Sistemas de numeração: Decimal, Binário, Octal e Hexadecimal


Destaques PPLWARE

49 Respostas

  1. Ikari-pt says:

    Já agora adicionavam ai dois muito importante, o gray e o duodecimal

    • PT says:

      Ai sim?? que eu saiba os mais importante e os ensinados nas escolas e faculdades sao aqueles 4!!

      • Ikari-pt says:

        Pois, em faculdades, aquela malta que raramente pena num equipamento, vais a uma escola técnica, e tens la coisas do tipo Encoders, usados em todo mundo, que qualquer técnico de electrónica sabe o que é e depois tens os Engenheiros de electrónica, que podem ou não saber, mas la esta, não consta os ensinados…

        Quanto ao duodécimo, foi adoptado por muitos países como medida monetária por exemplo, valia a pena mencionar isso.

      • João Sousa says:

        é verdade eu ando num curso profissional e os que aprendi foram os quatro que estão mencionados neste artigo

    • Telmo says:

      Desculpa lá, mas tenho de discordar. O duodecimal quase não é utilizado. E o código de Gray há já muito tempo que caiu em decadência, o que não é de estranhar, dado que foi inventado com o intuito de ser utilizada na era pré-transístores (sim, aquelas válvulas velhinhas).

    • iMatos says:

      Base 60(hora) também é bastante utilizado… quem não utiliza, raramente chega a tempo(horas)!

    • Anónimo says:

      O “grey” é um código, não um sistema de numeração.
      O duodecimal é de facto usado noutras áreas, contudo relembre-se, normalmente quem escreve os artigos neste site é da área cientifica de electrónica, informática ou telecomunicações (daí aparecerem apenas os sistemas mais usados nestas áreas, o binário, o octal e o hexadecimal).

  2. Rodrigo says:

    Excelente artigo!

  3. diogo says:

    Saber as conversões por acaso dava jeito 😀
    Ainda só sei fazer de binário para decimal.
    Que venha daí esse artigo

    • Kazzar says:

      o processo é em tudo análogo para todos os sistemas: divisão sucessiva pela base do sistema até o quociente ser 0.
      por exemplo o n=238 e sist. base 5 (0,1,2,3,4)
      238/5 > q=47 r=3 (q=quociente/r=resto)
      47/5 > q=9 r=2
      9/5 > q=1 r=4
      1/5 > q=0 r=1
      238 em base 5 é 1423.
      para decimal novamente: soma das bases elevadas ao índice do dígito vezes o dígito.
      no caso específico 1423 em decimal é: 5^0*3 + 5^1*2 + 5^2*4 + 5^3*1 =238

      *** muito bom artigo Pedro.

  4. Ahhhhh, bons tempos!

    Ainda me lembro de um exame ou outro em que tínhamos de converter decimal para estas numerações bem como fazer operações básicas com binários (somas, subtracções, multiplicações e divisões).

    Ainda me lembro da minha primeira função de divisão de binários num Micro-controlador. Um while a ir subtraindo! Côsa má eficienti! 😛
    É fantástico a noção que uma pessoa agora tem de que há uns anos atrás era bem pixote! lol

  5. Nuno Catarino says:

    Viva Pedro

    De facto este artigo para é muito elucidativo sobre as varias numerações existentes no mundo digital e não só. No entanto tenho alguma dificuldade em “aceitar” a palavra tensão representar o 1 e o 0 na parte digital. Tudo bem que se trata de 0 volts ou 5 volts, no entanto é o 0 e o 1 representa mesmo on e off, ou ligado e desligado, para os processadores e afins. A meu ver seria mais correto representa-los por estados ou interruptor e não por tensão.

    Muito obrigado

    Nuno Catarino

    • Carlos Carvalho says:

      Nuno ,

      Também partilho dessa dúvida .

      Cumprimentos

      Carlos Carvalho

    • Nuno Catarino says:

      PS – A minha formação é eletrónica e computadores.

      • Pedro Pinto says:

        A minha formação é Informática :)
        Ora bem, quando refiro a questão da tensão refiro-me à presença ou não de sinal. No caso das redes cabaladas, a representação do estado 0 ou 1 é feita à custa da ausência/presença de tensão. No caso da fibra óptica já não é assim. Mas gosto do termo “estados”, pelo facto de ser mais genérico. Thanks

    • pixar says:

      Boas,

      compreeendo o ponto de vista das tensões, mas a verdade é que elas existem. Claro que cada tensão pretende representar um estado (seja ela lógica positiva ou negativa) e, como disse o Pedro, no caso das fibras óticas já naõ podemos falar de tensões. Mas mesmo assim o termo tensão não está mal, quando muito incompleto.

      Cumps

  6. heee says:

    Por acaso vou ter frequência amanhã a sistemas digitais xD

  7. José Baltazar Regueiras says:

    Olá boa tarde.
    Ante de mais o meu muito obrigado a quem se digna informar/formar, gratuitamente.
    Um Bem haja aos autores!

    Sou um programador(zeco) de trazer por casa, que não tendo formação académica superior, gosta e dá elevado apreço a iniciativas que proponham a saida da ignorância.

    Cumprimentos
    José B. Regueiras

  8. Nuno Pinto says:

    Excelente artigo.
    Este tipo de artigos deveria ser mais visto pelos diversos websites ligados à informática, para que os utilizadores saibam o básico do funcionamento de um computador. Hoje em dia as coisas estão tão mais facilitadas que se podem tornar autenticas dores de cabeça quando algo corre mal, tudo devido à falta de conhecimento.
    Se me permitem uma sugestão, acho que seria de extrema importância explicar DMAs, IRQs, e Portas. Demonstrar e comprar o antes e o agora.

  9. Jorge says:

    na base ternaria 2+2=11

  10. joaodias@gmail.com says:

    boas

    alguem sabe algum distena de numeração em que os intervalos de numeros apenas variem entre 0 e 255

    cumprimentos

    • Ikari-pt says:

      Na pratica nao existe nenhum, o que existe é agrupamentos de bits, como por exemplo 8.
      8 bits é um byte, com oito bits o numero maximo é 11111111 (8 “1”)
      que é 255 em decimal

    • Sergio says:

      se percebi bem, tens o sistema base 256.
      Podes ter a base que quiseres. Se quiseres ter a base 1048943453, podes ter.

      As bases são uma abstração matemática. Os sistemas electronicos/informaticos apenas fazem uso delas. Já aqui foi falado na base 20 ou na base 60 como outras utilizações. No quotidiano optamos pela base 10, mas poderiamos ter optado, por exemplo, pela base 9. Os casos da base 20 ou 60 foram adoptados no passado por outros povos

      • NT says:

        Antes de mais excelente artigo.

        Também sou da área da informática e, se bem que para a maioria dos profissionais desta área cada vez mais se use altos níveis, abstraindo-nos um poucos das bases, podemos observar vários sistemas usados no quotidiano, como foi falado antes.
        Não me vou debruçar sobre os que já foram explorados no artigo.

        exemplos:

        Sempre que se trabalha com datas e horas, estamos a trabalhar com vários sistemas. Basta pensar que para os minutos, segundos são base 60, combinados com base 24 (ou 12 nos relógios de ponteiros) para horas… base 12 para meses… base decimal para anos etc.. estamos a usar conversões no dia a dia mesmo sem pensarmos…

        Podemos ainda pensar em geometria.
        O estudo do circulo ou dos ângulos, por exemplo, é um excelente excelente exemplo de uso de diferentes exemplos se bases.
        Temos a divisão destes em 360, em 12, em 24, em 2pi(que nem tem valor inteiro exacto em decimal) etc.
        Cada um destes foi usado, ao longo da história, por diversos povos porque apresenta vantagens e desvantagens em determinados cálculos matemáticos.

        Se pensarmos em termos financeiros, temos uma infinidade de de sistemas.

        Se falarem com um merceeiro do tempo dos nossos avós ele vai lembrar-se de dúzias,doze dúzias , quarteirões (25), grosas (doze dúzias), arrobas, quintais etc.

        Como podem ver acaba por existir no dia a dia exemplos de sistemas diversos, que usamos sem pensar, que usam bases diversas as vezes muito complexas.

  11. Steiger says:

    Isto é assim meus caros:
    Existem 10 tipos de pessoas as que sabem binário e as que não sabem…

  12. Helder says:

    Alguém sabe como fazer a conversão seguinte na maquina Texas TI – 84plus ???

    binário – octal
    decimal – binário
    decimal – hexadecimal

    • painilson da costa says:

      conversão entre binário e octal, um digito corresponde a 3 bites. Dado que cada digito octal pode ser representada por um numero binário de três bytes.
      Para convertemos ou multiplicar devemos ter em conta cada bite e o seu peso…

  13. nathalie says:

    qual é o nome dos sinbulos usados para escrever os numeros no sistema de numeraçao desimal

  14. Belo Material, Simples e Direto ao Assunto…Estou Copiando Este Post Para Meu Blog da Faculdade Complementando Minha Atividade. Muito Obrigado.

  15. João Victor Lopes Fernandes says:

    Bom achei um bom material , usarei para passar aos meus alunos pois e explicativo e interessante.

  16. larisa says:

    Excelente o artigo!
    Mas, tenho uma pergunta..
    Por quê esses quatro são os mais importantes?
    Desde já agradeço.

  17. eu gostaria de saber ate quanto….ate quanto e como? vai os numeros hexadecima da base 16 depois de a,b,c,d,e,f

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>