Quantcast
PplWare Mobile

Tutorial: Instalar uma impressora no Linux…com ajuda Apple

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Rui says:

    O CUPS não foi desenvolvido pela Apple nem foi desenvolvido para Apple. O código fonte foi comprado pela Apple e o seu criados foi contratado pela Apple em 2007, e aí sim, continuaram o seu desenvolvimento.

    • Pedro Pinto says:

      Sim, mas a Apple já tem isso como “bem” adquirido

      “CUPS is the standards-based, open source printing system developed by Apple Inc. for OS® X and other UNIX®-like operating systems” http://www.cups.org/

      • José Figueiras says:

        Olá

        Aconselho o senhor editor Pedro Pinto a rever o seu texto. A Apple NÃO desenvolveu o CUPS, nem as versões do CUPS disponiveis em sistemas GNU/Linux tem algo a ver com a Apple. A história é diferente como você já apontou. Por favor seja coerente e corrija o seu texto.

  2. LPHP says:

    Saudações,

    Excelente tópico.

    Estava também a ver no post se havia um toturial sobre como instalar por USB.

    Se for por USB, basta instalar o serviço CUPS? Estou a utilizar Elementary OS Luna e Mint KDE.

    Bom fds

    • Pedro Pinto says:

      Boas LPHP

      Sim, basicamente é isso. Ele de seguida deve logo detectar a impressora. Depois é estilo Windows, next, next next 🙂

      • LPHP says:

        Obrigado, vou experimentar, já tantas vezes liguei a minha Brother MFC-J220 ao Linux e nunca detetou nada, que desisti.

        Pode ser que desta vez funcione (nos dois sistemas, digo eu).

        Se for esse o caso, estão de parabéns pela ajuda. Continuem o bom trabalho.

        • Carlos Carvalho says:

          LPHP ,

          Boa tarde , qual é a distribuição que usas .

          Cumprimentos

          Carlos Carvalho

        • lmx says:

          Boas…

          Antes de comprar a printer deves procurar pelo suporte para o teu SO…normalmente vou nas HP que teem um suporte muito bom…hplip

          http://hplipopensource.com/hplip-web/index.html

          tens aqui um site onde podes também procurar drivers para linux…printers, scanner,etc.

          http://www.linux-drivers.org/

          outro:
          http://www.openprinting.org/printers

          não encontro para nenhum destes casos suporte para a tua printer…
          mas no site:
          http://welcome.solutions.brother.com/bsc/public_s/id/linux/en/download_prn.html#MFC-J220

          tens ai drivers para vários casos, saca o cupswrapper driver, pois permite-te controlar a printer pelo CUPS(ambiente grafico), lpr é fixe, mas é apenas ambiente texto(shel).Saca para o cups…

          Como podes reparar o pacote é para a arch i386…estas num sistema amd64?!(assumo que sim), se dá erro…tens que habilitar multiarch na tua maquina…assim podes correr pacotes i386 numa arch amd64.

          Se tens um erro a dizer que o pacote não é para a tua arquitectura…

          No Lnux Mint LMDE(no fundo é mesmo debian…):
          tenta isto(como root ou se preferires usa sudo antes de cada commando):

          dpkg –print-architecture
          verificas a tua arch

          dpkg –print-foreign-architectures
          verificas se tens a arquitectura i386 adicionada

          dpkg –add-foreign-architecture i386
          se não reconhecer…
          dpkg –add-architecture i386

          dpkg –print-foreign-architectures
          verifica se foi adicionada

          em seguida adiciona śs tuas sources.lst a info para repositórios i386
          sed -i ‘s/deb\ /deb\ [arch=amd64,i386]\ /g’ /etc/apt/sources.list

          agora que tens Multiarch e ja podes instalar pacotes i386..

          apt-get update

          em seguida instala o pacote do wraper para o CUPS do fabricante…

          De sistema para sistema as coisas podem variar e EU NÂO ME POSSO RESPONSABILIZAR pelos teus actos…, embora este tipo de situação seja banal…

          enjoy 😉

          cmps

    • faustino says:

      Eu se bem me lembro acho que basta ligares a ficha usb e já está nem precisas de te preocupar com mais nada.

      • LPHP says:

        Hum… pois, eu também pensava que era assim mais fácil, aliás, o modelo da impressora é recente, os sistemas estão atualizados, teoricamente seria mais acessível, mas na verdade, nem por isso.

        Os sistemas, por sí só, trazem drivers para impressoras Brother, mas a minha impressora não consta de nunhuma das listas.

        E a própria Brother tem drivers no site oficial para Linux, mas por alguma razão, que ainda não entendi qual, não os consigo instalar em nenhum dos sistemas. (Drivers 64bits pra sistemas 64bits).

        É tentar com o CUPS. Só para ter a certeza que estou certo…

        Instalo o CUPS; Ligo a impressora; USB; e vou à página indicada no tutorial e a minha impressora deve aparecer na lista; Next, Next, Next…

        Shouldn’t be too hard

        • lmx says:

          Os drivers são 32 bits…e não 64…ou seja numa arch 64 bits tens que ter multiarch activado…

          No caso do Ubuntu talvez já esteja, em Debian…muito dificilmente…

          tenta, se não der, presumo que vais ter que instalar o driver do fabricante…que é 32 bits e não 64 bits…

          se der erro a instalar a dizer que o pacote não é para a tua arch…ve o meu post acima…

          O fabricante tem la instruções para adicionares multiarch, mas NÂO AS SIGAS!!!(pelo menos em Debian)…são demasiado antigas e perigosas(a probabilidade de te “crashar” o sistema é grande…ia32libs,etc).

          cmps

  3. Guil says:

    No caso da impressora HPP1102W devidamente configurada com um endereço ip, como adicionar?

  4. Luis Braz says:

    Lembro-me de ter instalado a minha no Ubuntu… apenas tive que clicar em impressoras e instalar impressora! Não me lembro de tanto trabalho!

  5. Nome says:

    Só falta uma coisa para os novatos em Linux: substituir o terminal por um atalho que arranque o serviço CUPS.

  6. Antonio says:

    Viva

    Tenho um multifunções Brother MFC-7360 que funciona perfeitamente com CUPS. O problema é que não consigo digitalizador documentos a partir do meu PC com Xubuntu. É possível indicar alguma sugestão para ultrapassar este impedimento? Cumprimentos.

    • lmx says:

      não podes porquê?não és dono do hardware?
      se for usb…

      lsusb
      Bus 001 Device 007: ID 03f0:2504 Hewlett-Packard DeskJet F4200 series

      verifica se é reconhecida…

      depois tens que usar um programa para digitalização…
      dos muitos milhões que existem…simple scan para as coisas mais triviais é porreiro…
      ou então o Master , supra sumo da bananeira, mestre de Kungfu em ultimo grau….xsane.

      depois usa-o.

      cmps

      cmps

  7. quimkaos says:

    Nunca tive que instalar o cups, seja no Ubuntu, CaixaMágica, Fedora, Mint, RedHat, Suse… ele sempre esteve lá por defeito. Os únicos problemas que tive até agora com impressoras foram sempre devido a drivers manhosos. Em impressoras locais maior parte das vezes basta simplesmente ligar a impressora e está feito. No meu caso pessoal (HP) em vez de ter que instalar no Windows um cd que demora meia hora e ocupa 2GB de disco (sim eu sei posso instalar somente o driver), no Caixa Mágica basta-me simplesmente ligar a impressora, que como também é uma multifunções, fica logo pronta e com scanner a funcionar.
    No entanto este artigo é muito útil, especialmente pelo ponto de fazer instalações por rede, sendo que este método (por browser) consegue resolver muitos dos comuns problemas de instalação por rede.

    • Também não percebi a complicação. Tenho instalado muitas impressoras em Linux e já há alguns anos que para as locais “basta ligar”. Para as impressoras de rede também não tenho tido qualquer problema, sejam impressoras directamente na rede ou partilhadas por máquinas Windows ou Linux: em Ubuntu basta abrir o utilitário de adição de impressora, escolher o protocolo, introduzir o endereço da impressora na rede e escolher o modelo de impressora.

      • Pedro Pinto says:

        @quimkaos
        Sim, actualmente as distribuições Linux já trazem isso por omissão. A parte dos comandos pode tornar-se interessante para quem não tem impressora e assim possa parar ou até mesmo remover o cups. Para quê estar a pesar no sistema se não se usa?

      • Airan says:

        António Manuel Dias, não consegui fazer funcionar minha impressora SAMSUNG XPRESS M2020W via wifi, apenas cabeada.

        Como devo proceder?

  8. jose says:

    dass que trabalheira, mal por mal vou para o windows, se quizesse ser diferente era gay.
    Linux nao tem nada de user frendely

  9. Daniel says:

    Portanto, deve-se ler então: Instalar uma impressora no linux com ajuda de uma “tecnologia” que inicialmente era usada para Linux e que a Apple comprou para a ajudar a controlar impressoras. Desculpem, mas CUPS sempre se utilizou em Linux para configurar e gerir impressoras, a história de Linux e CUPS já vai longuíssima, a de CUPS e APPLE é que nem tanto… A César o que é de César.

  10. Jorge Carvalho says:

    Se querem ser rigorosos …

    Michael Sweet, who owned Easy Software Products, started developing CUPS in 1997. The first public betas appeared in 1999.[3] The original design of CUPS used the LPD protocol, but due to limitations in LPD and vendor incompatibilities, the Internet Printing Protocol (IPP) was chosen instead.
    CUPS was quickly adopted as the default printing system for several Linux distributions, including Red Hat Linux
    In March 2002, Apple Inc. adopted CUPS as the printing system for Mac OS X 10.2
    In February 2007, Apple Inc. hired chief developer Michael Sweet and purchased the CUPS source code.

    Pronto.

  11. ubunt says:

    Com esta ferramenta consegue-se instalar todos os recursos, wireless, ePrint numa HP-DeskJet-3070A??
    Tenho esta impressora a funcionar, mas instalei os recursos pelo CD em ambiente windows.
    Se conseguir fazer isso pelo linux, acaba de vez o windows cá em casa.

    Cumprimentos

    • quimkaos says:

      Mas já testaste? ela está a funcionar por wireless? ou há alguma coisa que não estas a conseguir por a funcionar, tipo scanner (que possivelmente poderão ser resolvidos pelo hplip-gui e pelo xsane)?

      • Guil says:

        estou com este problema numa LaserJet Pro P1102w
        ela imprime normalmente pela rede tenho maquinas windows fazendo isto.

        mas no cups não consegui

        • ac says:

          eu resolvi assim:
          Adding Printers and Classes
          Add Priner
          Other Network Printers:
          . Windows Printer via SAMBA (smbclient)
          Continue

          Connection:socket://ip da impressora
          Continue

          Seguir as instrucoes.

          espero ter ajudado.

      • ubunt says:

        Para quimkaos, sim, está tudo a funcionar, configurei tudo pelo windows, até a rede wireless.
        Eu refiro-me é se eu posso fazer tudo isso pelo linux. Desde a rede wireless até à configuração de todos os recursos da impressora.
        Normalmente uso 3 recursos: impressão pelo eprint e wireless e digitalização.

        • quimkaos says:

          a única coisa que terás problema será o eprint… mas o eprint não tem nada a ver com drivers ou hardware… é simplesmente um bloco de software implementado pela HP. Funciona em ruindows e mac… terás que reclamar com a Hp para implementar em linux o software deles…no entanto acho que tens outras opções onde podes até ter mais controle …

  12. RaCcOn says:

    Ou é de mim ou o cups já se encontra pré-instalado nas ultimas versões das distribuições disponíveis?

    basta ir ao browser e digitar

    localhost:631

    😉

    • lmx says:

      sim em muitas ja vem de base, noutras não, assim como o hplip…
      mas em caso de falta de suporte convém ir buscar uma mais recente…

      Eu acho que o artigo faz todo o sentido, sendo que existe o estigma de que nada funciona no Linux…é preciso desmistificar e educar as pessoas a procurar as coisas pelos seus nomes, pois muita gente esta habituada ao Windows…e por isso conhece outras aplicações e sistemas…

      cmps

      • quimkaos says:

        não poderia concordar mais contigo até porque acho que até no slackware vem com o cups vem pré instalado…
        O ponto deste artigo será talvez a estupidez disto não estar implementado em GUI para simplificar a vida a quem não é “geek”

        • Pedro Pinto says:

          @quimkaos
          Refereste a questão de instalar o CUPS via CLI?
          Olha que “estupidez” é uma palavra muito forte…

          • quimkaos says:

            percebeste mal… estava-me a referir ao Linux e não ao artigo. Tal como tinha dito num comentário anterior este artigo é muito útil. Apesar de ser linuxer e de muitas vezes preferir utilizar CLI em vez de GUI, em muitas situações faltam GUIs completas para o que o utilizador comum se sinta confortável. Este será um caso, onde o utilzador em vez de ir a um painel qualquer de configuração tem que abrir uma pagina de um webbrowser com um endereço “esquisito” para aceder a configurações avançadas. Outro caso pior será a configuração de rede e do samba.

        • lmx says:

          boas, eu percebo o que dizes, mas acho que não se trata de uma estupidez, mas sim de uma virtude…

          Quando usas linux, a ideia é ires-te cultivando do ponto de vista tecnológico…

          é uma forma de ires aprendendo, …o céu é o limite, pois como se trata de um sistema modular e de codigo aberto, altamente configuravel, permite-te aprender muito, mas muito mesmo…

          Vou-te dar um exemplo, ligado ás redes…

          Na cisco, por exemplo…tal como qualquer routerzeco, a maioria tem interface gráfica para configuração(correm um servidor http).

          Nenhum bom profissional usa a interface gráfica, alias é um requisito a utilização da shel, não é uma questão de gosto , é mesmo imperativo, porque tens uma noção completa do que esta a acontecer, e os erros que podes ter…

          No linux é igual, ou ainda mais gritante o facto de ser obrigatório, quem trabalha em administração de sistemas, passa o dia inteiro a olhar para monitores, onde só existem shels…eu por exemplo chego a ter 30,35 sessões abertas.

          Faz todo o sentido, a ideia no mundo linux é a partilha de conhecimento, é um mundo aberto de liberdade…claro que para utilização final de uma ferramenta de office por exemplo não usas a shel, ai não faz sentido, mas no que tenha a ver com instalação , remoção de software, e configurações, repositórios,etc, deve ser feito na shel.

          Os erros gerados são muito mais fidedignos, e podes depois ter uma maior percepção do que está a acontecer…eu quando procuro algo, procuro sempre por exemplos na shel.

          Não é uma coisa má, muito pelo contrario, é uma das boas práticas implementadas, e o PPinto sabe bem disso… 🙂

          cmps

          • quimkaos says:

            Claro! eu utilizo mais a consola para esse tipo de configurações, para mim maior parte das vezes é até mais rápido e confortável. Não o será para uma pessoa comum. Por exemplo tenho aqui dois servidores montados por mim, um NAS e um HTPP, e nem sequer tem monitor desde o primeiro login. Tenho “impingido” o linux a muitos amigos e clientes mas duvido que a maioria deles saiba sequer da existência da linha de comandos.

          • lmx says:

            Desculpa quimkaos,

            percebi-te mal no teu post anterior 🙁

            Concordo contigo que deve existir sempre uma solução, embora que menos potente, pelo menos que dê para o básico…mas olha que em muitos milhões de casos existe…e neste caso também existe…

            O system-config-printer , é um front-end gráfico para o CUPS, e funciona muito bem.

            É verdade que as pessoas desconhecem muita coisa, as vezes até penso que eles estão a dizer que não conhecem , ou a fazer-se de parvos propositadamente, mas acredito que seja mesmo por falta de conhecimento, ou porque não querem saber, ou porque trabalham em algo completamente diferente e não teem gosto pela coisa…

            cmps

  13. Joao says:

    Depois de instalado o cups, podem instalar o pacote “system-config-printer-gnome”, que facilita a configuração das impressoras. Disponivel em várias distribuições.

  14. Peter says:

    Estes comentários fizeram-me lembrar de uma pen wireless que comprei há anos para um Mac.
    Funcionou no Mac, instalando um driver. Usei-a no windows, mas foi uma carga de trabalhos: vai à internet, procura driver, instala, não é este, vamos buscar outro, será desta?, ainda não.
    Liguei-a num linux e 10 segundos depois, sem qualquer intervenção minha, estava a pedir a password para ligar à rede.

    De facto, com o linux tem sido surpresa atrás de surpresa.
    O CUPS é mesmo muito útil para instalação de impressoras de rede.

  15. PirateTux says:

    Mais de 10 anos depois do Cups ser usado em Linux, eis que a Apple compra o respectivo código fonte.
    Fê-lo por reconhecer a sua qualidade e também para poder adicionar-lhe código proprietário…

    E depois vem-se dizer que “a Apple desenvolveu um serviço que dá pelo nome de CUPS” e que a Apple anda a ajudar o Linux?

    Mas que confusão é esta?

    A Apple não desenvolveu o CUPS. A Apple comprou o seu código. E comprou-o em virtude de reconhecer não ter competência para criar algo semelhante e também pelo motivo de lhe querer anexar algum código proprietário… E quando dizem que “ah, e tal, não é preciso o CUPS em OSX”… Ai não é? Então anda tudo bêbado lá pelos lados da Apple… Uma porcaria de uma simples GUI não significa que por trás e na base o que está a fazer o trabalhinho não seja o CUPS.

    Além disso as distribuições Linux não têm qualquer código do CUPS que seja, ou tenha sido, desenvolvido pela Apple.

    Qualquer dia vão dizer o quê? Só falta dizerem que foi a Apple quem criou o sistema operativo que usa nos seus produtos que é para a malta dos FreeBSD, OpenBSD e quejandos terem uns AVCs. Enfim.

  16. Cap says:

    Se os homens do linux que fizeram o CUPS são tão bons, porque é que não fizeram logo uma porcaria de um GUI que fizesse o processo ficar simples. Não simles informático, mas simples para as outras pessoas, aquelas que são 99% do mundo e que acabam por preferir pagar do que perder tempo a ler artigos. Só sei que que o pessoal que tem OSX diz que aquilo é só ligar e já está funciona! Se tem o CUPS por detrás, o que é que lhes interessa?? Enquanto for preciso abrir a linha comando ou ler artigos para fazer coisas simples, o linux será apenas para a minoria que está disposta a fazer isso…

    • lmx says:

      Cap,

      claro que existem Front end graficos para o CUPS…o system-config-printer , é um caso disso mesmo…

      Cap, o Linux pode ser mais facil, ou mais dificil consoante a Distro que escolhas…

      Se escolheres, uma DISTRO para quem tem unhas , e depois não souberes tocar viola, a culpa não é da DISTRO, mas tua…

      Quando se quer aprender, tem que se passar o caminho das pedras…é assim com tudo na vida!!

      Mas se a ideia for apenas usar,sem queres saber das configs, podes sempre escolher uma distro mais facil….são como cogumelos por ai…e o melhor de tudo 99,99% delas são free!!

      cmps

  17. brando says:

    Esse mesmo procedimento dar para instalar uma epson.

  18. wallace says:

    preciso do nome do usuário e senha para dar os prosseguimentos para instalação pois não sei

  19. Antonio Nogueira says:

    Estou tendo dificuldades para configurar uma impressora de Rede no Ubuntu 14.04. Eu tenho a impressora HP Photosmart C4480 All in One funcionando localmente num netbook Samsung N150P rodando o Xubuntu 14.04 LTS. O CUPS 1.7.2 está instalado em ambos os computadores. No Netbook usando o Configurador Gráfico do CUPS 1.7.2 eu habilitei a compartilhar a impressora no Servidor. Quando eu tento utilizar tanto o Configurador do próprio Xubuntu quanto o gráfico do CUPS 1.7.2 não consigo localizar a Impressora na minha rede wireless. O interessante que eu consigo acessar o netbook Samsung a partir do meu Laptop Dell Inspiron 1545 usando o SSH. Não sei o que está acontecendo. Já desinstalei e reinstalei o CUPS 1.7.2 tanto no Servidor quanto no cliente. Segue a configuração local do Netbook:

    Descrição: HP Photosmart C4400 series
    Localização: ribeiro-N150P
    URI do Dispositivo: hp:/usb/Photosmart_C4400_series?serial=BR8AKFC0C605BW
    Fabricante e Modelo: HP Photosmart c4400 Series, hpcups 3.14.3
    Estado da Impressora: Ociosa – ready to print

    Está compartilhada e como Servidor Padrão.

    Tem como configurá-la usando o console? Poderiam me passar os passos step by step?

  20. Airan says:

    Fiz todo o passo a passo e minha impressora Samsung Printer XPress m2020w nao funcionou como wifi

  21. Humberto says:

    Cara valeu mesmo, me ajudou muito. Faz tempo que tento fazer essa porra funcionar e nada de dar certo, até que encontrei seu tutorial. Obrigado!

  22. Márcio says:

    Nao sei se fui so eu que tive o problema de quando tento colocar a credenciais ele volta a pedir novamente infinitamente fico com o login em loop infinito para o caso de alguém precisar podem usar o comando usermod -aG depois no login do cups colocar o vosso username e a vossa palavra pass

  23. Márcio says:

    usermod -aG vosso_username
    Nao ficou no comentário anterior por causa da sintaxe ou usada

  24. Márcio says:

    usermod -aG vosso_username
    Nao ficou no comentário anterior por causa da sintaxe ou usada

  25. err says:

    não seria antes sudo usermod -a -G lpadmin username

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.