Quantcast
PplWare Mobile

Vendas do iPhone: Só o Natal poderá salvar os números

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. FAB says:

    Já na Google e Samsung, o que é que vai salvar as vendas?

    Enfim…

    • Pedro Pinto says:

      Não está fácil. Muitos vão mudar para a Apple e depois para sair…é complicado 😀

      • Joel Ribeiro says:

        Para sair é só vender/trocar/dar/por na gaveta e comprar outro.
        Se for para dar eu aceito porque dinheiro para ele não o ganho.

      • FAB says:

        Sair é complicado? LOL! É essa a vossa desculpa!

        Então o Android não tem 90% do mercado segundo as mesmas estatísticas? Dá para passar as compras do Android no iOS? Não dá!

        É sempre a mesma treta todos os anos…

        “Ai a Apple não está a vender”
        “Ai as pessoas não vão aderir porque o iPhone não tem jack 3.5mm”
        “Ai o Android está a crescer”…

        Depois vai-se a ver, e quem é a maior?

        Maior capitalização de mercado do mundo? Apple
        Mais dinheiro no “banco”? Apple
        Mais facturação na indústria da tecnologia? Apple
        Marca mais reconhecida do mundo? Apple
        Melhor satisfação do cliente? Apple

        Estão à espera que telemóveis explosivos que se vendem sobretudo às mentiras que os vendedores das lojas usam para recolher o “spiff”, e a “vendas por catálogo” e “atendimento ao cliente por telefone” de certas marcas querem pregar, isto em equipamentos inferiores tecnicamente e a mais de 700€…

        • Pedro Pinto says:

          FAB

          Vamos considerar o seguinte cenário…um utilizador Samsung queria comprar o Note 7 mas agora não há. Então, como alternativa, muda para a Apple e até passa a gostar de todo o ecossistema da Apple e fica por lá.Repara que a Samsung não perde só ao nível das vendas pode perder mesmo “utilizadores. Esta é a minha visão, mas eu também não sou nenhum visionário 😀

          • FAB says:

            PRIMEIRO
            Desculpas… olha, a Samsung que não fizesse telemóveis que explodissem

            SEGUNDO
            As pessoas vão acabar por comprar um S7 Edge em vez do Note, é a mesma coisa, e a Samsung ainda está a descontar fortemente, e o spiff é mais alto que nunca!

            TERCEIRO
            Nunca é porque o iPhone 7 é simplesmente a melhor escolha do mercado, é sempre porque isto e porque aquilo

            QUARTO
            Comparam SEMPRE “estudos” e estudinhos que são pagos para favorecer, a Apple é a única empresa que diz quantos telemóveis vendeu…

            Resultados reais financeiros das concorrentes nos últimos 12 meses:
            Apple $220B
            Samsung $124B (2015)
            Microsoft $85
            Google $82

            A Samsung vai ter que comer muita sopa para sequer se comparar à Apple…

            Aliás, Samsung + Google < Apple

            Um espirro da Apple, seria uma catástrofe doutras empresas.

          • Ricardo says:

            Esse cenário é muito improvável Pedro Pinto. 95% das pessoas vão continuar com o Android.
            Deixa os números falar, esse fab fala fala, e o Android não para de aumentar. Não percebo. Aumentam todos, ninguém diminui.

          • Vítor M. says:

            Há um grupo de utilizadores que são fãs do sistema operativo e esses não irão mudar, de certeza que não. Têm já a sua dinâmica marcada, e não resulta mudar.

            Contudo, há um franja de alguns milhões de users que todos os anos mudam de equipamento, independente do sistema operativo, vão atras da tendência. Isso pende nas vendas anuais das empresas. A Samsung e a Apple estão a pagar pelo sucesso da Xiaomi, da Huawei e de outras empresas que fizeram grandes smartphones. Captaram essa tal franja de milhões que fazem a balança pender para um ponta.

            A tendência…

          • Mário S.M says:

            Os Androids todos vão dar as mãos e juntarem-se todos…

            Mas Android é alguma marca de telemóveis?

            Existem centenas de marcas Android, e estes gajos para ganhar, dizem que é uma marca, coisa mais ridícula do mundo!

            Basicamente é o mesmo que dizer “Mercedes-Benz vs todas as outras marcas”…

            Enfim…

            há quem goste de viver num mundo paralelo.

          • Marco Machado says:

            Vocês só conhecem Samsung no mundo do android? Se quem quer um Note 7 e não pode comprar, o que indica que vai para a Apple? Tem o S7, tem o Huawei Mate 8, One Plus 3, Google Pixel, Huawei P9 Plus, LG V20, etc. Mas agora a pplware é apple fanboy? Quem gosta mais de iOS ou macOS é porque não sabe trabalhar com um android ou windows.

          • Nuno says:

            Não creio que seja assim. Se user Android queria um note7, e não há, vai esperar outro S8, 9 ou muda para Huawei, LG, ou outro, mas não são mts a comprar iPhone pq não há note7. Mas é uma opinião, vale o que vale…

          • Vítor M. says:

            Marco Machado, não leste o que escrevi, lê que veras como está errada a tua observação.

        • TenhoDito says:

          Tens tanta coisa de errada nesse post que mostra mesmo o tipo de cliente que a apple faz target.

          Mais dinheiro no banco? Apple nao esta em primeiro, alphabet.
          Mais facturação? Olha para os conglumerados.
          Maior capitalização? nem na America quanto mais no resto do mundo.
          Marca mais reconhecida? Igual a muitas outras.
          Melhor satisfação? Falso basta ires ver a taxa de avarias dos dispositivos deles e ver que tem mais retornas por avaria que muitas outras marcas como por exemplo Asus que ainda para mais tem varias gamas de dispositivos incluindo mais low cost que normalmente tem mais tendencia a avariar devido a utilização de componentes mais baratos.

          Quem gosta de tecnologia verdadeiramente não escolhe Apple, vai ver um artigo que tem o titulo “FLIRTING WITH THE IPHONE 7: WHY I JUST COULDN’T DO IT” e vais perceber a diferença entre um utilizador que gosta de hardware, software e explorar e modificar, e as pessoas que apenas gostam que decidam por eles o que devem ter no dispositivo e contentam-se com isso e nao questionam nada nem tenta ver nada alem disso nem evoluir alem disso, sao escravos da marca com palas nos olhos e do efeito placebo do #socialstatus.

        • Miguel says:

          Mas todos os anos se diz “O iPhone não tem Jack de audio”???

        • Modem says:

          De vez em quando lá vem uma ave rara destas, haja paxorra…

        • Gabriel Ricardo Monteiro Reis says:

          Só falta um pequeno pormenor :é que a Samsung é uma empresa parcialmente privada que faz muito mais que apenas telemóveis e PC s, tem muito um arcaboiço de produtos electrónicos, e de máquinas para a indústria que pode que se dá só luxo de andar a brincar ao gato e ao rato com a Apple.

      • TenhoDito says:

        Iphone 7 pegou fogo a um carro e ainda nao vi um artigo disso aqui. Jornalismo parcial 101.

        • FAB says:

          “Pegou fogo”, porque o gajo queria um carro novo, e incendiou o que tinha.

          • Apoca says:

            FAB, deixa de ser triste… já viste que arranjas desculpas para tudo? é tipo a culpa e a incompetência é sempre dos outros nunca tua……eu nao gosto iphone, e a unica x que tive vendi, mas é triste ver alguém a desmanchar a imagem da apple sendo usuario…é por essas atitudes que as pessoas pensam errado dos usuarios da Apple, nomeadamente Iphones.

      • Anibal says:

        Depois de ver este video…acho que muitos nao vao pensar duas vezes 🙂

        https://www.youtube.com/watch?v=ctoLEZQDAQM (Message to Apple fanboys and -girls)

      • Celso says:

        @Pedro Pinto Complicado porquê?

        Em princípio vou comprar um iPhone neste Natal e já tenho um iPad, mas a conta do Google vai continuar a “reinar” (Gmail, Google Drive, Google Play music, Google Maps Docs, etc).

        Caso depois volte novamente para Android é só voltar a fazer login que tenho lá tudo. 🙂

        @FAB

        #PixelFlop? Neste momento o Pixel está praticamente esgotado nos EUA. Apenas se encontram algumas versões de 32 GB na Verizon.

    • Pedro Oliveira says:

      Não tem nada a ver com marcas, é uma questão de tendencia… Já ninguém não ha muita gente comprar equipamentos todos os anos. Foi bom enquanto durou mas talvez as marcas devam perceber que a festa acabou. Veja-se o exemplo dos tablets. O Marcado está estagnado.

    • bzzzz says:

      Reparaste no sentido do título da ‘notícia’ do aziado ? Logo a seguir desvia-se para outro lado, a verdadeira notícia, com erros ortográficos e tudo, tão nervoso que ele está:
      «… A confirma-se, a apple já não vendia tão poucos iPhones há quase 2 anos.»

    • Carlos says:

      Bom, eu aqui há uns tempos sugeri que a Samsung podia vender os Note 7 como granadas de mão. E assim multiplicava o preço aí por 10.

      Era só lucro 🙂

    • Pedro Pinto says:

      Sinal que não leste o artigo. Lê lá para perceberes.

      • Pedro Pinto says:

        Já leste? Ora o que diz é que a Apple deve apresentar um valor muito baixo de vendas na globalidade dos iPhones. Podes ver aqui os últimos números:
        https://www.statista.com/statistics/263401/global-apple-iphone-sales-since-3rd-quarter-2007/

        Se reparares, a confirmarem-se os 45 milhões, será dos números mais baixos desde 2015. No trimestre passado a Apple apenas vendas 40 milhões de iPhones.

        Ora a esta altura, mesmo correndo bem as vendas do iPhone 7, os números estão longe. Mas, só o iPhone 7 poderá ajudar a conseguir dar uma “cambalhota” nos números. Vamos ver se consegue. Não juntes iPhone 7 com vendas de iPhones!!!

        • Bartolomeu says:

          Os números não estão longe! Mesmo a acreditar nos 45 milhões isso anda perto dos 48 milhões em período idêntico do ano passado, e as comparações devem ser feitas com o período homólogo.

        • FAB says:

          … a confirmarem-se…

          Falta isso…

          A Apple tem dado sempre “guidance” muito perto dos resultados verdadeiros.

          revenue between $45.5 billion and $47.5 billion
          gross margin between 37.5 percent and 38 percent
          operating expenses between $6.05 billion and $6.15 billion
          other income/(expense) of $350 million
          tax rate of 25.5 percent

          Isto é o oficial.

          Mesmo periodo do ano passado foi de $51B, e foi um ano excepcional…

          Mas desde quando é que quem faz 51 de topo, fazer 45 ou 48 é mau?

          E o resto? Está a bater recordes? É que não é isso que está a acontecer…

  2. Mylittlelife says:

    As vendas do material Apple já há muito que andam a baixar e curiosamente são as mais altas nuns dias (marketing marketing marketing) e noutros baixos (na altura de apresentar as contas reais …).

    • FAB says:

      Realmente, tu andas aí nas lojas em todo o mundo, a ver quanto é que a Apple vende, não é?

      • Ricardo says:

        Um vídeo para ti e para o fab, isto de quem realmente gosta dos produtos da apple.
        https://m.youtube.com/watch?v=I3UQDGAYxnc

        • Vítor M. says:

          És novo, para ti a Apple apareceu em 2007 😉 não conheces a história da empresa, mas isso é um problema genérico de uma geração pós disquete 😉 não vás pior aí.

          • me and me says:

            simples… so pouco antes de 2007 é que ela se voltou a levantar e a tornar-se uma empresa tecnologica com a dimensao de hoje…
            antes apenas teve anos a fio no vermelho e sempre com a corda no pescoço com produtos cada vez piores…

            durante muito tempo as pessoas so souberam da apple devido aos seus equipamentos portateis, vulgo ipod.
            a bom da verdade o ipod é que fez a apple voltar ao topo. nao so porque foi sucesso, mas porque a tecnologia que o ipod touch usava foi transplantada para o iphone. antes disso a apple tentou, sem sucesso, entrar no mundo mobile e foi uma desgraça…

            para mim o ipod, espcialmente o ipod touch, é que salvou a apple da destruiçao total. era produtos bons numa altura em que a massificaçao dos leitores mp3 chegou ao maximo.

          • Vítor M. says:

            Bom, de facto desconheces.

            Dizes…

            simples… so pouco antes de 2007 é que ela se voltou a levantar e a tornar-se uma empresa tecnologica com a dimensao de hoje…

            Não estás de todo a perceber o mundo Apple. Dou-te uma ajuda, até porque faz bem relacionar o passado com o que se passa hoje no presente.

            Abril de 1977: Apple II – O primeiro computador a vender um milhão de unidades.

            https://www.youtube.com/watch?v=CxJwy8NsXFs

            Janeiro de 1984: Macintosh – O primeiro computador pessoal que saiu com uma interface gráfica, rato e teclado

            https://www.youtube.com/watch?v=y58u79RrK60

            Outubro de 1998: iMac G3 – O primeiro computador da nova era Jobs e o que baniu a drive de disquetes (que na altura, tal como agora, profetizaram o fim da Apple). Pela sua caixa translúcida, foi considerado um ícone na altura, uma revolução no aspecto dos computadores. O primeiro com assinatura Jony Ive.

            https://www.youtube.com/watch?v=A3wLhhaKi5s

            Outubro de 2001: iPod – O leitor de música que bateu recordes. Consta que vendeu mais de 400 milhões de unidades e foi o dispositivo que criou o hábito de comprar música. Isto em grosso modo, porque merece que pesquises e vejas tudo o que revolucionou o iPod desde que foi lançado.

            https://www.youtube.com/watch?v=kN0SVBCJqLs

            Janeiro de 2007: iPhone – O smartphone mais vendido até hoje e aquele que abriu o futuro que hoje chamamos de smartphones. Mas, mais uma vez, convinha que fosses pesquisar tudo sobre o iPhone, para perceber a sua importância num segmento tão recheado que existe hoje.

            https://www.youtube.com/watch?v=vN4U5FqrOdQ

            Janeiro de 2008: MacBook Air – Uma máquina de cortou raizes e criou conceitos. Foi muito importante para a Apple, abriu um segmento de portáteis de entrada de gama.

            https://www.youtube.com/watch?v=1CgAKBf4bbU

            Abril de 2010: iPad – Este foi o equipamento que ainda hoje não tem concorrente. Há outros bons produtos, mas nenhum com tantas vendas e com um ecossistema tão completo (até mesmo apps dedicadas). Ainda hoje está à venda e continua a ter uma linha evolutiva, que mesmo com milhões de iPads no mercado, estes conseguem vender.

            https://www.youtube.com/watch?v=_KN-5zmvjAo

            Abril de 2015: Apple Watch – O smartwatch que mais vendeu até hoje. Não traz uma inovação colossal, é verdade, mas é um dispositivo que, junto com o seu ecossistema, ten atraído cada vez mais pessoas e está a crescer o número de pessoas com Apple Watch (é porque lhe dão alguma utilização).

            https://www.youtube.com/watch?v=bdyVH5LqneU

            Dizes…

            antes apenas teve anos a fio no vermelho e sempre com a corda no pescoço com produtos cada vez piores…

            Não é verdade, esteve de facto em maus lençóis e até foi a Microsoft que ajudou a Apple (dizem que foi uma espécie de penitência de Bill Gates pelo que fez à Apple no passado). Mas, se fores verificar, por exemplo, um dos primeiros a falar em cloud foi steve jobs, quando explicou num evento a forma que usava para ter acesso aos seus dados quando estava em casa. Também, caso não saibas, a Apple foi das primeiras empresas a ter um serviço de mail (que não vingou para as massas, é verdade, mas que ainda hoje é usado por milhões de utilizadores). Pesquisa por NeXTMail.

            https://www.youtube.com/watch?v=Or7zaUaP-J8

            Mas há muitos outros dispositivos que são “antepassados” dos que hoje a Apple comercializa. Um caso notório é o “bisavó” do iPad, o Newton: https://www.youtube.com/watch?v=mZ4MMZcF3UE

            Dizes…

            durante muito tempo as pessoas so souberam da apple devido aos seus equipamentos portateis, vulgo ipod.

            Isso são as pessoas que não estão atentas e não conhecem as história da Apple. Porque, como te mostrei em cima, a Apple tem uma história rica em máquinas inovadoras e software que deu origem a muita tecnologia dos dias de hoje. Por isso digo que deverias aprender um pouco do passado do mundo da tecnologia, isso iria ajudar-te a perceber o presente e entender como irão evoluir os conceitos no futuro.

            Dizes…

            a bom da verdade o ipod é que fez a apple voltar ao topo. nao so porque foi sucesso, mas porque a tecnologia que o ipod touch usava foi transplantada para o iphone. antes disso a apple tentou, sem sucesso, entrar no mundo mobile e foi uma desgraça…

            Isso é mentira, basta ver a linha PowerBook que foi um sucesso e trouxe ao mundo bons exemplos. Deu à Apple igualmente muitos milhões em vendas e criou uma linha de acessórios (baterias extra por ex.) que a marca ainda hoje factura milhões com a sua evolução. Mas lá está, tens de ir vasculhar o passado e perceber como chegamos até aos dias de hoje.

            Dizes…

            para mim o ipod, espcialmente o ipod touch, é que salvou a apple da destruiçao total. era produtos bons numa altura em que a massificaçao dos leitores mp3 chegou ao maximo.

            🙂 percebo que cometas esses erros porque não sabes da história, não percebes os conceitos empresariais. A Apple hoje é tentacular graças ao know how que o passado lhe deu. Hoje a Apple tem uma estrutura financeira que está fortíssima, é a empresa mais rica do mundo e tudo isso graças ao que aprendeu no passado. Sabes que conhecimento é poder e poder traz valor acrescentado. Por muito que errasse no passado, o valor de ter aprendido é hoje o seu grande trunfo e isso… vale para as mais antigas empresas, como a Microsoft, IBM, HP, Intel e muitas outras que vão agarrando na experiência para solidificar o futuro.

            Por exemplo, a Nokia, a Samsung, a Sony, e muitas outras, trazem igualmente um vasto conhecimento do passado e hoje conseguem gerir um mercado gigante, tudo graças ao que criaram no passado, a sustentabilidade. Claro que nada é eterno, mas podes ter muito a dizer quando tens conhecimentos profundos do mercado onde actuas. Assim é a Apple.

            As lojas (de música, apps, livros e dispositivos) vendem milhões, Um dia perde umas horas a conhecer o ecossistema da Apple, onde a empresa factura os milhões e como pode, com manobras financeiras, colmatar prejuízos. 😉

            Se um dia puderes ver o antiguinho filme Pirates of Silicon Valley, julgo que data de 1999, vais também retirar boa informação.

            PS: este comentário foi desenvolvido com base em exemplos rápidos, mas há muito mais que poderia ser aqui colocado, muito mais.

          • Bartolomeu says:

            me and me, quando vens com
            “a tecnologia que o ipod touch usava foi transplantada para o iphone”
            tá tudo dito sobre a qualidade do argumento. O primeiro iPod Touch só ficou à venda vários meses depois da Apple lançar o primeiro iPhone em 2007.
            Foi o iPod Touch a receber tecnologia do iPhone, não o iPhone a receber tecnologia do iPod (de nenhum deles).

        • FAB says:

          Lá vêm os desempregados do youtube (que recebem da Google e da Samsung, que recentemente tirou um video do youtube a gozar com as baterias explosivas) falar do que não sabem…

          • Hugo says:

            Se for o caso de teres mais de 15 anos digo-te sinceramente, vai-te tratar LOL.
            Se tens menos ainda tens desculpa….tens muito tempo para aprender a viver 🙂

        • Bartolomeu says:

          Eu acho interessante a suposta conversa telefónica gravada. Quem é que no suporte técnico telefónico iria indicar um custo sem primeiro determinar qual é o modelo do iPod (ainda há 3 modelos diferentes)? E quem é que iria dar um custo falso – a substituição de bateria custa muito menos do que aquilo!

          Quanto à porta audio, já há por aí adaptadores que permitem carregar e usar uma porta de 3.5mm ao mesmo tempo, e há muito anos que há kits para carro que usam apenas a porta lightning para tudo.

  3. Esperem por 25 de Outubro says:

    Bom, não é preciso esperar muito pelas contas da Apple do Q4 2016 [+/- = ao Q3 2016 do ano civil] e do ano fiscal de 2016 (de 27/09/2015 a 26/09/2016) – são apresentadas depois de amanhã, 25 de Outubro.

    No Q4 2016 da Apple o iPhone 7 só esteve à venda nos EUA durante duas semanas e com limitações de stocks – e mesmo assim terá representado 43% das vendas de iPhones do trimestre, que tem treze semanas. Tradicionalmente é o trimestre em que a Apple vende menos, por se estar à espera do novo modelo.

    É esperado que as vendas do iPhone desse trimestre (45 milhões?) sejam menores que o trimestre homólogo do ano anterior (com vendas de 48 milhões). Em termos de ano civil de 2016 (Janeiro a Dezembro) são esperadas fortes vendas do iPhone 7, superiores ao do iPhone 6s.

  4. Joao Marques says:

    Só sei tenho um encomendado na vodafone a 2 semanas e ainda nao chegou, devem estar mesmo mal as vendas devem

  5. Lp says:

    Deixar de comprar Samsung porque recolheu o telemóvel e ainda deu um bónus ? Ou devolução total do valor? Se houver uma empresa a fazer melhor que isso.. Avisem.. Venha o S8 para fazer reserva como foi o S7..
    Não digo mal do que os outros compram.. Compro o que acho melhor para mim..
    Obrigado

    • Esperem por 25 de Outubro says:

      Não exageres os méritos da Samsung “que até dá bónus” para incentivar as trocas. Dá bónus são para evitar males maiores. Daqueles em que o Note 7 ardeu e queimou outros bens há queixas quanto ao apuramento dos factos e ao pagamento das indemnizações. O que até se percebe porque a Samsung entregou esses caos a companhias de seguros para evitar fraudes.
      https://www.theguardian.com/technology/2016/oct/19/samsung-galaxy-note-7-fire-damage-owners-angry

    • Flavio says:

      Se ouvir uma empresa a fazer melhor avisem? Nenhuma empresa até hoje teve um problema destes mas, a Apple há uns anos teve um problema também com baterias nos MacBook e quem tivesse um MacBook daquele modelo podia ir a loja trocar sem pagar, mesmo pra quem não tivesse garantia, porque não era um MacBook recente, no entanto a resposta deles foi trocar a bateria em todos, mesmo que não tenham dado problemas. Portanto estás a falar a toa. Isto que a samsung fez, qualquer marca o faria, se tivesse um problema igual. Não é um dever, é uma obrigação.

  6. Miguel Sousa says:

    Segundo as operadoras europeias e americanas, esperam vender 7 a 10 milhões de iphones 7 e 2 milhões de iwatchs até ao final do ano.
    Por outro lado, existe o rumor que a Apple irá oferecer 80 dólares em compras no Itunes nos USA e China, sendo a oferta de 50 libras na Inglaterra e 50 Euros na Europa, a cada utilizador do Iphone 7 durante a semana do Natal. Essa oferta poderá fazer disparar as vendas do Iphone 7 bem para cima do 10 milhões nesse espaço de tempo.

  7. iSad says:

    Aqui no UK loja apple iPhone 7 qualquer next day deliver. Quanto ao 7 Plus entrega 4 semanas. Eu pessoalmente vou esperar pelo proximo modelo. O 6plus que tenho ainda chega e sobra.

  8. M & M says:

    Quem tinha um Note7 nunca irá comprar um iPhone… não sei porquê desta ideia sem sentido nenhum!

  9. David Ramos says:

    Hoje por acaso passei na fnac para experimentar o iPhone 7 e tenho a dizer que não me pareceu nada de especial. Até gosto mais do iPhone 6.

  10. arkan says:

    Nenhum dos meus amigos que tem s6, s6 edge e os que tem s7 edge, ou s7 flat, nenhum deles quer voltar para apple, meu ultimo amigo tinha um 6 pussss, porque é pus mesmo apple, e pegou um s7 edge e esta gostando a 5 meses. A namorada dele comprou um iphone 7 e ja pos a vender na rede olx, porque ficava entristecida com as fotos tiradas com o 7, e a duraçao da bateria, sabe como é mulher, adora tirar foto de tudo.

    Apple para mim, SE a samsung soubesse fazer o serviço, ja teria abocanhado uma fatia enorme ainda esse ano. Mas ela é ordinaria e não sabe:

    1- fidelizar o produto
    2- fidelizar o cliente
    3- verificar as advance express dela
    4- TESTAR, e muito bem o produto dela, pior coisa embora para mim seja praga dos usuarios de s4 q tiveram a mesma empresa com a bateria inchada!

  11. Paulo Ferreira says:

    comprei o meu iphone 7 128gb estive um mês á espera dele, sempre tive android mas fartei-me, samsung então nunca mais.

    • bola says:

      Nunca mais porque não chegou a tempo? Lol ainda acima tens um comentário de um Apple fã como tu como o mesmo argumento mas conclusão oposta que no caso dele por estar à espera à 2 semanas do iPhone dele é sinal que as vendas vão bem.
      Por amor da santa pelo menos combinem—se com os argumentos.

  12. Joana says:

    Eu até mudava do meu Nexus 4 para um iPhone 7, mas caramba ao preço a que eles são vendidos, não posso :/

  13. Flávio Ferreira says:

    Já o Youtuber DUDU diz, apple assim tão fechada no seu ecossistema não vai longe e não vai mesmo

    • Sujeito says:

      Esse youtuber não enxerga bem a realidade. O ecossistema deles é fechado há decadas e conseguiram sucesso. Só prova que isso é irrelevante. São todas as outras coisas à volta.

    • FAB says:

      Pois não vai…

      Maior empresa do mundo, a AppStore vende o dobro da Google Play, e a Google tem 9x o número de utilizadores…

      ABRE OS OLHOS

      • Forever says:

        A appstore vende o dobro porque é quase tudo pago ahah,e por essas e por outras que o número de utilizadores de ios já vão indo por lá a baixo,muitos já vão abrindo os olhos nessa palhaçada de xular o dinheiro para depois verem que teem uma coisa igual ou pior

        • APereira says:

          Devias de mudar o teu nick de “Forever” para “Santa ignorancia”.

          Ficava melhor, entao quase tudo na Apple Store é pago?

          Uso iPhone desde o 3G e até agora devo de ter pago por umas 5 aplicacoes se tanto.

          No caso do Android, devo de ter pago mais ou menos pelo mesmo numero de apps, as que nao paguei, sou bombardeado com publicidade e com o facto de quererem “roubar” os meus dados…

  14. Nelson says:

    Boas, uma coisa é certa, sou do Norte, aqui por onde passo tipo : bares, shoppings, disco, na rua, etc…90% dos telemoveis que vejo são telemóveis com android, por isso não entendo como tem tantas vendas, ou e por acaso neste momentos todos o meus amigos migraram para android, porque será ? Não sei onde andam os Iphones ????

  15. LOOOL says:

    É sempre bom premiar as marcas que pagam impostos residuais na UE!

  16. Sujeito says:

    Mas ninguém lê os textos antes de publicar?

  17. Nelson says:

    Quando o Iphone tiver disponivel o que o android tem tipo : Personalização como bem entenderes, Widgets , Multi-tasking, Launchers uma parte muito importante, ROMs personalizadas o melhor no mundo android, Google Now, mais aplicativos gratuitos e jogos uma coisa absurda, e neste momento com tanto marca de telemovel com grandes maquina a preços baixos…não quero desencorajar os amantes de iphones, mas o futuro não está sorridente para a aplle elem da quantidade de bugs que estão sempre aparecer, a aplle está a perder muita qualidade, tambem com tanta concurrencia não é para menos…

  18. Esperem por 25 de Outubro says:

    Até ver não há contradição.
    Nesse artigo dizia-se que na vendas do nos EUA nos trimestre que terminou em Setembro (13 semanas) o iPhone 7 – que só esteve à venda duas semanas – representou 43% das vendas do trimestre.

    Isso é uma coisa. A outra é, apesar disso, poder serem vendidos nesse trimestre (e no ano, mas aí ainda falta os 70 e tal milhões do último trimestre, para dar os 200 e tal milhões do ano) menos iPhones que em 2016.

  19. Larg#%£$% says:

    Nao percebo a maioria das “teimosias” acima. Nenhum é perfeito, todos têm compromissos a fazer. Quero lá saber se o iphone é melhor ou pior. Vcs querem ser todos iguais? Aceitem a diferença como natural. Cada um com o seu.

  20. Ricardo says:

    Já dizia o Steve jobs, a experiência de utilizador e o mais importante. Welcome pixel.
    https://m.youtube.com/watch?v=I3UQDGAYxnc

  21. Anderson says:

    No Brasil Apple é muito caro, aqui nunca serão top….
    E a Apple sempre lançou moda nos últimos anos está só copiando, já foi boa, hoje não mais, graças a concorrência….
    Única coisa que acho legal na Apple hoje é que parecem ter mais segurança dos seus dados.

  22. Tiago says:

    A culpa não é da apple.
    Chegamos a um ponto em que nenhum terminal, quer seja iOS ou Android, consegue apresentar algo de tão inovador que faça com que quem ja tenha um terminal de topo comprado em 2014 ou 2015, queira ir logo assim de repente mudar.
    Duvido muito que quem tenha um iPhone 6 ou um S6, queira trocar já por um S7 ou um iPhone7. A não ser que tenham muito dinheiro e gostem de estar sempre a par das últimas novidades… Mas mesmo essas novidades são residuais. Um bocadinho mais rápido aqui, uma foto melhorzita ali, mais 20 minutinhos de bateria…
    Os androids têm a tendência de ao fim de 2 anos ficarem sem updates e começarem a parecer arrastadeiras, mas num iPhone, ao fim de 2 anos de uso, este está quase tão rápido como estava quando o dono o adquiriu, para além do facto do iphone ter, pelo menos, 4 anos de atualizações garantidas, daí ser normal.
    Mesmo assim, se olharem de facto para os números, o iPhone continua a ser o telemóvel topo de gama mais vendido em todo o mundo.

  23. sensei says:

    Só para dizer que vai uma azia por estas bandas, não sabem comentar sem insultar. Uma pessoa até perde a vontade de vir aqui.

  24. PMS says:

    Enquanto leitor assíduo do pplware, mas que não é fanboy de marca nenhuma, apenas um fã de tecnologia, acho que deviam limitar os comentários por utilizador… ou fazer um diferente tipo de filtragem.
    É realmente desesperante ver a opinião das pessoas e ver, em todos os comentários, o contributo de uma só pessoa a demonstrar sempre a mesma opinião… É uma sugestão

  25. vargas says:

    Depois do que a ultima actualização do IOS fez ao meu 5S, acredito seriamente que a maçã faz tudo para forçar as vendas do novo brinquedo. Desde a demora no arranque á dificuldade em ligar-se a redes 4G que acabam por encravar o sistema…vale tudo.
    Quem tem IOS, não vale a pena actualizar o sistema, a menos que queira passar raiva com a perda de desempenho.

    • apple says:

      não tenhas duvidas que, a tendência da Apple comece seriamente a ir por essa vertente, updates mais curtos tipo android e depois quem se quer manter actualizado, tem de comprar novo equipamento, pois eles na corrida com a concorrência, já estão a começar a borrifar-se para os modelos das gerações anteriores, lançam o update por lançar, capado naturalmente, pois o IOS mais actual está virado para o aparelho recém chegado e não para os seus antecessores, o que depois acontece é exactamente o que te está acontecer…

    • Nuno A says:

      não sei do que falas aí, o meu 5s está a bombar, fuido e super rápido como novo com o ios10.0.2, já para não falar que a bateria dura mais tempo do que no ios9.3.5 . liga-o ao itunes faz uma copia de segurança cifrada para o pc, e restaura apartir do itunes. se não souberes como se faz vai ao youtube

    • APereira says:

      Se tens problemas com o iOS 10.x com o teu 5S quer dizer que ele deve de estar com problemas…

      Anda aqui um 5S com iOS 10.0.2 e até agora nada a queixar…

      Tirando o facto de terem retirado o swipe to unlock, tudo a bombar.

  26. Intel says:

    O problema é que as “grandes marcas” querem viver da fama, produzindo componentes cada vez mais baratos e de menos qualidade para aumentar as margens de lucro, porque se repararmos os topo de gama continuam a aumentar o preço de venda. Aproveitam os “fanboys” que pagam o que for para ter o último modelo todos os anos. A Samsung já está a pagar por essa falta de qualidade, com isso vão perder alguns clientes, é certo.

  27. bill gaitas says:

    eu ainda estou há espera do meu, por falta de stock, que vergonha esta gente, só produzem um modelo por ano, e depois não antevêem a procura ser enorme, e não conseguem ter stock disponível com prazos aceitáveis…

  28. me and me says:

    Vitor m.

    A tua pseudo aula de historia começa a ficar errada logo quando dizer que o macintosh foi o primeiro PC a ter GUI…
    O primeiro foi lançado pela zero PARC.. Google it.

    O resto não escrevo pq dica longo demais…

    Investiga melhor sobre a história globalmente, e não so sobre a Apple ou “applemente”….

    Boa noite e espero que não apaguem o comentario como tem sido habito

    • me and me says:

      Edit: Xerox parc

    • Vítor M. says:

      Pesquisa tu porque truncaste o meu exemplo, contudo, Googla melhor que irás descobrir o Xerox Alto, que data de 1973 😉 mas vê aqui.

      Mas há diferenças/argumentos e eu refiro isso mesmo no final do comentário 😉 se lesses claro!

      O resto, pronto, ficaste a saber mais, aprendemos todos os dias, e acho que com vídeo é tudo, foi mais fácil dar exemplos.

      Quanto á exemplos fora da Apple, faço como sugeri, vê aquele filme. Vais aprender muito mais, sobretudo a perceber o mundo actual da tecnologia. 😉

      • me and me says:

        Vi o filme no ano da estreia… E o filme mostra bem o que se passou entre Apple e microsoft.. Nomeadamente o baile que o bill gates deu ao jobs… A história da indústria não se resume a 2 empresas…

        Trunquei o exemplo? Tu é que afirmaste como soubesses que estavas a ser correcto…

        Sabias que o iphone não foi o primeiro smartphone criado?
        Google it por first smartphone… Remonta ao ano de 1999…

        Sabia que o ipad não foi o primeiro tablet criado pela industria?

        Ha algum tempo que eles não foram os primeiros a fazer o que for… A Apple sim, evoluiu antigos conceitos devido a evolução da tecnologia…

        Aqui o que esta em causa é que falaste em ser os primeiros, eles foram mas não nos exemplos que tu deste.
        Tentaste dar uma aula de historia… Mas apenas gloroficadte os feitos da Apple… Não os feitos da indústria…

        Mas isto é a minha opinião baseada em factos históricos.. Nada mais

        • Vítor M. says:

          Não digas disparates. Diz lá que mercado projectou os que afirmam ser os primeiros? Quantas unidades de mercado colocaram à venda?

          Estamos a falar no mercado e não no papel. A tua atitude de ver o filme como ‘dar baile’ diz muito da tua atitude. Vê como tecnologia e não como uma equipa da bola.

      • me and me says:

        loooooooooool.
        mas foi o que fiz… dai ter falado da Xerox PARC, que depois surgiu desta divisao da xerox, o Xerox Alto no ano em que falas… com GUI ANTES DA APPLE… isto que eu quis dizer porque tudo disseste, cheio de força e ar nos pulmoes, que o machintosh foi o primeiro PC com GUI a ser comercializado…. le o que escreves antes de, sei la, tentares dar aulas de historia.

        anyway, o meu ponto (pessoal) é que TODOS foram importantes na industria. uns com inovaçoes, como o xerox alto. outros por saberem re-fazer uma ideia ou conceito, como o iphone*.
        nao sou so eu a dizer, é a historia em si….

        * o iphone nao foi o primeiro smartphone a ser comercializado… deixo-te a ti a tarefa de encontrares por ti o “simao”….

        eu nao trunquei nada, tu vieste tentar dar uma aula de historia, ou la o que foi, para mais uma vez tentares dizer que a apple é deusa no mundo da tecnologia…
        eles foram bons, eles foram importantes… mas nao os unicos.. apenas isso.

        • Vítor M. says:

          Foi, lê, levaste uma aula e mesmo assim estás a truncar as coisas, não fazes a mini a ideia do que estás a misturar. Ainda por cima, copias mal. Levaste uma aula e Ainda foste para o Google sacar exemplos de coisas que acreditas e nem sabes da sua existência 😉 nem fazes ideia do que representaram para o mercado. Cheio de coragem e peito escreves umas palavras e não tens a mínima noção do que dizes sobre essa tecnologia (nem o nome sabes dizer direito) 🙂

          Além de uma aula, ainda levaste TPC 🙂

          Mas, não se trata de uma questão de ser da Apple ou não, trata-se de tecnologia que fez o caminho das pedras no mercado, nao deves ter uma posição de hater só porque vês como clubes as marcas, estás errado 😉 isso é infantil.

          Qual deusa qual parvoíce, apenas são hoje pilares importantes para que percebas a realidade, para ti e para todos, há uma história feita pela Apple, pela Microsoft, pela IBM, pela Xerox, pela HP e muitas outras que não apareceram nos anos 90… mas sim lá atras nos anos 60 e 70.

          • me and me says:

            primeiro, eu nao sou hater de nenhuma marca…
            segundo eu sei que a apple foi importante para a industria e avanços da mesma….

            o que eu disse e volto a dizer, a apple perdeu terreno no mercado PC, que era o seu core bussiness. em 1998 as vendas subiram devido ao hype do regresso do steve jobs a empresa.. subiram claro que sim. mas o que salvou a empresa foi terem-se voltado, e bem, para o mundo dos gadgets (ipod, iphone, ipad, etc) porque ate entao estava fraquinho.. e todos nos sabemos…

            agora relativo a tua aula de historia:

            eu apenas contra argumentei o que dizias. a apple sabe fazer bem as coisas, mas nao foi pioneira em termos de conceito ou primeiro produto a ser comercializado em:

            PC com GUI
            PC miltimedia
            1º leitor musica digital
            1º smartphone
            1º tablet
            etc etc etc..

            foi isso que eu disse. eles nao foram os primeiros. eles foram bons em pegar na ideia e re-inventar e criar produtos bons…

            volto a frisar, eu considero os produtos deles bons, assim como outros do mercado…

          • Vítor M. says:

            Tá benhe pronto. Mas agora diz-me, com número sff, onde está a perda da Apple nos últimos 10 anos. Se possível, enquadra com a conjuntura do mercado tecnológico. Repara depois tudo o que a Apple e a Microsoft fizeram para ajustar as suas estruturas gigantes às novas condições desse mesmo mercado. Repara bem tudo o que a própria Samsung sofreu para se ajustar e como lhe correu a vida. Repara o que aconteceu à Nokia, a gigante dos telemóveis, vê o que resultou. Pega na Ericsson e vê o que se passou com essa gigante sueca das comunicações. Eleva a Motorola ao mesmo expoente e repara no resultado.

            Não podemos falar em primeiros os que não saíram do papel, quando o assunto é mercado, são as vendas, são os equipamentos que tens no bolso, em cima da mesa ou lá em casa em cima do móvel. Estamos a falar de coisas palpáveis. O resto é poesia 😉 o que importa é o que dá vendas, empregos e faz este mundo girar. Isso é a realidade pura e dura e não a realidade idílica.

            O segmento da tecnologia, nos últimos 10 anos, sofreu grandes modificações, muitos recuos e avanços, mas igualmente viu chegar a China com todo o seu potencial de criação e venda (quando era apenas de fabrico e assemblagem). Isso dá valor a quem se mantém no topo a competir. A Microsoft comprou e vendeu a Nokia (divisão de dispositivos móveis, a mais rentável a dada altura, vai parar às mãos dos chineses), a Google comprou e vendeu no prejuízo a Motorola (que está nas mãos dos chineses), a Hewlett-Packard (HP) vendeu a divisão de software, a Autonomy, à Micro Focus. O negócio ascende a 8,8 mil milhões de dólares. A Sony vendeu a sua divisão de PCs – ou seja, a famosa linhas Vaio.

            Portanto…

            É fazer as contas e veres quem ao longo destes 10 últimos anos apenas comprou e lançou no mercado produtos (serviços, software, dispositivos) em vez de vender para pagar prejuízos.

            Atenção, 10 anos e não dois ou três 😉

            PS: A outra empresa norte-americana, a Alphabet, também vendeu, pese o facto de ser outro colosso que dificilmente poderá cair na tentação de ter prejuízos globais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.