Quantcast
PplWare Mobile

PiPplware – Algumas dicas de utilização (Parte II)

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Eduardo says:

    Recebi ontem o meu Raspberry Modelo B com um cartão de 8Gb classe 10, e gostaria perceber se estas situações são normais mesmo com overclocking a 800.

    – No xbmc na informação do sistema, a utilização do processador está a 100%;

    – Navegação na net também muito lenta.

    Obrigado

    • miguel says:

      Completamente normal, a raspberry serve para ver filmes, uns jogos de emulador, e não para aceder a NET como um browser de um pc., pois o CPU não aguenta. Serve também para fazer alguns projectos caso percebas de programação. No entanto para filmes a 720p (HD) serve perfeitamente com o xbmc. Uso openelec e uso uma pen USB 3.0 para os menus serem mais rapidos e overclock a 1000Mhz. O sdcard é mais lento e da problemas quando usamos overclock.

      • Eduardo says:

        Obrigado Miguel pela resposta.

        Em relação ao overclock usei os comandos explicados no tutorial “Comandos úteis para conhecer melhor o seu Raspberry PI” para saber as frequências do processador e o resultado para a frequência máxima é de 800Mhz. O raspberry aguenta os 1000Mhz? Não danifica o equipamento?

      • Rumatrix says:

        Boas miguel. Openelec na pen USB 3.0 com overclock a 1000Mhz o sistema fica estável? eu tenho tentado fazer algumas experiencias mas com sd card e por vezes o xbmc deixa de responder

      • Ruben says:

        perdoa-me a ignorância, mas estava a pensar adquirir um raspberry para ver filmes ir à net, editar documentos (libreoffice e ficheiros de texto) e usar VNC, enfim, coisas rápidas….

        A minha principal questão é:

        é assim tão lento o browser no Raspberry?……o browser puxa mais pelo processador do que um filme a 720p?

        Obrigado

        • Rascas says:

          Navegar na internet usando o Netsurf, acho que a velocidade é aceitável. Com o midori ou o chromium é que é um bocado lento…

          Um browser exige dastante capacidade de processamento ao Pi, mais que um filme 720p, os filmes são descodificados usando o gpu.

      • Rascas says:

        Queria clarificar só umas coisas.

        – Os problemas de corrupcção dos cartões SD estão já todas resolvidas, pelo menos no raspbian e no Pipplware. No Pipplware mesmo com overclock, não corrompe o cartão.

        Claro que se desligarem o raspberry pi incorrectamente (p. ex. desligar o cabo da alimentação enquanto o raspberry está ligado) pode haver corrupção, mas isso é igual quer esteja instalado no SD ou num dispositivo USB.

        -O SD card só é mais lento que um dispositivo usb, se o cartão for lento. O raspberry pi consegue ler e escrever no máximo a cerca de 20MB/s num sistema de ficheiros ext4, quer seja em SD ou num dispositivo USB.

        -Usar um dispositivo USB 3.0 não serve de nada pq as portas do RPi são USB 2.0.

        • Eduardo says:

          Uma vez que o Pi consegue ler e escrever no máximo a cerca de 20Mb/s nâo vale de nada ter um cartâo SD com uma capacidade de leitura/escrita de 30Mb/s?

          É normal o xbmc usar o processador do Pi em praticamente 100% sem estar a realizar nenhuma tarefa? A vossa navegação entre menus é fluida?

          • Rascas says:

            Se tiveres um cartão que clama 30MB/S, mesmo assim o raspberry só vai conseguir ler e escrever no máximo a +/- 20 MB/s porque o Pi não consegue mais.

            No entanto acho que está bem usar um cartão de 30MB/s.

            Acho só que é um desperdício usar por exemplo um cartão de 90MB/s quando o Pi está limitado a +/- 20MB/s.

            Em relação ao xbmc dizer que está a usar 100% isso é um bug do XBMC que só foi corrigido na versão 13 que ainda está em beta, eu já tinha explicado isso. Só acontece qnd estás a visualizar esse determinado separador, em tudo o resto a utilização do cpu volta ao normal que em idle é de cerca de 20%. Podes verificar isso por exemplo via ssh com o top.

            A velocidade / fluidez de navegação no XBMC do Pipplware é +/- a mesma do raspbmc e openelec.

  2. Jorge says:

    Gostaria de saber se posso clonar um cartao que ja temha todos os programas instalados ja tenho 1 e neste momento estou a tentar configurar outro para ficar um na sala e outro no quarto! Ha possibilidade de fazer isoo? Clonar o cartao de um para outro?

    • Luis says:

      Não só pode como é altamente recomendável! Depois de ter problemas com cartões que se corrompiam passei a fazer backup regularmente dos cartões (usando o “sd imager” no windows ou dd no linux ou mac). Funciona perfeitamente passando de um para outro ou restaurando a instalação (no caso do cartão corromper)!

  3. Albsousa says:

    Depois de ver esta iniciativa em Português, resolvi iniciar-me nesta materia.
    Hoje finalmente recebi o meu Raspberry Modelo B, e agora começou o primeiro problema, neste momento não consigo formatar o meu sdhc de 16bg no programa de formatação recomendado diz sempre que só tem 56mb.
    Será que me podem dizer como posso contonar esta situação.
    Desde já o meu obrigado.

    • Rascas says:

      No SD Formatter não interessa o que diz. Seleciona só nas opcções FORMAT SIZE ADJUSTMENT ON e faz format. Depois é só gravar com o win32diskimager

      • Albsousa says:

        Desde já agradeço ajuda,
        Após ter formatado na opção indicada (tanto em Quick como Full) continua com 56mb.
        Depois ao gravar com o win32diskimager aparece a seguinte informação:
        “Not enough space on disk: Size 5939200 sectores Available: 113838 sectores Sector size: 512”
        Ainda agora comecei neste projecto e já estou com um desastre. 🙁

      • Rascas says:

        Hmmm isso é mto estranho… Verifica se o lock do cartão não está activo. Tem que estar para cima.
        Para testar experimenta copiar um pequeno ficheiro para a partição que é detetada pelo windows, e verifica se operação foi concluída.

        Se nada disto resolver o problema , a unica coisa que me ocorre e usares um live cd linux e usares o programa Gparted para eliminares todas as partições do cartão e depois repetires o processo de instalação do Pipplware. É preciso ter a atenção no gparted para selecionar o dispositivo correcto, neste caso o SD.

  4. Pedro Silva says:

    Muito bom trabalho.
    Tenho uma dúvida: com o raspberry (e utilizando o XFCE) consigo instalar e usar algum programa para edição de vídeo? Alguma sugestão de programa?
    Obrigado e continuem o bom trabalho

  5. Eduardo says:

    Na sequência das opções de arranque/boot deste tutorial gostaria de deixar uma sugestão que me parece interessante, contudo não sei se tecnicamente será possivel.
    Axo que seria mais prático e facil, se o utilizador podesse configurar a ordem do boot tal como acontece quanto temos o linux e o windows no mesmo pc, qual deles fica por defeito e, por exemplo durante 10 segundos se não fizessemos nada ele arrancava na primeira opção.
    Ora a ideia era definirmos a ordem de boot (por exemplo no caso de usarmos mais o xbmc essa seria a 1 opção)e termos sempre o Emulation Station disponivel. Isto para que?
    No caso dos utilizadores que usem o Pi praticamente para o xbmc no sentido de se evitar andar com teclado, uma vez que actualmente ele será necessário para pelo menos escolhermos uma opção do Emulation Station. Assim entrada seria automática e depois facilmente com o telemóvel controlariamos o xbmc.
    Por outro lado quando fosse necessário entar o XFCE; fazer uma actualização ou entrar noutro menu do Emulation Station ele estaria sempre disponiveil.
    Penso que seria uma mais valia para esta distribuíção, mas como disse não sei se é possivel e se faz sentido para mais utilizadores.
    Obrigado

  6. Rascas says:

    Anotado! Vou ver se faço isso para a próxima major release.

  7. Eduardo says:

    Ok Rascas ficamos então a aguardar! Esperemos ter notícias em breve! Vai sem dúvida acrescentar valor a está fantástica distribuição, tornando-a mais prática e funcional . Muitos parabéns pelo trabalho já desenvolvido.

  8. Videira says:

    Antes de mais parabéns pelo trabalho ja realizado…

    Já li alguns comentários que a velocidade de escrita do Pi no cartão SD é tão alta como um dispositivo USB. No meu tenho um cartão SD de 8GB class 10 e notei bastante diferença em relação a um class 4, o unico senão é sempre o espaço disponivel no mesmo.

    Será possivel instalar o SO numa pen (tenho uma de 64GB) e correr tudo a partir de lá? Assim já tinha mais espaço para outras brincadeiras, e se necessario é possivel ligar mais um disco.

    Cumprimentos,
    Videira

  9. Mike says:

    boas,
    preciso da vossa ajuda.
    fiz a instalação do pipplware e da actualização 1.3. ao efectuar a actualização perdi o menu de arranque onde posso escolher o xbmc, retropie, etc.
    o meu objectivo é ter o rasp pi como media center (xbmc) e emulador de jogos.
    tenho 2 hipoteses

    1 – ou entra directamente no xbmc e se sair vai para o menu

    2 – entra sempre no menu de arranque e escolho o que quero inciar

    obrigado

  10. carlostiagofarinhas says:

    sera que me podem dizer o root login e pass já andei aqui a porcura mas nao encontro

  11. Pedro Silva says:

    Boa tarde, preciso de ajuda, tenho a versão 2.0 instalada. Descarreguei um rom set 037b5 para o mame e coloquei as roms na pasta retropie\roms\mame. a lista de roms aparace no emulador mame na emulestation, mas quando escolho uma rom qualquer (já tentei todas!) aparece umas linhas de comando muito rápido na tv e depois volta novamente ao ambiente da emulastation e não consigo carregar nenhuma rom, por favor agradeço alguma luz aqui…Obrigado antecipadamente.

    Pedro Silva

  12. Francisco Santos says:

    Preciso de ajuda, defini o XBMC como boot, agora queria voltar ao original e não consigo…
    sigo este passo:
    Caso activem o arranque automático para o XBMC e desejem depois alterar o arranque outra vez, têm de editar o ficheiro /etc/default/xbmc novamente e mudar a opção “ENABLED” de volta para 0.
    Mas não consigo gravar o ficheiro, dá-me erro. Estou a tentar fazer isto por SSH.
    Não é possivel alterar isto no XBMC?

  13. Jeison says:

    Consigo usar, de forma satisfatoria, um cliente torrent torrent salvando os arquivos em um HD externo usando o pplware? Caso nao, qual a distro indicada? Obrigado

  14. Joao says:

    Boas,

    Inciei-me ontem nessa nova tecnologia para mim, rasberry pi B+, fiz root do pipplware 2.2 mas 1º nao me apareceu para escolher a opção nº 3 para expandir tudo para o cartao sd, e 2º tou com problemas de acesso à internet, comprei uma mini usb wifi n300 da netgear mas nao estou a conseguir conectar-me à mnha rede wifi, pedia a vossa ajuda?

    outra coisa que estive a pensar, mas nao sei se é possivel, como posso ligar um cabo de rede ao meu pc e ao rasberry pi para ter internet?

    obrigado

  15. Joao says:

    qual a password do sudo?
    pretendo actualizar minha xbmc no raspberry pi, mas nao tou a conseguir

    Joao

  16. Joao Rocha says:

    Tenho o Pipplware 2.2 e Corri o Setup do Retro-Pie e fiquei sem o emulationStation 🙁 como posso o por de volta

  17. Ciro says:

    Sr. Rascas,

    Gostaria, se for possivel, lhe colocar uma questão:

    Fiz um servidor Debian com o Raspberry que se comunica atravez da serial com uma placa minha para realizar controle em casas via celular….(tudo está funcionando ok!)

    Quando estava alimentando o sistema com fonte separadas o PI nunca deixou de dar o boot corretamente

    Porem ao instalar tudo em uma caixa utilizei uma fonte 5V 2A para alimentar tudo (nem medi ainda o consumo mas tambem funciona bem)

    POREM….

    De vez em quando o PI NÃO DÁ BOOT

    pelos leds vi que fica “parado” em algum ponto e só…

    Por enquanto somente tentei isto:

    Coloquei um botão de reset e experimentei ligar com ele pressionado e somente depois de 1 segundo liberar o botão (neste caso minha placa poderia comandar isto)

    O interessante é que quando ocorre isto (o PI travar) basta desligar a fonte (e ligar de novo) que ele volta a correr normalmente

    Ainda tenho que ver isto com calma, vou ligar uma fonte separada, veriricar o boot com o video e por fim estou achando que é a fonte mesmo que ao ser ligada após estar um longo periodo desligada perde a capacidade de corrente inicial que deve ser importante para o PI —- tambem posso tentar fazer com que a placa auxiliar ligue o PI atravez de um rele ou transistor apos um segundo deixando a fonte estabilizar

    Enfim, gostaria que, se voce tiver passado alguma experiencia com isto….o seu conselho

    Um grando abraco
    Ciro Peixoto (Brasil)

  18. Boas, coloquei as ROM’s .zip para o MAME mas não me aparece o emulador no retropi. Podem-me dizer o que estou a fazer mal? Também coloquei uma ROM no n64 e esta funcionou altamente. Agora vou testar com o dreamcast estou a fazer o down das ROM’s

  19. joao figueira says:

    Boas, antes demais parabéns pela distro embora faça um uso “limitado” (kodi) gosto mais do o openelec.
    Tenho e Raspberry Pi ligado por cabo mas preciso de ligar via wireless, para efeito estéticos.
    Nesta pagina vejo como configurar o wireless, maravilha parece-me bem fácil. e agora a pergunta para queijinho :). Quais os drivers, para wireless usb dongle, que o PiPplware tem disponível?

  20. João Jesus says:

    Boa tarde,
    Antes de mais obrigado por nos porem à disposição um SO tão completo e user friendly como este, no entanto há aqui duas questões que gostava que alguem me pudesse ajudar:

    A configuração do WIFI é manual, certo? Ou seja, tenho de inserir o ESSID como solicitado, no entanto, não estou a conseguir, ao colocar o SSID (NOS-XXXX) . Eles são iguais? Se não forem, como é que eu consigo saber qual é?

    Outra questão tem que ver com o “Ser Inácio”.
    Existe alguma forma de o ser, que seja fiável/constante?

    Agradeço qualquer esclarecimento.

    Cumprimentos,
    J.Jesus

  21. João Ribas says:

    eu sei que este post já tem 3 anos, mas ainda foi o primeiro que me apareceu quando fiz a pesquisa no google por pipplware+transmission, por isso:
    não querem alterar a informação sobre o ficheiro de configuração do transmission? já não está aqui
    /etc/transmission-daemon/settings.json (ou pior, para confundir mais, existe aqui um ficheiro mas não é o usado)
    mas sim aqui
    ~/.config/transmission-daemon/settings.json

    pelo menos no 5.1.1. Acabei por dar com essa info num comentário perdido no facebook

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.