Quantcast
PplWare Mobile

Spotify finalmente disponibilizado para Portugal

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Marisa Pinto


  1. Marzkor says:

    Até que enfim

  2. lunatic says:

    já o utilizava com recurso a VPN dado não ser possível utilizar em Portugal, mas depois da inclusão do nosso pais já não são necessário truques para ter acesso. Recomendo vivamente este serviço! Além das playlist pré-definidas também permite serem criadas pelo utilizador.
    A função de comprar a música já não está disponível, agora só permite assinaturas mensais que liberta os avisos comerciais e a versão Premium permite também reproduzir a música em tablets e smartphones.

  3. Ricardo says:

    Utilizador desde o inicio em UK (onde só com convite podiamos usar) posso dizer sem hesitar que esta aplicacao mudou os meus habitos em relacao á musica..hoje em dia sou pagador do serviço, vao decerto lembrar-se daqui a uns anos a altura em que n tinham spotify e o depois de terem spotify…mt bom.

  4. Henrique Dias says:

    FINALMENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. estiganhof says:

    Bah… Vamos apoiar a solução nacional: Musicbox.

    Para além de ser nossa, de ser mais barata (quando não é grátis), o tráfego no streaming para clientes M4O ou TMN é zerado. Ou seja, streaming nos smartphones mesmo para aqueles com plafonds de dados baixos.

  6. Manuel says:

    O que é que este serviço tem de novo em relação ao Grooveshark???

    • Pedro says:

      Aconselho a experimentar e ver as diferenças

    • XBUZZY says:

      Mais intuitivo 🙂

      Tambem usava o Grooveshark.

      • luis says:

        Segundo percebo, enquanto que o grooveshark é criado por músicas que os próprios utilizadores guardam no serviço, no spotify as músicas são oferecidas pelo próprio spotify e no spotify ao ouvires as músicas dos artistas que gostas estás a contribuir para esses artistas, e pelo menos no spotify não encontras tantas músicas repetidas a não ser que sejam versões diferentes da original. Estou a começar a usar hoje e já estou convencido. 😀

    • Luis says:

      Em termos de organização está a nos luz do groveshark, o spotify é muito mais organizado e não tens de procurar muito para encontrares as músicas que queres.

  7. Carlos says:

    Hoje deve ser o dia da música porque um outro serviço também passou a estar disponível em Portugal:

    http://www.emusic.com/home/home.html

    É sempre bom ter opções!

    🙂

  8. Tremes says:

    ALELUUUUUUIA!!!!!!!!!

  9. 100 Nós says:

    Será que alguém entendido na matéria me podia esclarecer quando á utilização do Spotify em espaços comerciais, tipo bares. O que queria saber era se se tem que pagar na mesma a licença da SPA mesmo utilizando este meio para passar musica.

    • jorjão says:

      Tens que pagar SPA e PASSMUSICA. Música gravada obriga a ter as duas licenças para exibição pública.
      Alguma dúvida apita porque estou dentro da matéria. Não não sou representante de nenhum deles. Sou um simples sargento da GNR.
      Abraço.

      • 100 Nós says:

        A minha duvida é porque já li varias vezes as coisas no site da SPA e lá só encontro para quem produz em streaming, nada diz lá que quem utiliza este meio para reproduzir musica tem que pagar.

      • Monopólio says:

        Oh senhor agente sargente da GNR, se eu passar mýusica que não seja representada pelas entidades que refere (xulos SPA e Passamúsica) nada tenho a pagar a essa cambada de xupistas…

    • DLB says:

      Boa tarde.
      Estou em representação da agência responsável pelo lançamento do Spotify em Portugal.
      Por favor formalize a sua questão e envie-me um e-mail (disponibilizado neste comentário) que tratarei de lhe fazer chegar os esclarecimentos da pergunta que coloca.
      Muito obrigado.
      DLB

      • 100 Nós says:

        “Estou em representação da agência responsável pelo lançamento do Spotify em Portugal.
        Por favor formalize a sua questão e envie-me um e-mail (disponibilizado neste comentário) que tratarei de lhe fazer chegar os esclarecimentos da pergunta que coloca.
        Muito obrigado.
        DLB”

        Não tenho acesso ao seu e-mail (DLB) para lhe enviar a questão.

        • DLB says:

          Bom dia 100 Nós.
          O Spotify não prevê que a sua música seja reproduzida em espaços abertos, públicos ou semi-privados, como bares, cafés, discotecas, lojas, sendo ela um produto apenas do utilizador que a ela tem direito por ser cliente Spotify.
          A música do Spotify é disponibilizada em streaming apenas para o utilizador pessoal, único e exclusivo consumidor da música que está a ouvir através dos seus dados de acesso.
          O Spotify não se responsabiliza por levantamento de autos no seguimento de ser utilizado nos espaços/situações que descreve.
          Obrigado.
          Spotify

          https://www.facebook.com/SpotifyPortugal?sid=0.9315039678476751

          • 100 Nós says:

            Gostava de saber qual a relação do Spotify com a SPA em portugal? As musicas que são disponibilizadas pagam direitos de autor?

  10. Tiago says:

    O spotify até tem um cliente para Linux que funciona muito bem. Ao contrário do musicbox da PT que largou o suporte para Linux…

  11. Finalmente. Penso que este tipo de serviço de certa forma dar resposta aqueles como eu que sempre acreditaram que o modelo de distribuição de musica, estava ultrapassado e completamente desajustado da realidade, tanto tecnológica como económica. Vou explorar o serviço, de forma a perceber até que ponto é que o serviço vai de encontro às minhas necessidades.

  12. outro Tiago says:

    Alguém tem problemas em aceder ao spotify pelo chrome?
    eu não consigo mas pelo firefox já dá.
    dá o seguinte erro:
    The following error was encountered while trying to retrieve the URL: http://www.spotify.com/

    Proibido o Acesso.

    Access control configuration prevents your request from being allowed at this time. Please contact your service provider if you feel this is incorrect.

  13. Valeriu says:

    Finalmente! Subscrito no premium logo 🙂

    Agora só falta o Netflix…

  14. Pessoalmente prefiro o soundcloud, mas é sempre bem vindo um novo streaming website

  15. nuno says:

    Olá.

    Alguém me sabe dizer qual o limite de horas mensais no plano grátis?? … É que eu uso o dezzer, que acho bastante interessante, mas tem limite de horas bastante reduzido… Se o limite no spotify for superior, acho que mudo .

  16. André Almeida says:

    Venha agora o netflix 😀

  17. DanielC says:

    no mac a aplicaçao esta muito porreira e é sempre a andar 🙂

  18. Marco G. Silva says:

    Aqui deixo um desafio/sugestão ao Pplware:

    Fazer um comparativo entre as versões disponíveis em Portugal do Spotify, Rdio, Deezer, Grooveshark e Musicbox.

    Em termos de preços, catálogo, aplicações móveis, etc.

    Fica a ideia.

    Cumprimentos.

  19. João Tavares says:

    Desde que inventaram uma coisa chamada cloud estas cenas deixaram de fazer sentido para mim, já que tenho 51 gb de Dropbox. Eu não gastava um centimo com serviços destes.

    • Pedro Nunes says:

      Não percebi João, não sei se percebeste, mas aqui podes ouvir musica de borla, praticamente todas as que lá estão no spotify, sem limites, apenas com banners de publicidade.

      O que é que isso tem haver com o dropbox?

  20. Mr. Antunes says:

    Só é pena não ser free em Android 🙁

  21. Pedro says:

    Qual a diferença entre isto e o xbox music?

  22. Sierra Mike says:

    Sem tirar o mérito ao Sportify, mas dou muito valor ao que é nosso e em particular um serviço bastante bom o Musicbox da PT não lhe fica atrás…

    Haverá efetivamente algo a melhorar, existe sempre mesmo no Spotify.

    No musicbox podemos fazer download de 10 musicas por mês, e sem pagar nada.

    Como disse o Spotify é fantástico mas o Musicbox não lhe fica nada atrás.

    😉 alem de que tem as cores da nossa bandeira !

  23. Farid Assamo says:

    Uma dúvida.. Ao adquirir o Premium, têm a certeza que consigo fazer o download da música?? É que deram-me 48H Premium trial e não vejo essa opçao!!

  24. Francisco says:

    Hum, tenho usado o google music e não vejo motivos para mudar para este serviço 😉

  25. Walt Sousa says:

    Falaram aí em apoiar um serviço nacional (da PT) chamado MusicBox só porque sim, porque é nacional mas neste tipo de coisas eu quero lá saber se é nacional ou da Conchinchina.

    Eu quero é um bom serviço e que me dê aquilo que eu procuro. Nesse aspecto a base de dados do Spotify mete a do MusicBox no bolso. Em metal então… nem tem comparação.

  26. antunes says:

    ora aí está mais uma machadada na SPA!!!

    • Vitor oliveira says:

      Sem duvida ja usei varios mas o spotify è o melhor eu que gosto de musica bem puxada com esta app no iPhone e os oscultadores beets Bluetooth inconfundivel nao conheco melhor.

  27. Pedro Filipe says:

    Finalmente, vou poder deixar de usar este filme de terror de baixa qualidade que é a Music Box em Windows!

    Sim, a Music Box tem as suas vantagens, no entanto também tem bastantes problemas, pois apesar de funcionar bastante bem em Mac, a versão Windows é capaz de ser um dos piores programas que já utilizei em 20 anos de informática, tem tantas falhas que roça o ridículo.
    Algumas das mais chatas são as seguintes:
    – Não grava os dados de login do utilizador, mesmo quando se marca a checkbox (a versão mac grava);
    – Por vezes, não consigo ouvir nenhuma música porque começa a dizer “O conteúdo não está disponível”, mesmo quando tinha acabado de ouvir momentos antes (na versão mac isto não acontece);
    – O sistema de updates, é , desculpem a expressão “Vergonhoso”, ao ponto de por vezes descarregar a mesma versão que já tinha instalada em vez da mais recente, a solução para a atualização é por vezes reinstalar a aplicação (na versão mac, isto não acontece).

    Enfim, quem fez a Music Box, provavelmente apesar de serem excelentes programadores para Mac, não passam de mediocres para Windows.

    É apenas por estes motivos, que hoje vou desinstalar a Music Box e a partir de agora usar o Spotify, apesar de a Music Box ter excelente conteúdo ao nível de musicas portuguesas, infelizmente em termos técnicos na versão Windows, não passa de um filme de terror de baixa qualidade.

  28. John says:

    Estava agora usar o spotify quando levei com uma mensagem que diz que excedi as 10h que tinha para este mês.

    Mas afinal isto é de borla ou não?

  29. John says:

    Não, esta conta já a usei quando estive para fora, entretanto deixei de a usar, e peguei nela novamente.

    • Pedro says:

      Pois… após 6 meses tem esse limite e também o limite de ouvir a mesma música só 5x. Pelo menos do que li. A opção é ir para premium, o que na minha opinião é um excelente preço para o serviço que é.

  30. Gabriel Águas says:

    Mais um programa na lista para instalar quando sair o novo ubuntu *.*

  31. Helder says:

    Estava curioso por experimentar isto!

    O programinha de rosto do serviço está bonitinho no formato itunes, mas o facto de existir a necessidade de instalar o programa é um ponto negativo na minha opinião.

    A base de dados está organizada e limpa ao contrario da anarquia do grooveshark, mas em termos de profundidade de base de dados o grooveshark mete todos os outros serviços juntos num bolso… O Spotify e o deezer e outros têm as coisas recentes dos artistas mas falta quase sempre um histórico como tem o grooveshark.

    E depois as limitações da conta “gratuíta” estragam tudo obviamente assim que me começarem a melgar abandono e continuo a usar o ainda melhor serviço do género, o grooveshark que pela profundidade da base de dados e por funcionar na perfeição sem instalar nada em qualquer PC, merece sem duvida uma subscrição!

  32. adeus john! says:

    Para os que não gostam dos ads tem sempre o Blockify 🙂

  33. Alberto says:

    Devo dizer que a estratégia do spotify em Portugal não me parece ser a melhor… 1º Parte em desvantagem em relação ao musicbox que já se estabeleceu no mercado. 2ºCaso sejam clientes MEO e dependente do tarifário, podem ter acesso ao musicbox sem qualquer custo
    3º Depois de 6 meses implementar o limite de 10 horas não parece o mais indicado para rivalizar com o musicbox e/ou outros serviços (Há muitas pessoas que não sabem desta condição de 6 meses, o que me parece uma estratégia bastante inteligente, cria-se a adição ao serviço e depois toma lá limite)

    • Luís Nabais says:

      Esse limite de 10 horas aplica-se na versão gratuita do Spotify, não nas pagas. Como não tens nenhum MusicBox gratuito, então é comparável. Aliás, é mais do que comparável, visto que o MusicBox tem muitas outras vantagens, sendo a maior a enorme biblioteca de música (então de géneros menos comerciais nem se fala…)

      • Alberto says:

        Na verdade tenho musicbox “gratuito” devido ao meu tarifário de meo fibra e não pago o tráfego do musicbox na rede móvel por ser tmn. Podemos assumir que é um gratuito relativo, mas vendo bem o mercado, e acredito que o spotify faça estudos de mercado, existem muitos clientes meo e tmn (e agora ainda mais em força com o M4O). Não sou um defensor da PT e dos seus serviços, até uso mais o grooveshark do que o musicbox ou outro qualquer serviço do mesmo genero.

        • Luís Nabais says:

          Eu sou cliente MEO e TMN mas não tenho direito a MusicBox, tenho Moche Sem Mensalidade e o tarifário Fibra mais barato MEO.
          E mesmo que tivesse gratuito, acho que pagaria pelo Spotify Premium. O MusicBox é péssimo em Metal.

  34. PMB says:

    Onde está a opção no spotify para fazer o download de músicas?
    Tenho o sistema premium (trial) e não vejo como fazer download.

  35. Anderson Silva says:

    simplesmente show de bola itunes que me perdoe mas o spotify é o meu novo amor ;D ,D

  36. gota de vidro says:

    Acabo de receber um email do Spotify dizendo que agora só tenho direito a 10 horas de musicas mensais ou então pagoooooooo.
    Ora pagar estamos fartos de o fazer ao governo que tudo nos leva. PAGAR PARA OUVIR MÚSICA…NÃOOOOOOOOOOOOO
    Afinal o Spotify é mais um embuste igual a tantos que por aí andam. Aliciam e depois passados uns meses começam a cobrar…
    Anda realmente meio mundo a enganar outro meio.
    A todos atenção pois virá a cobrança ou não terão música….
    O costume por este país

    • gota de vidro says:

      Claro que agurada moderação, pois não o plubicarão…Também o costume…..

    • Spotify says:

      Olá!

      Porque é que o Spotify limitou as horas de escuta no serviço Free na Europa?

      Sempre trabalhámos pela ambição de que toda a gente deveria poder usufruir da música que oferecemos – que todos os nossos utilizadores pudessem ouvir, descobrir, partilhar e gerir a sua música de forma legal. Da mesma maneira, é crucial que os artistas, cujas músicas todos nós gostamos, continuem a beneficiar do Spotify à medida que vamos crescendo.

      Ao oferecer tanto uma subscrição de forma gratuita como justa o serviço chegou a uma popularidade considerável. Temos trabalhado bastante de forma a assegurar que todos os utilizadores possam continuar a tirar todo o proveito do Spotify, mas isto implicou termos sido obrigados a levantar algumas limitações.

      O nosso modelo gratuito foi crucial para atingirmos um crescimento e sucesso consideráveis na indústria musical, e estamos comprometidos em continuar a ter um elemento gratuito. Encontrámos uma solução enquanto outros serviços de música em streaming preferiram ou esconder o seu serviço on-demand, abandonar o mercado livre de música ou oferecer apenas um tempo de utilização gratuito limitado.

      Agora existe limitação de escuta mensal no Spotify Free?

      Os utilizadores Spotify Free que utilizaram o serviço por 6 meses serão limitados a 10 horas por mês para escuta de música.

      Porque foi implementada esta medida?

      O limite de 10 horas por mês é um tempo padrão na posição do Spotify na Europa para os utilizadores que têm ouvir música de forma ilimitada por 6 meses.

      É porque o Spotify está a fazer com que as pessoas subscrevam o serviço tornando-se utilizadores pagos?

      Não, de todo. Na verdade, consideramos que a maior razão que leva os utilizadores a subscreverem o serviço Premium do Spotify é a possibilidade de levarem a sua música no telemóvel para onde quer que vão.

      Porque é que estão apenas agora a implementar esta mudança?

      O Spotify oferece aos utilizadores um serviço ímpar de forma gratuita, ao oferecer – de forma ilimitada, com anúncios – música grátis nos primeiros seis meses de utilização. Após esses 6 meses iniciais, os utilizadores gratuitos continuam com a possibilidade de ouvir música de forma gratuita, agora com um teto máximo de 10 horas por mês.

      Porque é que as horas diferem de país para país?

      Os acordos que temos com as editoras diferem de país para país.

      Porque é que não existe limite de utilização nos Estados Unidos?

      Temos acordos em cada mercado. Tal como acontece noutros mercados, assistimos a um enorme crescimento e rácios de conversação nos Estados Unidos por isso continuamos a ser um player imprescindível no combate à pirataria com o nosso serviço Free.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.