Quantcast
PplWare Mobile

Tags: assistente pessoal

Microsoft acabou com a app Cortana para iOS e Android

O mundo da tecnologia viu surgir há uns anos os chamados assistentes virtuais. A tecnologia tinha na sua base software capacitado para realizar tarefas ou serviços para um indivíduo. Os exemplos são das tarefas mais simples, como dizer a meteorologia, até ações mais complexas, como criar rotinas para interação com dispositivos terceiros. Os mais conhecidos assistentes virtuais são a Alexa, Siri, Google Assistant e Microsoft Cortana.

Ora é precisamente esta última que agora chega ao fim no serviço com recurso à aplicação para iOS e Android. A Microsoft descontinuou a Cortana nas principais plataformas do mercado mobile.

Ilustração app Microsoft Cortana


Apple procura melhorar a compreensão da Siri a pessoas gagas

A Siri não tem evoluído consideravelmente ao longo dos anos da sua existência. Isto é, face ao que as suas congéneres conseguem fazer, a assistente pessoal da Apple é mais limitada. Já para não falar que não está disponível em português de Portugal. Contudo, a empresa de Cupertino está a tentar melhorar a compreensão desta tecnologia a pessoas com algumas dificuldades de fala.

A Apple explora novas maneiras de fazer a Siri entender o maior número possível de pessoas, especialmente aquelas que gaguejam.

Imagem interação humano com assistente pessoal da Apple, a Siri


E se um dia for assim a sua assistente pessoal?

Já se perguntou como será quando puder ver a sua assistente pessoal? Neste momento temos várias empresas que já colocaram no mercado as suas assistentes pessoais: a Google com o Google Assistant, a Apple tem o Siri, a Amazon a Alexa e a Microsoft a Cortana, entre outras.

Mas como será se estas inteligências artificiais forem transformadas numa forma, ter um rosto e até um corpo? É isso que Jarem Archer criou o corpo e a imagem da Cortana.