Aliança entre RIM e Microsoft à vista?


Destaques PPLWARE

33 Respostas

  1. Carlos says:

    Penso que podiam aceitar e manter ao mesmo tempo a sua plataforma, tentavam assim ir buscar mais vendas por oferecerem dois tipos de plataforma uma para o mercado de entretenimento e outra para uma vocação mais profissional.

    Não sei qual é a margem de manobra deles mas estar a negar a proposta de Microsoft para o WP8 e depois cair na falência porque o seu sistema sozinho afinal não deu rentabilidade é um risco duro principalmente em termos sociais…despedir milhares de pessoas não é nada agradável nesta altura do campeonato com uma falência desta ordem.

  2. José says:

    Por favor não digam que é o Android o salvador…

  3. carlosf says:

    Pena, eu gostava da RIM (e não da Microsoft). BlackBerry é uma boa opção, gosto…

  4. Samsung compra a Nokia says:

    Só um “mas que também” sobre estas coisas, no caso tablets.

    O Tablet Google/Acer Nexus está a criar grandes engulhos entre os fabricantes de tablet Androids como a Samsung.Não percebem como é que a Google vai vender um produto, em que não lucra, mas lhe faz concorrência. Há quem diga que o Nexus tablet é tão fraquito que, desse modo, não bafa os outros fabricantes.

    Mas os rumores sobre os efeitos nos parceiros da Microsoft do Microsoft Surface RT, não são engulhos, são pedregulhos. O que se diz é que a Microsoft fez uma espécie de parceria com os fabricantes de hardware para o desenvolvimento do Surface, sacou-lhes a informação e depois fez-lhes um manguito, que os deixou pior que estragados.

    O link que se segue é de pessoal da área Apple (o que não faz deles burros) a reproduzir esses rumores:
    http://appadvice.com/appnn/2012/07/under-the-surface-microsofts-arm-tablet-is-a-terrible-mistake

    Voltando à RIMM, que no trimestre que terminou em 30 de Junho produziu 7,8 milhões de BlackBerry e à volta de 260.000 tablets BlackBerry PlayBook, pode interessar à Microsoft para entrar no mercado dos smartphones (já desmentiu que lhe interessava, mas enfim).

    Se isso se concretiza, lá vãos os fabricantes de smartphones com Windows Phone, como a Nokia, ficar ainda mais lixados e vão-se virar para outros lados.

  5. André says:

    Microsoft a benemérita, primeiro foi a Nokia e agora a RIM. Qual será a próxima empresa a submeter-se?

  6. Cris. says:

    Na minha opiniao, somente Android, WP, iOS é que vao ficar no mercado dos “Ecosistemas” Mobiles, sim ecosistemas ja que somente SO mobile é decada passada. BBos, Meego/Tizen, (BadaOS,symbian lol!) e afins jà nao acredito que tenham alguma hipotese. Dai acho que a RIM deveria apostar no WP e fornecer em exclusivo nos seus aparelhos aquilo que tem melhor, o serviço de comunicaçoes.

  7. Pois… o orgulho pode matar. E a RIM já está a ser vítima dele.

    • Nuno says:

      Esta politica faze-me lembrar o que aconteceu com o VAX-VMS, melhor sistema operativo de sempre e que nunca se soubr adaptar. Aparentemente a RIM vai pelo menos caminho.

  8. Serva says:

    Bom dia ,

    Eu tenho uma opinião que embora diferente da até agora expressa acaba por seguir o mesmo sentido , eu penso que o sector mobile tem de estar interligado a todo um ecossistema para que possa vingar num futuro muito próximo , é isso que os utilizadores vão privilegiar , logo parece-me que a RIM infelizmente não tem esse ecossistema e não tem meios financeiros para o fazer .

    No fundo PCs , tablets , smartphones , portáteis e outros dispositivos domésticos ligados a domotica têm de fazer esse ecossistema que vos falo , sem essas capacidades prevejo que tudo o que surja fora deste contexto corresponda a nichos de mercado ou a Países emergentes aonde a tecnologia ainda teima a não surgir com esta integração .

    Quanto a aliança com a Microsoft , penso que a RIM teria mais a perder do que ganhar pelo menos na forma em que este negocio foi proposto , a melhor solução seria mesmo a criação de uma fusão com um dos 3 gigantes aproveitando o que a RIM tem de bom que é basicamente o seu serviço de email , ou então partir para uma fusão com outras companhias mais pequenas e aproveitar por exemplo o SO da Mozilla ou mesmo de uma distribuição Linux , hoje já estão prontos para entrarem no mercado móvel 2 distros Linux o Ubuntu e o KDE que poderiam também tentar com o apoio da comunidade criar uma loja com aplicações e ter o seu próprio ecossistema .

    Cumprimentos

    Serva

    • Ponto um: A questão não é propriamente se a RIM tem ou não bons serviços… Um dos problemas está nos custos que as empresas pagam para usarem os serviços da RIM e hoje em dia as empresas procuram serviços bons e simples a preços rentáveis, e aqui a Google e outras empresas ganham.

      Ponto dois: A RIM está a apostar em terminais com teclado Qwerty físico, e actualmente o teclado físico em equipamentos móveis faz parte do passado, e quem experimenta um equipamento táctil, pouco provável que volte a querer equipamentos com teclado físico.

      Ponto três: O BlackBerry OS é, em comparação à concorrência (Android, iOS, WP), mais virado para o mercado empresarial e por si bem mais confuso. O utilizador final, seja empresa ou particular, procura algo simples de se trabalhar e que ofereça quase ou os mesmos recursos / serviços.

      Para além disso, paga-se bem por um BB, um BlackBerry
      Bold 9790 custa perto dos 500€, e por este preço, dá quase para comprar um iPhone 4 ou um Android topo de gama.

      • @lmx says:

        hummm acho que nunca tives te um equipamento com teclado fisico!!!
        quem experimenta não sai de lá!!!
        No entanto o tactil é uma desilusão!!

        cmps

        • Tive vários com teclado físico.
          Hoje em dia um telemóvel não serve só para mandar mensagens ou fazer chamadas.

          Para muitos, um telemóvel é um equipamento de trabalho, e em certos casos, há necessidade de ter um ecrã maior e um equipamento ter teclado físico impossibilita a existência de um ecrã maior.

          Se vires os equipamentos mais vendidos são equipamentos touch e sem teclado físico.

          • Teksavy says:

            +1 teclado físico.

            Alias o actual Blackberry OS é muito mais estavel(isto visto que tem vindo a sofrer implementações e nao restruturações como o Windows mobile *tech scope*), vejo imensas pessoas a comprar BlackBerrys a gama mais acessivel claro para usar o BBM, o WhatsUp, Msn, Email tudo no centro de mensagens do BB , esta é a justificação que mais oiço mas no entanto isso esta a aconteçer agora por alguma razão os jovens tem vindo a efectuar estas compras em massa nos ultimos 6 meses, isto sao dados do dep.comercial da phone house.

            Em termos tecnicos e relativamente a Parceria, submissão ao Gigante Microsoft não concordo mas se for uma fusão que tenha o melhor do soft da rim incorporado no WP mais a recente aquisição da skype tech esses 3 componentes uff seria espantoso.

      • João Machado says:

        Desculpa, mas não posso concordar com a afirmação do Blackberry ser mais confuso. Tudo o que se faz com um iOS e com Android (nativamente) está lá também e tens que fazer uma progressão de 3 ou 4 drilldowns pelos menus para chegar lá, tal como nestes exemplos que conheço bem.

        A questão do preço pago pelo serviço quase *premium* que se tornaram o BIS e o BES é de facto aberrante, mas quem quer o que ele pode dar, não se importa de pagar mais. Mas é facto que dantes, o que motivava a adesão a estes serviços era algo que doutra forma não conseguias ter em nenhuma operadora de forma consistente: email. Foi isso que lhes permitiu chegar onde chegaram e é agarrado a isso que a RIM está a afundar.

        Na questão que levantaste sobre o preço do hardware, aí concordo plenamente. As specs do Bold 9700 (que custa cerca de 550€, livre de operador) estão ao nível do que encontras num telemóvel Android de 400€.

  9. o says:

    Na minha opinião, se a RIM de junta a MS, poderá ter uma saída, mas temporária, pois os utilizadores não vão gostar da ideia, e o design dos telemóveis penso que não seria boa ideia.
    Mas em vez disso, pegassem por exemplo no recém chegado Firefox OS, podia ser digamos a pioneira do sistema operativo, e fazer frente aos Android, WM e OS 5. Assim pegava neles todos, juntava misturava e pum tenho tudo o que vocês tem mas não sou de nenhum de vos.

    Mais uma vez único, pioneiro (digamos), parecido com todos diferente de todos.

  10. Gerardo says:

    Para mim, a única maneira de estas empresas apanharem o comboio, era lançarem terminais a correrem linux. Mas linux puro, que pudesse correr as aplicações que existem para linux. Assim entravam logo com milhões de aplicações e uma grande carinho da comunidade geek. Imaginem um blackberry ou um Nokia com Ubuntu Phone 1.0, onde pudessemos correr (se o hardware assim o permitisse, Openoffice, GIMP, Apache, etc, etc. E abrir os drivers á comunidade para sacar o potencial dos aparelhos. Esta seria a minha estratégia como CEO da Nokia.

    • Cris. says:

      E cm CEO levaria a nokia à falencia !

      Ja esta mais que provado que interfaces de desktop nao sao adequadas para interfaces de dispositivos moveis veja-se sucesso do iOS e falha do Win. Mobile !

      • Gerardo says:

        Era preciso ser burro para querer o terminal a correr o gnome ou o kde. Claro que o interface teria de ser trabalho da empresa. Um Interface móvel. O importante seria correr linux puro por debaixo, para poder abrir um terminal e fazer o que se quiser. Era uma questão de tempo até aparecerem novas distros e novos interfaces, como o gnome e o kde. Depois com suporte para periféricos, era um mini PC linux. Tenho a certeza que era uma aposta ganha.

  11. Sérgio says:

    Começo a achar este ramo dos telemoveis/smartphones uma banalidade..
    Isto está igual à roupa, veste-se mais o que está na moda..

    Eu num café com 3 amigos meus pego num iOS, num WP e num android de TOP e objectivamente fazem as mesmas coisas quase à mesma velocidade.. A unica coisa que varia é o aspecto e o market de aplicações.

    Todos os dias crucificam as marcas pelas opções que tomam relativamente aos softwares que desenvolvem e esquecem-se que metade das pessoas so usa um iphone para telefonar, mandar mensagens e mostrar aos amigos.

    Lembro-me tambem da noticia sobre a nokia despedir bastantes trabalhadores, deram tanta relevancia a isso que nem consideraram um acto normal de gestao. Pois se a Nokia tenciona acabar com os terminais Symbian ate 2016 é normal que despeça as pessoas que desenvolvem esse software.

  12. BADABUUUUUM says:

    eu não vejo de tanto alarido com o android, o bb10 foi lançado um pouco tarde.. como os outros sistemas (symbian^3, wp7, webos3, bb10 etc..)

    a rim é que tem que ver como vai ficar, mas eu acho que cada empresa devia ter o seu SO e nao depender dos outros (antes era assim! ou parecido!)

    off: a samsung parece que abandonou o seu querido BADA

  13. João Machado says:

    Boas a todos!

    Enquanto utilizador orgulhoso de um Bold 9700, tenho que reconhecer que a RIM está a ficar para trás mais rapidamente do que eu gostaria.

    Algumas das sugestões aqui feitas sobre da RIM adoptar o Mozilla OS parecem-me absolutamente disparatadas. Senão vejamos: o BBX10 está (virtualmente) pronto, é o OS utilizado no Playbook. A versão que eles precisam de concluir requer implementação de todo o backbone de serviços exclusivos de *telefone* que não foram ainda criados para o Playbook e esse é o principal motivo de ordem técnica para o atraso do deployment do BBX10.

    Não é no entanto, o único motivo.

    O BBX10 afasta-se em termos de funcionamento de todas as anteriores versões das plataformas BB5, BB6 e BB7. A grande motivação para a encruzilhada da RIM neste momento e na minha opinião é a seguinte: eles não têm massa crítica de desenvolvimento para a plataforma deles. E não é por causa do hardware, nem por causa do SDK, é por causa do marketing que foi mal feito até agora e o esquema de não terem mão absolutamente nenhuma no App World que tem mais lixo que outra coisa.

    Isto resulta que por um lado, o BBX10 vai ter que ter legacy support para algumas das apps que tiveram êxito nos Blackberrys e manter os actuais developers contentes, mas por outro lado vai ter que puxar gente para uma nova plataforma que pelo que conheço, é muito promissora.

    Posto isto e no que toca à pergunta: a Microsoft não tem resposta para este problema, muito menos forçando o licenciamento do Windows Mobile para a RIM.

    O que eu esperava que acontecesse se a Microsoft injectasse dinheiro na RIM, era para canibalizar o portfolio de patentes da RIM no que toca à estrutura de comunicações que eles têm, reciclá-la para o Windows Mobile e depois deixar a RIM a apodrecer, cadavérica, num canto e a sobreviver da baixa receita que isso lhe iria gerar, sem poder vender telemóveis nem capitalizar os seus serviços de forma exclusiva.

    Solução para a RIM dar a volta por cima, na minha opinião era seguir um rumo semelhante ao da Apple: fazer 2 equipamentos apenas (1 touch, outro com teclado físico para os puristas), high-end, ciclos de actualização de specs semelhantes, policiar convenientemente o App World e torná-lo apetecível para developers, investir no BBX10 para torná-lo de vanguarda a cada iteração e concessionar a um preço razoável os serviços BIS e BES para as operadoras, que cobram couro e cabelo ao utilizador final por um serviço que a única benesse que traz neste momento face a um serviço de dados convencional é a compressão de tráfego a 30%, porque em termos de funcionalidade e segurança, os outros concorrentes mais dia menos dia apanham o ritmo.

    Parabéns e obrigado se leram até ao fim :) sei que me estiquei um bocado! ;)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>