Quantcast
PplWare Mobile

Problemas com o Wi-Fi? Vodafone lança soluções Super Wi-Fi

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Joao says:

    ou seja pagar… mais vale comprar um repetidor e assim so se paga uma vez

    • Cortano says:

      Repetidor não tem nada a ver com a proposta da Vodafone.
      Eles propõem WiFi Mesh – que se fores ver os preços de um kit, não encontrarás nenhum bem cotado abaixo dos 200€.

      Não sei qual o modelo que eles estão a usar, mas é a tal coisa, um particular com 300€ compra um kit e fica bem servido… na prática são 10 mensalidades…

    • PM says:

      Powerline. Não é necessário mais nada. Tenho em casa, custou 60€ e funciona muito bem. Nunca mais tive problemas com Wi-Fi na minha casa.

      • GM says:

        Só a alta frequência que produz, nocivo para a saúde. Já se viu a viver sob uma linha de alta tensão? Tem certamente conhecimento de casos de pessoas com cancro, residentes nestas condições. E nessas zonas, a incidência de cancro é mais elevada, pelo menos a julgar por reportagens que assisti.
        Claro que o WIFI, BT, NFC, GSM, não são (muito) melhores……

        • David Ramos says:

          A única frequência é produzida pelo Wifi…. O testo passa pelo cabo eléctrico

          • Técnico Meo says:

            Errado. O que é injectado no cabo são modulações, que passam em várias bandas de frequências (spread spectrum). Aliás, cabo ou não, qualquer sinal modulado de alto débito é transmitido numa grande largura de frequências. No caso da plc, viaja num meio

          • Técnico Meo says:

            … Continuação… Viaja num meio não blindado, sendo que a plc tem bastante força, fazendo que a instalação eléctrica acabe por ser resonance nalguns segmentos de banda não desejáveis. Tenho uma plc a 1,5km que capto o sinal dela em 27 mhz e noutros múltiplos de banda com força de +3 snr.

          • antonio sobral says:

            se voce tem um quadro moderno , onde as tomadas estao em dijuntores separados , como passa o sinal ?

        • 2baba says:

          Os meus avós viveram toda a vida debaixo de linhas de alta tensão provenientes de uma central hidroeléctrica e passaram a casa dos 90 anos, morrendo vítimas de aneurisma e pneumonia. Tem de se fazer estudos mais sérios acerca das radiações, eu acho que o que mata são as cidades e não as radiações…

  2. totita says:

    Lool
    Que roubalheira

  3. Duarte says:

    What????
    A meo quando me instalou o serviço deixaram-me o router à entrada e não tinha sinal, liguei para lá e como a casa era grande instalaram 5 AP’s AC gratuitamente e na Vodafone paga-se para clientes existentes? Muito mau mesmo…

  4. Duda says:

    cada vez pior!
    Ainda bem que sai desses da “vodaphone” a tempo, marketing fraco e preços elevados contra NOS/MEO
    Todos sabemos que rede por cabo é melhor e se querem um super wifi coloquem material ubiquiti 😉

  5. Ricardo says:

    Mensalidades ad eternum? Péssimo negócio!
    É preferível comprar os equipamentos e se calhar bem mais adequados do que a solução proposta.

  6. Shout says:

    E ao mesmo tempo na fibra rural continuam a meter routers que não dão mais de 40 Mbps em Wifi…

    • Spoky says:

      As velocidades não são garantidas por wireless, por tanto não tem de te garantir absolutamente nada. Ficam amuados por não terem a velocidade contratada por wifi 🙁 Ao ponto de exigirem? Epah, usa cabo. Não podes, ou não queres isso já é problema teu.

      • Duarte says:

        Tecnicamente já podem ser garantidas por wireless, o novo router da meo promete e faz 900Mbps por wifi (testado por mim) mas claro a placa wifi do pc tem de ser atual parqa suportar essas velocidades

        • Não Interessa says:

          Pois mas ele se calhar está a queixar-se pk tb está a testar as velocidades numa placa que usa praí norma N ou assim

          • Alex M. says:

            Pois, mas mesma a norma N poderia ser bem melhor, tenho quase o dobro da velocidade na minha powerline do que a que tenho no smartrouter vadafone . Já a norma ac dá a velocidade máxima contratada igual ao cabo de rede

        • Spoky says:

          Duarte diz-me onde é que garantem? Eles garantem é que é possível atingir a velocidade contratada, não garantem que vais conseguir a velocidade contratada o dia inteiro, o ano inteiro e o mês inteiro.

          São coisas parcialmente diferentes, uma coisa é capacidade de atingir, outra é estar sempre garantida como por exemplo Cabo.

          Não digas asneiras.

          • Boneco dos bots says:

            O Duarte tem razão, o aio da meo é espetacular, mandei vir uma placa Wi-Fi da Intel lá de fora e substitui a do meu portátil, facilmente por wireless atinjo os 890 a 920Mbps. Garantem tem sim senhora! Pesquisa aí por wave 2

      • Sérgio Ferreira says:

        Mais grave do que isso é o facto da fibra rural da Vodafone não ter nem um terço dos canais em HD nas televisões sem box. Já na meo, são mais de 100 canais HD nas TVs sem box.

  7. Hugo Gomes says:

    Ai ta o mani que vai ser reembolsado pelas multas da anacom

  8. PCN says:

    Resumindo, e segundo percebi…
    Super Wi-Fi Extra é um repetidor com norma ac que monta uma segunda rede e cada vez que ando dentro de casa, tenho de andar a fazer mutação de rede… sabem qual é este repetidor que eles instalam?
    O outro… já me parece qualquer coisa de melhor, mas mesmo assim… Têm uma rede para um Smart Router e depois outra rede para os Super WiFis? Será que faz MESH entre os dois?

  9. jeton90 says:

    eu tenho Vodafone e comprei este repetidor analisado aqui pelo pessoal do ppl

    custou +/- 13€ e de 5 mb passei a ter 38 mb

    https://pplware.sapo.pt/gadgets/amplificador-xiaomi-pro-maior-cobertura-wi-fi/

  10. Marco says:

    Hmmmm … é melhor esperar pelo Hyper Wi-Fi ! Ou pelo Mega Super Wi-Fi 😛

    Enfim, se se preocupassem em fornecer o que contratam … já era bom. Multas a todas as operadoras por publicidade enganosa é mito …

  11. Joao Ptt says:

    Estive a ver o https://www.tp-link.com/pt/home-networking/deco/ depois de procurar muito na página na suporte cheguei à conclusão que no fundo é um extensor de rede com um visual mais agradável… se não tiver sinal (exemplo: paredes que cortem o sinal) dificilmente vão existir milagres. Já estive em mais que uma casa onde as paredes cortavam o sinal quase todo ao ponto de tornar a Internet Wi-Fi inútil (entenda-se: as páginas que normalmente abriam instantaneamente demoravam imenso tempo a exibir ou não funcionava de todo).

    Estava à espera que fossem (a Vodafone) propor uma solução powerline, ou seja: espalhar o sinal de Internet pela rede eléctrica da casa, que tende a funcionar melhor, mesmo quando os aparelhos estão em circuitos diferentes do quadro eléctrico… claro que a performance tende a piorar nesses casos, mas normalmente não tanto como nos extensores de sinal.
    Claro: cada caso é um caso, e o acima poderá não se aplicar ao seu caso individual.

    A comunicação via Bluetooth também me deixa preocupado quanto à sua segurança, é mais um vector de ataque! E já existiram vários problemas com o protocolo Bluetooth, para além é claro de na maior parte das vezes não utilizarem a cifragem melhor desde o início para ser tudo “muito fácil”.

    Resumo final deste texto, se tiver problemas de cobertura existem uma de três soluções que tendem a funcionar melhor:
    – “Adaptador Powerline” ligados DIRECTAMENTE na tomada eléctrica (não os liguem em extensores/ multiplicadores de tomada) para obter a melhor performance. Se possível coloquem no mesmo circuito eléctrico;

    – Espalhar cabo de rede físico (pelo menos Cat 5e, de preferência Cat 6, Cat 6a ou até Cat 7) se possível na versão FTP que é menos maleável/ mais rígida mas mais resistente às interferências próximas de lâmpadas, máquinas , etc. …a maioria tende a colocar cabos UDP mas que não fornecem essa protecção adicional contra interferências que em alguns casos faz mesmo diferença na qualidade da rede!
    O maior problema é na instalação, onde os electricistas andam a tratar mal o cabo a dobrá-lo e a puxá-lo e por vezes alteram as suas características e este deixa de funcionar como é suposto… ou não funciona de todo. Outro problema é nas ligações terminais que tendem a trocar ou a cravar mal. Resumo: vão querer que a instalação seja certificada por uma empresa especializada para verificar que ficou tudo bem instalado. Claro também está limitado na distância que podem utilizar de cabo;

    – Espalhar fibra-óptica com os conversores em cada ponta de forma a funcionar com os aparelhos existentes. É uma solução dispendiosa mas mais “à prova do futuro” uma vez que esta tecnologia tende a melhorar nos equipamentos terminais conseguindo-se aumentos de performance sem alterar os cabos. Por outro lado normalmente é necessário conversores nos terminais o que significa corrente eléctrica extra que é consumida e mais um ponto de falha.

    • Técnico Meo says:

      O mal do PLC joão (PTT, curioso) é mesmo injectares sinal num meio não blindado, com espúrias no espectro todo. Alem da falta de segurança, é uma rebarda para outros serviços do espectro.

      • Joao Ptt says:

        É verdade que o PLC injecta espúrias no espectro todo, mas afecta mais é os radio-amadores que não ficam nada contentes com as interferências, mas como esses não dão muito que ganhar à Anacom a coisa fica sem consequências na maior parte dos casos… e a própria PT/ MEO/ Altice utiliza PLC’s que em algumas zonas é uma xinfrineira nos equipamentos de rádio amador… e não me parece que a Anacom tenha feito alguma coisa para acabar com isso.

        A falta de segurança também é verdade… dá para cifrar a rede, mas de pouco serve porque os aparelhos podem ser configurados por literalmente qualquer um que tenha acesso à mesma, pelo menos nas marcas que conheço, sem necessidade de qualquer código extra além do facto de estar dentro da mesma rede… o que por exemplo torna altamente desaconselhado em cenários onde o público em geral tenha acesso à rede… e isso acontece, eu mesmo já instalei tais PLC’s nesses cenários sobre protesto, pois avisei o responsável por essa opção da questão da insegurança, mas não quis saber… o orçamento era apertado, fazer furos estava fora de causa… enfim o PLC não tinha de ser uma opção péssima, bastava que os fabricantes tivessem alguma protecção que exigisse ter um código especial ou assim para impedir modificações não autorizadas… mas isso era pedir muito aparentemente.

  12. Tino says:

    Que se preocupem é garantir o serviço que prestam, muitas vezes péssimo, tenho uma pen wuawei k5160 com o controlador de 2012 e estou constantemente a ligar e desligar para ter net, a solução deles foi…. Darem me outra igual com os mesmos problemas, mandem é actualizar as drivers à wuawei, e não vendam produtos que não trabalham bem com o Windows 10.

  13. Carlos costa says:

    Entendo. Com esta merda dos alugers em massa e airbns já vi 3 andares servidos por 1 ligação vodafone e repetidores por todos os lados lol

    • henrique Almeida says:

      Se for uma ligação fibra de 100 mbs serve bem para 3 andares …. o problema muitas vezes é os repetidores… digam o que quiserem para funcionar bem e tudo cablado com rj45

      • antonio sobral says:

        o repetidor da huawei nem consigo configuralo ,e foi oferta da vodafone ara ter mais sinal em casa, mas as divisoes da casa tem no quadro ligaçoes destintas , as tomadas dos quartos nao estao ligadas ao mesmo disjuntor e sendo assim o sinal nao passa lol , mentes brilhantes os da vodafone, ou eu nao entendo mesmo nada de nada

  14. Fernando says:

    Deviam pensar era em fazer chegar internet em condições à toda a gente, moro numa cidade e a 500m de minha Casa à net por fibra e depois para é uma tristeza, é depois para quem tem já quase tudo ainda “dão” melhores garantias de funcionamento.

  15. Tino says:

    Correção, não é péssimo, mas simplesmente não resolvem as coisas com mais rapidez, e eficiência, bastava trocarem por outro modelo mais recente, mas não, mandam eu ir à loja, pela segunda vez para despistes. Perda de tempo, tenho é eu que comprar um router de jeito. Q

  16. bom senso says:

    queres melhor , temos solução, paga x por mês, toma…

  17. Rafael Ramos says:

    Esta não oferta não faz qualquer sentido!
    Um repetidor decente custa cerca de 80€ (ubiquiti UAP) pago uma vez e é deixa-lo a trabalhar sem stress.
    Vem ISP vai ISP e o equipamento é teu.
    Este ao fim de 4 anos está pago a operadora, no entanto tu continuas a pagar uma mensalidade a esta!

    Outra situação que se põem, O nível técnico do tipo que fazem as instalação do serviço base deixa muito além das expectativas (Já apanhei alguém que nem sabia mudar o ip fixo no próprio portatil) , são estes tipo a quem vamos confiar a instalação e boa operação destes equipamentos?

    • Técnico Meo says:

      é o que há. Não muitas pessoas que trabalhem das 08 ás …20, 21, 22 tás a ver…e as instalações residenciais fica por DHCP…quem quer situações mais personalizadas tem de pagar ou faz sozinho, ou melhor, pagas a uma empresa de informática e arrotas 100, 200, 300 paus ou mais e não bufas. A historia do tudo de borla não funciona.

      Muito eu gostava de ir um dia á vossa empresa e pedir tudo de borla e mais um par de botas, a ver se sobrava dinheiro ao teu patrão para te pagar o ordenado no fim do mês.

      Já fiz instalações que só do material, ampliação de rede, PDO, coaxial, utp, 500 metros de fibra, 6 postes ou mais, a brincadeira fica para cima dos 8oo paus, fora mão de obra

      Uma empresa, para te fazer o mesmo sem ser pela operadora, bem podias preparar a carteira. Assim, muitas pessoas ficam com um serviço todo pago, por mensalidades de 20, 30, 40 paus.

      SÓ se paga a muito longo prazo e por existir uma carteira muito grande de clientes e gerar investimento financeiro (o dinheiro faz dinheiro)

      Na minha opinião já muito se faz de borla. Era o básico e acabou conversa. Coaxial, puxadas utp, coaxial fichas e miudezas, tomadas, extensões telefónicas, etc, era a pagar. Serviço de qualidade tem de ser pago.

      Senão a economia de mercado rebenta com tanta borla. Muitos de vós podem não entender o que digo, mas quem já teve uma empresa sabe bem os problemas dos custo baixos de facturação versus a qualidade exigida. Um dia a bolha rebenta, andam a pagar ao subempreiteiro 40 paus por instalação. Um dia vai dar me…da. Portanto, os tipos a quem confiam a instalação dos routers etc, são na verdade pessoas que já muito fazem para o que é pago. Se queres conhecer o outro lado da moeda, é muito fácil arranjares trabalho em qual subempreiteira de algum dimensão. Depois quero ver-ter fazer melhor.

      • David Ramos says:

        Isso não é problema nosso. Simplesmente pagamos um serviço onde nos é proposto certas condições de instalação. Vocês só têm que fazer o que é suposto. Aquilo que vocês fazem não exige uma grande qualificação técnica lamento dizer.

        • Técnico Meo says:

          Não sabes o que dizes. È que não tens mesmo noção da complexidade que leva um sinal do odf até à tua casa. E o sinal não chega lá por obra do espírito Santo. Fora os problemas de rf já existentes dentro da casa das pessoas que terá de ser concertado. Treinadores de bancada já conheci muitos, o último um técnico informático que levou 40 minutos a cravar duas fichas de rede e mal. Não é só teoria. É preciso alguém saber fazer. Gostava de ver muitos a trabalhar e resolver problemas no acto de instalação. Se fosse tão simples concerteza que os equipamentos vinham por correio e não era preciso ninguém

          • David Ramos says:

            A complexidade está na arquitectura. Vocês fazem a parte fácil.

          • Pedro says:

            Indeed.

            Estes “técnicos” que dizem que trabalham muito e complexamente a fazer as extensões e instalações não sabem sequer o que dizem, pensam que enganam o zé (e se calhar até enganam o zé do café da aldeia que não sabe o que é um pdo, quem desenha as redes e qual é mesmo esse trabalho técnico que eles dizem ser tão complexo de passar cabos numa rede já desenhada) é conversa para enganar o cego.

            A parte pior já está feita. Quem planeia e implementa a arquitectura para que os “técnicos” depois metam isso em prática é que tem o trabalho todo.

            O resto é conversa. Passar cabos e ter conversas de pseudo inteligência todos sabem. O Google está ali ao lado.

            “técnicos” lol

          • Técnico Meo says:

            Com certeza Mister. Vai lá então para o terreno com o google e depois quero ver a tua produção. Treinadores de bancada á muitos. Olha , até sou a favor que os clientes muito inteligentes como tu que pensam que pelo facto de desenharem uma rede na larga percentagem passiva de fibra é muito difícil (por isso é que na global vejo 4 pdos enfiados numa rua, e depois no resto é a bandalheira total, ao ponto de ser preciso puxar mais de 500 metros porque quem disse onde ficavam os pdos nem do gabinete saiu-google) façam a sua própria instalação. Se é fácil até um bêbado da tasca o consegue fazer, certo?

      • Elementarq says:

        Meu caro amigo, no dia em que deixarmos de ser exigentes, é a bandalheira, o relaxo, o desleixo, o mau serviço total.
        A qualidade é imperativa!
        Em qualquer sociedade civil interessada, participativa e exigente, prevalece a qualidade e a exigência.
        O que o senhor deve criticar é o horário laboral, as condições de trabalho e as (suas?) contribuições pecuniárias, mas isso é um problema (seu?) e da sua empresa.
        Em Portugal paga-se muito, por muito pouco, comparativamente com outros países Europeus

        • Técnico Meo says:

          Não concordo, terá de perceber um pouco mais do que se paga lá fora por tecnologia. Quanto à qualidade, concordo em absoluto consigo. Principalmente quando se paga por ela. Muitas vezes não é o caso.

          • Elementarq says:

            Dou-lhe alguns exemplos do que se passou comigo, somente nos últimos 2 anos.
            – renegociação de contrato, com fornecimento de equipamento. A mensalidade chegou, o equipamento não.
            – 3 facturas erradas, com valores para o dobro do contratado. Gasto de dinheiro em telefonemas e reclamações.
            – adesão a promoção, até hoje espero o benefício, no entanto a respectiva operadora já beneficiou 4 mensalidades do cliente que lhe ofereci.
            – Pedido de alteração de equipamento. Nunca se efectivou.

            Pague-se o que se pague, isto é um mau serviço!

      • Técnico da Vodafone says:

        Não vale a pena perderes o teu tempo com estas pessoas… Pelos comentários que aqui estão, percebo que aqui estão dezenas de técnicos de telecomunicações e eng informáticos… É só entendidos na matéria…

        • Técnico Meo says:

          Já tive alguns na carrinha que após a segunda instalação já bufavam. De repente, já não iam mudar o mundo quando viam a quantidade de trabalho técnico e complexo que tinham de fazer, até nas instalações urbanas. Eram muito poucas com ited, e cheguei a apanhar iteds mamados, clientes roubados claramente no custo da casa. É bom contrapor algumas falsas ideias, pois assim as pessoas são obrigadas a ponderar se será mesmo assim que as coisas são. Quando trabalhei em contact center, pensei que os técnicos eram os maiores caloes do mundo. E depois aprendi pela pior das maneiras, com uma boa dose maciça de realidade é de deixar de falar quando não sei. A melhor escola do mundo em tecnologia, é fazer com as próprias mãos para fazer juízos de forma correcta.

      • Tec. Basico says:

        Hmm…
        Sr. Tecnico da Meo, ha 4 anos as empresas de telecomunicações começaram a investir em Fibra (de pessima qualidade, enfim melhor que ADSL).
        Mas ate 2014 fizeram que?
        Usufruiram das infraestruturas de ha 50-60 anos (instaladas com dinheiro público).
        Borlas ?
        Eu pago 1100€ anuais, em zona DST (fibra com velocidades para os totos).
        Com 30€ por dispositivo investimento unico, tenho rede aonde preciso em casa.

        • Técnico Meo says:

          As infraestruturas tens razão, muitas delas já existiam ( boa parte das urbanas), mas somente estruturas de encaminhamento físico. Depois foi construído a estrutura de fibra, e aí sim boa parte já privada. Quanto à qualidade de fibra quase todos os drops monomodo são tkt1 da corning, muito bons, na prática perdiam com os mordentes antigos em 500 metros menos de 0.60 DB. Lembro me que houve 2 meses de rutura de stock e veio uma xinesa que não valia nada, mas acabava por ficar no estaleiro porque era imprestavel. A estrutura multimodo são cabos de alta qualidade entre nós de acesso. 100 megas para o comum dos mortais chega. 200 megas para famílias com 2 filhos chega. Acesso giga para nerds e pequenas / medias empresas chega. Existem soluções pró, para casos mais drásticos e ai pagase a qualidade. Aqui ao lado mais perto em Espanha, cárceres no meu caso, vou lá de vez quando passear. As telecomunicações dos nuestros hermanos são fósseis ao pé das nossas. Agora nem tudo é um mar de rosas, ainda no outro dia o ipv6 falhou durante uma noite quase inteira, só poucos é que deram conta. A reciclagem das boxes velhas é uma política deplorável, discos sata 1 e 2 já todos mamados. (erro x1). Os preços por 4 serviços e 100 megas com box gira agora dos 40 paus. Penso eu que é um preço muito justo. Além do mais, muitos serviços não são aproveitados como dnyp, número voip, antivirus cloud e mail. Meo go e acabaram com meo music, um erro a meo ver. Mas no seu global, a coisa não está mal. O pessoal que já andou emigrado sabe valorizar a diferença. Forte abraço

          • Tec. Basico says:

            Eu so posso dar exemplos do que usufrui, e do que temos nos postos que ligam a nossa sede (10) no total.
            Agora, tive na Roménia (um pais que em 2010 ainda tinha velocidades de 100kb
            E neste momento num predio com 40 ligacoes , todos com 100/100 e alguns com 50/50 , em cada dispositivo tens a velocidade contratada, para alem do ping ser de 5 enquanto eu na empresa tenho 10 e em casa mínimo 16, a fibra em qualquer zona do pais esta quase perfeita, o wifi e óptimo, 4G ? Apanha-se praticamente em qualquer lado e qualidade superior, alias muito superior, sem qualquer paragem no youtube ou messenger video, tinhamos sempre no mínimo 2 linhas nos telemóveis, demos a volta ao país, ferias, fiquei super impresionado , como se explica isso ?
            Gostava mesmo saber

    • antonio sobral says:

      o repetidor da huawei nem consigo configuralo ,e foi oferta da vodafone ara ter mais sinal em casa, mas as divisoes da casa tem no quadro ligaçoes destintas , as tomadas dos quartos nao estao ligadas ao mesmo disjuntor e sendo assim o sinal nao passa lol , mentes brilhantes os da vodafone, ou eu nao entendo mesmo nada de nada

  18. Bruno says:

    Eu até punha, até pq a net em minha casa é uma mer**a. No entanto não consigo porque o pessoal da Vodafone nunca mais chega com a fibra para os meus lados. Já fui mais do que uma vez à loja e já preenchi não sei quantas vezes o inquérito de cobertura de fibra a ver se eles lá se despacham, mas a resposta que obtenho sempre é “brevemente”. O brevemente já dura há 2/3 anos quase. Gostava de ter vodafone em casa, até pelo que vejo e conheço pessoas que têm, é o serviço que tem dado mais garantias, mas assim podiam ter mais clientes e não têm porque não fazem cobertura a mais zonas. Não é só os centros das cidade que contam meus amigo…

  19. GM says:

    É mesmo só rir, para não chorar. Tenho VODAFONE em casa, uma vivenda, e por cada piso tive de instalar um repetidor pois o sinal WIFI não passava por causa da armadura das lajes, estas isolavam o sinal. No escritório da minha esposa, também temos VODAFONE…via ADSL. O irónico, é que na rua, a porta antes e a depois, têm fibra. Azar dos azares, na nossa porta, não foi instalado fibra, possivelmente porque à data da chuva de rede fibra, o inquilino da loja não quis. Mais uma informação, esta é uma zona de fibra MEO, partilhada com a VODAFONE por contrato. Mas independentemente disso, o risível da questão é em toda a rua, penso que nos dois lados, exista fibra instalada, e só na nossa/dela loja não ter ligação. E o ADSL, com um lag que até dói. Mas para receber a mensalidade, estão sempre de mãos estendidas……

  20. Carlos Alberto fernandes da Cunha says:

    Chamo a isto ignorância total da Vodafone e de alguns comentários menos sábios…

  21. il says:

    Preço à parte, este produto foi desenvolvido para quem não tem conhecimentos de redes e pretende ter um solução de cobertura Wi-Fi e ter garantia de serviço/suporte sem custos adicionais.

    Boa aposta da Vodafone por disponibilizar este tipo de serviço aos seus clientes.

  22. informado says:

    Se metessem fibra no lado direito da minha rua .. É que só de um lado é que há fibra .. do outro é ADSL. Mas pelos preços que fazem não estou interessado. Esta do wi-fi , só mesmo quem não percebe vai nisto. Basta comprar um em qualquer loja que fica mais barato que andar a pagar por mês. E quando acabar o contrato tem de devolver o aparelho. Se fizessem preços mais baratos pela internet fixa isso sim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.