Quantcast
PplWare Mobile

Intel está a adaptar o Android 4.1 para o seu processador Atom

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Hugo Cura


  1. Cris. says:

    é desta que o Tizen aka Meego vai de … ???

  2. Ivo Mota says:

    Tenho pena que o rumo que tudo isto está a levar… já deixou de haver uma sincronização entre hardware e o android que agora vai ser difícil recuperar. Hoje é apresentad um novo android e apenas 2 aparelhos compativeis, e quando o mercado estiver já preparado para que todos os novos aparelhos sejam compativeis com esse novo android, já está a ser apresentado outro com melhores caracteristicas. As grande marcas de construção de processadores, tablets e smartphones já andam a cerca de um ano a trabalhar para terem os seus produtos com android 4.0 e ainda poucos já o tem e já saiu o novo 4.1 que faz do 4.0 um SO ja ultrapassado…é pena e é o que provavelmente vai fazer com que a apple ctn a dominar o mercado e a microsoft ganhe muito mercado

    • DarkW says:

      e porque é isso?

      porque as empresas de hardware insistem em carregar os seus dispositivos com bloatware que so carrega o sistema (TouchWiz, HTC Sense, etc.), se usasem Android puro em vez disso assim que saisse uma nova versão do Android todos os telemóveis poderiam ser actualizados numa questão de semanas ou mesmo dias.

      É isso que a Google está a tentar combater, querem que as empresas usem o Android as-is, não andem a carregar bloatware em cima do sistema que só o deixa lento e irresponsivo.

      Eu acredito (e espero) que daqui a algum tempo o mercado Android seja similar ao mercado dos PCs, em que, quando sai um Windows novo o pessoal pode simplesmente formatar o pc e instalar por cima e fica a funcionar.

      • Carlos André says:

        Excelente comentário.
        Concordo perfeitamente, também sou da mesma opinião.

      • Pedro Nunes says:

        Nem mais.. Tudo dito!

      • E vão 3 a concordar a 100%.

      • dajosova says:

        Bem… uma das coisas que me faz gostar do Android, para além do potencial em si, é a liberdade de personalização. O meu SGSII 19100G tem o CyanogenMod 9 e não noto muitas diferenças para esta versão… apesar de conhecer meia-dúzia de alterações principais. Mas é assim que se vai evoluindo e concerteza que a o Android veio para reinar!

        • l33trz says:

          sim, concordo ctg. Tbm gosto muito da personalização do Android, mas concordo com o que o DarkW disse, achava melhor as empresas mandarem os dispositivos com Android puro e deixar depois as pessoas alterarem depois, com releases como a da CM, etc.. Iria melhorar em muito a fragmentacao do Android, porque é muito mais facil alterar o Android quando este já é suportado pelo dispositivo de origem do que portar o sistema completo para um dispositivo novo.

  3. Nelson N. says:

    A Intel anda completamente farta da Microsoft, e esta nova estratégia de suportar Android e derivados. vai ser benefico para o mercado. Infelizmente a ARM com o tempo vai perder o terreno, caso esta port dê mais rendimento ao SO e consiga rentabilizar melhor os recursos energéticos.
    É caricato como em 3 meses, toda a economia é capaz de mutar-se e adaptar-se a futuros. E a culpa disto tudo é a Microsoft com os seus Tablets x86 e Windows 8.

    • Nuno says:

      Farta…só se for de dinheiro. O Wintel encheu os bolsos aos acionistas da MS e da Intel. O erro da Intel foi deitar-se à sombra da bananeira e armar-se em puto gozão para os outros fabricantes e para a arquitectura ARM. Repara que até os processadores com instruções de 64 bit veio da AMD (quero com isto dizer a norma adoptada).
      Agora vão apanhar as migalhas, quando o mercado dos desktop e dos servidores estagnou. Prova disso é ver como anda a HP e as mudanças na Dell, por exemplo. E a Intel ficará ainda mais em apuros se o mercado começar a adoptar a plataforma ARM em servidores pela sua eficiência energética, algo que a nova geração Xeon teve em atenção.

      Mas a Intel vai ter de gastar muitos dólares e neurónios para conseguir recuperar face à concorrência feroz da Nvidia, TI, Qualcomm, etc, etc.

      Quanto ao Tizen, também tenho pena. Se calhar ainda vemos outra fusão, desta vez com o FirefoxOS, que parece mostrar potencial….

  4. Nelson N. says:

    Será que esta é a estratégia correcta para que a Intel consiga o seu lugar neste mercado tão competitivo?

    Respondendo a pergunta em concreto.
    a Intel tem tudo para se vingar neste mercado competitivo, o know-how da Intel é gigantesco, alem de que desenvolver Mobile OS x86 é um objectivo promissor para o futuro dos Tablet e Phones. não so para Android, para outros pequenos OS que podem ser facilmente adaptados para phones/tablets x86.
    Sem duvida, é o caminho a tomar.

  5. João Reis says:

    Boas noticias. OBrigado

  6. Carlos André says:

    Quem vai dominar o mercado totalmente é a intel, disso não haja duvidas.
    1º a apple rende-se à arquitectura intel.
    2º intel lança processadores com gráficas dedicadas e excelentes (intel hd graphics), para fazer concorrência à amd e gforce e hoje em dia muita gente já não compra gráfica dedicada por isto mesmo.
    3º é isto ataque à arquitectura arm.

    • Pedro Nunes says:

      Mete lá as tuas gráficas integradas contra os fusion da AMD que logo vês a tareia 😀

      No entanto não posso negar a forte evolução que as HD 4000 da intel levaram

      • Gooden says:

        Concordo que ainda não têm a capacidade de uma placa dedicada.
        Mas Serve para jogar e fazer tudo… e sempre fica mais barato não? =)

      • Nelson N. says:

        Em termos de Intel Atom em Android, o segredo vai ser mesmo esse. a utilização dos graficos integrados. é que nem a Nvidia Tegra 3 se vai aguentar á pancada da Intel neste assunto.
        Curiosidade:
        A Intel vendeu em 2006 a sua divisão ARM. Ninguem esperava que mais tarde a Intel viria a “disputar” um lugar no mercado/mobile com a sua antiga empresa.
        Existem videos como facil se torna todo o processo de desenvolvimento em ANDROID SDK x86 Platform, logo por ai, se vê o quanto as coisas vão tomar o seu rumo.

        • DarkW says:

          Não duvido que a Intel crie o seu lugar neste mercado, mas duvido que tire o lugar a companhias como a nvidia com o tegra, a samsung com o exynos, a qualcomm com o snapdragon, etc…
          porque já são companhias com muita experiencia em ARM, que produzem os seus própios SoC com graficos integrados.

          Mas espero, isso sim, que seja mais um concorrente, com a sua linha de Atom’s, para o mercado movel. Com a experiencia que têm serão sem duvida uma mais-valia para este mercado.

          Nao posso esperar por um i7 no telemovel 😛

    • dajosova says:

      Bem.. comprei um Zenbook que tem uma HD4000 mas como ainda nem tive tempo de testar não posso comentar. No entanto, é um dos pontos fracos em releação a uma gráfica dedicada da NVidia, por ex., apesar de ser uma boa gráfica em relação à série 3000.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.