PplWare Mobile

Aprenda a instalar o Guest Additions do Virtualbox no Ubuntu 20.04 LTS


Autor: Pedro Pinto


  1. Carlos Faria says:

    ahhhhhhh nao é preciso nada disso? está disponivel nos repositórios

  2. jed says:

    Dava jeito a uma semanas, porqu queria criar uma shared folder.

    Obrigado na mesma.

  3. Douglas Ferreira says:

    Praticamente impossível usar o Ubuntu Desktop na virtualização. Uso em um computador com processador i5, 8 GB e SSD. Faço a máquina virtual com dois cores do processador e 3 GB de RAM, além de 20 GB de disco. Na versão 19.10 não dava nem para instalar, já na versão 20.04 consigo instalar, mas o desempenho é péssimo.

    E não é um problema do virtualbox ou do vmware, é um problema do ubuntu. Rodo com desempenho muito bom o Mint (mesmo com Cinamon), Manjaro, Opensuse, Debian, … Só o ubuntu que vem caindo de qualidade a cada versão, em grande parte por conta do gnome.

    Os desenvolvedores têm de ter em mente que computador é um bem que dura muitos anos; têm de otimizar os sistemas. Além disso, há 20, 30 anos, o poder de processamento dobrava a cada 24 meses (comparado ao mesmo valor que se desembolsava); hoje, se quiser o dobro de desempenho que o seu computador tinha há dois anos, vai ter que desembolsar 3 ou 4 vezes mais.

    Uma pena pois muitas outras distribuições são baseadas nele; vai chegar um momento em que os desenvolvedores vão se cansar e migrar a base para Debian. O Mint já tem uma versão baseada em Debian, o LMDE, mas o foco principal é naquela baseada no Ubuntu.

    • Samuel MG says:

      3Gb de RAM!! O Ubuntu 20.0x requer 4Gb de RAM nos requisitos mínimos.

      • Douglas Ferreira says:

        Justamente sobre isso que eu falei! O sistema está ficando mais exigente a cada versão. Enquanto Linux Mint e Manjaro recomendam 2 GB de RAM, o Ubuntu (versão padrão, com Gnome) exige 4 GB.
        Mas, mesmo essa exigência é inútil. O sistema usa entre 700 e 800 MB quando acaba de carregar e ainda tem muita memória de sobra, mas percebe-se que a interface se arrasta. Isso não acontecia com Unity.
        Entendo que a Canonical precisava focar esforços em outras ferramentas e soluções, mas, na minha opinião, deveria ter optado por uma interface que poupasse hardware para processos mais importantes.
        Manjaro tem XFCE muito fluido e bem agradável de usar, o mesmo acontece com o Cinnamon no Mint (e mesmo o Mate). Aliás, até o KDE é mais fluido do que o Gnome.

      • Luís says:

        4GB? eu rodo 1VM Virtualbox com 3GB de RAM e mexe-se lindamente… e tenho outra VM idêntica á espera para actualizar do 18.04 (há de aparecer o update qd sair a primeira “point release” as usual…)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.