no monitor… 😉 e passas é a dar ao computador a importância relativa que tem; mas como “jukebox”, não faz grande diferença, ou como achas que era quando não havia net?

          • A friend says:

            Por incrivel que pareça, o mundo sem internet não era melhor, já que a internet uniu bastante o mundo, mas o prazer da vida esse sim, era bem diferente..e melhor!

            A internet é a droga dos tempos modernos…e quando ficamos sem ela não morremos mas…fica sempre a faltar algo… faz-me lembrar o mesmo quando fico sem carro..é estranho..sinto-me estranhamente isolado 😀

    • Nuno says:

      Investiga o que faz o “Google Gears”. Permite por exemplo que o Gmail e o GoogleDocs funcione offline.

      Os gajos nao sao parvos. Por defeito eles vao querer que os documentos fiquem nos servidores do Google, mas vai sempre haver meio de os transferir para outro lado.

      Ate agora os servicos do Google nao obrigaram ninguem a usa-los em exclusividade. Como este ChromeOS vai ser algo bem minoritario durante muito tempo, faz mais sentido que eles continuem a querer ampliar o mercado do que procurarem aumentar a fatia deles a custa da fatia de outros.

  2. Tiago says:

    Sempre desconfiei que seria algo do género… flavors de linux já muitas havia, mais uma menos uma…

    Quando tiver tempo vou ver o vídeo para dar uma olhada a coisa, deve estar coisa catita 😛

  3. A friend says:

    É uma excelente noticia..e bem vindo Chrome OS!!

    Mas…chamar-lhe de rival do Windows, MacOs ou Linux acho um pouco “demasiado”.

    Este é apenas um sistema operativo simplificado, que diria mais o rival do Moblin ou até mesmo Jolicloud que em muito se assemelham a este conceito…

    Será sim, sem duvida uma optima escolha para netbooks e para quem quer apenas o simples e essencial.

    • na minha opinião não é um rival mas sim algo óptimo para colocar em paralelo ao nosso SO actual na verdade vou tentar por isto a ligar com um dos botões de alternativos para ligar o computador mas para poder escolher que OS inicio antes de ligar o Portátil se me fiz entender ( se for possível e se sim se eu o conseguir fazer)

      • A friend says:

        É uma excelente opção embora não ache que seja a virtude do Chrome OS..

        Acho que a virtude dele passa pelo sistema Cloud do que propriamente o boot inicial. Falo isto porque em todos os meus computadores, seja PC ou Mac, tenho sempre o modo Sleep quando desligo, ou seja, o arranque é sempre instantaneo e dá uma coça gigante nestes 7 segundos! ehehe 😀

  4. 3biz says:

    serve apenas para brincar.
    de sistema operativo “a serio” e de trabalho pouco tem

  5. xpto says:

    Só uma “axa para a fogueira”.

    Diziam que o Chrome OS, ia canibalizar o Ubuntu e outras distribuições de Linux.

    Pois bem, a própria Canonical trabalhou secretamente com a google no desenvolvimento do Chrome OS. E esta hem?

    http://blogs.computerworld.com/15127/ubuntus_canonical_and_google_partner_to_create_chrome

  6. fran says:

    ja se adivinhava isto há muito.

    desde o conceito de webmail que digo que o futuro é TUDO online.

    Pena a Mozilla ter ficado a NANAR, tinha tudo para ser pioneira neste campo e tornar-se numa grande empresa.

    • a Mozilla não é uma organização??

    • A friend says:

      São coisas que implicam enorme investimento, e isso é o que faltou à fundação Mozilla.. Vejam o exemplo do Firefox, que se não fosse a grande ajuda monetária da Google nunca teria atingido o nivel que atingiu…

      A Google tendo o dinheiro que têm, o mais provavel é ter a fundação Mozilla como grande aliada neste projecto… as chamadas.. “troca de favores” 😉

      • Ground0 says:

        Ajuda monetária!!!?

        Desde quando o pagamento por um serviço é considerado ajuda monetária?

        Desde quando é que a Google se tornou uma instituição de caridade?

        Quanto pensa que ganha a Google com a publicidade proporcionada pelo browser com a segunda maior fatia de mercado?

        Acha mesmo que se não lucrassem com a situação estariam a manter uma parceria com um dos seus principais competidores?

        • A friend says:

          Tecnicamente, eles não pagaram um serviço.. doaram…

          Obvio que tinham interesse nisso, e a “doação” é uma forma de pagar serviços e fugir aos impostos..

          O que interessa é que, a fundação Mozilla recebeu esse dinheiro e precisou como é obvio.. é do conhecimento geral. E é claro, a Google em troca disso não só conseguiu ter o Google como motor de pesquisa pré-definido como também teve e tem a Mozilla como fonte de “conhecimentos” …

          É o negocio “open-source”…

          Mas basicamente o que estava a dizer é que, a Mozilla não tinha capacidades para apostar num sistema cloud, porque o investimento nos servidores vai muito além do que qualquer ajuda que tinham…o que não se pode afirmar que eles tivessem a “dormir” como o Fran disse…

          A Google consegue porque tem a estrutura base (servidores, serviços, etc..) e fontes de rendimento para poder apostar numa coisa destas…

  7. Gustavo says:

    Vai precisar de umas boas aplicações para se fixar num mercado mais abrangente.Penso que não é este o “verdadeiro” SO da google … Acho que é mais para abrir o apetite e arranjar uns entusiastas xD

    • fran says:

      é este sim.

      isto é o futuro.

      • viperbruno says:

        Futuro de que? De ser chulado, se me é permitida a palavra?

        • Nuno says:

          So muda o proxeneta 🙂

          Hoje pagas pelo hardware, pagas as vezes pelo software e pagas pelo acesso a net. Com uma maquina destas cujo dono tem que usar uma conta gerida num ponto central e bem possivel que os varios componentes possam ser patrocinados.

          E mais facil que isso suceda quando o PC custa EUR200 e o seu software ja e patrocinado do que quando o PC custa EUR400, o OS custa outros EUR90, o MS Office custa EUR100 e por ai fora.

          • viperbruno says:

            Bom ponto de vista mas ate agora dá para “fugir” e nao estar sobre olho, e daqui adiante? Vais ter os downloads a perna muito provavelmente, a tua privacidade vai ficar limitada, etc… Provem-me do contrario pois é isso que daqui 10,20 anos vai acontecer, só espero é que quem queira ficar com o sistema actual o possa… ate querem mudar o protocolo de acesso a web, porque será?!

  8. fran says:

    há isto é copia do artigo no lifehacker.com

  9. jaap says:

    Para mim é um sistema para ter em dual boot e usa-lo quando necessitar de ver email ou fazer algo online.

    Mas sem dúvida que é o futuro dos sistemas operativos!

    • fran says:

      nao da para usar em dual-boot.

      tem que ser computadores especificos para isto. Inicialmente serão os netbooks.

    • CarlosMC says:

      Isso é ridículo: estás a usar o windows ou linux e vais fazer reboot para ler o correio? Estranho, muito estranho, mesmo…

      • tipo não mas tens o computador desligado de manha por exemplo queres rapidamente consultar o mail e ir para o trabalho se te pões a ligar o SO convencional quando xegas ao login podes desligar o computador porque já estás atrasado

      • Joao says:

        Não. Mas quando quiser apenas ver o mail ou realizar alguma tarefa que com as aplicações que o chromeOS dispõe até que é uma boa ideia uma vez que eles afirmam que o boot demorará apenas 7 s + 3 para iniciar qualquer aplicação.
        Cumps….

      • CarlosMC says:

        Também não é bem assim: não são os 30 e poucos segundos que vão fazer diferença – tens o pc em login automático e o cliente de correio no arranque e faz-te isso em menos de um minuto – queria-te ver tomar o pequeno almoço em tão pouco tempo…

        Além de que já há muito que em alguns pcês mini-itx podes ouvir música/ver vídeos em segundos, ao ligar o pc, e sem arrancar o SO (via firmware); daí a poder ler o correio, é só uma questão de haver mercado para isso…

      • jaap says:

        :/

        As vezes utilizo o portátil na universidade só para ver em que sala vou ter aula.

        Claro que ele tem que andar desligado, não vou andar com ele dia inteiro ligado na pasta.

        Com o Chrome OS era uma questão de segundos para poder aceder aos horários online e ver a sala.

        Outra situação era, caso o prof demora-se a chegar, poder aceder rapidamente ao moodle da universidade ver se ele tinha dado nota que ia faltar.

        Poderias também usa-lo para o caso de quereres mostrar algo rápido a um colega que está a passar. Uma página, um email, sei lá.

        Não sei se ainda achas ridículo, mas para mim dava-me jeito um sistema que ligasse em menos de 10 seg.

    • A friend says:

      Para isso tens uma grande solução nos três grandes… falo do LINUX, MACOS e WINDOWS… 😀

      Sleep mode…

      Com apenas um clique, o boot é instantaneo! 😉

      Ps. Convém o computador ter ACPI S3 pelo menos! lol.. mas que hoje em dia é banal nos computadores actuais.

  10. Cosme Benito says:

    Alguém sabe como instalar esta versão alpha do ChromeOS numa VirtualBox? No webcast disseram que não só era possível como aconselhado.. Ora aí está uma excelente ideia para um artigo 😛

  11. CarlosMC says:

    Ha! A Google é a nova Apple – é ali que as coisas acontecem 🙂

    Só não vou é na onda do tudo online – uma coisa é *também* estarem online outra é ter um terminal para o servidor deles: nos meus documentos não mexem!

    • pois lá nessa concordo plenamente contigo ter tudo o que se faz online… eh má politica já chega a preocupação do que não pomos online poder lá chegar quanto mais assim.

      • Olly says:

        É o aspecto que mais me faz “torcer o nariz”, está bem que dizem ser o futuro dos pcs mas eu gosto muito de ter o que é meu no meu disco rígido (ou pen), chamem-lhe mariquice…

        • Bruno M. says:

          E faz mal guardar online no trabalho e descarragar quando chegar em casa ou a outro lugar? Suponho que o “cloud based system” serve para isso…
          Eu mando mails com documentos para mim, quando estou no trabalho e quando chego a casa saco para o pc e apago o dito mail. Tal acontece quando o faço para outras pessoas.

  12. fernando martini says:

    nada surpreendente, o proprio Bill gates ja havia previsto que o importante é a convergencia, a socializaçao, as redes sociais, é o que o google OS demonstra, fica td na nuvem, nao tendo a necessidade de algo mais para os servicos mais corriqueiros de chat, mail, jogos, tudo que se pode disponibilizar na rede, contudo algumas aplicaçoes como edicao de videos, tratamento de foos, que necessitam de programas mais robustos, e de memoria, hardware p\ ser executado, nao se encaixa no porfil do google, é muito bom p\ os netbooks….

    • fran says:

      nada surpreendente??
      entao diz-me onde tens um OS como este…

      a isto chama-se inovar!
      toda a gente previa e tal, mas ng tinha dado o passo em frente. A Google está a dar.

      dentro de 10 anos 90% da população vai usar um sistema operativo como este. (nao digo que vá ser este pk até la nascem novas empresas com ofertas identicas)

      Escrevam isto.

      • xpto says:

        @fran

        90%? que exagero pá, se for 50% ainda acredito, e para isso será necessário que tu consigas fazer o mesmo na web (funcionalidades intermédias / avançadas), que hoje apenas consegues fazer no desktop. Para isso todo o paradigma de programação teria de deixar de ser em aplciações “standalone offline” e passar tudo para a web. E isto não vai acontecer assim tão depressa nos próximos anos, pelo menos enquanto não interessar aos grandes players do Mercado (Microsoft inclusivé)

        Mais… não vais conseguir uma viragem total apenas com utilizadores básicos de netbooks (que é para essa quota de mercado que actualmente o chrome OS é destinado) todo um paradigma da computação tem de mudar, e algo acontecer para que haja algo parecido com quota que disseste.

      • kekes says:

        Já existem prototipos criados por muitas empresas e a MS já em 2008 anunciou o Azure, que apsar de ter uma aproximação diferente partilha um conceito em bastante semelhante, que ira sair em 2010.

        Este tipo de SO desperta a minha curiosidade assim como de muitos mas penso que como está a sua base ideologica, ainda é um bocado de mais para a epoca, devido a tudo isto é que muitas companhias ainda não avançaram para isto, a rentabilidade não seria suficiente, a sorte é que a google possui as inferestructuras necessarias, alias apenas a google, a Microsoft e mais uma ou outra companhia teriam capacidade para criar um sistema destes sem grandes problemas monetarios.

        Anyway espero que sai o mais rapido possivel para brincarmos com ele 😀

      • Helder Capelo says:

        10 anos é mesmo muito tempo e com a retoma económica pode ser que haja mais dinheiro para investir em tecnologia… e grande parte da população que praticamente só usa o computador para aceder à net deve aderir a este tipo de OS.
        E como será o Windows daqui a 10 anos??? Espero estar cá para ver.

      • Ground0 says:

        “entao diz-me onde tens um OS como este…”

        Aqui está; do meu ponto de vista é ainda melhor, pois permite a instalação de aplicações nativas.

        Meu caro, pensava mesmo que a Google seria a primeira a pensar nisto? O mundo está cheio de habilidosos e pouco resta para inventar…

        E não fique tão entusiasmado pois há países que nem daqui a dez anos têm internet com qualidade para manter um SO destes.

        E quanto a aplicações? Quantas pessoas acha que vão trocar a fiabilidade e versatilidade do Microsoft Office pelo pobre equivalente da Google?

        E quanto a design e desenvolvimento? Com que vão trabalhar essas pessoas?

        Como alguém disse, isto é muito bonito para usar o Messenger e consultar o Email mas num ambiente empresarial está condenado ao fracasso.

        Também acredito que o futuro passe por algo deste género mas até ser criada a infraestrutura necessária para isto funcionar passarão largos anos.

        • fran says:

          1º eu nao disse que a google foi a primeira a pensar mas sim a fazer.

          2º isso nao é um SO, nem la perto. lol

          3º quando falei de 90% da população, referia-me aos que usam PC e internet, 90% destes dentro de 10 anos (no max) estao com um SO como este.

          4º Microsoft paga-se e é pesado. Para a maioria das pessoas um simples google docs chega e sobra e tem a mesma fiabilidade. 99% da pessoas que usam office nao sabe nem 90% das suas capacidades, sabia disso???

          5º eu falei em 90% dos utilizadores, nao falei 100%!!! vosse percebeu mal??? falei que na maior parte seriam utilizadores basicos, que são esses a grande maioria.

          Cumps

          • kekes says:

            Os seus argumentos perderam toda a viabilidade quando comentou que o jolicloud não e um SO, fique a saber que é mais SO que o Chrome OS

            Quanto ao office 99% das pessoas saberem 90% das capacidades do office é fantastico, pois sabem MUITO. EU na secundaria aprendi Open Office na escola em vez de MS Office, assim como os meus colegas final, desistalou tudo o open office e continuou tudo a usar MS Office, razão? Produtividade. Devido a grande capacidade do office da MS que e um dos seus melhores productos, e que nao sabem usar todas as capacidades do programa, mas afinal que sabe usar 100% das capacidades de um programa deste genero? Para bloco de notas tenho o NotePad.
            So uso o Google Docs para previsualizar os documentos nada mais, e que fora isso não fornece qualidade a mais que o bloco de notas.

          • Manuel Costa says:

            Em resposta ao ponto nº 2:

            Não é um sistema operativo?!?!?! o próprio nome dele é Google OS, onde OS significa operating system, que em português significa sistema operativo…

            Pensa melhor antes de dizeres disparates…

          • Ground0 says:

            O Jolicloud não é um OS!!!?

            O Jolicloud é uma distro linux que, além de permitir tudo o que o linux nos habituou, possui integração com aplicações web (reparou no nome?); além disso vem optimizado para netbooks.

            O Chrome OS é que ainda não pode ser considerado um sistema operativo porque, para já, apenas possui a funcionalidade de um browser.

            Foi você que falou de 90% da população, eu apenas li o que lá estava escrito; quando falar novamente destes números lembre-se que se estipula que em 2030 mais de 1 bilião de pessoas ainda não terá acesso a electricidade quanto mais ligação à net.

            Quando poucos são capazes de trocar o Microsoft office pelo Open Office é utópico pensar que o trocarão pelo Google Docs.

            90% dos utilizadores iria incluir muito mais do que utilizadores básicos, se tivesse dito 30 a 40% teria muita mais credibilidade.

            Repare que concordo consigo até um certo ponto, mas uma mudança tão radical como apregoou não irá acontecer num futuro próximo.

          • fran says:

            pa responder ao manuel costa.

            lê melhor antes de dizeres disparates!

  13. DFC says:

    eu nao concordo, sistemas operativos online??? e como o outro disse, se a net falha, onde vai parar os nossos documentos??? ou a cache vai ser de xxxGB para as nossas coisas??? duvido ke sera assim 90% da populaçao, muitos vao aderir a isto, mas muito mais vao tar quietos pois e mais seguro sem ser online

  14. Fonseca says:

    Então e depois o que faço ao meu HDD de 1 TB?!?!?! lol

    • vergilio says:

      pode doa-lo pra mim 😉

    • ManElCruel says:

      Peço desculpa, mas tive de parar aqui antes de continuar a ler os interessantes posts que tenho lido.

      Por isso, peço desculpa se já abordaram este assunto mais à frente.

      … mas, pergunto eu, e quem tem ferramentas p2p e destas se serve?
      Todos nos somos Fonsecas quando temos tetrabites!

      Vocês têm ao menos a noção que a liberdade (ou o que resta dela) cada vez está mais ameaçada, e este “browser-sistema-operativo-online-vejam-o-meu-pron-que-eu-nem-noto” é mais um paço em direcção ao controlo/obstáculo às liberdades individuais?

      Ok, não vou ter o emule instalado num notebook, mas postar/arquivar as minhas fotos de despedida de solteiro e não ficar incomodado com isso é-me muito difícil de engolir.

  15. Helder Capelo says:

    Sim a cloud é o futuro…. mas tal como o Google Maps Navigator tudo vai depender muito da disponibilidade de banda (mesmo) larga sem limites de tráfego e a preço razoável. Se para a net por cabo já estamos perto disso na net móvel ainda estamos longe. Vamos ter de esperar ainda um bom bocado até chegar o futuro.

    O Chrome OS é um conceito interessante mas sem net tal como um browser o Chrome OS não serve para nada.

  16. Almeno Rocha says:

    Acho a ideia excelente, espero que suporte monitores touchscreen…
    Já tenho uma ideia para por a correr.
    Daqui a uns minutos já o tenho a instalar…

  17. vergilio says:

    sinceramente… acho que isso não servirá muito não.prefiro ter um netbook rodando windows 95(hehehe) ao depender da internet ou algum serviço pra fazer algum trabalho.

  18. CarlosMC says:

    Ou seja: isto não é mais que uma tentativa de “frontend” para as webapps da Google; um novo iTunes para prender os utilizadores à Google e retirá-los à MS (i-EEE = “internet-embrace, extend and extinguish”?); principalmente se não permitir ter outras webapps e acedê-las noutros servidores.

  19. Bruno Gonçalves says:

    Sim sem internet o chrome OS não serve mesmo para nada, e pensando bem mesmo com internet pouco vale, existem sempre ficheiros de variados tipos que simplesmente não queremos ter online.

    Quando quero ir à net rapidinho uso o splashtop do ASUS e é muito raro, pois tenho sempre conteúdo “offline” que quero consultar mas que não quero que esteja online.

    Com as ligações à net que existem em actualmente em Portugal só os vejo a chegar aos grandes centros.

    E para que é que eu quero apenas um “browser” que me dê tudo o que preciso que só funciona com internet? Espero mais 1 minuto e estou num sistema operativo com mais funcionalidades e tenho acesso ao mesmo quando tenho internet.

    Ok para é para os netbooks como alguém o disse. Entre comprar um netbook com o google OS ou outro qualquer, preferia ir para o outro qualquer pois permite-me ter muito mais funcionalidades e mais controlo ;).

  20. Bruno says:

    Não terá aplicações nativas ?? mas terá que se instalar drivers e coisas do tipo, não ? Eu esperava que ele trouxesse avanço para o mundo GNU/Linux, pois empresas iriam, que sabe, desenvolver mais software para esta plataforma…. mas a realidade é dura, e a Google não é tão boazinha assim…..
    =\

  21. TiagoKito says:

    Como muitos referiram, nao acho mesmo que este seja um OS rival ao Windows e ao Linux!!

    Enquanto os serviços Web não chegarem aos calcanhares das aplicações nativas…

    Outra coisa interessante é, com este Chrome não vai ser possivel aceder ao windows live messenger nem Skype… Vai-se partir pro e-buddy? 😛

  22. FuhFuh says:

    Tenho um netbook e não o vou instalar, se quiser ver um filme? Pois , é capaz de não dar…

    prefiro o meu ubuntu que não dá problemas 😛

    • Bruno says:

      Mas, como disse alguns, é um bom OS para deixar na opcao de boot, para ter acesso rapido ao email por exemplo.
      Eu tenho o ExpressGate da Asus num pendrive, assim sempre que preciso dum boot rapidao pra ver email e essas coisas, uso ele ;D

      • kekes says:

        Eu tenho um eeepc, ele ta quase ligado 24/7 modo de suspensao rula 😉 em segundos tenho acesso a um SO completo.

        Bateria? Dá-me para um dia a vontade.

    • bigkax says:

      Como os netbooks não tem drive dvd, penso que estejas a falar de formatos .avi, etc, existe sempre a opção online, o que é dificil encontrar free. Eu costumo ver series online, normalmente porque posso ver quando quero, com/sem intervalos que quero e antes de saírem em portugal(series americana por ex), mas isso era outro tópico.

  23. jmac says:

    Excelente, era disto que estava a precisar !!…não para mim mas para outras pessoas que usam os pcs cá em casa e é gratís.

    cumps

  24. Diogo Almeida says:

    Mais infos sobre este assunto? Aqui estão:

    Want to build ChromeOS? Google says you’ll need Ubuntu! http://www.omgubuntu.co.uk/2009/11/want-to-build-chromeos-google-says.html

    Canonical ‘contracting engineering’ to Google
    http://www.omgubuntu.co.uk/2009/11/canonical-contracting-engineering-to.html

    See The ChromeOS Interface In More Detail [video]
    http://www.omgubuntu.co.uk/2009/11/see-chromeos-ui-in-more-detail.html

    A minha opinião é que estão a ser criadas sinergias entre Linux e ChromeOS, as entidades por detrás claro.
    Todos terão a ganhar e os aliados ainda mais. “Não estás comigo, estás contra mim”…a Canonical e Google têm uma parceria que nem sei dizer qual a direcção que toma, cá para mim é bi-direccional e que trará benefícios para ambas, isto é certo, nenhuma quer perder!
    No fim de contas o que acho é que isto será um ataque deveras interessante à M$ e no futuro ui ui, temos que ter em conta que não há pessoa que use um computador que não saiba o que é a Google (“o google”) e o nome será um aspecto super importante quando as pessoas adoptarem a escolha de computador, se vier lá ChromeOS “Powered by Google” acho que mais depressa vão do que “Powered by Windows”. Minha opinião, única e exclusivamente.

    Para além do ataque é uma grande evolução e quem ficar a dormir muito tempo terá problemas…

  25. Manuel Costa says:

    Já não chegava o WIndows, MacOS e Linux para fomentar as guerrinhas aqui no blog, agora ainda aparece por aqui este pseudo-SO… na minha opinião isto é apenas um browser com mais funções…

    Dest forma a Google consegui manter os seus fanáticos seguidores mais felizes…

    Perguntem às empresas (e aos utilizadores particulares que vivem à custa de trabalho a sério no computador) se vêem alguma utilidade neste SO…

    • Agatho says:

      Essa dos fanaticos seguidores parece-me excessivo…
      Vejo-o como um frequente utilizador que presta muita ajuda de forma construtiva, mas não o vejo como critico no sentido negativo condicionador de opinião.
      Na minha forma de ver, rotular de forma sumaria, não está de acordo com um user de suas características como acima mencionado por mim.

      Nota: se discorda verifique no dicionário e palavra fanático e releia a sua resposta, faça uma análise e pronto.

  26. Aptenodytes Tuxus says:

    É muito engraçado sem dúvida, mas como Sistema Operativo é bastante limitado e muito dificilmente conseguirá ser rival de Linux ou Windows.

  27. Nuno José says:

    “O Google anunciou hoje (quinta-feira) o rival do Windows e Linux”

    ERRADO

    O google anunciou hoje a sua distribuição linux.

  28. vardas says:

    Esqueceram que o Labs da Google tem o Gmail Offline ?
    Que apesar de estar na versão 0.3, já passou pela 0.1 e 0.2, uhm !
    Há pois, não sabem do que falo. =|

    Cá vai, o Gmail em Inglês tem por defeito o iconezinho do Labs logo a seguir ao xxxxxxx@gmail.com, clicando nele existem vastas “features” para usar com o Gmail (YouTube previews in mail, Message translation, Forgotten Attachment Detector, Custom Label Colors,etc…) entre elas a primeira e a Offline.

    Foi concebida para manter o Gmail funcional quando não existe Internet. Aceder à caixa de entrada através do browser e utilizar as funcionalidades do Gmail é como abrir o Outlook sem actualizar o email. Esta desde permitir uma Cache no nosso disco de email que nos parece infinita, permite compor e-mails, rascunhos, alterar definições e quando detecta uma ligação a Internet, “voilá”, actualiza o que tem a ser enviado e o que se tem a receber!
    Mas mais infos têm em http://groups.google.com/group/gmail-labs-help-offline/

    O que quero dizer com isto é que não vai demorar muito a implementar isto no Chrome OS ! LALALALA 😉

  29. Yuy says:

    Este é mais um produto que o Google lançou, quantos sistemas operativos (e amostras de) existem por aí? Aos pontapés. O Google OS vai ter um mercado, talvez pequeno devido às restrições de utilização, porque é só para usar a net praticamente pelo que se percebe… e mesmo quem só vai à net gosta de ouvir música e editar imagens e quer guardar coisas mais particulares no seu computador não algures na net onde a todo o momento passa a ser do domínio público ou é furtado.

  30. isto deve funcionar desde uma pen , verdade ?

    • viperbruno says:

      Como qualquer Linux… Alias podera ser a unica utilidade que se podera dar a este sistema. Por exemplo os cyber-cafes do futuro poderam criar um sistema assim, o PC nao tem nenhum sistema instalado, apenas pode ser iniciado atraves da PEN. Como se fazia o controlo do tempo, facil como se faz nas casas de bilhar. Para evitar que alguem usasse uma pen caseira bastava instalar um Boot-loader que restrinsisse o uso de outras pen-usb. Mai nada.

  31. Nuno Gonçalves says:

    É uma cagada este S.O, pah serve bem para o mercado dos netbooks e até para telemoveis, mas para portateis normais e desktops eskece, ainda vamos ter de levar cm os S.O’s normais (Windows, Mac e Linux).
    Nem considero bem um S.O, é mais um bundle de web services acedíveis a partir do browser.

  32. hugo says:

    Como? Hahahaha, SO? Isto? Não me gozem….e eu a pensar que a Google iria fazer algo idêntico ao Android mas para desktops. Agora chamar a isto de um SO…vou ali e já venho. Acho que assim até a Mozilla/Firefox podem tratar de ter um também. O Windows, MacOS e o Ubuntu, podem voltar para a cama e dormir (ainda mais) descansados. Já agora para aqueles que usarem esta “coisa”, mudem o tarifário da vossa internet para que seja de tráfego ilimitado, pois vai haver muito (visto que maior parte dos NetBooks usam internet móvel).

  33. jorge says:

    Relamente, e à primeira vista parece-me ter um conceito bastante interessante e funcional este sistema operativo da Google!

    Mas e onde instalo eu os meus programas com os quais trabalho diariamente e do qual retiro todas as minhas fontes de rendimento para viver?

    …dá para refletir!

    Podemos dizer que se trata de um sistema operativo alternativo mas baseado unicamente no lazer!! …pouco realista e muito idílico para o meu gosto 🙂

  34. Alexandre Alves says:

    Só a minha opinião … o Chrome OS não é um sistema operativo é um thin client segundo aquela perspectiva … sim o que eles sabem fazer é mesmo publicidade e como estão na moda tudo vai atrás deles.

    Se acham que não passa de um thin client então vamos lá ver … Os dados ficam na cloud (servidores), obrigada a ter sempre ligação para se poder trabalhar …

    Enfim, existem vários tipos de thin clients, fechados/abertos mas e falando somente do mercado nacional, os acessos umts não são tão baratos quanto isso e que se justifique pagar uma mensalidade para aceder constante à cloud.

    Também conter informações pessoais na cloud, não é boa politica a meu ver.

    Mas ambientes cloud começa a parecer … Big Brother is watching you!!!

    Como se diz, a opinião vale o que vale 😀

  35. vardas says:

    É de 0tários que o mundo precisa!
    Devem urinar e não lavar as mãos, porque gasta muita água e não há tarifário ilimitado! -.-‘

    Acham que é esse um motivo para não usar, não me digam que ainda têm um modem 56k e o vosso boot do Chrome demora mais de 7 segundos!

    *|->{[(” N E T B O O K S “)]}<-|* É um termo usado para descrever uma classe de computadores portáteis com características típicas: peso reduzido, dimensão pequena ou média e baixo custo. São utilizados, GERALMENTE, em SERVIÇOS baseados na INTERNET, tais como NAVEGAÇÂO na WEB e E-MAIL. Não me digam que partem do pressuposto que um telemóvel é para telefonar, mas tendem como todo o mundo a ganhar a mania que aquilo é uma maquina fotográfica, uma agenda, um PDA, .... blá blá blá -.-' Então ? E agora ? ATINGIRAM, UHM..UHM 😉 É DE BORLA, NINGUÉM TE MANDA INSTALAR, NÃO VEM COM AS ACTUALIZAÇÕES AUTOMÁTICAS DO WINDOWS, NÃO TENS VÍRUS. QUERES USAS, NÃO QUERES, NÃO USAS !!!

    • Manuel Costa says:

      Hum… não tem vírus??? Onde leste isso? Tanto quanto sei não existe nenhum SO (apesar de na minha opinião este Chrome OS ser apenas um browser e não um sistema operativo) que seja 100% imune a vírus…

      • vardas says:

        Olha eu não sou “Evangelista” de nenhum dos demais OS. Uso Microsoft, Linux, Mac OS.. Chrome ainda não experimentei sou te sincero. Mas repara, se é “uma distribuição community friend do Linux” o que de virus existe para ele ?
        Pois nada, “pseudo-virus” podes me dizer que há, uauuhh. Se os tens é porque usas Java (java-script incluido) e afins. Mas ai é por tua conta e risco, e não te afecta dados, mas sim “paciência” e recurso. Mas hoje em dia é quase preciso um curso para bem saber navegar na net, livrareste de ad, spyware, etc.
        Tirando isso, não vejo a tua indignação!

      • Diogo Almeida says:

        Imune é uma coisa, existirem vírus é outra.
        Em tanto ano de utilização Linux nunca instalei um anti-vírus, interessante não? Melhor ainda é que nunca li uma notícia sobre vírus para Linux, pode ser só coincidência.

        Só uma curiosidade:
        Australian power grid attacked by virus, Linux saves the day
        http://www.engadget.com/2009/10/08/australian-power-grid-attacked-by-virus-linux-saves-the-day/

        • viperbruno says:

          1% do mercado diste algo? E ainda o facto de o método de instalacao de ficheiros mudar em algumas distribuiçoes mais o facto de estar acente em UNIX. Mas queres uma lista de virus, já bem grande por sinal? Arranjo-te com poucos cliques.

          • Manuel Costa says:

            Em poucos cliques ou poucos segundos, sff… ou seja de preferência já a utilizar o pseudo-SO da google…

            Porquê que os fans de Linux são sempre tão… nervosinhos???

          • vardas says:

            “By Janet Kornblum
            February 7, 1997, 5:15 p.m. PT”

            Olhas esse vírus já morreu a 12 anos, agora morres tu pela futilidade.

            Mete o Windows no cérebro e arranja um vírus como amigo!

            Eu quando não gosto admito. É pá, se num dia de chuva te constipares, vais ficares todos os outros que chovam em casa porque tens medo de te constipar ? (vírus em Linux, houve, já não há!!!)
            Talvez não, né tu andas sempre a chuva ! (a Microsoft deve te ter dado um gabardina)

          • Manuel Costa says:

            Vamos lá ver uma coisa: eu já experimentei Linux… e gostei… mas para trabalhar só posso usar Windows visto que muitos dos programas que uso só funcionam em Windows pois são criados pelas fábricas com as quais trabalho. O mesmo se passa na questão dos jogos: quero jogar Modern Warfare 2. Posso jogar em Linux? Tanto quanto sei não…
            Linux tem as suas coisas boas mas enquanto não houver 100% de compatibilidade (principalmente a nível empresarial) o Windows há-de continuar a dominar…

            Mas para acabar com a discussão: cada um é livre de utilizar o SO que mais lhe convém… Já utilizei vários e apenas o Windows me satisfaz plenamente (nível empresarial+nível pessoal).

          • vardas says:

            Ainda bem que te expões dessa maneira. Assim posso compreender a tua parte.

            É justo que sejamos livres!

            Bom trabalho, ah e para navegar na net, como o estas a fazer podes usar o Magalhães, ao lado do teu fixo empresarial, com o Chrome OS. Até têm o mesmo padrão de cores xD

          • viperbruno says:

            Penso que vossas excelências queriam responder ao outro comentário e não ao meu… Se era para mim é porque NÃO entenderam o que disse.

          • vardas says:

            (Já não me chegava o link que tinha alterei para um melhor, muaahhh)

            Não Bruno, não era para ti, meteste pelo meio. O ajuste de contas era ali com o Manel -.-‘

  36. Shote says:

    Não li os comentários.. mas é possível que haja alguém a pensar da mesma forma que eu..

    Isto parece-me bem para utilizar em dual boot num portátil/pc.. para quando se quer apenas aceder ao mail.. ver um filme, uma página, fazer uma apresentação.. ou algo urgente em que um boot imediato seja indispensável.

    Até poderia achar alguma utilidade para mim.. se tivesse um netbook com uma resolução minimamente razoável, com placa de internet móvel embutida, um tarifário rápido e sem limites de tráfego..

    Quando precisa-se dum SO “a sério”.. logmein

  37. Pedro A. says:

    Que fixe, vamos deixar de ter a guerrinhas Windows vs Linux e Windows vs MacOS para termos Chrome OS vs Windows, Chrome OS vs MacOS, Chrome OS vs Linux, Windows vs Linux e Windows vs MacOS

  38. viperbruno says:

    A unica utilidade deste sistema era nos cyber-cafes do futuro, aonde é viavel criar um sistema assim. Por exemplo, o PC nao tem nenhum sistema instalado, apenas pode ser iniciado atraves da PEN que tinha o Chrome OS.

    Para evitar que alguem usasse uma pen caseira bastava instalar um Boot-loader que restrinsisse o uso de outras pen-usb.

    Como se fazia o controlo do tempo, facil como se faz nas casas de bilhar ou entao atraves de um software criado para o efeito para que o dito “boot-loader” lesse instruçoes de tempo que seriam introduzidas pelo dono do cyber-cafe na dita PEN. Mai nada.

  39. dajosova says:

    Com tantos comentários… só li os primeiros e não sei, por isso, se alguém referiu que obviamente o Chrome OS está pensado para os netbooks. O que não significa que não venha a ter um explorador de ficheiros… ainda é cedo para termos a certeza.

    Assim, sendo, podem contar com milhões de pc’s ou laptops com Windows, pois nos próximos anos não veremos tão cedo a capacidade de jogarmos um “Modern Warfare 2” só com uma ligação à net… resta saber é quanto tempo isto levará e se é mesmo isto que queremos: “netdependência” !

  40. Wilson Silva says:

    “Tudo aquilo que fazemos no Windows, MacOS ou Linux será integrado num único sistema operativo que não terá suporte para aplicações nativas.”

    “Apenas corre aplicações WebBased – Se usa aplicações como o Photoshop, Eclipse, VisualStudio,etc, o Chrome OS não é o sistema operativo ideal para si.”

    Estas 2 frases contradizem-se. Numa posso fazer tudo, na outra apenas posso correr aplicações WebBased, o que é uma grande limitação.

    O Chrome OS é o sistema perfeito para netbooks, mas para laptops e desktops não é bom.

    De vez em quando gosto de jogar, ouvir música, ver filmes, programar, e usar outras aplicações para além do meu browser. Este sistema operativo não é mesmo ideal para mim.

  41. Nuno says:

    Realmente 90% dos utilizadores usarem isto (ou algo do género parece-me utópico).
    Não me parece que sequer 50% dos utilizadores de computadores sejam utilizadores basicos (os dos netbooks…).
    É óbvio que estes sistemas têm pernas para andar se vierem nativos nos netbooks, mas começa e acaba ai. Não te esqueças de quem utiliza o pc como um posto de trabalho, e acredita que são mais os utilizadores “profissionais” dos pcs do que os utilizadores “netbooks”.
    Cheers

  42. Xiwiipe says:

    Resumindo…

    Se eu quero ligar o pc, apenas para aceder à net, então arranco pelo SO Chrome. Agora se quiser trabalhar, ouvir musica e fazer algo mais, arranco por outro SO e vou fazer uma sandes 😀

    • ajbadboy says:

      Concordo, prefiro fazer uma sandes enquanto espero pelo boot e depois poder correr photoshops e jogos como deve ser do que ligar um browser um 7segundos e jogar jogos em flash ou esperer por loads qnd quero ouvir músicas ou vídeos.

      P.S.:E melhor…será que haverá firefox para esse SO? é que se fizerem um browser para esse SO deixa de ser o google SO e passa a ser o Firefox SO após a instalação do firefox.

  43. carlos says:

    se a net passar do tráfego vai ser bonito ao final do mês. lol. depois o joãozinho diz a mãe que é do google chrome os. lol

  44. Ruben says:

    O mundo ainda não esta preparado para receber o Chrome OS lol

  45. ajbadboy says:

    No meu portatil tenho uma aplicação (da cyberlink penso eu) que inicia o programa sem iniciar o SO, o programa permite ver videos, imagens, ouvir musicas, correr filmes, etc. Isto do google OS parece-me mais semelhante a isso do que a um SO.

  46. Fernando Mauro says:

    No meu modo de entender o caminho do Google Chrome OS é o mesmo do Google Talk.
    Vai ser mais uma “invenção” da Google que irá cair no esquecimento.
    Acredito mais no Android na plataforma móvel.
    Por sinal no futuro e mesmo hoje, se alguém quer apenas acessar emails ou acessar algum site rapidamente pode usar um celular, que está sempre ligado.
    Ninguém fica o tempo todo com um aparelho tão básico como um netbook limitado como o proposto pela Google.
    Acho que isso não vai dar em nada!!!!!!!

  47. ajbadboy says:

    Muita gente aproveita o portátil para se entreter em viagens ou quando vai a casa da avozinha que mora na serra, entre outros. Com um portátil com google SO fica inutilizável para isso a não ser que tenham net portatil logo aí levanta outro problema a net portátil é tão lenta fora das grandes cidades que para carregar o que quer que seja demora bem mais do que os 45 segundos de qualquer boot.
    Querem esperar 45 segundos por um boot ou 45 segundos cada vez que abrem uma pagina no browser através da net portatil?
    Acho o conceito interessante mas para isso é necessário 1º ter net em condições em todo o país e o país não é Lisboa e Porto.

  48. Bem acho que vou acabar dizendo que software fantástico para usar na china onde a net é boa à anos…
    E não se eskeçam pessoal que isto vem a acompanhar ao que parece um novo Html que pelo vistos vai trazer novidades…

  49. A friend says:

    Isto é um comentário um pouco offtopic, mas talvez seja util para alguns perceberem que o Marketshare não tem nada a ver com o facto de haver virus ou não em sistema UNIX… isto porque dou-vos um breve exemplo que serve para chegar a boas conclusões:

    MacOS já teve Virus nos tempos passados, quando só tinha entre 3%…4% do marketshare mundial.

    Desde que apareceu o MacOsX esse mesmo marketshare subiu e hoje em dia ronda os 9% quase 10% a nivel mundial, ou seja, o dobro dos antigos sistemas MacOs.

    Como explicam que antes havia virus com menos marketshare e agora que tem o dobro já não há virus?… será mesmo que o markeshare tem algo haver com Virus ou a imunidade apareceu com a evolução do sistema? …

    Percebem agora, diferenças entre Mac/Linux e Windows?

    • viperbruno says:

      Comentário para mim portanto…

      Mas em relação ao Mac, como é que explicas o facto de estar a sofrer (em relação quota/ataques) mais com exploits neste momento. Eu tenho uma palavra para isso: incompetência da Apple. Parece que a beleza é a prioridade e nisso são muito rápidos, a corrigir e encontrar falhas são dos 3 OS os mais lentos. Nao é por isso que perdi a confiança mas uma empresa nao precisa disso, já basta a Adobe (com um delay de 1 mes).

      • A friend says:

        Uso os 2 sistemas como sabes.. alias os 3.. mas vamo-nos focar apenas no Win e Mac…

        Apple são mais rápidos a corrigir falhas, tens o exemplo do iphone com a falha de SMS que foi corrigida em 24 horas e é do conhecimento geral que o Windows é mais vulneravel a todo o tipo de malware que o Mac. Fala-se de exploits e tudo o mais, que existe em qualquer sistema. Mas em termos práticos o Windows sofre muito mais já que tem muitas mais vulnerabilidades que o Mac.

        Mac pode ser afectado por Malware, nomeadamente Trojans, mas de grau baixo e exige a falha do utilizador.

        Windows é afectado por Spyware, Trojans, Virus, e grandes variantes de malware que nem sempre são necessárias a intervenção ou falha do utilizador para que fique afectado. O sistema tem graves lacunas e tu e a Microsoft sabem disso.. se o sistema fosse tão perfeito como o tentas pintar entao o Windows 8 aka Midori não fazia sentido mudar radicalmente o sistema para algo que irá funcionar muito semelhante a sistemas UNIX nomeadamente Mac…

        • Ricardo Elias says:

          Oi,

          24 horas so’ na mente de alguns. Segundo um artigo (http://news.cnet.com/8301-1009_3-10301001-83.html) sobre o assunto, a Apple diz:

          “This morning, less than 24 hours after a demonstration of this exploit,” Neumayr continued, “we’ve issued a free software update that eliminates the vulnerability from the iPhone…”

          Mais ‘a frente no artigo:

          “Miller said that Apple was first notified of the flaw six weeks ago.”

          Portanto a Apple teve 6 semanas para corrigir o erro. Quando a falha foi tornada publica, demoraram 24 horas para disponibilizar a correccao aos seus utilizadores.

          “Windows 8 aka Midori não fazia sentido mudar radicalmente o sistema para algo que irá funcionar muito semelhante a sistemas UNIX nomeadamente Mac…”

          Varias vezes referes essa mudanca no Windows. Podes indicar sites que expliquem onde e’ que isso vai acontecer. Pesquisas sobre o Midori nao mostram nenhuma mudanca radical ou nada parecido com o UNIX.

          Fica Bem,
          Ricardo Elias

          • viperbruno says:

            Ele pensa que por se implementar varios niveis de segurança, ou seja, separar sistema com programas e separar a tralha antiga (aqueles ficheiros do seculo passado) do nucleo do sistema que é necessario recorrer ao UNIX. Lembra-te a friend a MS foi a unica das 3 que teve coragem em usar um core alternativo, todos os outros para o Home-user usam partes do UNIX. Informaçao no livebetas.net

            Ainda antes de 2010 vamos ter a oportunidade de saber em exclusivo detalhes de como vai ser desenvolvido o sistema, uma coisa que posso adiantar em exclusivo aqui é que a MS trabalha num novo sistema de ficheiros. Esta a ser testado na plataforma singularity para verificar se existe condições para ser implementado no novo Windows midori.

          • A friend says:

            Boas,

            Nada confirmado, mas tudo aponta para que vão mesmo avançar com o projecto “Singularity” e segundo o que li sobre a arquitectura do sistema, é muito semelhante na forma como o UNIX opera…

            ex:
            Singularity Architecture

            Figure 1 depicts the architecture of the Singularity OS, which is built around three key
            abstractions: a kernel, software-isolated processes, and channels. The kernel provides the core
            functionality of the system, including memory management, process creation and termination,
            channel operations, scheduling, and I/O. Like other microkernels, most of the system’s
            functionality and extensibility exist in processes outside of the kernel.

            Podes encontrar esta inforamção mais completa neste PDF da Microsoft aqui:
            ftp://ftp.research.microsoft.com/pub/tr/TR-2005-135.pdf

            Como disse, nada confirmado mas tudo aponta nesse sentido. E essa fonte é mesmo da Microsoft.. nada externo. Eu soube por outros profissionais e é claro gira logo muitas especulação sobre o assunto, mas por se saber que o UNIX é a melhor arquitectura, saber que existirá algo semelhante e que poderá mudar o Windows radicalmente, é algo que se espera a anos mesmo.. e espero mesmo que avancem nesse sentido.

            Fica bem 🙂

          • A friend says:

            @viperbruno

            lol.. acabaste de me dar razão viperbruno.. quandoe escrevi o meu comentário o teu ainda não tinha aparecido e falaste precisamente no mesmo que eu.

            Singularity existe já a uns bons anos.. já anda a ser estudado a uns bons anos, e ao contrario do que acabaste de dizer, o singularity vai funcionar precisamente como o UNIX… tal como pus no exemplo para o Ricardo Elias, tens ai o mesmo documento que é da Microsoft. Se puderes depois é uma questão de pesquisares como funciona o UNIX e vais ver as semelhanças. Acho que tas a ter uma ideia muito errada de como a Microsoft funciona, muito sinceramente… não leves a mal estar a dizer isto mas tou-te a ser sincero. Eles arriscaram no pior e agora querem alterar para aquilo que todos os outros adoptaram e bem.. quem fez a má escolha foi a Microsoft e o Singularity é precisamente para fixar essa má escolha. A propria Microsoft a uns anos atras admitiu as limitações do Windows face ao UNIX, ando a procurar essa fonte mas não encontro. Mas vê pela logica, e vê as semelhanças do UNIX e Singularity na forma como operam, nos diferentes niveis de sistema e kernel.

  50. viperbruno says:

    Existe só uma coisa que a Google pensou (ou nao):

    E a questão do monopólio do navegador? Escapam por ser gratuito? É que o sistema de brincar obriga a utilização no navegador 😆

    • A friend says:

      Repara, embora parece igual, é um conceito diferente.

      Para acederes ao Gmail não és obrigado a usar o Chrome… e este SO é um SO dedicado aos serviços Google.

      Sei que tas a usar isso como termo de comparação com a Microsoft, mas não te esqueças que o Windows não é só Microsoft… tem muito investimento de outras empresas e quando há acordos, e a Microsoft nisso é rainha para que o Windows seja standard nas escolas, trabalhos e governos, eles não podem monopolizar o próprio sistema.

      Eles já obtêm enormes lucros com acordos, se monopolizam o serviço prestado estão a querer obter o restante lucro que pode ser divido por outras empresas e é nisso que eles são acusados.

      Se a Microsoft não tivesse acordos, era totalmente livre de fazer com o Windows o que lhes apetecesse já que seriam 100% donos deles…mas não é isso que acontece e por vezes gera confusões precipitadas quando se avalia o porquê da Microsoft ser acusada de monopólio, e a Apple, Google e “Linux” não 😉

  51. André says:

    Muito legal 10s,tudo na nuvem e outras idéias muito difundidas e vendidas atualmente pelos dep. de marketing das grandes empresas.

    A área de telecom vai adorar isso, porque significa total dependência da internet; sem ela o computador vira um peso de papel.
    O Google então terá monopólio total, pois todos os serviços que cria e criou são para esse modelo de negócio: “online”.

    A própria internet, quando foi imaginada, foi seguindo uma diretriz básica: não centralizada! De forma que, caso houvesse uma guerra, sempre sobraria algum ramo da rede funcionando.
    Agora, um computador que “só” funciona conectado na rede, me parece ir contra o princípio da própria rede em que irá rodar, e joga todo avanço que tivemos até agora no lixo.

    O 1- vídeo é bem coisa de marketing, “demoniza” o que existe em uma análise simplória e aponta o que está vindo como “o novo e melhor” e etc…
    A pessoa usa o computador durante umas cinco horas seguidas e vem falar do start que dura 45s, é para rir de uma coisa dessas rsss

    Eu por enquanto vou ficar na “old” school, pois embora utilize muito a internet, ainda faço muuuuita coisa sem ela, e assim, um computador que tenha alma própria faz diferença 😉

    Abraços aos amigos deste excelente site.

    p.s.: só quero instigar os colegas ao debate de um assunto realmente sério e que dirá respeito à todos em futuro próximo.

  52. Paulo39 says:

    Uau!!
    Ainda não tinha bem noção do que é que a Google pretendia fazer como o Chrome OS.
    Mas isto é um conceito completamente inovador!
    Mas, digo-vos, aquele 1º video assusta, só de saber que tudo o que tenho está online, acessível a partir de qualquer parte do mundo. Penso que haverá muitos problemas com isso, muita invasão de privacidade. A Google vai ter montar um sistema de segurança muito robusto. Isto, partindo do princípio que todos nós confiamos na Google, sim, porque ela vai passar a ter-nos nas suas mãos.

    • A friend says:

      Uma coisa é certa, a Google vai proteger bem os nossos dados e ficheiros. Não lhes interessa nada que a concorrência lhes roube os “disciplos”! 😀

    • vardas says:

      Então diz-me porque a maior parte dos clientes que usam email são da Microsoft (xxx@hotmail.com,xxx@msn.com,xxx@live.com,etc…), diz-me porque é que a Microsoft renovou o LiveSearch para o Bing.
      Porque é que confias tanto no Windows Live Messenger (MSN)?
      A Microsoft também tem servidores, não é só a Google, quem te diz que não podem ter a tua vida ON-LINE nos servidores! uhm uhm… dá que pensar no Big Brother que vivemos, e não seja modesto.

      • Paulo39 says:

        Lamento desiludir-te, mas a Microsoft não tem nenhuma informação acerca de mim. Não uso o SO deles, não tenho e-mails dos domínios deles, tenho uma net passport para utilizar o protocolo MSN e é só!
        Por isso sou coerente. Eu sou contra os grandes monopólios, e acho que é sempre muito perigoso quando uma instituição/entidade começa a aglomerar carradas de dados acerca de utilizadores.

        • vardas says:

          Não me desiludiste, eu não sei, tal cm a Microsoft, nenhuma informação acerca de ti.

          Podes tar certo na tua ideia anti-monopólios e “centered data centres” mas são riscos que cada um corre.

          Quando te registas em algumas das demais empresas de software, OS, Web-service, etc.. tens aquelas quase infinitas EULAS, contractos e clausulas que te asseguram a não entregar os teus dados a terceiros, bem como violarem a tua privacidade!
          Se cada um ler e souber o que esta a ler só tem de confiar nos serviços/sistemas.

          Vê só, fugindo a ideologia Web, hoje em dias vais a qualquer serviço publico em prol dos cidadãos e já tens tudo centralizado. Acreditas que o Estado é perigoso também ??

          (Só te passei de uma entidade de serviços web para uma entidade governamental)

          • Paulo39 says:

            Pois, na verdade, a globalização trouxe muitas vantagens, mas claro que existem muitas desvantagens. Hoje em dia toda a gente tem um “rasto” na internet. E como tu disseste, só nos resta confiar nos serviços que utilizamos.
            No entanto, aquilo que eu queria alertar era para o facto da concentração extrema, isto é, concentrar todos os serviços na Google. É e-mail, é calendário, é documentos, é tudo e mais alguma coisa. Era mais positivo que houvesse mais alternativas à altura, de modo a que pudéssemos “espalhar” a nossa informação por vários prestadores de serviços online.
            E, em último refúgio, tínhamos o nosso próprio pc, que funcionava como base (quase militar xD ) antes de nos lançarmos pela internet fora e nos expormos. Ora, com este Chrome OS, isso deixa de existir. Óbvio que o Chrome OS deve estar mais virado para o entretenimento ou realização de pequenas tarefas, porque de resto, devemos manter sempre o pc (PERSONAL computer).

  53. Paulo Costa says:

    Excelente ideia para quem usa netbooks como segundo computador.
    Será uma realidade em muito pouco tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.