PplWare Mobile

Instale o Mint Display Manager no Ubuntu 12.04


Autor: Pedro Pinto


  1. dariomgsilva says:

    Olá gostei do aspecto do linux. tenho win 7 no pc o que aconselham a instalar em termos de linux … é que sou completamente noob.

    • Dr.Estranho says:

      Bem, se és noob eu aconselhava-te a instalar o Linux a partir do windows, usando um aplicativo chamado Wubi que te permite instalar e, mais importante ainda, desinstalar o Linux quando te fartares dele ou der raia. Infelizmente nem todas as distribuições de Linux permitem instalar deste modo. No teu lugar tentava instalar o Ubuntu, na variante KDE (Kubuntu).

      Vais à página do Ubuntu e procura a opção que te permite instalar a partir do Windows. É tão fácil como instalar qualquer outra aplicação do Windows.

      Boa sorte.
      Abraço à rapaziada.

    • Gustavo says:

      Talvez o Mint seja mesmo a melhor opção. Embora não tendo um visual igual, não deixa de ser de ter uma forma semelhante de utilizar de um Windows. Mas se tiveres possibilidade o melhor é mesmo testares numa máquina virtual ou um LiveCD antes de instalares o que quer que seja.

      • Serva says:

        O Mint apesar de liderar está muito longe de me agradar no que concerne a liberdade de customização quando experimentarem o KDE depois verão as grandes diferenças , quer na produtividade quer na total customização de todos os componentes do SO , não tenham medo de experimentar está completamente isento de bugs a actua versão estável a 4.8.3 .

        Cumprimentos

        Serva

        • Gustavo says:

          Isso não tem nada a ver. Até porque o facto de ser Linux Mint não interefere com a utilização do KDE pois há uma versão que o traz logo de raiz, ou pode-se instalar mais tarde. Estou a falar de familiaridade no uso do SO para tarefas mundanas, não em personalização.

          Como podes afirmar que o KDE está totalmente isento de bugs?!

          • Serva says:

            Eu não gosto de misturar vários ambientes gráficos no mesmo SO , na minha modesta opinião acaba por dar asneira , são só os 5 cents .

            Quanto ao Mint KDE inexplicavelmente quando sai vem completamente ultrapassado , é o ambiente gráfico que a Mint não está muito virada , as suas prioridades neste momento são sem dúvida o Cinnamon .

            Cumprimentos

            Serva

    • RSC says:

      Boas.

      Antes de mais, deves ter em conta que a interface não é tudo não SO, mais importante que isso é o layout do mesmo, pois este deve ser o mais funcional possível quando em produtividade. Aqui vai do gosto e hábitos de cada um.
      Em segundo lugar tens que ter em conta o tipo de utilização que lhe pretendes dar e que tipo de aplicações, apesar do fantástico mundo open-source ter muitas alternativas, ainda não é possível obter algumas ferramentas comparáveis, nomeadamente da microsoft. Principalmente se estiveres limitado a essas mesmas ferramentas.

      Em relação à tua pergunta, penso que Ubuntu e Mint são as duas melhores opções para te iniciares.

      Cumps.

    • Pedro Pinto says:

      Penso que podes começar por virtualzilar o Linx, usando o virtualbox. Depois, sugiro o Ubuntu, mint ou caixa magica

      • grifo74 says:

        Pclinuxos e nunca mais queres outra coisa, o mundo do linux não é só ubuntu e seus derivados. Também pode não ser pclinuxos mas tu pediste uma opinião lol. 😉

  2. Gustavo says:

    Pessoalmente torci o nariz ao Unity quando saiu, mas a verdade é que após uma semana esqueci a antiga interface.

    O Unity tem o visual muito mais limpo e ainda está em franco desenvolvimento por isso espera-se que continue a melhorar e se adapte às necessidades de cada um a cada nova versão.

    Penso que o Ubuntu em geral está cada vez mais polido e intuitivo.

    • Marco Costa says:

      O problema mesmo é trabalhar em vários documentos entre si, fazer a troca ainda é um pouco complicado para mim.

      • Serva says:

        Eu diria Marco que é um pincel , eu que tenho sempre imensas coisas abertas em simultâneo o Unity não se adapta a este tipo de utilização , e por isso está a ser fortemente penalizado pelos utilizadores mais avançados de Linux e que usam Linux como SO principal ,eu neste momento nem tenho Windows em nenhuma partição uso exclusivamente Linux .

        Ainda instalei o Ubuntu 12,04 e mantive-o algumas semanas com actualizações etc para verificar se existiam melhorias , nalguns casos sim noutros não e o que se nota é que a interface é demasiado imatura para ser adoptada pela maioria dos utilizadores de Linux que já têm um nível de exigência muito grande , a Canonical continua a apostar nesta interface e arrisca-se a ficar relegada para posições ainda inferiores as que neste momento ocupa , como tudo na vida os males de uns são o bem de outros e existe de facto um número cada vez maior de distros que se têm vindo a afirmar que a 2 anos nem sequer eram conhecidas .

        Aceitem os meus sinceros cumprimentos

        Serva

      • Gustavo says:

        No fundo é a interface que tem de se adaptar ao utilizador e não o contrário, mas quando se percebe a metáfora do sistema podemos tirar melhor partido dele. Isto não é contudo algo treinável da parte do utilizador, por isso é que as interfaces evoluem. O Unity ainda é recente, há de se tornar melhor.

        Para trocar entre vários documentos da mesma aplicação a solução da Microsoft parece-me até agora a mais interessante e intuitiva (penso que o KDE também o faz). Mas não é assim tão complicado também: Duplo clique no ícone da app e ele mostra todas as janelas abertas.

    • Serva says:

      Está condenado ao fracasso Gustavo e acrescentaria a Gnome Shell , são 2 interfaces que não convencem quem faz do Linux a sua distribuição principal como eu , pura e simplesmente detesto o Unity e o Gnome Shell , felizmente que esta comunidade está a desenvolver novos ambientes de trabalho e alguns muito promissores como o Ciannamon , depois claro existem os tradicionais , eu de todos prefiro KDE , esta é a maravilha deste SO liberdade de escolha .

      Fiquem bem

      Serva

  3. Luís Santos says:

    O Unity não presta e ponto final.
    Para quem experimentou e ainda usa o Ubuntu 10.04 netbook (tb uso Mint 12 Gnome 3), sabe bem que o Unity é um retrocesso como sair de jogos tipo plataforma para os velhos Atari.

  4. Gaspar says:

    Boas a todos os Linuxianos.

    Claro que isto decorre do gosto pessoal de cada um, mas eu pessoalmente acho o Ubuntu magnífico pelo simples facto de me permitir substituir completamente o Windows sem que eu tenha de me preocupar em por exemplo ter de fazer obrigatoriamente um upgrade de licença quando acabar o suporte ao XP e ao 7. Nunca alguma outra distribuição me fez sentir essa segurança! Esse é um mérito muito grande e talvez a comunidade livre esteja a esquecer-se um pouco do esforço despendido pela Cannonical para fornecer uma alternativa tão viável ao Windows. O Ubuntu 12.04 é estável, é completo, é fiável. Se não fosse ele, não faço ideia de quando começaria a explorar o SO livre da maneira que faço hoje em dia.

    Obviamente que isso não implica que tenhamos de usar Ubuntu contra a nossa vontade e gosto pessoal só por causa disso, mas acho que todo este criticismo em relação ao Ubuntu é um pouco injusto. Relativamente à interface, para mim pessoalmente é um aspecto secundário, mas em termos de funcionalidade realmente a barra lateral requer uma habilidade especial para trabalhar com várias aplicações ao mesmo tempo. Não é das mais práticas por certo. Mas para mim cumpre.

    Quanto ao Linux Mint, é a distribuição que uso num PC mais antigo, com processador single-core, foi a primeira a adaptar-se na perfeição a ele e a fazer-me abandonar em definitivo o Windows XP. Também é altamente estável e isento de bugs ou falhas, a interface MATE não desilude. Mas cá está, é baseada em Ubuntu, não posso elevar o Mint sem esquecer que está assente em todo o excelente trabalho desenvolvido pela Cannonical.

    Eu pessoalmente acho que este é um extraordinário ano para a comunidade Linux com distribuições muito bem conseguidas, as LTS lançadas até agora estão altamente estáveis e confiáveis, trabalhou-se na direcção certa. Cumprimentos a todos e façam bom proveito do SO Livre!

  5. celtiberium says:

    MDM não é Mint Display Manager , MDM é Mate Display Manager do Mate Desktop Environment , https://wiki.archlinux.org/index.php/MATE#MATE_Display_Manager

  6. Serva says:

    Gaspar ,

    Sem dúvida que a Canonical foi que mais trabalhou para tornar este SO user friendly e isso suponho que não é esquecido , quanto criticamos o Ubuntu não estamos a criticar todo o trabalho da Canonical , quando se sugere a instalação do Kubuntu , Lubuntu , Xubuntu , todas elas são produzidas pela Caninical , não esquecer que as criticas ao ambiente gráfico Unity são extensíveis a Gnome que em paralelo com a Canonical fizeram um excelente trabalho para tornar o Linux mais fácil de usar , embora não se possa confundir a Gnome Shell (ambiente gráfico) , com a Gnome que gere o ambiente de trabalho , nessa área a Gnome tem vindo a produzir excelentes melhorias no seu gestor Nautilus etc .

    O que pedimos a Canonical é que não enfie a cabeça na areia como fazem as avestruzes , estou em dúvida se existem ou não na África do Sul , mas olhe para os seus utilizadores e para as variantes de distros que usam o Ubuntu como base e percebam a razão de estarem a perder esta cota de mercado e no fundo a prejudicar o incremento no desenvolvimento desta distro que tanto já deu a esta comunidade .

    Depois acho que estas questões devem ser discutidas sem tabus e penso ser muito saudável este tipo de reflexões e criticas construtivas que os utilizadores de Linux fazem , essa é também uma das grandes diferenças dos utilizadores de Linux em relação a outros SOs .

    Aceitem os meus sinceros cumprimentos

    Serva

  7. Jorge Lourenço says:

    Olá Serva.

    Percebi que usas o interface KDE. Já agora, qual é a distro linux que usas com interface KDE como SO principal?

    Abraço,
    Jorge Lourenço

  8. Nef says:

    Boas Caríssimos,

    Gostaria de saber se alguem se encontra com problemas a instalar temas! Pois tento instalar e ocorre semre a erro a dizer “Ficheiro não é um arquivo tar.gz ou tar”!

    Alguem pode ajudar a contornar este problema.

    Obrigado.

    Cumprimentos;)

    • Alexsandro says:

      Boas…

      Eu tambem tive o mesmo erro, mas é de simples resolução.

      1º entra no ficheiro que fizeste download e muda o nome deste ficheiro “GdmGreeterTheme.desktop” para “MdmGreeterTheme.desktop”

      2º abrir o mesmo ficheiro que alteraste o nome com um editor de texto e alterar esta linha”[GdmGreeterTheme]” por esta “[MdmGreeterTheme]”

      No fundo só tens que trocar o “G” por “M” nos dois passos, pois estas a tentar uzar um GDM em MDM…espero que ajude.

      Cumps

  9. Antonio Ventura says:

    Eu tenho o mesmo erro Nef. Pode ser que alguém nos ajude. Obrigado e boa semana.

    Saudações

  10. Francisco says:

    Viva a todos, como faço para instalar a driver da minha gráfica no linux, é uma ati radeon x550xt.Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.