Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Supercomputadores

NVIDIA disponibiliza 30 supercomputadores para combater o novo Coronavírus

A NVIDIA associou-se à IBM, Intel e outras empresas de supercomputadores para ajudar a combater o novo coronavírus. Assim, tal como foi dado a conhecer, a empresa fornecerá 30 máquinas de alto desempenho para processar milhões de dados.

Estes computadores são importantes para acelerar as investigações. São equipamentos que podem fazer toda a diferença nesta pandemia.

Imagem Nvidia ataque coronavírus com 30 supercomputadores


Depois da Huawei, governo dos EUA boicota empresas chinesas de supercomputadores

O impasse comercial entre os EUA e a China continua, depois de ter culminado com o bloqueio à Huawei. O mais recente boicote do governo dos Estados Unidos é referente a empresas de supercomputadores chinesas.

O departamento comercial dos EUA indicou na passada sexta-feira que empresas chinesas de supercomputadores não poderão comprar componentes a empresas americanas sem a autorização do governo.


Top 10 dos Supercomputadores do mundo

O primeiro lugar dos supercomputadores mais rápidos do mundo pertenceu durante algum tempo ao Sunway TaihuLight da China, lugar que foi recentemente roubado por um supercomputador norte-americano, o Summit, com um poder computacional de mais de 122 mil teraflops.

Atualmente, estas são as 10 máquinas mais poderosas do mundo.

Summit - supercomputadores


Linux é líder absoluto no mundo da supercomputação

As máquinas mais potentes do mundo não usam Windows nem macOS! Neste segmento da supercomputação, o Linux é rei e senhor e a “luta” por lugares no TOP acontece quase apenas ao nível dos países. A máquina mais poderosa da atualidade continua a ser o Sunway TaihuLight.


Linux… o mais forte no segmento dos supercomputadores

Em Julho deste ano, demos a conhecer aqui o supercomputador mais poderoso do mundo, que pertence à IBM, e ao qual deram o nome de Sequoia. O Sequoia é capaz de fazer 16,32 quatrilhões de cálculos por segundo…um nível de processamento que até ao momento não foi alcançado por mais nenhuma outra máquina (ao que parece, a Fujitsu já está a trabalhar nisso). Desde esse momento que ficamos atentos ao mundo da supercomputação e também ao que acompanha estas super máquinas, tendo informado nesse mesmo mês que o sistema Linux era responsável por 92.4% e share (em cerca de 462 supermáquinas).

Passados quase 5 meses, como estão as estatísticas?

linux_01