PplWare Mobile

Análise: Samsung Galaxy A7 (2018) e a sua câmara tripla


Maria Inês Coelho

Gestora de conteúdo e de redes sociais do Pplware. Mestre em Economia, foi o fascínio pelo universo da tecnologia e da comunicação que falou mais alto.

Destaques PPLWARE

13 Respostas

  1. FugaparaVigo says:

    Só por ter jack já vale mais que muitos.
    Também tive a oportunidade de testar um e mesmo sendo de gama média, é bastante fluído e interessante.
    O preço talvez não seja o melhor dentro do que existe no mercado, mas a qualidade e fiabilidade da Samsung é algo a ter em conta.

  2. pedro says:

    a gama A da Samsung não tem o devido sucesso dvido aos seus preços serem sempre superiores aos da concorrência !!! a única coisa que valoriza este A7 é o ecran super Amoled … a concorrência usa os sensores da Samsung e/ou da Sony e consegue por no mercado equipamentos tão bons ou melhores que estes pelo mesmo preço (ou mais baixo) e com SOC superior !!!

  3. ricardo felizardo says:

    micro usb ? Que raio se passa com a samsung?

  4. Pedro Monteiro says:

    Porque haveria de comprar este telefone se existe a menor preço S7 e S7 Edge? São de duas gerações passadas mas muito superiores!

  5. José says:

    Comprei este modelo. Custou-me muito optar por uma Android, mas nesta gama de preços não existe alternativa. Fiquei surpreendido com a qualidade de construção e solidez que apresenta. É um equipamento bonito e simples, é o que se pretende. Tem como virtude e defeito ao mesmo tempo o facto de ser algo escorregadio, se não tiver capa alguma mesmo com a vibração de um toque pode “esgueirar-se pela mesa, sobretudo se estiver próxima da de uma das beiras e cair. Apesar disso não deixa marcas é de fácil limpeza, a “agarra-se bem à mão. A imagem é para mim, a melhor de todas nesta ordem de preços e até muito acima, e sou bastante exigente nesse aspecto, se a soubermos calibrar ficamos com um equipamento com exc3elentes cores e uma gama bastante alta, fiel e sem os “exageros” da Samsung. O som, não é nada de mais considero ser até o ponto mais fraco do equipamento, som típico de um telefone onde se denota, sempre estridência e algum exagero nos baixos. Sou apreciador de bom som e de equipamentos de gamas muito altas, noto de imediato os defeitos de equipamentos mas “simples”. Os telefones nunca me deixarão de me dar a impressão de estar a ouvir música vinda de um funil! Comprei uns bons auscultadores e melhorou muito, o que quer dizer a nível de processamento interno é melhor do que aparenta. O Dolby Atmos, só funciona com auscultadores mas não ouvi um palco sonoro melhor por causa deste filtro, aliás raramente contribuem para tal, porque ou a fonte e a gravação são mesmo boas ou então pouco há a fazer para disfarçar os defeitos. as minhas fontes são quase todas no formato FLAC que venho a adquirir na LINN, marca que não deixa dúvidas sobre a sua qualidade. Dá para ouvir sabendo que perdemos mais de metade dos detalhes, mas isso acontece em todos os telefones, não se iludam. Na fotografia, é o que sempre achei de um telemóvel, mesmo os topo de gama que por cá em casa também moram alguns da Apple Ipad, Iphone 8 e O Note9 da minha mulher (que entende dá-lhe muito jeito para apresentar as suas aulas) e Huawei que meu filho influenciado pela namorada comprou, e já quer mudar – esse, bem pode esperar. Como amante de fotografia acho-as quase todas um horror, cheias de compressão e com “sabor” artificial, é defeito meu por ser um perfeccionista e preferir ter uma boa máquina de fotografar para fazer fotografia, o que é diferente de fazer retratos. Na hora em que resolvemos imprimir alguma nota-se de imediato qual foi a origem, portanto há muito para fazer neste caminho. Nem sei se será possível por limites físicos ou da física melhor muito mais. E sim já testei com vários destes raramente me enganam, só num caso ou outro admito. Mas, para retratos serve é muito bom comparado com outros de gamas muito superiores. A fluidez é muito boa, ao nível dos melhores. Em relação à abertura das apps, como está referido no artigo, só digo: depende. Experimentei topos de gama durante o processo de escolha e entendi que por esperar um “cagagéssimo” de segundo não vale pagar mais do dobro ou até mais. Para mim serve perfeitamente para o uso e eu até sou dos que usa todas as funções, mas que jamais dará mais do que 500€ por um equipamento destes por muito “smart” que seja, penso que eu deverei ser ainda mais e faz muito bem dar uso ao cérebro. Para jogar, outro aspecto onde não nota nada de grande nota, é fluido e sem problemas, mas coloco sempre aqui algumas “precauções” pois não experimentei jogos mais exigentes, admito. Agora sobre os serviços que a Samsung “oferece” bom não são maus, mas a app sobre o clima insiste que eu vivo em Queijas, e moro em Oeiras! No meus Lumias, detectava ao metro o local onde me encontrava, tive que recorrer à “meteorologia” da Microsoft que vem embutida, infelizmente na do Outlook, deveria ser possível separar estas funções – se alguém conhecer um método agradeço que me indiquem. Como não gosto dos serviços da Google, coloquei o máximo que pude da Microsoft, como estava habituado e me dá imenso jeito no meu trabalho diário, não iria mudar o que me tem dado provas de solidez e facilidade: Há a lamentar que o Edge, que é um excelente navegador, não permite ao contrário do WM10, mudar de separador ou página com um simples deslizar do dedo para direita ou para a esquerda, mas de resto é rápido e seguro e resolvi não usar outro. Mas estas são opções minhas, cada um sabe de si. Tem de facto o tal erro na ecrã de suspensão, não afecta nada. finalmente em relação à bateria depende do uso que tivermos como é óbvio, no mínimo dá mais para de meio dia, a ouvir música, ver filmes e televisão ou jogar. Mas funções base da Samsung permite desligar tudo o que consuma energia a mais. Num uso regular dá de facto para dia e meio. Não é grande coisa, mas parece-me estar na média. Com pessoalmente me recuso a comprar algo que seja feito na China, fiquei contente por ver que a minha unidade foi construída no Vietname, um bónus , na luta contra esse regime “Big Brother 😉 e que ataca os Direito Humanos com todo desplante.

    • Pedro Monteiro says:

      Pelo preço que pagaste compravas um S7…

    • ze says:

      WTF! “pessoalmente me recuso a comprar algo que seja feito na China, fiquei contente por ver que a minha unidade foi construída no Vietname, um bónus”

      • José says:

        Não vou perder tempo com explicações de Ciência Política nem sobre direitos humanos. Mas é bonus por ser um país pobre que precisa de ajuda e apesar do seu regime, que por sinal até recebe hoje porta-aviões americanos, não consta que roube tecnologia para vir a usar contra os seus vizinhos para lhes roubar território, ou ameaçar aqueles que o permitaram enriquecer e dotar-se de alta tecnologia sem ter gasto um cêntimo ao mesmo tempo que lhes apontando-lhes mísseis, trata-os como inimigos, enquanto os engana com sorrisos amarelos. Para alguns perceberem apenas isto é um esforço intelectual brutal e desumano. Eu digo wtf é ver tantos papalvos que não vêm ponta da questão.

  6. cK says:

    Face ao A8 2018, penso que a Samsung falhou com este equipamento. Não tem Fast Charge, IP68, USB Type-C.

  7. José Sousa says:

    Comprei-o porque acho que atende ao que preciso e estou satisfeito com a SAMSUNG, mas, ao tirá-lo da caixa, que grande desgosto ao ver que é Micro Usb. NUNCA pensei que a SAMSUNG fizesse isso num equipamento moderno e desta gama. É que eu nem fui me preocupar com isso quando vi as suas características técnicas, porque tenho um A5 de 2017 que já não é assim. De cavalo para burro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.