Quantcast
PplWare Mobile

Vem aí o Ubuntu 14.04 Trusty Tahr

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Jeudi Prando says:

    “… um cabra de confianca!”

    kakakakakaakakakakakakakakakakakakakak gostei!

  2. okapi says:

    Se eu gostasse de Ubuntu era caso para dizer aos amigos ” vou para casa ter com a minha cabra de confiança ” portanto fico-me pelo 13.1 da openSUSE que estou super bem servido.

  3. Shynkendo says:

    Boas, quando for possível vou testar, mas fico pelo meu CM20.

  4. lmx says:

    penso que nos dias de hoje, escolher esse termo, pode ser arriscado 😀

    mas pronto…espero que realmente a próxima versão LTS possa finalmente trazer o mir…

    Em relação ao desempenho, é sempre melhor ter mais claro, mas o unity, que tantos apaixonados tem, a mim ainda não me convence…graças a deus alguém criou o MATE…se não no limite seria forçado a ir para MACOS…que sendo bom, prefiro linux…

    a ver vamos..

    cmps

    • leor says:

      Não vai ter Mir, só disponivel a partir da versão 14.10 (se a Canonical não optar pela rolling release. É possível que o Mir venha para essa LTS numa altura em que já esteja estável e a lancem por atualizações e também na 14.04.1 ou 14.04.2

  5. Charles Siqueira says:

    Gosto do Ubuntu, mais ta muito pesado ultimamente.
    Mesmo com uma maquina consideravel ainda acho meio lerdo.
    Prefiro usar o Elementary OS.

    • NGomes says:

      Experimente o 13.10 , vais notar a diferença.

      • leor says:

        Não é a mesma coisa, primeiro porque a 13.10 não é LTS e segundo não é tão estável como o Elementary que apesar de ser baseado no Ubuntu tem muitos bugs corrigidos. Uma grande vantagem que se tem é que podem ser instalados quantos PPA quiser e o sistema continuará estável e 100% atualizado em tudo.

  6. Luna says:

    Cabra de confiaça? Esta gente está doida ahah

  7. Nuno Filipe Pinto says:

    Eu cá queria era um fork do Nemo(Mint) para o Ubuntu ou então o Nemo a funcionar sem lixar o unity

    • lmx says:

      boas…

      O nemo é o máximo 😉

      Adorava vê-lo no MATE, mas apenas se tiver uma performance idêntica ao Caja.

      É Simplesmente fantástico, é o explorador de ficheiros perfeito 😉

      cmps

  8. Lino Lisboa says:

    Fiquei sem perceber o que é em concreto “updates baseados em imagens” ? Alguém tem a amabilidade de me trocar por miúdos?

    • leor says:

      É assim, em vez de fazer daqui a 2 anos fazer o download do Ubuntu 14.04 e fazer todos os updates até essa data, apenas faz o download do Ubuntu 14.04.1 ou 14.04.2 que já tem todos os últimos updates incluidos.

      Na altura em que sair o 14.10 vai sair o 14.04.1
      Quando sair o 15.04 sairá o 14.04.2.
      Como a LTS tem 2 anos de suporte ara a versão desktop e 5 anos para a versão server só vai existir até 14.04.4 porque por essa altura sairá o Ubuntu 16.04 LTS.

  9. PapiMigas says:

    Caaabrita…. 😀
    O que interessa é que atinja os supostos objectivos a cumprir.

  10. JAyr Filho says:

    Espero que seja bom no momento uso o 13.04

  11. André Marques says:

    Gostei sim do nome dado ao Sistema, contudo espero que essa confiança não seja “traída” por alguma vulnerabilidade, sendo um sistema para efeito empresarial.

  12. mauricio says:

    O melhor sistema operacional eh do norte, eh cabra de confiança oxi!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.