Quantcast
PplWare Mobile

Debian 8 “Jessie” vai trocar o Gnome pelo Xfce

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Dogzilla says:

    Parece-me excelente!

    • F.R says:

      Por mim até foi para melhor, xfce na minha opinião é o melhor.

      • lmx says:

        epa…

        isso depende…

        o xfce, não é um ambiente completo..
        para quem estava habituado ao gnome2 ou ao Mate(que está na transição para gtk3, mas que continuará a ser para portateis/desktop’s)…é difícil ir para o xfce 🙁

        Não existem as milhentas ferramentas do Mate por exemplo…não existe um Painel de controlo como existe no Mate, extremamente completo…a usabilidade vai cair…

        Pelo menos que apostassem no Mate, apesar de ser muito jovem ainda..

        Seja como for…é sempre melhor que ter que utilizar gnome3.

        A ver vamos…

        cmps

  2. Nelson says:

    Quem quer SO’s pipi’s, que escolha outro!

    Debian forever!

    • Rui B. says:

      Nada te impede de ter um Debian “pipi”. Eu próprio tinha o meu com algum eye candy.

      Seja como for, já não era sem tempo! Pelo menos a mim poupa-me imenso trabalho.

      • Nelson says:

        Eu sei 🙂

        Basta instalar os pacotes, assim como quem quiser ter o XFCE, ou nem sequer ter X11, o pode fazer.

        Mas são passos que deveriam ser secundários, e que muita gente deve ser a primeira coisa com que vai gastar tempo na instalação de um novo sistema…

  3. cnavigator says:

    Faz sentido que, tendo em conta a natureza estável do Debian, se troque o GNOME, que se encontra em desenvolvimento intenso, por um ambiente mais conservador e que também aposta na estabilidade acima de tudo, parece-me a combinação perfeita. Isto não é dizer que se deve ao GNOME ter piorado, eu pessoalmente não consigo ser produtivo na GNOME shell com rato e teclado, mas entendo que não se pode viver à sombra do paradigma do GNOME 2 / Windows 95 para todo o sempre e ainda bem que há quem arrisque e tenha outras visões, ainda que precisem de ser melhoradas e implementadas de outra forma.

    A minha escolha actualmente recai sobre o KDE, é o mais completo e o que apresenta mais funcionalidades e configurações para quem utiliza intensivamente o computador, mas sempre que me deparo com harware menos potente, XFCE ou LXDE com o painel e menu Whiskers do XFCE e Synapse para abrir rapidamente as aplicações corre como uma beleza. Contudo, o XFCE precisa de melhorar o suporte a multimonitor, que ainda está muito pobre e acrescentar uma forma amigável de aplicar definições de proxy a todo o sistema para serem respeitadas por todas as aplicações, como acontece no Ubuntu ou GNOME Shell, foi isso que me fez deixar o Mint XFCE, será que estes problemas já foram resolvidos entretanto?

  4. Rodrigo says:

    Eu prefiro o gnome, estilo o Zorin OS. Alguem sabe como por o ambiente grafico do Zorin OS em outra distribuição? Uma de longa duração, tipo a metamorfose que hoje trabalha com o KDE.

  5. James Bond says:

    Quem quiser ver já o que poderá vir a ser a Debian Jessie/Sid com XFCE pode fazer o download do LiveCD do site da Debian e experimentar. Aliás, com a Debian pode utilizar-se qualquer DE e qualquer WM.(ver Nota mais em baixo)
    Entretanto, há uma distribuição relativamente recente com origem na África do Sul e baseada na Debian Jessie/Sid com
    XFCE que vem com todos os matadouros chamada MAKULULINUX (depois de instalada, a partição / (root) fica com + ou – 12 GB) . [Eu costumo instalar as distribuições em 2 partições: / e /home]

    Nota: No site da LinuxBBQ têm a v/ disposição, milhentas variações da Debian Jessie/Sid com os mais variados DE e WM que eu, que sou utilizador do Linux e da Debian desde 1996, nem sabia que existiam 🙂 Literalmente, é para todos os gostos… 🙂

  6. Mota says:

    Acho que xfce tem tudo de melhor, é rápido e bonito. Experimentei no xubuntu e nao quero outra coisa 😀

    Cumpz

  7. Andre says:

    Também me parece óptima ideia.
    Sempre que instalo Debian é com o XFCE 🙂
    É leve, simples e eficaz.

  8. killwill says:

    Excelente idéia,o GNOME ficou demasiadamente “perfumado” com muitas alegorias e menor objetividade.O XFCE vem no caminho oposto,melhorando muito o alcance de seus aplicativos com uma tela de fácil visualização, destinada a quem prioriza o desempenho à perfumarias.

  9. Ricardo Luis says:

    Já não era sem tempo. Uso sempre que possível XFCE nas distros que experimento. O único que se aproxima da simplicidade e flexibilidade é o Mate.

  10. Osvander says:

    Já era tempo de mudar para XFCE ou o que eu mais uso durante anos LXDE rápido e eficiente tem tudo que preciso. Estou falando do meu PCLINUXOS lxde Br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.