PplWare Mobile

Apple começou a reduzir as encomendas de novos iPhones


Autor: Pedro Simões


  1. B@rão Vermelho says:

    Pelas notícias do euronews, tanto a Apple como a Samsung os dois maiores vendedores no mercado de telemóveis, ficaram impressionados com os resultados da Huawei, e prevêm um ano de 2016 muito complicado, pela forte concorrência dos frabicantentes Chineses.
    E com muita razão os preços estão completamente desajustados da realidade.

  2. Duarte Sousa says:

    O motivo é o preço absurdo que pedem por eles, ainda mais com a concorrência a fazer cada vez mais por menos dinheiro. A ideia de aumentar os preços na série 6S foi infeliz e só demonstra aquilo q todos nós sabemos: a ganância.

  3. vaderstarlight says:

    Tao a reduzir vendas porque os consumidores ja abrirão os olhos

  4. Rui Pedro™ says:

    Tanta especulação em torno de um smartphone. Pelo artigo até parece que essas fabricas só fabricam componentes para o Iphone. A Foxconn fabrica componentes para outras marcas seja de pcs ou smartphones.

    • Galo says:

      No caso no iphone não são componentes…o aparelho é mesmo produzido lá, com componentes vindos da samsung, entre outros.
      Não sendo o negócio único penso que deve ser o com maior peso na Foxconn..

      • JBM says:

        Aquele não é o único local da Foxconn onde os iPhones são montados, nem a Foxconn é a única empresa que monta iPhones para a Apple.

        • Galo says:

          Certo…eu não disse o contrário 😉

          • JBM says:

            Não disseste o contrário nem eu disse que disseste o contrário. Mas põe em causa a valorização que fazes do rumor, de que esta suposta informação representa algo significativo sobre a produção do iPhone ao dizer que é o que tem mais peso para a Foxconn. Mas se há mais fábricas envolvidas e se aquela fábrica tem outros clientes para além da Apple, então na verdade não se consegue fazer grande análise, mesmo acreditando no rumor que já foi desmentido pela Foxconn.

  5. joao says:

    Para quem gosta muita da apple esta semana deu 2 episódios sobre a empresa no programa 60 minutos (sic noticias),

  6. JBM says:

    Todos os anos aparecem estes rumores apresentados desta maneira e todos os anos as vendas têm crescido anualmente, com comportamento sazonal. E todos os anos isto é usado no mercado de acções para fazer oscilar as cotações…
    A Apple tem vários fornecedores para muitos dos componentes e tem várias fábricas a montar o iPhone, de pelo menos 2 empresas diferentes, o que torna muito difícil qualquer avaliação sobre a produção por informações isoladas.

    • Felipe Teixeira says:

      A avaliação só é difícil para uma eventual redução, se fosse para um aumento, a dificuldade da avaliação era esquecida.

      • JBM says:

        mesmo? Então porque é que todos os anos aparece este género de notícias e depois verifica-se que as vendas crescem anualmente? Parece que não foi assim tão fácil nesses anos. A Apple já em várias ocasiões chamou a atenção para quem quer tirar conclusões a partir de dados isolados de alguns fornecedores, que a sua cadeia de produção é muito mais complexa

  7. jesus jones says:

    o declínio já tinha começado mas foi abafado agora já não da mais para abafar ele

  8. Mylittlelife says:

    A concorrência das marcas domésticas (chinesas, que lançam telemóveis de gama média / média-alta a preços 40-60% dum iphone) é muito forte, e a melhoria do Android é notória, o que faz com que uma grande parte dos consumidores não veja razão em comprar Apple.

    Outra razão é o desenvolvimento muito lento do iOS, que em cada nova geração traz apenas melhorias de pormenor, ou o que não é de pormenor, já existe na concorrência há muito tempo. Eu vejo várias pessoas no meu entorno que tinham iphone a andarem com Nexus, Oneplus, etc

    • JBM says:

      outra razão é que as vendas todos os anos decrescem face ao Natal, mas crescem face a 1 ano antes, e todos anos saem estes rumores e se faz este alvoroço como se os rumores permitissem uma análise precisa da produção

      • Mylittlelife says:

        Os números podem ser manipulados, e um aumento das vendas só porque se abriram mercados novos como o chines, nao espelha o sucesso no resto do mundo.

        A maior parte das operadoras nos mercados clássicos estao a fazer reducoes brutais nos contratos a ver se escoam os iPhone 6(s), tal na altura do Steve Jobs nao acontecia. Também nas várias empresas no meu entorno e até no seio de amigos iFans, o apelo pelos novos iPhone 6s é muito muito muito baixo. Tao baixo que a maioria prefere ficar pelos clássicos 5s ou pelo 6.

        Nesta ordem de precos 700 – 1800€ as pessoas vao testar os aparelhos e se nao convence..nao compram. Eu estou muitas vezes nas lojas a brincar com o novo Macbook que acho lindíssimo, iPad Pro, etc e quando olho para a etiqueta do preco e o que recebo em troca e nao tenho qualquer estímulo para comprar. Como eu muitos que nos mercados clássicos já “saturaram” das propostas menos interessantes da Apple. Como exemplo dou que na zona onde moro/trabalho o poder de compra é bastante alto e os iPad Pro, 6s e novo Macbook ficam nas prateleiras. Se o 6s ainda “se vai vendendo com políticas de contrato agressivas”, os novos Macbook e iPad Pro já sao as unidades em stock há semanas/meses.

        Ainda há um par de dias tive a brincar com um iPad Pro + Surface Pro 4 i5 (lado-a-lado) e o iPad Pro parece um iPad para gente com problemas de visao!!! Os dpi nao foram mudados e os icones e espacamento entre eles é enorme! E a abrir/navegar no Safari vs. Edge SP4 i5, o iPad Pro nao parecia nem tao fluído, e parecia que quando havia anúncios quebrar o ritmo, ao passo que o SP4 nem tremia (Edge).

        Nao tem haver com favoritismos, mas sinceramente os novos produtos de 2015 parecem ser desinteressantes para muita muita gente nos mercados tradicionais.

        • JBM says:

          Agora são os números oficiais que são manipulados? E é nos rumores e na tua opinião sobre os produtos que se deve acreditar e confiar na precisão, mesmo sabendo que a Apple tem várias fábricas para o iPhone e fornecedores diferentes para os mesmo componentes?
          Promoções dessas existem há pelo menos 2 anos e os resultados da Apple continuaram a crescer em volume e dinheiro.
          Os aparelhos ficam nas prateleiras? Andas a ver os números de série sempre que passas pelas lojas?
          As tuas críticas para o iPad Pro não fazem muito sentido. Dizes que é para pessoas com problemas de visão, mas queres culpar a tua observação da “home screen” e extrapolar para o resto por os DPIs serem os mesmos, mas estás enganado. Se o interface do iOS para os iPads só dependesse dos DPIs o tamanho de todos os elementos do interface seria o mesmo que no iPad Air, e não aconteceria o que queres dar a entender. E na verdade é até mesmo isso que acontece com todas as aplicações que respeitam as APIs de interface delineadas pela Apple, todos os elementos têm o mesmo tamanho que no iPad Air aumentando o espaço disponível, por isso não foi feito para pessoas com problemas de visão. O “home screen” é que sofreu alguma adaptação para manter o número de icons de aplicações por página. E as aplicações que não adoptaram as APIs da Apple sofrem aumento de escala, que aconteceria qualquer que fosse o DPI do ecrã.

        • Rui says:

          Eu passei recentemente dum iPhone 4 para o iPhone 6S e só penso em trocar novamente se sair o 6C (mais pequeno) ou daqui a 4 anos. Quem tem o 5S ou o 6 vai trocar para quê?

          O mesmo se aplica ao iPad, que quem tem desde o iPad 3 (com retina) para a frente, vai trocar para quê?

          O iPad Pro, sinceramente é dos produtos que menos sentido me faz mas, quem o compra lá terá os seus motivos. Para mim nem faz sentido comparar o iPad Pro com o Surface, são produtos diferentes. Mas também não comprava o Surface, prefiro muito mais qualquer Macbook… gostos.

          Ou seja, parece-me (e posso estar errado), se as vendas diminuírem julgo que uma fatia muito importante é pelo facto da qualidade dos produtos não obrigar a uma troca frequente, o que diga-te de passagem é bom para o consumidor. Quiçá que quem troque se sinta enganado e depois volte à Apple 🙂

        • JBM says:

          Agora são os números oficiais que são manipulados? E é nos rumores e na tua opinião sobre os produtos que se deve acreditar e confiar na precisão, mesmo sabendo que a Apple tem várias fábricas para o iPhone e fornecedores diferentes para os mesmo componentes?
          Promoções dessas existem há pelo menos 2 anos e os resultados da Apple continuaram a crescer em volume e dinheiro.
          Os aparelhos ficam nas prateleiras? Andas a ver os números de série sempre que passas pelas lojas?
          As tuas críticas para o iPad Pro não fazem muito sentido. Dizes que é para pessoas com problemas de visão, mas queres culpar a tua observação da “home screen” e extrapolar para o resto por os DPIs serem os mesmos, mas estás enganado. Se o interface do iOS para os iPads só dependesse dos DPIs o tamanho de todos os elementos do interface seria o mesmo que no iPad Air, e não aconteceria o que queres dar a entender. E na verdade é até mesmo isso que acontece com todas as aplicações que respeitam as APIs de interface delineadas pela Apple, todos os elementos têm o mesmo tamanho que no iPad Air aumentando o espaço disponível, por isso não foi feito para pessoas com problemas de visão. O “home screen” é que sofreu alguma adaptação para manter o número de icons de aplicações por página. E as aplicações que não adoptaram as APIs da Apple sofrem aumento de escala, que aconteceria qualquer que fosse o DPI do ecrã.

  9. str says:

    Parece-me que em breve vamos entrar noutra fase de credito fácil, consumo desenfreado e consequente endividamento, muitas vezes desnecessário, das famílias portanto temo que esta redução nas vendas desta empresa e outras seja algo temporário. Aguardemos

  10. iSad says:

    Pessoalmente mudo de telefone de 4 em 4 anos. Nao acredito que nem 80% das pessoas normais facam upgrade todos os anos por isso sera normal este modelo a exemplo do S6 nao alcancar o numero de vendas das versoes anterior. Sendo que a exemplo das Tablets o mercado destes esta saturado a mais de um ano.

    • Mylittlelife says:

      Os mercados tradicionais já estao muito saturados: os modelos topo-de-gama iOS/Android de 2014 já sao muitíssimo poderosos, e a maior parte das pessoas está satisfeita. Agora quando mudam, mudam para modelos de gama média-alta porque a nível de preco estao ajustados.

      Quem tem um iPhone 6, iPad Air, Note 4, LG G3/G4 e afins, que estimulo tem para comprar um 6S, iPad Pro, Note 5 e afins? pouco ou nenhum. Eu vejo mais gente a comprar um iPhone 6 mais em conta (ou em 2a mao) que a largar balúrdios por um 6S. Ainda mais com a Apple a lancar versoes de 16 GB…no comments.

  11. Miguel Nóbrega says:

    O pormenor dos trabalhadores da Foxconn a trabalharem sorridentes 😛

  12. Sakamoto says:

    Que metam o iPhone mais barato a ver se não começam a vender bem novamente. Se descer o preço eu estou comprador de um. Mas por muito que goste da Apple e de iOS, com as alternativas Android que há no mercado a preços bem mais convidativos, torna-se difícil optar por Apple.

  13. PSN says:

    Dia 24, eles apresentam os resultados, e depois, vemos o que se passa.

    Sempre a mesma coisa todos os anos!

  14. RF says:

    Digam o que disserem, mas largar 600/700 ou 800Eur. por um iPhone 6S um Samsung S6 e por aí adiante é um verdadeiro absurdo! E isto nem tem nada a ver se se tem dinheiro para se comprar ou não.. Depois temos os chineses a lançarem marcas como Huawei com óptima relação qualidade/preço.. e estes sim a custarem metade dos valores que referi.. Portanto é natural que as grandes/conceituadas marcas venham a sofrer reduções significativas nas suas vendas.

  15. JBM says:

    A censura prévia no Pplware está cada vez pior, parece que há cada vez mais palavras banais a fazer desaparecer comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.